fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Arquivo da tag palestras

Idosos de Praia Grande participam de palestras sobre a importância do respeito às normas viárias

Ação será realizada no mês de agosto nas unidades do projeto Conviver
2/8/2018

Para aprender sobre normas viárias não tem idade. Por isso, a Secretaria de Trânsito de Praia Grande (Setran) iniciou nesta quinta-feira (2), no Conviver Samambaia, uma série de palestras sobre a importância do respeito às normas viárias nas unidades de Convivência para a Terceira Idade (Projeto Conviver). As atividades são voltadas à realidade do idoso, com informações específicas como sinalização viária, vagas especiais e a importância do uso do cinto de segurança.

A palestra dura aproximadamente 20 minutos e conta com orientação de agente de trânsito da Seção de Orientação e Educação da Setran, além de vídeos educativos e bate papo com troca de experiências. A mesma ação será realizada ao longo do mês de agosto em outras sete unidades Conviver, geralmente no período da manhã e da tarde. As palestras no Samambaia atraíram público de aproximadamente 40 pessoas.

De acordo com o palestrante do evento, o agente Cristiano Muniz, os idosos precisam ficar atentos aos menores detalhes no trânsito, por serem muitas vezes um público mais vulnerável. “Estas orientações podem salvar vidas. Eles estão na chamada ‘melhor idade’, dessa forma é muito triste saber que às vezes um pequeno descuido no trânsito possa interromper isso”.

A diretora da unidade, Cícera Eduardo Gomes, explicou que as palestras, da manhã e da tarde, foram muito bem recebidas. “São assuntos relacionados ao dia a dia deles. Muitos deles usam como meio de transporte bicicletas, além de andarem muito de carro e a pé. Por isso, ações parceiras como essa entre as Secretarias de Trânsito e de Assistência Social são tão importantes”.

A professora aposentada, Sidalva dos Santos, de 55 anos, disse ter gostado muito do evento. “Acho importante palestras com estas, especialmente para tirar dúvidas e mostrar coisas importantes que, muitas vezes, nem notamos. Não dirijo e não ando de bicicleta, mas no meu dia a dia como pedestre, noto muita imprudência, por isso temos que estar sempre atentos”.

Quem também participou da ação foi a aposentada Francisca Teixeira Bianchini, de 69 anos. Segundo ela, o que mais gostou foi que a palestra apontou os deveres de cada um. “Por exemplo, recentemente quase fui atropelada por uma ciclista, mas ambas tínhamos culpa: ela por estar na contramão e eu por não ter olhado antes de atravessar. Se todos entenderem seu papel, com certeza teremos um trânsito mais seguro”.

A aposentada Aparecida Lourdes de Souza José, de 59 anos, disse que o que mais a surpreendeu foi o quão importante é o uso do cinto mesmo no banco traseiro do carro. “Eu nunca me atentei ao quanto é perigoso. Com vídeos e informações passadas pelo agente de trânsito vi o risco que corro quando ando dessa forma”.

As próximas palestras de trânsito voltadas à terceira idade terá o seguinte cronograma:
Sexta (3), às 8h30 e às 13h30 – Conviver São Jorge;
Sexta (10), às 13h30 – Conviver Caiçara;
Quarta (15), às 8h30 – Conviver Solemar;
Sexta (17), às 08h30 – Conviver Ocian;
Segunda (20), às 08h30 – Conviver Tupi;
Quarta (29), às 13h30 – Conviver Guilhermina;
Sexta (31), às 08h30 – Conviver Boqueirão.

Profissionais da Saúde participam de ciclo de palestras

O tema “Empodere-se Agora” foi discutido durante dois dias de evento
26/7/2018

Com o intuito de provocar uma reflexão sobre o modo natural de enfrentar situações do cotidiano, duas educadoras físicas realizaram palestras, no anfiteatro do Hospital Municipal Irmã Dulce. Ressaltando condutas que sugerem maior confiança no que se faz, o tema “Empodere-se Agora” é título de um livro, que reúne 41 histórias de superação. O evento foi voltado aos profissionais de saúde e de outros setores do Complexo Hospitalar.

Organizada pelo setor de Educação Continuada, sob coordenação da Gerência Geral de Enfermagem, a abordagem reúne experiências que podem ser aplicadas nas áreas profissional, familiar ou na administração de negócios.

Como professora de Educação Física, Suellen Moraes Galante relatou como aprendeu a superar conflitos já na infância. Criada pela avó e convivendo com vários problemas familiares, ela revelou ter conseguido suplantar seus traumas e ter extraído muitos ensinamentos. “Eu rejeitei as coisas que não faziam bem para mim como o cigarro, a bebida e outras influências negativas e meu refúgio foi a escola, onde aprendi a formar minha personalidade”, disse.

Falando sobre Empoderamento Infantil, Suellen defende técnicas que, se aplicadas em determinada fase, podem ser mais bem absorvidas. “Até os 12 anos, as crianças memorizam mais as informações que elas já viram ou vivenciaram do que as informações abstratas. Quando a criança chega da escola, o ideal é que os pais conversem com ela, fazendo perguntas como o que comeu, se fez algum amigo novo, qual o assunto que mais gostou naquele dia. São perguntas mais abertas e não as que podem ser respondidas apenas com um sim ou não. Propõe-se, inclusive, que ela ensine a matéria nova ao pai ou a mãe. Quando se faz isso, a criança retêm muito mais o que aprendeu na aula”, destaca.

Colega de profissão e de local de trabalho, Ianka Oliveira Nogueira ainda leciona Ioga, o que também a credencia a discorrer sobre um dos temas do livro: “Você é a cura da sua vida”. O poder da mente para curar enfermidades a para ver a vida sob outras perspectivas fazem parte do seu capítulo na publicação. “As pessoas estão sempre procurando em sua volta o que elas necessitam naquele momento, sem saber que quase sempre as respostas estão dentro delas mesmas, mas que muitas vezes não se dão conta disso”, salienta.

Segundo Ianka, a experiência pessoal, os princípios da Ioga e cursos que frequentou ajudaram na construção de seu caráter. Para ela, a aceitação e o amor próprio são alguns dos pontos de partida em busca de soluções para a maior parte dos problemas da sociedade.

Tanto Suellen quanto Ianka dizem aplicar estes conhecimentos em suas aulas diariamente, quando introduzem temas ou brincadeiras, que além do bem estar físico e mental, propiciam também, através da prática, maior conscientização sobre os valores sociais, morais e éticos do indivíduo.

Para a gerente Geral de Enfermagem, Renata Meroti, conteúdos como os apresentados propõem uma autoavaliação sobre como cada um enxerga sua própria vida. “No dia a dia, vamos levando a vida de forma muito automática. Uma reflexão observando todos os aspectos expostos pelas palestrantes caba por motivar para mudar a rotina e melhorar a vida de todos”, considera.

Além do Irmã Dulce, as professoras já se apresentaram para públicos em Santos e no Palácio das Artes, em Praia Grande.

feira do estudante 2018

Usafa Maracanã comemora aniversário de 2 anos

Evento contou com palestras e diversas apresentações artísticas
18/5/2018

Funcionários e pacientes da Usafa e Academia da Saúde Maracanã fizeram uma grande festa em comemoração ao 2º aniversário da Unidade.

O evento contou com apresentações culturais, como teatro, dança cigana, dança do ventre, além de palestras com profissionais da saúde que abordaram diversos temas, como, por exemplo, a importância da boa alimentação.

Para a diretora da Usafa Maracanã, Giselly Prates, a unidade tem muito a comemorar. “Temos uma relação muito oba com a população. As pessoas do bairro são participativas, estão sempre presentes e nos ajudam na solução de problemas”, disse.

Ela conta ainda que no dia a dia, a Usafa também é um meio de despertar a união entre as pessoas. “Aqui temos um papel que vai muito além de tratar ou prevenir doenças, a unidade promove o espírito de equipe, de inclusão social e ajuda entre as pessoas”, comemora.

Os usuários da unidade compartilham da mesma opinião. “Eu acho muito bacana a forma com que somos tratados aqui, as pessoa são muito prestativas”, avalia Natali Maria de Flório, que passava por uma consulta com sua filha recém-nascida. “Aproveitei a consulta e fiquei para assistir essas lindas apresentações, realmente a unidade tem muito a comemorar”, concluiu.
O evento contou ainda com distribuição de suco, pipoca e bolo a todos os presentes.

Praia Grande promove 2ª Semana da Cultura Caiçara

Atividades gratuitas traçam paralelo entre cultura caiçara genuína e contemporânea
2/5/2018

Pelo segundo ano consecutivo, a Prefeitura de Praia Grande promove a Semana da Cultura Caiçara na Cidade, com uma série de atividades gratuitas como palestras, apresentações teatrais e musicais, vivências e exposições. O objetivo do evento, que acontece entre 25 e 30 de maio, é promover o resgate e conhecimento sobre a cultura caiçara.

Aprovado na Câmara dos Vereadores da Cidade através da Lei 1807 de 2 de Junho de 2016, o evento, que já acontece em algumas cidades da região e agora faz parte do Calendário Oficial do Município, mostra a importância da cultura caiçara na formação da sociedade atual.

Em 2018, a Semana da Cultura Caiçara tem como proposta expor a cultura caiçara genuína e contemporânea, traçando um paralelo entre atividades e costumes herdados dos verdadeiros caiçaras. Artes plásticas, surfe, gastronomia, rodas de conversa, música e artesanato se misturam para levar ao conhecimento do público detalhes presentes em nossas atividades cotidianas, originados na cultura caiçara.

A programação da 2ª Semana da Cultura Caiçara de Praia Grande tem início no dia 25 de maio com a abertura das exposições Pé Direito Caiçara, na Galeria Nilton Zanotti, e Olhar: O Cotidiano Caiçara, no Museu da Cidade, a partir das 19 horas. 

Em seguida, às 20 horas, o grupo de dança dos alunos da E.M. Porto do Saber apresenta o espetáculo Mar de Janaína no Teatro Serafim Gonzalez. Ainda no dia 25, a Av. Costa e Silva, no Boqueirão, recebe o projeto Sexta Musical especial Cultura Caiçara, a partir das 20 horas.

No sábado, dia 26, as atividades acontecem no Palácio das Artes e no Portinho. A partir das 14 horas, o Museu da Cidade oferece contação de histórias e apresentação de esquete teatral A Feiticeira, além da visitação às exposições Pé Direito Caiçara e Olhar: O Cotidiano Caiçara.

A Feira de Artesanato Itinerante especial acontece também no sábado (26), das 13 às 18 horas, no Portinho. E às 20 horas, no Teatro Serafim Gonzalez, o grupo Cazuá apresenta o espetáculo Além Mar. 

No domingo (27), a programação começa às 9 horas na Boutique do Peixe do Forte, com um bate papo entre pescadores, surfistas e o Instituto Biopesca. A partir das 14 horas, a Praça Duque de Caxias, também no Forte, recebe mais contação de histórias e brincadeiras durante toda a tarde.

Os grupos Chorões do Palácio e MPBossa, da Secretaria de Cultura e Turismo de Praia Grande, finalizam a programação do domingo também na Praça Duque de Caxias, a partir das 16h30, seguidos da esquete teatral A Lenda Urbana: Fantasma do Paquetá.

A visitação para as exposições no Palácio das Artes continua na segunda (28). Na terça (29), além das exposições, o Museu da Cidade promove mais uma tarde divertida com contação de histórias e a esquete teatral A Feiticeira, a partir das 14 horas. 

E para encerrar a 2ª Semana da Cultura Caiçara, o Núcleo de Criação Artística Palácio das Artes apresenta um Recital Caiçara, no Hall de Entrada, com músicos do Núcleo e sanfoneiros convidados. 
Toda a programação é gratuita.

Gente da PG fazendo arte – Minha primeira CONARC 2019

1
%d blogueiros gostam disto: