• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Arquivo da tag medicos

Médicos cubanos deixam a baixada santista

Oitenta e um médicos cubanos deixarão de atuar no Programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde, na Baixada Santista, em razão do fim do acordo entre Brasil e Cuba. Para suprir as vagas e não prejudicar o atendimento à população na rede pública, as secretarias de Saúde estão remanejando profissionais.

29 Guarujá
08 Santos
08 São Vicente
18 Praia Grande
05 Mongaguá
05 Peruíbe
01 Bertioga
07 Cubatão

MAIS MÉDICOS…
Quem disse que não há médicos brasileiros interessados em ter um emprego??????
Uma questão de organização, uma questão de patriotismo, uma questão de pagar o profissional pelo que ele vale!
Pagavam 10 mil reais por médico, sendo 3 mil para o médico e 7 mil para Cuba. E nem vale a pena entrar no mérito da questão do profissional, pois muitos não eram “médicos” de verdade. Caso contrário não teriam nenhum problema em fazer o “Revalida”. 
Essa história de que tratava-se de uma “organização” mundial que gerenciava, etc. etc., é balela, é história pra boi dormir, é coisa de quem não sabe ler e se informar sobre a verdadeira história do governo Dilma e o esquema montado e negociado com Cuba.
O orçamento de 2019 já prevê esse gasto com médicos. Então dinheiro não será o problema. Que paguem o piso salarial para os escolhidos para trabalhar em locais bem próximos, e paguem 10 mil para o sujeito ir trabalhar na selva amazônica. Quem não aceita???
E pensar que os esquerdopatas ainda colocam hacker para atacar o site de inscrições para atrapalhar o processo e poderem criticar por criticar… Cambada de FDPs! São todos anti-Brasil.
Eu só tenho pena dos cubanos que estão voltando para Cuba. Esses sim estão sofrendo, voltando para o cativeiro onde estão reféns todos os seus familiares.
#miltoncomentariododia


Quem disse que não há médicos brasileiros interessados em ter um emprego??????
Uma questão de organização, uma questão de patriotismo, uma questão de pagar o profissional pelo que ele vale!
Pagavam 10 mil reais por médico, sendo 3 mil para o médico e 7 mil para Cuba. E nem vale a pena entrar no mérito da questão do profissional, pois muitos não eram “médicos” de verdade. Caso contrário não teriam nenhum problema em fazer o “Revalida”. 
Essa história de que tratava-se de uma “organização” mundial que gerenciava, etc. etc., é balela, é história pra boi dormir, é coisa de quem não sabe ler e se informar sobre a verdadeira história do governo Dilma e o esquema montado e negociado com Cuba.
O orçamento de 2019 já prevê esse gasto com médicos. Então dinheiro não será o problema. Que paguem o piso salarial para os escolhidos para trabalhar em locais bem próximos, e paguem 10 mil para o sujeito ir trabalhar na selva amazônica. Quem não aceita???
E pensar que os esquerdopatas ainda colocam hacker para atacar o site de inscrições para atrapalhar o processo e poderem criticar por criticar… Cambada de FDPs! São todos anti-Brasil.
Eu só tenho pena dos cubanos que estão voltando para Cuba. Esses sim estão sofrendo, voltando para o cativeiro onde estão reféns todos os seus familiares.
#miltoncomentariododia

Área da Saúde em Praia Grande ganha conceito ‘A’ do Tribunal de Contas do Estado

Estudo realizado pelo órgão detalha serviços destinados aos munícipes
4/7/2018

Pelo quarto ano consecutivo, Praia Grande recebeu a nota máxima nas ações desenvolvidas na área da Saúde no Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP). A Cidade é a única da Região Metropolitana da Baixada Santista a ter o conceito ‘A’ do órgão em todas as edições do estudo. 

Praia Grande vem se destacando ao longo dos últimos anos devido ao investimento maciçamente na área da Saúde. O objetivo desta atuação é oferecer serviços com cada vez mais qualidade para os munícipes e turistas e uma melhor estrutura para a atuação dos profissionais. Construção de novas unidades, ampliação e revitalização das já existentes, aquisição de novos e modernos equipamentos, além da contratação de mais médicos estão entre as ações adotadas.

O titular da Secretaria de Saúde Pública de Praia Grande, Cleber Suckuow Nogueira, realizou reunião, na terça-feira (3), na sede da pasta, com parte da equipe para analisar o resultado do IEGM. O dirigente ressaltou a nota alcançada e reforçou o empenho em seguir com a evolução do setor.

“A nota reflete que o Município está cumprindo com suas ações. A Cidade aumentou a acessibilidade da população aos serviços. Temos dificuldades e estamos buscando alternativas para superar. Com recursos próprios o Município tem solucionado algumas carências por conta do subfinanciamento do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

O conceito ‘A’ representa na pesquisa a faixa ‘altamente efetivo’. O IEGM avalia o sucesso das políticas e atividades públicas dos gestores das prefeituras paulistas. Apesar de ser divulgado neste ano, o TCE analisou as ações desenvolvidas ao longo de todo ano de 2017.

Na área da Saúde, o IEGM verificou as medidas adotadas pelos municípios na Atenção Básica, equipes do Programa Saúde da Família (PSF), Conselho Municipal de Saúde e atendimento aos munícipes para tratamento de tuberculose, hanseníase, além da cobertura de campanhas de vacinação. Orientações sobre outros serviços do setor também fizeram parte da pesquisa. A aplicação pela Prefeitura de Praia Grande superior a média mínima de investimentos para o setor de 15% do orçamento local estipulada pela emenda constitucional nº 29/2000 também mereceu referência especial no levantamento.

“Quero aproveitar para cumprimentar e agradecer toda a equipe da Sesap, médicos, enfermeiros, recepcionistas, diretores das unidades, corpo administrativo e demais profissionais pelo comprometimento com a área da Saúde em Praia Grande. Seguiremos trabalhando duro para melhorar cada vez mais”, afirmou o secretário.

HIV HOJE (com Dráuzio Varella) – Põe na Roda

1
%d blogueiros gostam disto: