fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Arquivo da tag lixo

Toda vez que for na praia colete 3 plásticos da areia! Compartilhe esta idéia! #sos3

 

 

Polícia se divide entre aborto e homicídio sobre bebê achado em caminhão de lixo

Foto: Itaicy Julio

Corpo de menina recém-nascida foi achado em caminhão de lixo na noite de domingo (1º), em Praia Grande, no litoral paulista.

A Polícia Civil ainda não sabe determinar se caso do bebê encontrado morto dentro de um caminhão de lixo em Praia Grande, no litoral paulista, será investigado como sendo aborto ou homicídio. Até a manhã desta terça-feira (3), ninguém havia sido responsabilizado pela situação, descoberta na noite de domingo (1º).O corpo da criança, uma menina, foi encontrado por volta das 20h, no cruzamento da Rua Atibaia com a Rua Caxambú, no bairro Imperador. Coletores de lixo que estavam trabalhando no caminhão viram o corpo do recém-nascido ao acionarem a prensa do caminhão.Assim que o notaram, interromperam o procedimento e acionaram equipes da Polícia Militar, que constataram que o corpo ainda estava com o cordão umbilical e sangue, dentro de um saco, na caçamba do caminhão. Ao redor, ainda havia vestígios da placenta.Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, acionada, a perícia esteve no local. Uma avaliação preliminar de uma enfermeira constatou que a criança, pelo tamanho, aparentava ter, pelo menos, 3 kg.Segundo alguns moradores do bairro, ninguém sabia da existência de vizinhas gestantes. A polícia também investiga se a criança pode ser de alguma das usuárias de drogas que frequentemente circulam pelas redondezas.Por enquanto, as investigações dependem do laudo conclusivo que será emitido pelo Instituto Médico Legal (IML) da cidade nos próximos dias. Isso vai determinar se o caso seguirá sob a responsabilidade do Setor de Homicídios da Delegacia Especializada Antissequestro (Deas) ou do 2º Distrito Policial de Praia Grande, responsável pela área onde o corpo foi achado.

Fonte: G1

Recém-nascida encontrada no lixo em Santos foi vítima de homicídio, diz polícia

Fiscalização de pontos de descarte de lixo irregular pela população é intensificada

Secretarias de Serviços Urbanos e Urbanismo estão atuando em conjunto
21/6/2018

O descarte irregular de lixo pela população em áreas públicas causa diversos problemas urbanos. Entre os principais está o aumento da proliferação de roedores e insetos, desvalorização do entorno e obstrução da rede de drenagem, uma vez que estes materiais são carregados pela chuva para o sistema de escoamento de águas pluviais. A Prefeitura de Praia Grande realiza diariamente a limpeza destes trechos pela Cidade, porém menos de 24 horas depois muitos destes locais estão sujos novamente. Por isso, as Secretarias de Serviços Urbanos (Sesurb) e de Urbanismo (Seurb) estão unindo forças para intensificar a fiscalização de locais como estes, com multas que podem chegar a até R$ 1.822,14.

Desde o início deste mês de junho, através do uso de aplicativo de conversas via celular os encarregados dos serviços de limpeza da Sesurb estão apontando para fiscais da Seurb locais de descarte irregulares crônicos de lixo pela própria população. Na manhã do dia seguinte, estes profissionais saem em busca dos proprietários dos terrenos/áreas particulares onde a situação está ocorrendo aplicando notificações para resolver o problema. O proprietário tem o prazo de 30 dias para realizar a manutenção necessária, caso contrário é multado. Por dia, aproximadamente dez locais passam por esta verificação.

O secretário de Serviços Urbanos de Praia Grande, Katsu Yonamine, destacou que ainda que na maioria das vezes pessoas que moram nos arredores destes locais sejam as responsáveis por esse descarte irregular, os terrenos particulares precisam estar limpos e murados. “Por isso esse trabalho em conjunto. Além disso, queremos que a própria população veja esta ação, coloque a mão na consciência e perceba que esse lixo que ela descarta retorna para ela mesma como um problema urbano”.

No caso de descartes onde não é possível localizar o culpado, a Prefeitura conta a ajuda da população, que pode denunciar situações como estas, inclusive com fotos de possíveis veículos que possam ser utilizados para o transporte de materiais (imagens que possam, de alguma forma, identificar os responsáveis pela irregularidade) através do formulário online disponível no site www.ouvidoria.praiagrande.sp.gov.br, ou pelo app “Ouvidoria Praia Grande”, disponível gratuitamente na Apple Store e Play Store. As denúncias podem ser anônimas. “Queremos que a população também se torne ‘fiscal’ da sua rua, seu bairro. Aliando forças, temos certeza que podemos melhorar esta situação”, ressaltou Yonamine.

Quem for flagrado realizando descarte irregular de lixo em espaços públicos pode sofrer sanções de acordo com o Código de Posturas Municipais (Lei 657/89), as normativas da gestão dos resíduos da construção civil (Lei 1660/2013) e leis ambientais como a de Crimes Ambientais (Lei 9605/98), dependendo da situação.

Além do estreitamento das ações entre a Sesurb e a Seurb, para coibir estas irregularidades, a Prefeitura tem também realizado orientações de vizinhos destes locais e realizando campanhas educativas nas redes sociais e canais oficiais da Administração.

Destaque – E para oferecer locais corretos para o descarte de lixo, Praia Grande oferece um amplo sistema de limpeza na Cidade. Confira as principais ações: coleta de lixo domiciliar, coleta seletiva, Rapa Treco e 12 unidades de Ecoponto (nos Bairros Aviação, Sítio do Campo, Mirim, Nova Mirim, Maracanã, Real, Caiçara, Solemar, Boqueirão, Ribeirópolis, Canto do Forte e Ocian), que além de receber materiais recicláveis ainda recebe pequenas quantidades de entulho da construção civil – até 2 m³.

Ônibus da Praia Grande não tem cestos de lixo

Não deveria ser comum, mas é uma realidade.

Passageiros dos ônibus da cidade de Praia Grande têm que conviver com a falta de estrutura da companhia. Além da má higienização dos coletivos, a falta de cestos de lixos nos carros provocam uma agravante ambiental ainda mais nocivo ao meio ambiente. Quem nunca se deparou com algum cidadão que dispensou seu lixo pelas janelas dos coletivos?

Nossa produção entrevistou alguns passageiros, que sem hesitar, manifestam muita indignação com a qualidade do serviço prestado. Veja o que disse uma usuária do transporte coletivo.

Pagamos caro pela tarifa da passagem. Os ônibus, na maior parte do dia, sempre estão lotados. Somos obrigados a pagar por um serviço de má qualidade e ainda se contentar em ir de pé de volta pra casa após um dia cansativo e estressante de trabalho. Tenho certeza que falta de recursos não é, pois não podemos ficar devendo sequer cinco centavos do valor da tarifa de R$ 4,05.

Disse Maria das Dores, usuária da linha 17 (Terminal Tude Bastos – Samambaia).

Bairro Quietude recebe projeto Multiação

Ação está sendo iniciada no local nesta sexta-feira (15)
15/6/2018

Com serviços como varrição, raspagem de areia da sarjeta, recolha de itens inservíveis das vias, roçagem de mato e pintura de guias, a Secretaria de Serviços Urbanos de Praia Grande (Sesurb) segue realizando o projeto Multiação em toda cidade. O mutirão de serviços de limpeza está sendo iniciado nesta sexta-feira (15) no Bairro Quietude e a previsão é que siga pelo local por aproximadamente duas semanas. Desde o início do ano, nove bairros da Cidade já receberam as melhorias.

O trabalho é constante e atende ao longo do ano toda a Cidade. As ações acontecem paralelamente ao serviço diário, não mudando a programação das ações já desenvolvidas, como Rapa Treco, Coleta de Lixo, entre outros. Aproximadamente, 100 funcionários estão envolvidos no trabalho.

A ação é desenvolvida por duas frentes de trabalho, uma atuando entre a Curva do S e o Solemar, e outra entre a Mirim e o Boqueirão. Desde janeiro deste ano, os bairros Sítio do Campo (com loteamentos Tude Bastos e Guaramar), Glória, Vila Sônia, Antártica (com loteamentos São Jorge e Maxilândia), Tupiry, Esmeralda, Ribeirópolis, Samambaia e Melvi já foram atendidos.

O secretário de Serviços Urbanos, Katsu Yonamine, explicou a importância da ação para a conservação da limpeza na Cidade. “Além de manter os bairros mais limpos, a intenção do projeto Multiação é prevenir que detritos caiam na rede de drenagem obstruindo a tubulação e prejudicando o escoamento de águas pluviais. A colaboração da população é essencial para a limpeza das ruas.

 

McDonald’s baniu os canudos plásticos de seus estabelecimentos no Reino Unido e na Irlanda

MUNDO – A rede norte-americana de fast-food McDonald’s baniu os canudos plásticos de seus estabelecimentos no Reino Unido e na Irlanda e os substituirá por outros de papel.

De acordo com a empresa, somente no Reino Unido, são usados 1,8 milhão de canudos por dia, e a alteração afetará 1.361 lojas no território britânico. “Refletindo a maior parte do debate público, nossos clientes nos disseram que queriam ver uma mudança nos canudos”, informou a companhia norte-americana.

A medida também será testada nos Estados Unidos, Bélgica, França, Suíça, Noruega e Austrália. A modificação na rede de alimentos ocorre poucas semanas após a União Europeia anunciar uma meta de redução de 90% nas garrafas plásticas até 2025.

O bloco produz 25 milhões de toneladas de lixo plástico a cada ano, sendo que 85% desses materiais acabam poluindo mares e oceanos.

Fonte: SantaPortal

Prefeitura de Praia Grande divulga comunicado oficial sobre serviços municipais

A Prefeitura de Praia Grande informa que durante esses 8 dias de greve dos caminhoneiros vem monitorando as situações, em especial nas áreas de saúde pública, educação, transporte coletivo, serviços públicos de limpeza urbana e coleta de lixo para manutenção através de ações essenciais. Conseguiu por meio de medidas administrativas manter os serviços em funcionamento, principalmente viabilizando o fornecimento de combustível para que não parassem os trabalhos essenciais, sem provocar danos à população, como paralisação de Unidades de Saúde, de emergência, de unidades de educação para que os pais pudessem continuar trabalhando; o transporte coletivo para promover a mobilidade e acesso, além da coleta de lixo. Infelizmente, em uma avaliação realizada nesta segunda-feira (28), foi constatado que, mesmo com esta medida, a Administração Municipal ainda enfrentará problemas de desabastecimento de insumos e de outros itens nos próximos dias com a permanência da greve ou desarticulação desta até que se restabeleça o fornecimento de todos os meios, o que pode levar alguns dias.

Em avaliação com diversos setores, a Prefeitura de Praia Grande decidiu que por ausência de meios para fornecer alimentação para as crianças nas escolas municipais serão SUSPENSAS as aulas nas unidades a partir de quarta-feira (dia 30) até segunda-feira (4), quando será feita uma reavaliação do cenário e divulgada nova situação. Ressalta-se, mais uma vez, que a iniciativa se dá pela estrita ausência de meios para que a merenda chegue às crianças, sem previsão a curto prazo.

Portanto, não haverá aula nas escolas municipais nos dias 30/5 (quarta-feira), 31/05 (quinta-feira – feriado), 1º/6 (sexta-feira – ponto facultativo), dias 2 e 3/6 (final de semana) e 4/6 (segunda-feira).

A coleta de lixo segue normalizada com exceção do transbordo, mas a Administração Municipal está tomando as medidas necessárias para que seja garantido o deslocamento dos veículos até o aterro sanitário, visando preservar a saúde pública.

Sobre o Sistema de Saúde, inúmeras medidas estão sendo tomadas, priorizando o sistema de hemodiálise, manutenção das cirurgias de emergência e eletivas, atendimento de urgência e emergência e o pleno funcionamento das Unidades de Saúde da Família, com estratégia especial para realização de coleta de exames. Estas unidades continuarão funcionando, haja vista que grande parte do material comporta atendimento para aproximadamente uma semana e em acompanhamento diário será possível informações mais precisas. É importante atentar à população que não condizem as mensagens alarmistas que estão sendo propagadas de que as unidades estão fechadas.

Sobre o transporte público, a Prefeitura esclarece que a frota municipal está rodando em horário de pico de passageiros com todos os veículos e com redução de frota conforme a demanda, caso seja necessário. Os horários normais das linhas podem sofrer alterações ao longo de todo o dia, uma vez que estão sendo necessárias paradas para reabastecimento. Além disso, destacamos que funcionários da Concessionária estão ao longo dos itinerários acompanhando a demanda de passageiros, gerenciando o bom funcionamento das linhas.

O Paço Municipal funciona com seu expediente normal de atendimento. Para mais informações a população pode acessar o site www.praiagrande.sp.gov.br.

Mais uma vez, a Prefeitura reafirma que não deixará de tomar medidas enérgicas e necessárias para que não haja nenhum prejuízo e risco à sociedade.

Associação de Catadores de Recicláveis inicia atividades

Praia Grande ganha Associação de Catadores de Materiais Recicláveis

Entidade, formada por 57 ex-coletores irregulares, será inaugurada dia 22
18/5/2018

Praia Grande contará com um importante reforço no trabalho de coleta seletiva e reciclagem de materiais. Na próxima terça-feira (22), será inaugurada oficialmente a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis (Acamar), formada por antigos catadores irregulares de lixo na Cidade. Os trabalhadores receberão os materiais diretamente dos caminhões que realizam a recolha do lixo reciclável, realizada de segunda a sexta-feira por todos os bairros, e das 12 unidades Ecopontos do Município. A Acamar realizará a separação adequada e a posterior venda destes itens.O trabalho acontecerá paralelamente ao da Cooperativa de Coletores e Recicladores de Materiais Inorgânicos Nova Vida (Coopervida), que atua em Praia Grande desde 2004.

Integram a Acamar 57 ex-catadores, que estão recebendo uma nova sede, no Bairro Antártica, com 774 m² de área coberta e um trecho anexo, descoberto, de 56m². O espaço conta com banheiros, vestiários, refeitório e cozinha. O local contará também com sistema de cisternas para a captação da água de chuva com capacidade de 20 mil litros de água. Além do espaço físico, a Acamar está recebendo também todos os maquinários necessários para a separação, embalagem e armazenamento, além dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) obrigatórios. A ação está sendo realizada pelas Secretarias Municipais de Assuntos Institucionais (Seai) e de Serviços Urbanos (Sesurb).

A Acamar, assim como a Coopervida, vão receber os itens da coleta seletiva, que é realizada em toda Cidade com a ajuda de 6 caminhões destinados especificamente para o trabalho. De janeiro a dezembro de 2017 foram recolhidos 1.230.400 kg de itens recicláveis em Praia Grande. Com a nova associação, a previsão da Prefeitura é que a quantidade seja ainda maior em 2018.

Praia Grande conta com dois tipos de serviço de coleta seletiva: coleta solidária e coleta domiciliar. No trabalho de coleta solidária, a ação é feita em repartições públicas de Praia Grande, de segunda a quarta-feira. Já o serviço domiciliar acontece em todos os bairros, de segunda a sexta-feira, sempre a partir de dois horários: as 8 e a partir das 14 horas. Neste caso, os caminhões contam com caixas de som, que avisam aos moradores da presença dos veículos.

O serviço tem o seguinte cronograma: Segunda-feira, de manhã, Militar, Canto do Forte e Boqueirão; e de tarde, Guilhermina e Aviação. Terça-feira, de manhã, Tupi, Ocian, Imperador, Princesa e Cidade da Criança; de tarde, Caiçara e Solemar. Na quarta, de manhã, Mirim e Maracanã; de tarde, Real, Flórida e Glória. Quinta-feira, de manhã, Anhanguera, Nova Mirim e Santa Marina; de tarde, Ribeirópolis, Esmeralda, Samambaia e Melvi. E na sexta-feira, de manhã, é a vez dos Bairros Sítio do Campo, Antártica e Quietude; já de tarde, a coleta acontece na Vila Sônia e Tupiri.

Além disso, a Acamar receberá itens recolhidos nos Ecopontos (localizados nos Bairros Sítio do Campo, Aviação, Mirim, Nova Mirim, Real, Maracanã, Caiçara, Boqueirão, Solemar, Ribeirópolis, Ocian e Canto do Forte). Estes locais possuem caçambas para o depósito de materiais como plástico, vidro, madeira, podas de árvores e pequenas quantidades de entulho (até 2 m³ por descarte).

De acordo com o secretário de Serviços Urbanos, KatsuYonamine, a ação tem benefícios para toda a comunidade, além de trazer diversos avanços nos trabalhos já realizados pela Administração Municipal em prol da sustentabilidade. “É dar condições dignas de trabalho a estas pessoas, retirando-as de situações precárias, insalubres e irregulares de trabalho. Além disso, quem ganha também é o Município, que vai conseguir ter uma quantidade maior de lixo reaproveitado”.

E aretirada dos catadores irregulares e a criação da nova associação vêm ao encontro das ações de melhorias iniciadas em 2017 na área de Transbordo Municipal, com a construção de uma nova balança (totalizando duas), melhoria no sistema de drenagem de todo o espaço, a construção de uma nova guarita e muros laterais e instalação de novos portões.

Além disso, o talude do local recebeu o plantio de grama e todo o entorno está recebendo um paisagismo especial, melhorando o aspecto urbano do Transbordo. Uma nova rampa também foi instalada no local, agilizando o serviço de carga e descarga dos caminhões.

O antigo aterro sanitário de Praia Grande foi desativado em 22 de janeiro de 2004, quando houve um termo de ajustamento de conduta entre a Prefeitura e a Cetesb. O documento previu o fechamento da área e início do funcionamento do Transbordo Municipal, em funcionamento desde então na Avenida do Trabalhador, 2342, Bairro Vila Sônia, na divisa com o Bairro Sítio do Campo.

Conviver Tupi promove ação ambiental

Frequentadores participaram de palestra e foram à praia recolher resíduos
9/5/2018

Na semana do Dia das Mães, os frequentadores do Conviver Tupi participaram de uma ação voltada à conservação do meio ambiente. Uma palestra foi realizada na quarta-feira (9), com informações sobre os perigos do lixo descartado na praia. Em seguida, os participantes foram para a praia, onde aprenderam na prática.

A palestra foi ministrada pela educadora ambiental da Secretaria de Educação, Vera Giacometti. Ela explicou aos participantes que o lixo descartado na praia é um perigo especialmente para os animais marinhos. “Precisamos difundir este conhecimento para que todos possam ter a consciência do mal que ações irresponsáveis podem produzir. Os animais comem esse lixo, pois se confundem achando que é comida”.

Na areia da praia do Bairro Tupi, os idosos que participaram da palestra coletaram microlixos que foram descartados de forma irregular. Bitucas de cigarro, canudos, plásticos e muitos outros itens foram encontrados.

De acordo com a diretora do Conviver Tupi, Walkíria Frassini, a ideia é aproveitar a influência que estes idosos têm com netos e familiares e transmitir conhecimento. “Eles podem ser multiplicadores de boas práticas. Assim podem passar para filhos e netos, junto com os tradicionais valores familiares”.

Uma das participantes, a aposentada Etelvina Maria da Conceição, de 65 anos, que normalmente frequenta o Conviver para fazer aulas de ginástica e crochê, mas que desta vez se engajou na questão ambiental. “Aprendi muita coisa nesta palestra. A gente vê muita coisa errada na praia. Às vezes até cato o lixo e jogo fora, mas não sabia que tem tanta coisa errada”.

Atendimento – Ao longo de todo o ano, as nove unidades do Programa Conviver oferecem atividades esportivas, culturais e de lazer aos maiores de 50 anos. Entre as atrações, aulas de diversos tipos de dança, ginástica, bordados, jogos de mesa, canto coral e muito mais. 
Homens e mulheres podem aproveitar. Tem Conviver nos Bairros Boqueirão, Guilhermina, Sítio do Campo, Antártica, Tupi, Ocian, Samambaia, Caiçara e Solemar. Para mais informações basta comparecer na unidade mais próxima ou ligar para 3496-5015.

Quando o assunto é a Melhor Idade, Praia Grande é uma das cidades referência no assunto. Desde 2009, entre todos os municípios do Estado de São Paulo com mais de 200 mil habitantes, Praia Grande está em primeiro lugar no Índice Futuridade, que mede a qualidade de vida e a atenção ao idoso nos municípios.

PG realiza a limpeza de pontos crônicos de descarte irregular de lixo

Lugar de lixo é no lixo

PG recolhe 600 toneladas de lixo da orla durante Réveillon 2017/2018

trator
Quantidade é 52% maior que a recolhida na virada do último ano
2/1/2018

Como um dos quatro principais destinos de turistas do País, Praia Grande recebeu aproximadamente um milhão de visitantes na noite do réveillon 2017/2018. Com isso, a limpeza da orla durante este período foi reforçada e neste ano, das 2 às 8 horas de segunda-feira (1º), a Secretaria de Serviços Urbanos (Sesurb) recolheu 595,9 toneladas de lixo na faixa de areia e calçadão da praia. A quantidade foi 52% superior a do mesmo período do ano anterior, quando foram recolhidas aproximadamente 283 toneladas.

Durante a ação especial de réveillon, aproximadamente 350 funcionários da Sesurb ficaram encarregados da limpeza da praia, entre os Bairros Canto do Forte e Solemar. Além da atividade especial para a comemoração do Ano Novo, o setor ainda intensificou a limpeza de toda a Avenida Presidente Castelo Branco, calçadão da praia e faixa de areia. A ação será mantida até o Carnaval.

Segundo o diretor de Manutenção da Orla, Carlos Rodrigues Bonito Jr., para realizar o serviço de forma mais eficiente, os trabalhadores foram divididos em equipes que agiram no calçadão da praia e faixa de areia. “A preocupação da Administração Municipal é manter a Cidade sempre limpa para moradores e turistas”, explicou.

Além da ação na madrugada de 1º de janeiro, o trabalho diário acontece diariamente por equipe de cerca de 300 funcionários e aproximadamente 15 máquinas e 20 caminhões, atuando exclusivamente na limpeza da praia sempre a partir das 19 horas. Pelo menos 80 servidores fazem a limpeza do calçadão, divididos por equipes. Além disso, foram instaladas na orla caçambas de 1000 litros, com uma distância aproximada de 100 metros entre elas.

Os demais funcionários são responsáveis pela limpeza da faixa de areia, além de vias arredores com grande fluxo de pessoas, como a Avenida Marechal Mallet, Avenida Presidente Costa e Silva, Rua Dr Vicente de Carvalho e Avenida dos Sindicatos.

Para realizar o trabalho de forma ágil, a manutenção é setorizada e é feita pela Divisão de Limpeza da Orla (Regional 2) no trecho Canto do Forte/Mirim, e pela Divisão de Manutenção de Vias (Regional 4) no restante da praia, no trecho Maracanã/Solemar. As equipes são divididas em três: a de limpeza do calçadão, a que realiza o serviço na faixa de areia e funcionários que trabalham no apoio do serviço (entre setores administrativos, motoristas, ajudantes de caminhão e coletores de lixo recolhidos na orla).

A diretora da Divisão de Manutenção de Vias, Francisca Iraci do Nascimento, responsável pelo setor que realiza a limpeza da orla no trecho entre o Maracanã e o Solemar, explicou ainda que a ação é comum durante a temporada. “A Cidade costuma receber muitos turistas no verão e a praia é, sem dúvida, um dos destinos mais procurados. Com o trabalho de limpeza mais intenso e realizado em sua maioria no período noturno deixamos o local mais agradável, sem incomodar os banhistas”, afirmou.

Lixo no lixo

1
%d blogueiros gostam disto: