fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Arquivo da tag equipe

Confira a campanha de Praia Grande nos Jogos Regionais

Delegação municipal competiu em Santo André
16/7/2018

Durante dez dias (de 04 a 14 de julho), em Santo André, a delegação de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) participou das disputas dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, evento regido pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ). No total, competiram mais de dois mil atletas, de 25 municípios.

Mais de 400 pessoas (entre atletas, técnicos e dirigentes) representaram Praia Grande em 23 modalidades: atletismo masculino (M), feminino (F) e para pessoas com deficiência (PcD); basquete M, biribol M, bocha M, capoeira M/F, caratê M/F, damas mista, futsal M, futebol M, ginástica rítmica F sub-14, ginástica artística M sub-16/F, handebol M/F, judô M/F, malha M, natação M/F/PcD, taekwondo M/F, tênis M/F, tênis de mesa M/F, vôlei M/F, vôlei de praia M/F e xadrez M/F. Apenas no basquete, futebol e futsal femininos; badminton, ciclismo e skate não houve representantes locais.

O grupo local terminou a disputa em quinto lugar com 182 pontos e 141 medalhas (56 ouros, 54 pratas e 31 bronzes). Pelo sexto ano consecutivo (2013 a 2018), o título geral ficou com a delegação de São Bernardo do Campo que dessa vez somou 281 pontos. Depois, terminaram as turmas de Santos com 231, São Caetano do Sul com 221,5 e Osasco com 183.

Confira a campanha completa de Praia Grande:

Atletismo feminino livre – terminou em 6º lugar (2 ouros, 1 prata e 2 bronzes)
1ª Débora de Almeida Simões Moreira – arremesso do peso
1ª Thaís Alves de Aguiar – lançamento do dardo
2ª Débora – lançamento do disco
3ª Daniela Bitencourt Ennes – disco
3ª Ana Caroline Aguiar da Silva – lançamento do martelo
4ª Daniela – peso
5ª Thassany Cristine de Oliveira Neves – 400 metros
6ª Adiely Augusto Ribeiro – martelo
10ª Thassany – 200 metros
13ª Brenda Marcelly Costa de Lima Alves – 200 metros

atletismo masculino livre – terminou em 6º lugar (1 prata e 4 bronzes)
2º Flávio Barbosa da Cruz – lançamento do disco
3º (2) João Vitor de Jesus Assenção – 100 e 200 metros
3º Dyogenes Gleyson Farias dos Santos – 400 metros
3º Dyogenes, João Vitor, Gabriel Costa Santana Silva e Alexandre Alves Moura – revezamento 4×100
4º Marcos Roberto Santos Gomes – salto em distância
5º Jonathan Jesus dos Santos – lançamento do dardo
7º Gustavo Henrique Ribeiro Cunha – dardo
7º Marcos – salto triplo
7º Alexandre, Dyogenes, Gabriel Costa e João Vitor – revezamento 4×400 metros
8º Lucas Goulart Moreschi – disco
9º Marcos – salto em altura
9º Elias Batista de Oliveira – 10km
10º Elias – 1500 metros
10º Júlio Cesar Batista dos Santos – 10km
11º Lucas Goulart – arremesso do peso
13º Elias – 5km
13º Gabryel dos Santos Silva – 200m
14º Júlio Santos – 5km
14º Gabriel Costa Santana Silva – 400 metros
16º Julio Cesar Muniz Marques – 800 metros
19º Vinicius Conceição Rolt – 1500 metros

atletismo PcD feminino livre – terminou em 2º lugar (11 ouros, 10 pratas e 3 bronzes)
1ª (3) Gabriela Mendonça ferreira – 100, 200 e 400 metros – T12
1ª (2) Maria Cecília Tenreiro – disco e lançamento do dardo – T37
1ª (2) Cibele Cristina Oliveira Cavalcante – 100 e 200 metros – T20
1ª Rosana Cardoso da Silva – lançamento do disco – F34
1ª Glória Poliana Platner do Amaral – 100 metros – T54
1ª Laísa Cícera Macedo – arremesso do peso – T35
1ª Queila Bruna Assis de Senna Ribeiro – peso – T37
2ª (3) Janaína Oliveira Nascimento – 100, 200 e 400 metros – T37
2ª (2) Rosana – peso e dardo – F34
2ª (2) Laísa – 100 e 200 metros – T35
2ª Marcela Beatriz dos Santos – 100 metros – T20
2ª Queila – dardo – F37
2ª Glória – 200 metros – T54
3ª Maria Cecília – peso – T37
3ª Cibele – peso – T20
3ª Queila – disco – T37
3ª Glória – 400 metros – T54
5ª Marcela – arremesso do peso – T20

atletismo PcD masculino livre – terminou em 4º lugar (16 ouros, 11 pratas e 3 bronzes)
1º (3) Vinicius Canas Gonçalves – 100 metros, lançamento do dardo e arremesso do peso – F/T35
1º (3) Gottlieb Ricardo Gonser – 100, 200 e 400 metros – T12
1º (3) Marcelo Sousa dos Santos – salto em distância, 100 e 200 metros – T38
1º (2) Franklin Roberto dos Santos Alves – dardo e peso – F37
1º (2) Rafael Alexandre de Oliveira – 100 e 200 metros – T34
1º Alexandre Barbosa Lima – lançamento do disco – F37
1º Adrian Oliveira Conceição – 100 metros – T20
1º Renan Santos Romão – 400 metros – T38
2º (2) Renan – 100 e 200 metros – T38
2º (2) Tarciso Silva Barra Santos – 200 e 800 metros – T37
2º (2) Adrian – 400 e 1.500 metros – T20
2º (2) Alexandre – dardo e peso – F37
2º Franklin – disco – F37
2º Murilo Nascimento Oliveira – 5km – T20
2º Rafael Alexandre – peso – F34
3º Tarciso – 400 metros – T37
3º Raphael Ribeiro da Silva – 5km – T20
3º Murilo – 200 metros – T20
4º Murilo – salto em distância – T20
4º Raphael Ribeiro – 1.500 – T20
6º Raphael Ribeiro – 400 metros – T20

basquete masculino sub-20 – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada chave A – Praia Grande 32 x 57 Mauá
2ª rodada – Praia Grande 70 x 42 São Vicente
3ª rodada – Praia Grande 69 x 63 Santo André
semifinal – Praia Grande 45 x 83 São Caetano do Sul
decisão do 3º lugar – Praia Grande 80 x 65 Guarujá

biribol masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Itapevi
3ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Cotia
semifinal – Praia Grande 2 x 0 Itanhaém
decisão do 1º lugar – Praia Grande 1 x 2 Santos

bocha masculina livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Peruíbe
semifinal – Praia Grande 0 x 2 São Caetano do Sul
decisão do 3º lugar – Praia Grande 2 x 0 São Vicente

Capoeira feminina livre – terminou em 6º lugar
5ª Rosemary Rocha de Oliveira – meio-pesado (59 a 66 kg)
6ª Marina Batista Costa – médio (53 a 59 kg)
6ª Luciene Caires de Aguiar – pesado (mais de 66 kg)

Capoeira masculina livre – terminou em 5º lugar (1 prata)
2º Leandro Gimenes de Aguiar – leve (até 68 kg)
4º Fernando Ribeiro da Silva – meio-pesado (77,5 a 87 kg)
5º Thiago Oliveira dos Santos – pesado (mais de 87 kg)
7º Bruno de Souza José – médio (68 a 77,5 kg)

caratê feminino livre – terminou em 8º lugar (1 prata)
2ª Caroline de Lima – katá individual
5ª Mariam Mian Bouchnak – 53 a 60 kg
7ª Mariana Vieira Rocha de Freitas, Mariana Ciasca Lopes e Fernanda Nascimento Pereira
– katá equipe

caratê masculino livre – terminou em 8º lugar
4º David Willy Silva dos Passos, Matheus Nascimento Pereira e Nathan Pinto de Almeida – katá equipe 
5º Hevandro da Assenção Ribeiro – 65 a 70 kg
5º Douglas Vinicius de Araújo – 70 a 75 kg
6º Allan Jozala de Souza – katá individual
7º Oswaldo Luis Rodrigues de Oliveira – 60 a 65 kg

damas mistas livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 4 x 6 Itapevi
2ª rodada – Praia Grande 1 x 9 São Bernardo do Campo

futebol masculino sub-20 – terminou em 12º lugar
1ª rodada – Praia Grande 1 x 0 Jandira
2ª rodada – Praia Grande 0 x 0 Peruíbe
3ª rodada – Praia Grande 0 x 0 Santos
2ª fase (12 melhores) – Praia Grande 0 x 0 Juquitiba (5 x 6 nos pênaltis) 

futsal masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada chave B – Praia Grande 5 x 4 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 2 x 1 Diadema
Semifinal – Praia Grande 1 x 1 Jandira (3 x 1 nos pênaltis)
final – Praia Grande 2 x 4 Osasco

Ginástica artística feminina livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
2ª equipe
4ª Kailane Araújo Fontes – trave
4ª Nicole Piacentini de Freitas Pereira – solo e individual geral
5ª Kailane – salto e individual geral
6ª Nicole – paralelas
6ª Ranya Jamilli Pavezi Gonzales – trave e individual geral
7ª Isadora Paulinia de Oliveira – paralelas e individual geral
7ª Ranya – paralelas
7ª Nicole – trave
7ª Kailane – solo
8ª Isadora – trave
8ª Ranya – solo
9ª Isadora – solo
9ª Kailane – paralelas

Ginástica artística masculina sub-16 – terminou em 2º lugar (1 prata e 1bronze)
2º equipe
3º Jedson Ferreira Santos – salto
4º Cássio Eduardo Menezes do Nascimento – argolas
5º William Domingos dos Santos Filho – solo e paralelas
5º Cássio – cavalo e individual geral
5º Jedson – barra fixa
6º William – cavalo e individual geral
6º Jedson – solo
6º Vitor Silva Mendes Vieira – argolas
6º Cássio – barra fixa
7º William – argolas
7º Cássio – solo
7º Gustavo Henrique Ramos Rezende de Moraes – individual geral, cavalo e barra fixa
7º Vitor – paralelas
8º Cássio – paralelas
8º Daniel Santana Vieira – cavalo e argolas
9º Daniel – solo
9º Vitor – cavalo e barra fixa
9º Gustavo – argolas e paralelas
10º William – barra fixa
10º Daniel – paralelas
11º Gustavo – solo
11º Vitor – individual geral
12º Daniel – individual geral
14º Jedson – individual geral

ginástica rítmica feminina sub-14 – terminou em 4º lugar
5ª Sabrina Barros da Costa Barreto – aparelho bola
5ª Karen Utino Sartori – maças
5ª Isabella Correia Aguiar – fita
5ª Gabryela Stephanie Raimundo de Mendonça – mãos livres
5º individual geral
5º conjunto cinco arcos (Sabrina, Karen, Isabella, Gabryela, Isabela Puliti Pinto, Maria Eduarda Goulart de Oliveira, Larissa Gonçalves Conceição e Bruna Ribeiro Alves dos Santos)

handebol feminino sub-20 – terminou em 4º lugar
1ª rodada – Praia Grande 3 x 29 Santos
2ª rodada– Praia Grande 5 x 18 São Caetano do Sul
3ª rodada – Praia Grande 11 x 20 Guarujá
4ª rodada – Praia Grande 18 x 17 Diadema

handebol masculino sub-20 – terminou em 1º lugar (1 ouro)
1ª rodada – Praia Grande 33 x 17 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 26 x 25 Santos

Judô feminino livre – terminou em 7º lugar
5ª Ingrid Beatriz Lopes da Silva – peso meio-pesado (70 a 78 kg)
5ª Amanda Silva Souza – pesado (mais de 78 kg)
5ª Larissa Vieira Coutinho – absoluto (sem limite de peso)
6ª Tawany Gianelo da Silva – leve (52 a 57 kg)
7ª Vitória Noellen Alexandre – meio-médio (57 a 63 kg)
7ª Jéssica Rita Carvalho – médio (63 a 70 kg)

Judô masculino livre – terminou em 12º lugar 
4º Fabio Lescreck dos Santos – ligeiro (55 a 60 kg)
6º Antonio Duarte Contente da Silva e Lucas Felipe Ventania Manzoni – nague no kata
7º Lucas Felipe Ventania Manzoni – superligeiro (até 55 kg)
8º Diego Billy Arruda da Silva – pesado (mais de 100 kg)

Malha masculina livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada chave B – Praia Grande 38 x 0 Jandira
2ª rodada – Praia Grande 126 x 114 Mauá
semifinal – Praia Grande 128 x 168 São Bernardo do Campo
decisão do 3º lugar – Praia Grande 136 x 134 São Vicente

Natação feminina livre – terminou em 4º lugar (1 prata e 2 bronzes)
2ª Patricia Pedroso Neumann – 100 costas
3ª Patrícia – 50 costas
3ª Anna Beatriz Costa Machado – 400 medley
4ª Patricia – 200 costas
4ª Anna – 400 e 800 livres
4ª Anna, Patrícia, Rafaella e Gabrieli da Cunha de Souza e Silva – revezamento 4×100 livres
4ª Anna, Patrícia, Rafaella e Gabrieli da Cunha de Souza e Silva – revezamento 4×100 medley
5ª Anna, Patrícia, Rafaella e Gabrieli – 4×200 livres
5ª Patricia – 200 medley
5ª Rafaella Anisio Pessi – 200 borboleta
7ª Anna – 200 livres
7ª Rafaella – 800 livres 
7ª Gabrieli – 100 e 200 peito
8ª Michelle Kaylane Bastos de Alencar – 200 borboleta
8ª Gabrieli – 100 peito e 100 borboleta
9ª Maria Eduarda de Oliveira Rodrigues – 200 livres
10ª Rafaella – 200 medley e 400 livres
11ª Maria – 100 e 200 costas
12ª Michelle – 100 livres, 50 e 100 borboleta

Natação masculina livre – terminou em 5º lugar
4º João Vitor Xavier Nogueira – 200 medley, 50 e 100 costas 
5º João – 200 costas
6º João, Luan Alves Jekabson, Guilherme Silva Serrano e Gustavo Xavier Nogueira – revezamento 4×100 livres
7º João, Evandro Lopes Bueno, Thiago Gazoni e Vinicius Victorio Souza Vitta –4×200 livres
8º Guilherme, João, Luan e Carlos Alexandre do Nascimento Barrada – 4×100 medley
8º Luan – 200 borboleta
9º Guilherme – 200 peito
9º Italo Bressane da Costa – 1.500 livres
10º Gustavo – 200 borboleta
10º Luan – 100 borboleta
11º Luan – 200 medley
12º Italo – 400 livres
12º Gustavo – 200 costas e 100 borboleta
12º Carlos – 200 peito
13º Guilherme – 100 peito e 50 livres
13ª Italo – 400 medley
14º Italo – 200 livres
14º Carlos – 50 livres
15º Carlos – 100 peito
16º Guilherme – 100 livres
17º Carlos – 100 livres

natação PcD feminina livre – terminou em 2º lugar (7 ouros, 8 pratas e 2 bronzes)
1ª (3) Gabriela Christina Sieiro Lopez Ramirez – S14 – 100 costas, 100 peito e 200 livres
1ª (2) Mariane Silva Ribeiro – S3 – 50 peito e 50 livres
1ª Neusa Ferreira Oliveira – S7 – 50 borboleta
1ª Pietra Vicktoria Hipólito de Abreu – S10 – 100 peito
2ª (3) Sara Neves Macedo – S8 – 100 costas, 50 e 100 livres 
2ª (2) Neusa – S7 – 50 e 100 livres
2º Cristina Maria da Silva – S10 – 100 costas
2ª Rute dos Santos da Cruz– S14 – 50 livres
2ª Mariane, Neusa, Pietra e Sara – revezamento 4×50 medley
3ª (2) Pietra – S10 – 50 e 100 livres
4ª Cristina – S10 – 50 e 100 livres

natação PcD masculina livre – terminou em 2º lugar (19 ouros, 11 pratas e 4 bronzes)
1º (3) Rodrigo Santos Pessoa – S5 – 50, 100 e 200 livres
1º (3) Gabriel Melone de Oliveira – S6 – 50 borboleta, 100 livres e 100 costas
1º (3) Amauri Matias Braga – S11 – 100 costas, 50 e 100 livres
1º (3) Murilo Manna Marcondes – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
1º (3) Luiz Henrique Sieiro Lopes Ramirez – S14 – 50 livres, 100 borboleta e 100 peito
1º Vinicius Canas Gonçalves – S7 – 100 livres
1º Waltemir Francisco da Cruz – S6 – 400 livres
1º Gabriel, Rodrigo, Waltemir e Lucas Felipe Freire Ramos – revezamento 4×50 medley
1º Alex Francisco Lopes da Costa, Amauri, Luiz e Rodrigo – revezamento 4×50 livres
2º (3) Lucas – S6 – 400 livres, 100 borboleta e 100 peito
2º (3) Marcos – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
2º (2) Vinicius – S7 – 50 borboleta e 100 costas
2º (2) Rogério Aparecido Ramos – S7 – 50 e 100 livres
2º Alex – S8 – 100 peito
3º (2) Waltemir – S6 – 100 costas e 50 livres
3º (2) Alex – S8 – 50 e 100 livres
4º Renato Luiz de Araújo – S9 – 50 livres
6º Renato – S9 – 100 livres

taekwondo feminino livre – terminou em 8º lugar
8ª Giovanna Cunha Freitas – luta – médio (50 a 57 kg)

taekwondo masculino livre – terminou em 6º lugar (1 prata)
2º Gustavo Gomes Monteiro – meio-pesado (69 a 80 kg)
4º Wilson Candido dos Santos Júnior – médio (59 a 68 kg)
6º Paulo Alexandre Teixeira Araújo – leve (até 58 kg)
7º Andre Luiz Silva dos Santos – pesado (mais de 80 kg)

tênis feminino livre – terminou em 3º lugar (2 bronzes)
Praia Grande 0 x 2 Embu das Artes

tênis masculino livre – terminou em 5º lugar
1ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Osasco

Tênis de mesa feminino sub-20 – terminou em 2º lugar (2 pratas e 1 bronze)
2ª Praia Grande 0 x 3 Santo André – equipe
2ª Steffany Kauany Souza Alves e Larissa Maciel de Godói – dupla
3ª Larissa Maciel – individual 
4ª Nicole de Jesus Santos – individual

tênis de mesa masculino livre – terminou em 6º lugar
4º Sergio Costa Tomceac e Gabriel Pereira da Cruz – dupla
6º Praia Grande 0 x 3 Santo André – equipe
6º Praia Grande 1 x 3 São Bernardo do Campo – equipe

vôlei feminino livre – terminou em 5º lugar
1ª rodada – Praia Grande 0 x 2 São Caetano do Sul
2ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Santo André
3ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Cotia

vôlei masculino sub-20 – terminou em 4º lugar
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Rio Grande da Serra (desistência)
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Caetano do Sul
semifinal – Praia Grande 1 x 3 São Bernardo do Campo (25/22, 19/25, 22/25 e 24/26)
decisão do 3º lugar – Praia Grande 1 x 3 São Caetano do Sul (25/14, 18/25, 22/25 e 22/25)

vôlei de praia feminino livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Diadema
2ª rodada– Praia Grande 2 x 0 São Caetano do Sul
semifinal – Praia Grande 0 x 2 Santos
decisão do 3º lugar – Praia Grande 2 x 0 Diadema

vôlei de praia masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Peruíbe
3ª rodada – Praia Grande 2 x 1 Bertioga
semifinal – Praia Grande 2 x 1 Mongaguá 
final – Praia Grande 0 x 2 São Bernardo do Campo

Xadrez feminino sub-20 – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 3 x 1 Itapevi 
2ª rodada – Praia Grande 0 x 4 Cubatão
3ª rodada – Praia Grande 0 x 4 Osasco
4ª rodada – Praia Grande 4 x 0 São Vicente
5ª rodada – Praia Grande 2,5 x 1,5 Diadema

xadrez masculino sub-20 – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada – Praia Grande 0,5 x 3,5 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 2,5 x 1,5 Diadema.

Praia Grande classifica 25 equipes para os Jogos Abertos

Atletas da Cidade competem na 82ª edição do evento estadual
16/7/2018

Um total de 25 equipes de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) classificou-se para a disputa dos 82º Jogos Abertos do Interior (JAI) Horácio Baby Barioni, que ocorre em novembro, na cidade de São Carlos. As vagas foram conquistadas com os resultados obtidos na disputa dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, encerrada na última sexta-feira (13), em Santo André.

Qualificaram-se para a principal competição do Estado as equipes e atletas municipais de atletismo feminino (F), atletismo masculino (M), atletismo F para pessoas com deficiência (PcD), atletismo M PcD, biribol M, bocha M, caratê F, damas mistas, futsal M, ginástica artística F, malha M, natação F, natação M, natação F PcD, natação M PcD, tênis F, vôlei de praia F, vôlei de praia M – todos na categoria idade livre -; basquete M, handebol M, tênis de mesa F, xadrez F, xadrez M – na sub-20 -; ginástica rítmica feminina sub-14 e ginástica artística M sub-16.

Dados – Nos Jogos Regionais, as cidades são separadas em oitos regiões esportivas no Estado criadas pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ). As equipes da Baixada Santista ficam na região mais disputada, ao lado dos times do Grande ABCD. A cidade campeã geral dos Regionais 2018 garante a delegação completa (em todas as modalidades) nos Jogos Abertos. O município sede dos JAI (neste ano, Rio Claro) também está assegurado em todas as disputas.

No atletismo e natação, qualificam-se para os JAI os primeiros colocados (por prova e sexo) nos JR, mais os atletas que obtiverem os índices (marcas estabelecidas pelas respectivas Federações Estaduais). No atletismo e natação para pessoas com deficiência (PcD), classificam-se os dois primeiros posicionados, mais os que alcançarem os índices. No caratê, capoeira, ciclismo, judô e taekwondo vão para os Jogos Abertos os campeões dos Regionais, por peso e sexo. No caso de dupla classificação (equipe já qualificada mais o atleta campeão), o atleta subsequente na colocação dos JR do ano vigente garante a vaga. 

Apesar de terem sido extintas as disputas das primeira e segunda divisões nos Regionais, estas continuam valendo para os Jogos Abertos. Então, nos Abertos, competem times na primeira divisão (são os primeiros e segundos colocados dos JAI de 2017, nas 1ª e 2ª divisões, mais os campeões dos Regionais de 2018, por modalidade), na segunda divisão (segundos e terceiros colocados dos Jogos Regionais de 2018) e ainda na divisão especial (equipes profissionais, semiprofissionais e convidadas).

Nos JR disputam-se vagas (femininas e masculinas) nas modalidades de atletismo e natação para pessoas com deficiência (PcD); atletismo, badminton, basquete, capoeira, caratê, ciclismo, ginástica artística, futebol, futsal, handebol, judô, natação, skate, taekwondo, tênis, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez. Só para os homens: biribol, bocha e malha. Só para as mulheres: ginástica rítmica desportiva (GRD). Misto: jogo de damas.

Os torneios de boxe, kickboxing e a luta olímpica não acontecem nos JR. Assim, todos os municípios podem participar da disputa nos JAI. Isso ocorre devido ao baixo número de praticantes nesses esportes. Os confrontos envolvem as categorias sub-20 e adulta (idade livre). Existem também classes diferenciadas na ginástica artística: sub-14 (até 14 anos) para as mulheres e sub-16 (até 16 anos) para os homens; e na ginástica rítmica: sub-14 e livre.

Equipe do Câmera Record mostra a rotina do Porto de Santos (SP)

Nadadores juvenis disputam o Campeonato Paulista

Time da Cidade compete no interior do Estado
28/6/2018

De sexta-feira a domingo (29 a 1º), a partir das 9 horas, na piscina olímpica (50 metros) da Arena da Associação Bauruense de Desportos Aquáticos (ABDA), em Bauru, o selecionado de Praia Grande (Secretaria de Esportes e Lazer – SEEL –, Natação Praia Grande e Associação de Pais e Amigos – APADELP) compete no Campeonato Paulista de Natação de Inverno, categoria juvenil 1 e 2 (15 e 16 anos) – 6º Troféu João Sazaki, evento regido pela Federação Aquática Paulista (FAP) com chancela da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). 

Sob comando técnico do professor Régis dos Anjos Aguiar, representam a Cidade na juvenil 1, os nadadores Guilherme Silva Serrano (nas provas de 100 metros livres, 400 medley, 100 e 200 peito), Luan Alves Jekabson (100 e 200 borboleta, 200 e 400 medley) e Gabrielle da Cunha de Souza e Silva (100 borboleta, 200 medley, 100 e 200 peito).

Os atletas de Praia Grande treinam na piscina municipal (Avenida Presidente Castelo Branco s/nº, Bairro Mirim). Na Cidade, o esporte competitivo é conduzido pela Secretaria de Esportes e Lazer (SEEL). Há ainda escolinha municipal através do programa SuperEscola, mantido pela Secretaria de Educação (Seduc). 

Dados – Em 2017, a equipe de Praia Grande não participou do evento estadual. Em 2016, na juvenil 1, Isabela Silva de Carvalho terminou em oitavo lugar nos 200 metros borboleta, em 13º nos 100 borboleta e em 19º nos 200 medley. João Roberto Archiolli Marques foi 12º colocado nos 100 peito e 28º nos 100 livres. Na juvenil 2, João Vitor Xavier Nogueira encerrou na 13ª posição nos 200 medley, 18ª nos 200 livres, 24ª nos 100 livres e 26ª nos 100 borboleta. 

Em 2015, dois nadadores da Cidade foram os melhores da Região da Baixada Santista nas respectivas provas que disputaram no Paulistão de Inverno. Na juvenil 2, Daniela Luís Queiros dos Santos terminou em 11º lugar nos 800 livres; e em 17º lugar nos 400 livres. Na juvenil 1, João Vitor Xavier Nogueira foi 10º colocado nos 200 medley; e 17º nos 400 medley. João disputou ainda outras duas provas nas quais não foi o melhor da Região. Nos 100 costas, ele encerrou na 13ª posição e nos 100 borboleta na 23ª. 

Em 2014, o grupo municipal não participou do evento. Em 2013, na juvenil 1, Roberta Pessoa de Mello terminou em sétimo lugar nos 100 e 200 borboleta. Foi ainda, 15ª colocada nos 200 livres. João Paulo Rinaldi Luna acabou em 16º lugar nos 100 borboleta, 19º nos 200 livres, 23º nos 200 medley e 31º nos 100 livres. Na juvenil 2, Luana Maria Miranda de Oliveira encerrou na 16ª posição nos 100 livres e 18ª nos 50 livres.

Municipal de Futebol da 2ª Divisão tem 10 jogos em nova rodada

Competição reúne 20 agremiações da Cidade
28/6/2018

Neste domingo (1º), a partir das 11 horas, nos Campos da Cidade, ocorre a quarta rodada do Campeonato Municipal de Futebol, série B (segunda divisão), categoria masculina adulta. A competição, que reúne 20 times da Cidade e mais de 350 jogadores, é regida pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande (LFAPG) conta com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL).

Confira todos os resultados da terceira rodada: na chave A, Vila Sônia 3 x 2 Parquestão, Nós Por Nós 2 x 1 Veneno, Oriental 1 x 0 Cruz de Malta, Atlético Melvi 1 x 0 Corinthians Vila São Jorge e Brasa 1 x 1 Malaga; na B, Caieiras 4 x 0 Unidos, Botafogo 3 x 0 Bahia Litoral, Fúria 2 x 0 Treze de Maio, Palmeirinhas 3 x 2 Cristal Etanol e Unidos 0 x 0 Jardim Quietude. Na classificação parcial, a turma do Nós por Nós lidera a chave A com nove pontos e a do Caieiras comanda a B com sete. A pontuação completa da competição pode ser obtida no site da Liga: www.lfapg.com.br.

Dados – Na primeira fase, as equipes jogam todas contra todas dentro de cada grupo (A e B), em turno único, qualificando-se as quatro primeiras posicionadas, de cada chave, para a fase quartas de final (oito melhores). A partir daí, os confrontos ocorrem em sistema de eliminatória simples (quem perde está eliminado), no qual duelam o 1º posicionado da chave A x 4ºB, 2ºA x 3ºB, 3ºA x 2ºB, 4ºA x 1ºB. As duas últimas colocadas de cada chave, serão rebaixadas para a série C (terceira divisão).

No grupo A, duelam as equipes do Esporte Clube Oriental (Bairro Forte), Brasa Futebol Clube (Caiçara), Nós Por Nós Futebol Clube (Real), Corinthians Futebol Clube de Vila São Jorge (Ocian), Parquestão Futebol Clube (Samambaia), Esporte Clube Vila Sônia (Vila Sônia), Veneno Esporte Clube (Mirim), Málaga Futebol Clube (Mirim), Esporte Clube Cruz de Malta (Melvi) e Atlético Melvi Futebol Clube (Melvi).

No B, jogam os times do Esporte Clube Cristal Etanol (Samambaia), Grêmio Esportivo Jardim Quietude (Quietude), Unidos Futebol Clube (Tupi), Caieiras Futebol Clube (Caieiras), Fúria Futebol Clube (Canto do Forte), Botafogo Futebol Clube (Antártica), Palmeirinhas Esporte Clube (Antártica), Bahia Litoral Futebol Clube (Caieiras), Treze de Maio Futebol Clube (Sítio do Campo) e Vasquinho Futebol Clube (Mirim). 

Retrospecto – Em, 2017, o selecionado do Ilha do Caieiras Futebol Clube sagrou-se campeão do Municipal de Futebol, série B. Na decisão, a turma do Bairro Caieiras venceu nos pênaltis, por 5 a 4 (após empate de 0 a 0 no tempo regulamentar), a equipe do Clube Atlético Três Cores (Mirim). Em 2016, o SESC Futebol Clube (Sítio do Campo) sagrou-se vencedor. Na final, venceu nos pênaltis, por 5 a 4 (após empate de 1 a 1), o Clube Águia de Ouro (Aviação). 

Na temporada 2014/2015, de forma invicta, a equipe dos Amigos da Vila Futebol Clube (Vila Sônia) ficou com a medalha de ouro. Na decisão, ganhou nos pênaltis, por 3 a 1 (após empate de 0 a 0), do Unidos Futebol Clube (Tupi). Em 2013, o Esporte Clube Centro Social de Ação Comunitária/CESAC sagrou-se campeão. Na decisão, ganhou, por 1 a 0, do Juventus Futebol Clube (Tupi). Em 2012, deu Vasquinho Futebol Clube. Em 2011, a equipe do Esporte Clube Oriental sagrou-se campeã. Em 2010, a turma do Vasquinho ficou com o título. Em 2009, a equipe do Veneno conquistou o ouro. Em 2008, vitória para o grupo do Palmeiras Esporte Clube. 

Programação – Confira as partidas programadas para a quarta rodada:

Campo do Cristal (Avenida das Castanheiras, 266, Bairro Samambaia)
11 horas – Cristal Etanol x Vasquinho

Campo do Palmeirinhas Esporte Clube (Rua João Batista Siqueira, 11.380, Bairro Antártica)
11 horas – Malaga x Parquestão
13 horas – Palmeirinhas x Bahia Litoral

Campo do Unidos Futebol Clube (Rua Orivaldo Augusto Oliveira, 26.466, Bairro Tupi)
13 horas – Oriental x Corinthians Vila São Jorge

Campo do Melvi (Rua Milton de Oliveira, s/n, Bairro Melvi – atrás da caixa d’água da Sabesp)
13 horas – Cruz de Malta x Nós Por Nós 

Campo do Solemar (Rua Adriano dos Santos, s/nº, Bairro Cidade da Criança)
13 horas – Brasa x Vila Sônia

Campo do Galo de Ouro (Rua José Borges Neto, Bairro Mirim)
13 horas – Atlético Melvi x Veneno
15 horas – Jardim Quietude x Botafogo

Campo anexo ao Ginásio Magic Paula (esquina da Avenida dos Trabalhadores com a Rua Leila Maria de Barros Monteiro, s/nº, Bairro Antártica)
15 horas – Fúria x Unidos

Campo do Atlético Clube de Praia Grande (Avenida Irmãos Adorno s/nº, Bairro Sítio do Campo)
15 horas – Treze de Maio x Caieiras.

Estão definidos os finalistas da Copa Praia Grande de Futsal Menor

Competição reúne times nas categorias sub-7 a sub-16
28/6/2018

Estão definidas as equipes finalistas da Copa Praia Grande de Futsal Masculino, categorias menores (sub-7 a sub-16), evento regido pela Liga Praia-grandense de Futsal (LPFS) com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) da Cidade. Na última segunda-feira (25), no Ginásio do Ocian Praia Clube (Bairro Ocian), ocorreram as partidas semifinais da competição.

Confira todos os resultados: na sub-7, Academia Futebol Arte (AFA) 4 x 2 Delta Esportes e Ocian Praia Clube Amarelo 2 x 1 Ocian PC Vermelho; na sub-8, AFA 2 x 0 Delta e Império Futsal 5 x 1 Projeto Esportivo Esmeralda; na sub-10, Escola Celestin Freinet 3 x 0 PE Esmeralda e Império 4 x 1 Projeto Social Maxland Futsal/Anjos da Bola; na sub-12 livre, Ocian PC 6 x 3 PE Esmeralda e Colégio Recanto Educacional 4 x 0 Tudsport.

Na sub-12 série bronze (não jogam atletas Federados, nem participantes de disputas da Liga Regional), Ocian PC 4 x 3 Império e PS Maxland/Anjos da Bola 3 x 0 AFA; na sub-14, Império 3 x 1 Ocian PC Vermelho e Colégio Recanto 3 x 0 PS Maxland/Anjos da Bola; na sub-16, Colégio Recanto 4 x 1 Associação Recreativa Metropolitano e Magic Soccer 3 x 1 Guerreiros do Futsal.

Finais – Ainda sem data definida e local definidos pela Liga Municipais, as partidas finais serão, na sub-7, entre os times da Academia Futebol Arte (AFA) e Ocian Praia Clube Amarelo; na sub-8, jogam AFA e Império; na sub-10, atuam Escola Celestin Freinet e Império; na sub-12 livre, competem Ocian PC e Colégio Recanto Educacional; na sub-12 bronze, duelam Ocian PC e Projeto Social Maxland Futsal/Anjos da Bola; na sub-14, enfrentam-se Império e Colégio Recanto; na sub-16, confrontam-se Magic Soccer e Colégio Recanto.

Dados – No total, a competição reuniu 15 agremiações: Escola Celestin Freinet (Bairro Guilhermina), Ocian Praia Clube (Ocian), Associação Recreativa Metropolitano (Ocian), Colégio Recanto Educacional (Boqueirão), Delta Esportes (Ocian), Colégio Alpha (Boqueirão), Esporte Clube Vitória (Vila Sônia), Projeto Esportivo Esmeralda (Esmeralda), Projeto Social Maxland Futsal/Anjos da Bola (Maxland), Magic Soccer (Ocian), Guerreiros do Futsal (Mirim), Império (Sítio do Campo), Tudsport (Sítio do Campo), Academia Futebol Arte/AFA (Mirim) e Melvi Futsal (Melvi).

Na primeira fase, as equipes jogaram todas contra todas em turno único, qualificando-se as quatro primeiras colocadas de cada categoria para a fase semifinal. As campeãs e vice-campeãs ganham troféus e medalhas. As terceiras colocadas levam somente medalhas. Nas classes sub-7 e sub-8, as partidas têm dois tempos de 10 minutos. Na sub-10 e sub-12, são 12 minutos. Na sub-14 e sub-16, são 15 minutos.

Em 2017, a Copa Praia Grande ocorreu apenas na categoria adulta. A equipe do Richard’s Costelaria Futsal sagrou-se campeã e a do Colorado Futsal vice-campeã. O goleiro Rafael (RC Futsal) foi eleito o melhor da competição. O jogador Eliel (Metropolitano) garantiu o troféu de artilheiro do torneio com 10 gols marcados. Em 2016, na adulta, o evento foi vencido pela turma do Metropolitano e a equipe do RC Futsal ficou em segundo lugar.

Em 2015, na sub-8, a primeira colocação ficou com a garotada da Escola Celestin Freinet. Na sub-10, medalha de ouro para a turma do Esmeralda. Na sub-12, vitória da equipe do Esporte Clube Vitória. Na sub-14, o grupo do Projeto Cohab (Canto do Forte) conquistou o título. Na sub-16, a taça de campeão ficou com o selecionado do Esmeralda.

Praia Grande compete no Metropolitano de Bocha-rafa

Competição é organizada pela Liga da Cidade
27/6/2018

Após a realização da 13ª rodada da primeira fase do Campeonato Metropolitano de Bocha-rafa, no último sábado (23), a equipe masculina do Clube Guilhermina de Praia Grande manteve-se como vice-líder do evento organizado pela Liga de Bocha e Malha de Praia Grande com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL).

Nas partidas realizadas, o selecionado da Sociedade Amigos do Balneário Marambaia (Sambamar) de Praia Grande perdeu para o Mongamar de Mongaguá por 9 a 1. O time do Ocian Praia Clube/PG ganhou do Clube Guilhermina/PG por 7 a 3. A turma santista do Santa Cecília venceu a da Associação Recreativa de Peruíbe por 5 a 3. O grupo do Botafogo de Santos ganhou de São Vicente por 4 a 3.

Após estes resultados, na classificação geral parcial, o time do Mongamar lidera com 78 pontos. Na sequência aparecem as turmas do Guilhermina/PG com 68, Botafogo/Santos com 66, Ocian Praia Clube/PG com 54, Clube Atlético Santa Cecília/Santos com 53, São Vicente com 45, Sambamar/PG com 44 e Recreativa/Peruíbe com 42. Na primeira fase da competição, as equipes jogam todas contra todas, em turno e returno, qualificando-se as quatro primeiras para as disputas semifinais.

Mulheres – Na disputa do Metropolitano Feminino, a liderança está com o Santa Cecília com 25 pontos. Depois aparecem Mongamar com 18, Guilhermina com 12 e Sambamar com 11. Na última rodada, a turma do Santa Cecília venceu a do Sambamar por 6 a 0 e a do Mongamar ganhou do Guilhermina por 5 a 0. A LBMPG não divulgou a data e os jogos da próxima rodada da competição. Outras informações podem ser obtidas no link https://www.facebook.com/bochadabaixadasantista.

Retrospecto – Em 2017, na série ouro, título para a turma do Sambamar, segundo lugar para o Santa Cecília ficou com o vice-campeonato e terceiro para o Mongamar. Na série prata, primeira, segunda e terceira posições para as equipes do Guilhermina, Clube de Praia São Paulo/PG e Guarujá. No Campeonato de Duplas Masculinas Nova Bocha Litoral 2017, medalha de ouro para a turma do Guilhermina. Vice-campeonato para o Sambamar. Na terceira colocação, ficou a turma do Santa Cecília.

Em 2016, a turma masculina do Guilhermina sagrou-se campeã do torneio de quartetos. Prata e bronze para o Santa Cecília e Ocian Praia Clube. Na competição feminina de quartetos, a taça de campeão ficou com o Sambamar, a de vice-campeão com o Botafogo e a de terceiro lugar do Santa Cecília. Em 2015, deu Mongamar seguido por Botafogo e Ocian Praia Clube. Na feminina, vitória do Sambamar. Vice-campeonato para o Santa Cecília e terceiro lugar para o Guilhermina.

Em 2014, na masculina, o Mongamar sagrou-se campeão, o do Jardim Guilhermina vice-campeão e o do Sambamar terceiro colocado. Em 2013, a equipe do Guilhermina sagrou-se campeã. Na sequência encerraram os selecionados do Sambamar e Ocian Praia Clube. Em 2012, ouro para o Guilhermina, prata para o Sambamar e bronze para o Mongamar. Em 2011, primeiro, segundos e terceiros lugares para Guilhermina, Mongamar e Sambamar. Em 2010, Guilhermina, Ocian PC e Assunção completaram pódio. Em 2009, Guilhermina, Sambamar e Mongamar foram ouro, prata e bronze. Em 2008, Assunção, Mongamar e Ocian Praia Clube ganharam medalhas. 


Handebol masculino adulto vence no Estadual

Equipe da Cidade derrotou Diadema por 27 a 26
27/6/2018

A equipe masculina adulta (idade livre) de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) venceu o time da Prefeitura de Diadema, por 27 a 26, em duelo válido pela sexta rodada da primeira fase do Campeonato Estadual de Handebol promovido pela Liga Paulistana (LPHB). A partida, realizada no último domingo (24), ocorreu no Ginásio do Centro Técnico de Treinamento de Ouro Fino Paulista, em Ribeirão Pires.

Nos jogos realizados anteriormente, o grupo municipal adulto venceu os times da Prefeitura de Jacareí por 22 a 17 e da Prefeitura de Diadema por 26 a 24; perdeu para o de Mongaguá por 35 a 29, São Paulo FC por 37 a 30 e ASE/Santista por 30 a 25. As equipes municipais comandadas pelo professor Evandro Luiz Andrade com auxílio de Luciene Gonçalves, a Cuba, só voltam a jogar pelo evento estadual em agosto.

Dados – Outras equipes masculinas de Praia Grande atuam na competição estadual. Na infantil (13 e 14 anos), o selecionado de Praia Grande derrotou o grupo da Prefeitura de Mongaguá por 26 a 6, Escola Estadual Professor Roberto Simonini/SP por 28 a 9 e Guarujá por 21 a 16, e foi superado pelo time paulistano do Esporte Clube Pinheiros por 30 a 13.

Na cadete (15 e 16 anos), a turma praia-grandense perdeu para a Escola Estadual Professor Roberto Simonini/SP por 27 a 25 e para o Esporte Clube Pinheiros por 34 a 16. Na mirim (até 12 anos), a disputa ocorre em formato de Circuito. A cidade de Praia Grande já sediou duas fases. Na segunda, a turma municipal venceu a equipe da Prefeitura de Mongaguá por 3 a 0 e perdeu para a da Prefeitura de Jacareí por 2 a 1. Na primeira etapa, o time local venceu Mongaguá por 2 a 1 e empatou com Jacareí por 2 a 2. 

Retrospecto – Em 2017, a turma juvenil de Praia Grande sagrou-se campeã paulista da LPHB. Na decisão, os rapazes da Cidade venceram o time do Clube Paulista de Handebol/Sírio Libanês por 31 a 27. Na semifinal, ganharam de Santo André por 31 a 17. 
Na primeira fase da competição, derrotaram Mongaguá (duas vezes) por 31 a 17 e 26 a 18; Santo André (duas vezes) por 25 a 12 e 24 a 21; Francisco Morato por 23 a 17, e Clube Paulista de Handebol/Sírio Libanês por 30 a 25; empataram com o Clube Paulista por 20 a 20; e perderam para o Colégio Eduardo Gomes/São Caetano do Sul por 31 a 29. 

Na infantil, na decisão do terceiro lugar, o grupo da Cidade ganhou de Taubaté por 16 a 12. Na semifinal, havia perdido para o Esporte Clube Pinheiros. Na primeira fase, venceu por 18 a 13 São Vicente e por 25 a 18 Taubaté; perdeu por 31 a 14 para o Esporte Clube Pinheiros e por 10 a 4 para Taubaté. Na cadete , na decisão do bronze, a turma de Praia Grande superou a turma do CESC/Rio de Janeiro por 35 a 34. Na semifinal, perdeu para o Pinheiros. Na primeira fase, venceu Pindamonhangaba por 32 a 17, Taubaté por 29 a 21 e Santo André por 23 a 15 e 20 a 12; perdeu para o Esporte Clube Pinheiros por 29 a 25 e Taubaté por 27 a 24. 

Na adulta (idade livre), na decisão do terceiro lugar, a equipe praia-grandese passou por Franco da Rocha por 36 a 20. Na semifinal, perdeu para Diadema. Na primeira fase, ganhou de Diadema por 31 a 26; perdeu para Franco da Rocha por 24 a 23, São Vicente por 22 a 19, Diadema por 35 a 25 e Mongaguá (duas vezes) por 26 a 24 e 27 a 26. 

Em 2013, foi a primeira vez (e até então única) que as equipes masculinas de Praia Grande disputaram o Campeonato Estadual da Liga Paulistana de Handebol. Naquela oportunidade, a turma cadete (15 e 16 anos) de Praia Grande conquistou, de forma invicta, a medalha de ouro. Na decisão, o time municipal venceu, por 26 a 24, o grupo da Prefeitura de Jacareí. A garotada da infantil faturou o bronze.

Copa Praia Grande de futsal Adulto tem jogos semifinais

América, Nova União, Cruzeiro e Vila São Jorge disputam título
26/6/2018

Nesta quinta-feira (28), a partir das 19h30, no Ginásio Mirins III (Avenida Maurício José Cardoso, 1340, Bairro Canto do Forte), ocorrem as partidas semifinais da 4ª Copa Praia Grande de Futsal Masculino Adulto, evento regido pela Liga Praia-grandense de Futsal (LPFS) com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) da Cidade. O time do Vila São Jorge enfrenta o do América Futebol Clube (Bairro Japuí, em São Vicente) e a equipe santista do Cruzeiro Morro do São Bento (MSB) encara a do Nova União.

Nas quartas de final, a turma do América FC goleou a equipe da Associação Recreativa Metropolitano (Mirim) por 6 a 1. O time do Nova União derrotou o selecionado do Esporte Clube Vitória (Vila Sônia) por 5 a 2. O Cruzeiro Morro do São Bento venceu o Coleta Futebol Clube por 3 a 0. O selecionado do Vila São Jorge ganhou dos Filhos do Rei por 11 a 1. 

Dados – Na primeira fase da competição, as equipes foram divididas em duas chaves de cinco times (logo, 10 times participaram). Avançam às quartas de final os selecionados do Nova União (primeiro colocado da chave A), América Esporte Clube (2º A), Cruzeiro MSB (3º A), Filhos do Rei (4º A), Vila São Jorge (1º B), Associação Recreativa Metropolitana (2º B), Coleta Futebol Clube (3º B) e Esporte Clube Vitória/Rua da Lama (4º B). Já as equipes do Orangeball Futebol de Amigos (5º B) e Projeto Esportivo Maxland (5º A) foram eliminadas.

Em 2017, a equipe do Richard’s Costelaria Futsal sagrou-se campeã da 3ª Copa Praia Grande de Futsal. Na partida final, o grupo do Bairro do Canto do forte conquistou o título nos pênaltis, por 2 a 1 (após empate no tempo regulamentar de 1 a 1), com a turma do Colorado Futsal. Individualmente, o goleiro Rafael (RC Futsal) foi eleito o melhor da competição. O jogador Eliel (Metropolitano) garantiu o troféu de artilheiro do torneio com 10 gols marcados. 

Em 2016, com o nome de SuperCopa, o evento foi vencido pela turma da Associação Recreativa Metropolitano. Na decisão, venceu, por 4 a 2, a equipe do RC Futsal. Na decisão do terceiro lugar, o selecionado da Igreja Cristã Evangélica de Praia Grande (ICEPG)/Marvida/Arena/A&A ganhou, por 6 a 2, do Orangeball Futebol de Amigos. 

Em 2015, o evento foi realizado em variadas categorias. Na sub-8, a primeira colocação ficou com a garotada da Escola Celestin Freinet (Bairro Guilhermina). Na sub-10, medalha de ouro para a turma do Projeto Esportivo de Futsal Esmeralda (Esmeralda). Na sub-12, vitória da equipe do Esporte Clube Vitória (Vila Sônia). Na sub-14, o grupo do Projeto Cohab (Canto do Forte) conquistou o título. Na sub-16, a taça de campeão ficou com o selecionado do Projeto Esmeralda. Outras informações podem ser obtidas no site www.lpfs.com.br.

Pedestrianistas faturam oito medalhas

Equipe de PG participa de prova regional
26/6/2018

Atletas de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Gutto Running Team e Liga Praia-grandense de Atletismo) conquistaram oito medalhas (quatro ouros, três pratas e um bronze) na Corrida (Run) Rumo ao Hexa 2018, evento regido pela empresa Thor Eventos. A competição, realizada no último domingo (24), ocorreu na Boca da Barra, em Itanhaém, e também arrecadou roupas e cobertores para a Campanha do Agasalho 2018.

A disputa teve provas de cinco e dez quilômetros e premiou com medalhas e troféus os cinco primeiros colocados no geral e por faixa etária feminina e masculina. Nos 10 km, medalhas de ouro para Alberico Martins de Araújo Neto, categoria 20 a 24 anos, com o tempo de 42min27seg; Rafael Camara Silva, na 25 a 29, com 39min49seg e José Carlos Soares Menezes, na 55 a 59, com 44min03seg. 

Segundos lugares para os corredores Rodrigo Evangelista Gonçalves, na 30 a 34, com a marca de 40min33seg e Odair Alves Caires, na 40 a 44, com 39min49seg. Na quarta posição ficou o pedestrianista Kenish Yonamine, na 60 a 64, com 46min43seg. Nas quintas colocações terminaram os atletas Edmilson Reis Zumack Neto, na 35 a 39, com 43min37seg e Antônio Lopes, na 55 a 59, com 47min32seg. 

Nos 5 km, medalha de ouro para João Evangelista dos Santos, na 45 a 49, com 21min09seg. Prata para Fernanda Ballerini, na 35 a 39, com 26min25seg. Bronze para Luciana Buck Zumack, na 35 a 39, com 27min38seg. Quarto lugar para Olinda Del Rei, na 50 a 54, com 34min39seg. O grupo de Praia Grande recebe comando técnico do professor Rodrigo Augusto da Silva Rosa (criador da Gutto Running Team) e treina na pista municipal localizada no Bairro Sítio do Campo, de segunda a sexta-feira, após as 17 horas.

Praia Grande joga pela Liga Paulista de Basquete

Equipe da Cidade atua fora de casa
26/6/2018

Neste sábado (30), às 13 horas, no Ginásio Duque de Caxias (Tejereba), em Guarujá, a equipe masculina sub-19 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Centro Educacional Vila Verde, Faculdade Praia Grande e Associação Realizar) enfrenta o time da Prefeitura de Guarujá, em duelo válido pela quarta rodada do Campeonato Estadual promovido pela Liga Paulista de Basquete (LPB).

Na primeira rodada (dia 20 de maio), em casa, os rapazes da Cidade venceram os de Caraguatatuba/ABASC por 66 a 39. Na segunda (no último sábado – 16), também em Praia Grande, superaram Guarujá por 72 a 52. Na terceira (no domingo – 17), atuando como visitante, o grupo municipal ganhou de Caraguatatuba por 56 a 41.

Atuam pela Cidade os jogadores André Batista dos Santos, André Luiz Lima Conceição, Arthur Antônio Aparecido Gabriel Felicissimo, Daniel Brito de Jesus, Elias Santos de Souza, Gabriel Diocedo de Castro, Gabriel Ribeiro Chagas, Guilherme Bruno, Gustavo Alves Praxedes de Souza, Iury Santos Sena Oliveira, Kewin Willys Muniz, Lucas Miranda do Carmo, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Rafael Messias Junior, Raul Vieira Jorge Luz, Samuel Guedes Menezes e Vitor de Abreu Silva. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Rabio Roberto de Souza Silva e Mariana Azevedo Costa.

Paulistão – A equipe masculina sub-17 está disputando a primeira fase do Campeonato Estadual regido pela Federação Paulista de Basquete (FPB). Na primeira fase, os selecionados jogam em turno e returno dentro de cada grupo, qualificando-se os quatro primeiros para a segunda fase na chave C e as demais para a chave D. 

Competindo na chave A, nas partidas realizadas, o time municipal ganhou do Clube Espéria por 59 a 54. Perdeu para o SESI/Franca Basquete (duas vezes) por 81 a 32 e 113 a 28, Nosso Clube de Limeira por 73 a 66, CAC/APAB Cravinhos (duas vezes) por 77 a 34 e 62 a 52, a equipe do Clube Espéria por 70 a 62, o selecionado do CBC/Tênis Clube Campinas (duas vezes) por 95 a 45 e 58 a 46, a turma do Clube Internacional de Santos (duas vezes) por 61 a 59 e 55 a 52. 

Atuam pela Cidade os jogadores Guilherme Bruno, Rafael Messias Júnior, João Gustavo, Raul Vieira Jorge Luz, Leonardo Santos, André Luiz Lima Conceição, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Gabriel Diocedo de Castro, Samuel Guedes Menezes, Jorge Silva, Elias Santos de Souza, Ruan, Luis Felipe, Felipe, Jefferson, Leonardo e Gabriel Ribeiro Chagas. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Fábio Roberto de Souza Silva. 

Copa – O time sub-17 de Praia Grande também disputa a 1ª Copa Regional promovida pela Liga de Basketball da Baixada Santista (LBBS) com chancela da Federação Paulista (FPB). Nos jogos realizados, a equipe municipal venceu a turma do Instituto Baby por 81 a 56, Basquete Cubatão ACB por 78 a 16, Associação de Basquete de Itanhaém por 69 a 46, Associação Atlética Banco do Brasil/Santos por 65 a 35 e a turma do Colégio Liceu Santista por 78 a 50. 

Retrospecto – No Paulistão de Basquete 2017, a equipe masculina sub-17 de Praia Grande garantiu a quarta colocação na série bronze. Na semifinal do chamado final four, o time de Praia Grande perdeu para a equipe do Clube Internacional de Regatas de Santos por 71 a 36. Na decisão do terceiro lugar, o selecionado municipal foi derrotado por Fernandópolis/AEC por 48 a 39. O título da disputa ficou com o grupo do Santo André/APABA que na decisão superou o Internacional por 64 a 57. Nesta etapa, competiram os times que ficaram do nono ao 12º lugar na primeira fase da competição. A turma de Praia Grande terminou em 11º lugar.

Já a seleção masculina sub-19 de Praia Grande encerrou a participação no Campeonato Paulista de Basquete na segunda fase (série D) da competição. Nas partidas realizadas, venceu o Tênis Clube de Campinas/CBC por 57 a 48, perdeu para o XV de Piracicaba (73 a 48 e 60 a 51), Tênis Clube de Campinas (68 a 51), Time Jundiaí de Basquete (por 72 a 33 e 68 a 37), Esporte Clube Pinheiros (117 a 36 e 132 a 24), Clube Atlético Paulistano (106 a 35 e 109 a 26), Associação Atlética São Caetano do Sul (86 x 57 e 86 a 55), Sociedade Esportiva Palmeiras (120 a 41 e 107 a 49) e Mogi das Cruzes/Helbor (102 a 50 e 100 a 43).

Praia Grande joga na sub-regional dos Jogos Estadual Infantil

Competição é organizada pela SELJ
26/6/2018

Nesta quinta-feira (28), às 19 horas, no Ginásio Falcão (Avenida Presidente Kennedy, 8169, Bairro Mirim), em Praia Grande, a equipe masculina de handebol de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) enfrenta o selecionado de Guarujá, em duelo válido pela primeira rodada da fase sub-regional (envolve apenas times da Baixada Santista) da primeira edição dos Jogos Estadual Infantil, evento regido pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ). Ainda na quinta, às 19 horas, em Cubatão, a turma masculina de basquete de Praia Grande também estreia na competição estadual. Os rapazes da Cidade encaram os de São Vicente.

Na última segunda-feira (25), as turmas de futsal masculino, handebol e vôlei feminino de Praia Grande deveriam realizar os primeiros jogos contra os selecionados de Guarujá. Surpreendentemente, a cidade-vizinha retirou-se da competição e os times praia-grandenses ficaram com as vitórias por desistência. O confronto do futsal ocorreria no Ginásio Falcão (Bairro Mirim) e o do vôlei no Ginásio Mirins III (Canto do Forte).

Dados – Os Jogos Estadual Infantil vêm a unificar e substituir as Copas do Estado, disputas que ocorreram até ano passado, objetivando a difusão da prática esportiva entre os mais novos, o desenvolvimento de intercâmbio social e esportivo entre os diversos municípios do Estado, e a revelação de novos talentos. Há torneios de atletismo (com divisões em categorias A – 11 a 13 anos – e B – 14 a 16), basquete, futsal, ginástica artística (A – 8 a 12 e B – 13 a 16), ginástica rítmica (A – 9 a 11 e B – 12 a 14), handebol, natação (A – 11 a 13 e B – 14 a 16) e voleibol. 

O formato da competição é o mesmo utilizado nos Jogos Abertos da Juventude, os Joguinhos. Na primeira fase (sub-regional), enfrentam-se os times das Cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista. As equipes jogam todas contra todas, em sede única. A que obtiver mais pontos avança para a segunda fase. Esta é a etapa Regional, que reúne as equipes vencedoras da sub-regional e do Litoral Sul. Os ganhadores da Regional qualificam-se para a final estadual, que reúne as 12 cidades campeãs regionais mais a delegação do município-sede. 

A final estadual ocorre de 11 a 20 de outubro, no município de Jundiaí. Nesta fase decisiva, os atletas e times de Praia Grande que se classificarem, integram a seleção da Diretoria Regional de Esporte e Lazer (DREL) de Santos. Isto porque a SELJ realiza esta disputa entre 14 Diretorias do Estado. São elas: Santos, Araçatuba, Araraquara, Barretos, Bauru, Campinas, Franca, Grande São Paulo, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

Praia Grande – Na fase sub-regional dos 1º Jogos Estadual Infantil, os atletas de Praia Grande participam dos torneios de atletismo feminino (F) e masculino (M), basquete M, futsal M, ginástica artística F/M, ginástica rítmica F, handebol F/M e vôlei F/M. A equipe municipal de natação F/M não participa por opção técnica de disputar outros eventos. No total, mais de 100 desportistas representam a Cidade. 

Em 2017, na Copa do Estado, os grupos masculinos de ginástica artística infantil (8 a 12 anos), com 15 medalhas (cinco ouros, cinco pratas e cinco bronzes), e adulto (13 a 16), com 10 medalhas (quatro ouros, três pratas e três bronzes), de Praia Grande sagraram-se campeões. O time feminino infantil foi vice-campeão e o adulto terminou em terceiro lugar, mas não subiram no pódio. Na ginástica rítmica F sub-14, turma da Cidade ficou com o troféu de segunda colocada, com um ouro e uma prata. Na adulta (mais de 15 anos), as meninas praia-grandenses terminaram em sétimo lugar, com dois bronzes. 

O selecionado de handebol M conquistou a medalha de bronze. A turma do vôlei F terminou em quinto lugar. O grupo de handebol F encerrou na 12ª posição. Qualificado à fase final da Copa do Estado, o time masculino sub-16 de Praia Grande desistiu de participar. Tal fato ocorreu porque o grupo da Cidade participava do quadrangular final do Paulistão, na mesma época em que estava iniciando a Copa.

Praia Grande tem equipe de Gravit Car

“Real Competições” representa a Cidade
26/6/2018

A Cidade de Praia Grande conta com uma equipe de três pilotos que participam de eventos de Gravit Cars (carros que competem em ladeiras desprovidos de motores elétricos, sendo movidos apenas pela gravidade. Uma das categorias da modalidade é a dos carros de rolimã). O grupo da Real Competições, constituído pelos pilotos Alexandre Queiroz, Alexandre Lugó e Regina Browczuk, representa a Cidade.

“Estamos participando do Campeonato Brasileiro de Carros de Rolimã, nas categorias speed, flex – força livre e feminina. São 11 etapas ao longo do ano, realizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná”, informou Alexandre Queiroz. “Na speed, há regras rígidas para a construção dos carros, como peso e tamanho dos rolamentos. Na flex e na feminina, as medidas dos rolamentos são liberadas. O Rolimã é um esporte muito divertido”. 

Na classificação parcial do Campeonato Nacional Rolimã Brasil (CNRB), após duas etapas realizadas nas cidades de Ponta Grossa (Paraná) e Socorro (São Paulo), Alexandre Queiroz está na segunda colocação da flex e na quarta da speed. Regina (que é esposa de Queiroz) lidera a feminina e ocupa a quinta posição na speed. Já Lugó (que é filho de Queiroz) ainda não competiu neste ano. A próxima etapa do Brasileirão ocorre em 8 de julho, no município de Brumadinho, em Minas Gerais.

O time de pilotos de Praia Grande conta com apoio das empresas Grupo Paco Shopping da Sucata, Zip Lub Rei do Óleo e Forte Madeiras e Ferragens. E que a Rolimã Brasil é uma liga esportiva que reúne organizadores e chefes de equipes do país em competições de rolimã e carros de inércia (gravity cars, skatecars e carrinhos de lomba). Outras informações podem ser obtidas no e-mail real.alex.re@hotmail.com e no endereço eletrônico https://www.facebook.com/rolimabrasil.

Vôlei feminino de Praia Grande joga na Capital

Time adulto da Cidade compete fora de casa
26/6/2018

Nesta terça-feira (26), a partir das 16h30, no Ginásio Mirins III (Avenida Maurício José Cardoso, 1340, Bairro Forte), em Praia Grande, os times femininos infantil (15 e 16 anos) e infanto-juvenil (17 e 18) da Cidade (Secretarias de Esportes e Lazer – SEEL e Educação – Seduc; Liga Municipal – LPV) enfrentam os do Clube Atlético Paulistano, em confrontos válidos pela primeira fase do Campeonato Estadual de Vôlei promovido pelo Sindicato dos Clubes do Estado de São Paulo (Sindiclube).

No sábado (30), a partir das 11 horas, também no Ginásio Mirins III, o time infantil de Praia Grande joga contra o do Ribeirão Pires Futebol Clube. Já o selecionado feminino adulto da Cidade encara a turma do Clube Atlético Aramaçan, de Santo André. Estes são os dois últimos jogos do grupo municipal antes da disputa dos Jogos Regionais do Estado, que começam no dia 4 de julho, em Santo André.

Dados – Nas partidas já realizadas da infantil, as meninas da Cidade venceram as do Clube Atlético Juventus por 3 sets a 0 (25/20, 25/19 e 25/18); perderam para as do Centro Esportivo Penha por 3 a 2 (27/25, 26/24, 22/25, 14/25 e 12/15), APROV Guarulhos por 3 a 2 (26/24, 25/16, 18/25, 23/25 e 18/20), AABB/SP por 3 a 1 (25/19, 19/25, 23/25 e 21/25), Alphaville Tênis Clube por 3 a 1 (25/23, 21/25, 22/25 e 22/25), Esporte Clube Pinheiros por 3 a 0 (25/16, 25/18 e 25/19), Círculo Militar de São Paulo por 3 a 0 (22/25, 19/25 e 16/25) e do Esporte Clube Banespa por 3 a 0 (13/25, 12/25 e 13/25). 

Nos jogos já realizados da infanto-juvenil, a equipe municipal venceu o do Arydevom/Mauá por 3 a 2 (25/16, 26/24, 15/11, 25/27 e 21/25), perdeu para o Clube Atlético Ypiranga por 3 sets a 0 (25/16, 25/8 e 25/17), APROV Guarulhos por 3 a 0 (15/25, 19/25 e 13/25), Esporte Clube Pinheiros por 3 a 0 (25/19, 27/25 e 25/19) e São Paulo Futebol Clube por 3 a 0 (11/25, 14/25 e 17/25).

Nas partidas anteriores da categoria adulta, as meninas da Cidade venceram a turma da APROV de Guarulhos por 3 sets a 1 (25/16, 25/21, 25/16 e 15/25) e do selecionado do Clube Atlético Aramaçan, por 3 sets a 1 (25/16, 25/18, 25/20 e 17/25); e perderam para a turma do Ypiranga, por 3 sets a 0 (25/12, 25/10 e 25/11). 

Retrospecto – A última vez que as equipes femininas de Praia Grande participaram do Campeonato Estadual de Vôlei do Sindiclube foi em 2014. Naquele ano, o time adulto sagrou-se vice-campeão da série ouro (equipes que ficaram nas três primeiras posições na etapa inicial do torneio). A turma infanto-juvenil também foi vice-campeã só que na série prata (equipes que ficaram de quinto a oitavo lugares na etapa inicial do torneio). Em 2013, o time adulto sagrou-se campeão da série prata. Em 2012, o adulto conquistou o segundo lugar na disputa da Taça de Prata do Campeonato de Vôlei do Sindiclube. Já o grupo infanto-juvenil conquistou medalha de bronze na disputa da Taça de Prata.

Handebol feminino joga no Ginásio Falcão

Time cadete da Cidade encara equipe de Mongaguá
26/6/2018

Nesta terça-feira (26), às 19 horas, no Ginásio Falcão (Avenida Presidente Kennedy, 8169, Bairro Mirim), em Praia Grande, a equipe feminina cadete (15 e 16 anos) da Cidade (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Academia Movimentação, Supermercado Pompéia e Colégio Objetivo Praia Grande) joga contra o time da Prefeitura de Mongaguá em confronto válido pela nona rodada da primeira fase do Campeonato Estadual de Handebol promovido pela Liga Paulistana (LPHB).

No último sábado (23), também no Ginásio Falcão, as meninas da Cidade venceram o time paulistano da Escola Estadual Professor Roberto Simonini, por 25 a 8. Assim, na classificação parcial, a equipe local ocupa a terceira colocação, com seis vitórias e duas derrotas. Na primeira fase da competição, as equipes jogam todas contra todas em turno e returno qualificando-se as quatro melhores para a etapa semifinal. 

Nas outras partidas já realizadas, o grupo municipal venceu o time da Prefeitura de Jacareí por 14 a 8, Diadema (duas vezes) por 26 a 16 e 25 a 12, Santo André por 29 a 11 e Associação A Hebraica, de São Paulo, por 17 a 16; perdeu para o selecionado do Esporte Clube Pinheiros por 26 a 12 e Centro Esportivo Suzano Costa (CESC)/Rio de Janeiro por 34 a 24.

Atuam pela Cidade as jogadoras Amanda Nascimento Carpinelli, Ana Beatriz de França Cipriano, Fernanda da Silva Piplovic, Isabelly Vitoria Menezes Ferreira Souza, Kamilly da Silva Ferreira, Laiza Mirela de Oliveira, Laura Ushiro Moffa, Lívia Alessandra Arantes Rodrigues, Mônica Campagnoli Piovesan, Rafaela de Souza Pedroso, Raiany Mariana Santos Amorim, Rebeca Silva Cardoso Santos e Thamires Vitoria Nascimento Silva. O grupo local é comandado pela professora Sandra Regina Canova Barroso. 

Retrospecto – Em 2017, o time feminino júnior (19 a 21 anos) de Praia Grande foi vice-campeão do Estadual de Handebol promovido pela Liga Paulistana. A equipe feminina infantil (13 e 14 anos) de Praia Grande terminou na quarta colocação. Em 2016, a seleção feminina juvenil (17 e 18 anos) de Praia Grande conquistou a medalha de bronze. 

Em 2015, o time juvenil conquistou a medalha de ouro. Já o time feminino cadete (15 e 16 anos) de Praia Grande conquistou medalha de bronze. Em 2013, a equipe feminina infantil (13 e 14 anos) de Praia Grande obteve o bronze. Na adulta (idade livre), Praia Grande ficou na quinta posição. Em 2012, o selecionado local júnior (19 a 21 anos) terminou na terceira colocação. A turma cadete (15 e 16 anos) assegurou a quarta posição, enquanto que a infantil terminou na sexta.

%d blogueiros gostam disto: