fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Arquivo da tag equipe

Ginástica rítmica de Praia Grande disputa Troféu Metropolitano

Time da Cidade competiu na Capital
30/7/2018

A equipe de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) conquistou três premiações (um ouro, uma prata e um bronze) no Troféu Metropolitano de Ginástica Rítmica, evento regido pela Liga Metropolitana (LMGR) com chancela da Federação Paulista de Ginástica. A disputa realizada no último sábado (28), ocorreu no Ginásio do São Paulo Futebol Clube, na Capital.

O troféu de primeiro lugar veio na prova do arco, o de segundo colocado ocorreu na bola e o de terceiro nas mãos livres, todos na categoria pré-mirim (6 e 7 anos), nível A (separação por nível técnico). Sob comando da professora Flávia Beatriz Ferro representaram a Cidade as ginastas Isabelle Souza de Freitas e Maria Laura Avelino.

Na categoria livre, as atletas de Praia Grande também receberam troféus de destaques. Foram premiadas Yamilly Miguita e Maria Julia Miguel (nível B – mãos livres), Ana Julia Souza e Stephanie Mendonça (C – corda), Letícia Moraes Oliveira e Bruna Ribeiro (D – arco), Maria Eduarda Mezziara e Larissa Conceição (E – bola), e Bruna Costa (F – maças). Além das ginastas de Praia Grande, competiram atletas da Academia Impacto, Colégio Estrela Guia, Academia Lú Ritmos, São Paulo FC, Esporte Conviver, Volare Poços de Caldas, Brasil FC, Usiminas/Cubatão, Collinas, Piracaia Dança de Salão e Vila Souza Atlético Clube/Guarujá.

Polo – A Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande disponibiliza gratuitamente para meninas da Cidade, de 8 a 16 anos, polo de iniciação e treinamento competitivo de ginástica rítmica desportiva. Os treinos acontecem no Ginásio da SEEL (Avenida Ministro Marcos Freire, 33579, Bairro Tupiry – entrada pela Rua João Balbino Corrê, s/nº), de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, sob responsabilidade técnica da professora Flávia Beatriz Ferro. 

Para participar dos ensinamentos, os interessados devem comparecer aos locais utilizando roupa esportiva e documento de identidade (com foto). É preciso estar acompanhada pelo responsável. Depois de preenchida ficha cadastral, o participante também deve apresentar atestado médico. Caso não haja vaga imediata, a interessada entra na lista de espera. Outras informações podem ser obtidas na sede da SEEL e no telefone 3496-5601.


Seleção brasileira de basquete treina em Praia Grande 

Praia Grande sedia o Campeonato Brasileiro de Caratê Shorin-ryu

Evento ocorre em novembro no Ginásio Falcão
26/7/2018

Pela sétima vez (2012 a 2018), a Cidade de Praia Grande irá sediar a fase final do Campeonato Brasileiro de Caratê e Kobu-dô (utilização de armas típicas da tradição japonesa), estilo shorin-ryu shinshukan, evento regido pela União Internacional Shorin-Ryu (IUSKF) e União Shorin-Ryu do Brasil. A disputa será realizada de 16 a 18 de novembro, no Ginásio Falcão (Avenida Presidente Kennedy, 8169, no Bairro Mirim), e conta com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL).

No Brasileirão, disputam-se as categorias de katá (luta imaginária na qual se avalia a perfeição dos golpes), kumitê (embate entre dois caratecas) e Kobu-dô em cinco aparelhos: BO (bastão), Nunchaku (matracas – dois pedaços de madeira unidos por uma corrente de ferro), Tunqua (bastão de defesa pessoal), Sai (punhal de metal) e Kama (foice).

Os atletas são divididos por peso, idade e kyu (faixa). Por idade: mirim A (até 5 anos), mirim B (6 e 7), mirim C (8 e 9), infantil A (10 e 11), infantil B (12 e 13), infanto-juvenil (14 e 15), juvenil (16 e 17), adulto (18 a 35), master A (36 a 43), master B (44 a 50), master C (mais de 51 anos). Por kyu: branca (6º kyu), amarela (5º), laranja (4º), verde (3º), azul ou roxo (2º), castanho ou marrom (1º).

Dados – Na primeira e segunda etapas classificatórias do Campeonato Brasileiro de Karatê Shorin-ryu Shinshukan, nas cidades de Santos e Cotia, 15 atletas de Praia Grande qualificaram-se para a fase final. Eles subiram no pódio 25 vezes (12 ouros, 4 pratas e 9 bronzes). A turma da Academia Yoshimura Kyokai/Escola Celestin Freinet/Praia Grande obteve 13 medalhas (cinco ouros, três pratas e cinco bronzes). Já o grupo da Academia Kami Dojo/Praia Grande conquistou 12 pódios (sete ouros, uma prata e quatro bronzes). A terceira etapa classificatória do evento nacional ocorre em agosto, em Piracicaba; e a quarta e última acontece em setembro, em São Sebastião.

Retrospecto – Em 2017, caratecas de Praia Grande conquistaram 10 medalhas (quatro ouros, dois pratas e quatro bronzes) no Brasileirão Shorin-ryu Shinshukan. Três equipes de Praia Grande subiram no pódio. O grupo da Academia Kami Dojo faturou cinco medalhas (dois ouros, duas pratas e um bronze). O time da Academia Yoshimura Kyokai/Escola Celestin Freinet conquistou quatro medalhas (dois ouros e dois bronzes). A equipe da SEEL conquistou uma terceira colocação. 

Em 2016, três equipes de Praia Grande conquistaram 16 medalhas (cinco ouros, quatro pratas e sete bronzes) no evento. O grupo da Yoshimura/Freinet faturou três ouros. A equipe da Kami ganhou nove pódios (dois ouros, quatro pratas e três bronzes). O selecionado do SuperEscola/Secretaria de Educação obteve quatro terceiras colocações. Em 2015, duas equipes de Praia Grande conquistaram 33 medalhas (10 ouros, 12 pratas e 11 bronzes). Vice-campeã geral do evento, a turma da Kami obteve 24 medalhas (sete ouros, oito pratas e nove bronzes). Sétima colocada no geral, a equipe da Yoshimura/Freinet ganhou nove medalhas (três ouros, quatro pratas e dois bronzes).

Em 2014, caratecas de Praia Grande conquistaram 45 medalhas (15 ouros, 15 pratas e 15 bronzes). A turma da Kami faturou 9 ouros, 13 pratas e 13 bronzes. O grupo da Yoshimura/Freinet obteve 6 ouros, 2 pratas e 2 bronzes. Em 2013, caratecas da Cidade conquistaram 31 medalhas (9 ouros, 7 pratas e 15 bronzes). Em 2012, a praia-grandense Caroline de Lima (Academia Rodrigão 14), categoria júnior (16 e 17 anos), conquistou dois ouro e uma prata. Ela sagrou-se campeã nas disputas de katá e no Tunqua. Faturou a prata no BO.

Times de Praia Grande disputam a Copa Expresso Popular de Futsal

Equipes locais disputam títulos regionais
24/7/2018

As equipes masculinas sub-8, sub-9, sub-10, sub-11, sub-12, sub-14, sub-16 e sub-18 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Sucos Camp, Centro de Treinamento Falcão 12 e Liga Praia-grandense de Futsal – LPFS) disputam em agosto, a 17ª Copa Expresso Popular de Futsal, evento regido pela Liga Regional de Futsal do Litoral Paulista (LRFSLP) com apoio do Jornal Expresso Popular.

No dia 13 de agosto, às 19 horas, no auditório do Grêmio dos Metalúrgicos (Gremetal), em Santos, acontece o congresso técnico da competição. Na oportunidade, serão confirmadas todas as equipes participantes (em cada categoria), definidos os regulamentos de cada disputa, sorteada a tabela de jogos, estabelecida as datas, horários e locais das primeiras partidas.

Em 2017, o time masculino sub-14 do Colégio Recanto Educacional/Fisk/Praia Grande sagrou-se vice-campeão da 16ª Copa Expresso Popular de Futsal, série ouro. Na final, os meninos da Cidade empataram com a turma do Gremetal/Stismmmec em 3 a 3 (no tempo regulamentar). Nos pênaltis, a garotada de Santos levou a melhor e venceu por 3 a 2.

Dados – Em 2016, o time sub-11 de Praia Grande/Ocian Praia Clube sagrou-se bicampeão (2014 e 2016) da Copa Expresso Popular ao vencer na final, por 4 a 2, a turma do Santos Futebol Clube. Já o grupo local sub-12 ficou com a medalha de prata ao perder a decisão nos pênaltis, por 3 a 1 (após empate de 1 a 1 no tempo regulamentar), para o Clube Internacional de Regatas/Unimed Santos. Já a equipe sub-10 de Praia Grande foi eliminada ainda na etapa inicial.

Em 2015, o time masculino sub-14 de Praia Grande/Ocian foi campeão invicto. O sub-10 conquistou o bronze. Em 2014, as equipes masculinas sub-10 e sub-11 de Praia Grande sagraram-se campeãs da 13ª Copa. Em 2013, as equipes masculinas sub-11 A (jogadores nascidos em 2003) e sub-15 B (1998) de Praia Grande conquistaram as pratas. Na categoria sub-11 B (2002), a turma praia-grandense ficou com o bronze. Em 2012, ouro para os meninos da sub-15. Em 2011, ouro para os sub-15. Bronze para o sub-13. Em 2010, as sub-13 e sub-15 foram pratas. Em 2009, na sub-11 e sub-17 (série ouro – atletas federados) Praia Grande obteve os vice-campeonatos.

Times de Praia Grande disputam a Copa Expresso Popular de Futsal

Equipes locais disputam títulos regionais
24/7/2018

As equipes masculinas sub-8, sub-9, sub-10, sub-11, sub-12, sub-14, sub-16 e sub-18 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Sucos Camp, Centro de Treinamento Falcão 12 e Liga Praia-grandense de Futsal – LPFS) disputam em agosto, a 17ª Copa Expresso Popular de Futsal, evento regido pela Liga Regional de Futsal do Litoral Paulista (LRFSLP) com apoio do Jornal Expresso Popular.

No dia 13 de agosto, às 19 horas, no auditório do Grêmio dos Metalúrgicos (Gremetal), em Santos, acontece o congresso técnico da competição. Na oportunidade, serão confirmadas todas as equipes participantes (em cada categoria), definidos os regulamentos de cada disputa, sorteada a tabela de jogos, estabelecida as datas, horários e locais das primeiras partidas.

Em 2017, o time masculino sub-14 do Colégio Recanto Educacional/Fisk/Praia Grande sagrou-se vice-campeão da 16ª Copa Expresso Popular de Futsal, série ouro. Na final, os meninos da Cidade empataram com a turma do Gremetal/Stismmmec em 3 a 3 (no tempo regulamentar). Nos pênaltis, a garotada de Santos levou a melhor e venceu por 3 a 2.

Dados – Em 2016, o time sub-11 de Praia Grande/Ocian Praia Clube sagrou-se bicampeão (2014 e 2016) da Copa Expresso Popular ao vencer na final, por 4 a 2, a turma do Santos Futebol Clube. Já o grupo local sub-12 ficou com a medalha de prata ao perder a decisão nos pênaltis, por 3 a 1 (após empate de 1 a 1 no tempo regulamentar), para o Clube Internacional de Regatas/Unimed Santos. Já a equipe sub-10 de Praia Grande foi eliminada ainda na etapa inicial.

Em 2015, o time masculino sub-14 de Praia Grande/Ocian foi campeão invicto. O sub-10 conquistou o bronze. Em 2014, as equipes masculinas sub-10 e sub-11 de Praia Grande sagraram-se campeãs da 13ª Copa. Em 2013, as equipes masculinas sub-11 A (jogadores nascidos em 2003) e sub-15 B (1998) de Praia Grande conquistaram as pratas. Na categoria sub-11 B (2002), a turma praia-grandense ficou com o bronze. Em 2012, ouro para os meninos da sub-15. Em 2011, ouro para os sub-15. Bronze para o sub-13. Em 2010, as sub-13 e sub-15 foram pratas. Em 2009, na sub-11 e sub-17 (série ouro – atletas federados) Praia Grande obteve os vice-campeonatos.

Velejadores disputam evento internacional

Equipe municipal compete em Ilhabela
24/7/2018

A partir desta segunda-feira (23) e até o próximo sábado (28), em Ilhabela, a equipe do núcleo de Praia Grande do Programa Navega São Paulo (Secretarias de Esportes e Lazer – SEEL– e Educação – Seduc; e Marinha do Brasil) encara 11 oponentes na disputa da 45ª Semana Internacional de Vela Oceânica de Ilhabela, evento, regido pelo Yacht Clube de Ilhabela com apoio da Federação de Vela do Estado de São Paulo (Fevesp).

Na classe RGS C (veleiros com cabine que possuem características de cruzeiro) – Ranger 22, o selecionado municipal compete com o barco cooperação. Também disputam o título internacional as embarcações Xiliki/Ilhabela, Prozak/São Paulo, Rainha/Marinas Nacionais/Ilhabela, Grandpa/Santos, Aquarius/Brasília, Cação/Rio de Janeiro, Khanshin/São Paulo, UBA/Ubatuba, Pioneiro, Solaris II/Ubatuba e Aquarela/Belo Horizonte (Minas Gerais). 

No total, serão realizadas seis regatas (uma serve para descarte, ou seja, apenas cinco contam pontos para a classificação final). O time de Praia Grande tem comando técnico do professor Silvio Belo e que no ano passado, o grupo municipal terminou em oitavo lugar na categoria oceânica da 44ª Semana Internacional de Vela Oceânica de Ilhabela.

Monotipos – Nos dias 8 e 9 deste mês, em Ilhabela, de Praia Grande disputou a 45ª Semana Internacional de Vela Oceânica de Ilhabela, na classe dos barcos monotipos (embarcações monotipos são construídas conforme desenho único, tendo as mesmas medidas e peso: casco, leme, bolina ou quilha falsa, mastro e velame). Na classe open bic, a turma da Cidade conquistou medalha de prata com Giovana Vieira e bronze com Esdras Santana.

Retrospecto – Em 2017, na dingue, categorias sênior (mais de18 anos) e geral, títulos para Thiago Santana e Mariana Groba. Na máster (mais de 35 anos), o time da Cidade assegurou as três primeiras colocações com Sidney e Brian Henrique, Paulo Raíto, José e Danilton; Reynaldo Faustino e José Carlos. Na estreante, Guilherme Menezes e Yasmin Silva foram vice-campeões. Na júnior (até 17 anos), a turma municipal conquistou medalhas de prata e bronze com Dênis Fusco, João e Vitor; Isaías Menezes e Jamyli Oliviera. Na feminina aberta (idade livre), terceiro lugar para Mariângela, Sônia e Honeida Soares. Na classe open bic (barcos individuais para atletas com até 25 anos), primeira e segunda posições para Vitor Sudbrack e Ellion Santana. Na holder, Esdras Santana foi o segundo melhor e Rafael Soares, o terceiro.

Em 2016, o time de Praia Grande conquistou seis medalhas (três pratas e três bronzes). Em 2015, Praia Grande faturou 12 medalhas (seis ouros, três pratas e três bronzes) no evento internacional. Em 2014, conquistou 11 medalhas (quatro ouros, duas pratas e cinco bronzes). Em 2013, a turma praia-grandense obteve seis medalhas (quatro ouros, uma prata e um bronze). Em 2012, vieram seis conquistas (dois ouros, uma prata e três bronzes). Em 2011, foram nove medalhas (dois ouros, três pratas e quatro bronzes). Em 2010, o time local trouxe oito medalhas (quatro ouros, três pratas e um bronze). Em 2009, mais 11 medalhas (três ouros, quatro pratas e quatro bronzes). Em 2008, outras 19 medalhas (seis ouros, sete pratas e seis bronzes).

Aulas – As aulas do Programa Navega São Paulo de Praia Grande são abertas a pessoas de todas as idades, de segunda a sábado, das 8 às 17 horas, na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua. Também conhecido como Portinho, o local, banhado pelo Mar Pequeno, está situado na entrada da Cidade, na Rua Paulo Sérgio Garcia s/nº, Bairro Sítio do Campo. 

Para participar basta que os interessados compareçam ao local das aulas, preencham ficha cadastral e apresentem documento de identidade com foto. Os menores de idade precisam que os responsáveis façam a inscrição. Outras informações podem ser obtidas na Secretaria de Educação (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim, ao lado da Prefeitura, telefone 3496-2350).

Equipe de Praia Grande é quarta colocada em etapa do Brasileiro de Rolimã

Time municipal competiu em Minas Gerais
20/7/2018

A equipe da Real Competições de Praia Grande destacou-se na disputa da terceira etapa do Campeonato Nacional Rolimã Brasil (CNRB), realizada em julho, no município de Brumadinho, em Minas Gerais. O grupo local constituído pelos pilotos Alexandre Queiroz, Alexandre Lugó e Regina Browczuk participa de eventos de Gravit Cars (carros que competem em ladeiras desprovidos de motores elétricos, sendo movidos apenas pela gravidade), uma das categorias da modalidade é a dos carros de rolimã. 

Na categoria flx, Regina assegurou a quarta colocação e Queiroz terminou na sexta posição. Nos três primeiros lugares ficaram Lucas Gonçalves (Betim/MG), Alexei Silva (Poços de Caldas/MG) e Juninho (Socorro/SP). Na classificação parcial do Campeonato Nacional Rolimã Brasil (CNRB), após três etapas realizadas nas cidades de Ponta Grossa (Paraná), Socorro (São Paulo) e Brumadinho (Minas Gerais), Alexandre Queiroz está na terceira colocação da flex e na quarta da speed. Regina (que é esposa de Queiroz) lidera a feminina flx e ocupa a quinta posição na speed. 

“Estou muito feliz pela quarta colocação que conquistei. A pista estava excelente, foi uma prova espetacular e uma competição de enorme sucesso. Fomos muito bem recebidos em Brumadinho”, afirmou Regina. “Agradeço a organização da disputa e aos nossos apoiadores Zip Lube Rei do Oléo, Grupo Paco Reciclagem, Forte Madeiras e Gráfica Print Center”.

Dados – A quarta etapa do Campeonato Nacional Rolimã Brasil ocorre em agosto (ainda sem data definida) na Cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais. No total, são 11 etapas ao longo do ano, realizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Há disputas das categorias speed, flex – força livre e feminina. Na speed, há regras rígidas para a construção dos carros, como peso e tamanho dos rolamentos. Na flex e na feminina, as medidas dos rolamentos são liberadas. 

O time de pilotos de Praia Grande conta com apoio das empresas Grupo Paco Shopping da Sucata, Zip Lub Rei do Óleo e Forte Madeiras e Ferragens. A Rolimã Brasil é uma liga esportiva que reúne organizadores e chefes de equipes do país em competições de rolimã e carros de inércia (gravity cars, skatecars e carrinhos de lomba). Outras informações podem ser obtidas no e-mail real.alex.re@hotmail.com e no endereço eletrônico https://www.facebook.com/rolimabrasil.

Equipe sub-17 disputa Final Four da Copa de Basquete

Time masculino da Cidade joga evento da Liga da Baixada
20/7/2018

O selecionado masculino sub-17 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Centro Educacional Vila Verde, Faculdade Praia Grande e Associação Realizar) está classificado para o quadrangular final (final four) da 1ª Copa Regional promovida pela Liga de Basketball da Baixada Santista (LBBS) com chancela da Federação Paulista (FPB). A disputa desta nova etapa está programada para ter início em agosto.

Na primeira fase, o time da Cidade terminou na segunda colocação com cinco vitórias e uma derrota. A liderança ficou com a equipe do Clube Internacional de Regatas de Santos som seis triunfos. Nas terceira e quarta colocações terminaram os grupos de Itanhaém ABI e do Colégio Liceu Santista. Depois encerraram as turmas do Instituto de Basquete Baby, Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e Cubatão ACB.

Nos jogos realizados, a equipe de Praia Grande venceu a turma do Instituto Baby por 81 a 56, Basquete Cubatão ACB por 78 a 16, Associação de Basquete de Itanhaém por 69 a 46, Associação Atlética Banco do Brasil/Santos por 65 a 35 e a turma do Colégio Liceu Santista por 78 a 50; perdeu para o Clube Internacional de Santos por 73 a 49. 

Liga Paulista – No dia 5 de agosto, às 18 horas, no Ginásio Dondinho, em São Vicente, o selecionado masculino sub-19 de Praia enfrenta o time da Prefeitura de São Vicente, em duelo válido pela quarta rodada da primeira fase do Campeonato Estadual promovido pela Liga Paulista de Basquete (LPB). Nas partidas já realizadas, o grupo municipal venceu (duas vezes) Caraguatatuba/ABASC por 66 a 39 e 56 a 41, e Guarujá por 72 a 52. 

Atuam pela Cidade os jogadores André Batista dos Santos, André Luiz Lima Conceição, Arthur Antônio Aparecido Gabriel Felicissimo, Daniel Brito de Jesus, Elias Santos de Souza, Gabriel Diocedo de Castro, Gabriel Ribeiro Chagas, Guilherme Bruno, Gustavo Alves Praxedes de Souza, Iury Santos Sena Oliveira, Kewin Willys Muniz, Lucas Miranda do Carmo, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Rafael Messias Junior, Raul Vieira Jorge Luz, Samuel Guedes Menezes e Vitor de Abreu Silva. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Rabio Roberto de Souza Silva e Mariana Azevedo Costa.

Paulistão – A equipe masculina sub-17 está disputando a primeira fase do Campeonato Estadual regido pela Federação Paulista de Basquete (FPB). Os jogos voltam a acontecer em agosto. Na primeira fase, os selecionados jogam em turno e returno dentro de cada grupo, qualificando-se os quatro primeiros para a segunda fase na chave C e as demais para a chave D. 

Competindo na chave A, nas partidas realizadas, o time municipal ganhou do Clube Espéria por 59 a 54. Perdeu para o SESI/Franca Basquete (duas vezes) por 81 a 32 e 113 a 28, Nosso Clube de Limeira por 73 a 66, CAC/APAB Cravinhos (duas vezes) por 77 a 34 e 62 a 52, a equipe do Clube Espéria por 70 a 62, o selecionado do CBC/Tênis Clube Campinas (duas vezes) por 95 a 45 e 58 a 46, a turma do Clube Internacional de Santos (duas vezes) por 61 a 59 e 55 a 52. 

Atuam pela Cidade os jogadores Guilherme Bruno, Rafael Messias Júnior, João Gustavo, Raul Vieira Jorge Luz, Leonardo Santos, André Luiz Lima Conceição, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Gabriel Diocedo de Castro, Samuel Guedes Menezes, Jorge Silva, Elias Santos de Souza, Ruan, Luis Felipe, Felipe, Jefferson, Leonardo e Gabriel Ribeiro Chagas. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Fábio Roberto de Souza Silva. 

Retrospecto – No Paulistão de Basquete 2017, a equipe masculina sub-17 de Praia Grande garantiu a quarta colocação na série bronze. Na semifinal do chamado final four, o time de Praia Grande perdeu para a equipe do Clube Internacional de Regatas de Santos por 71 a 36. Na decisão do terceiro lugar, o selecionado municipal foi derrotado por Fernandópolis/AEC por 48 a 39. O título da disputa ficou com o grupo do Santo André/APABA que na decisão superou o Internacional por 64 a 57. Nesta etapa, competiram os times que ficaram do nono ao 12º lugar na primeira fase da competição. A turma de Praia Grande terminou em 11º lugar.

Já a seleção masculina sub-19 de Praia Grande encerrou a participação no Campeonato Paulista de Basquete na segunda fase (série D) da competição. Nas partidas realizadas, venceu o Tênis Clube de Campinas/CBC por 57 a 48, perdeu para o XV de Piracicaba (73 a 48 e 60 a 51), Tênis Clube de Campinas (68 a 51), Time Jundiaí de Basquete (por 72 a 33 e 68 a 37), Esporte Clube Pinheiros (117 a 36 e 132 a 24), Clube Atlético Paulistano (106 a 35 e 109 a 26), Associação Atlética São Caetano do Sul (86 x 57 e 86 a 55), Sociedade Esportiva Palmeiras (120 a 41 e 107 a 49) e Mogi das Cruzes/Helbor (102 a 50 e 100 a 43).

Praia Grande disputa Jogos Abertos do Interior em nova sede

Cidade de São Carlos sedia principal evento estadual
20/7/2018

A delegação de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) disputa em novembro, na cidade de São Carlos, a 82ª edição dos Jogos Abertos do Interior (JAI) Horácio Baby Barioni. Antes programada para ocorrer em setembro, no município de Rio Claro, a principal competição organizada pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ) teve mudança de sede.

É a terceira vez que São Carlos sedia a disputa. As outras duas foram em 1940 e 1957. No total, a competição reúne mais de sete mil atletas, de número superior a 100 cidades, em 27 modalidades atletismo, badminton, basquete, biribol, boxe, bocha, capoeira, caratê, ciclismo, damas, futebol, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, judô, kickboxing, luta olímpica, natação, malha, skate, taekwondo, tênis, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez. Vale ressaltar que há disputas de atletismo e natação para pessoas com deficiência (PcD).

Praia Grande – Um total de 25 equipes de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) obteve classificação para disputar os Jogos Abertos. As vagas foram obtidas nos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, realizados em julho, em Santo André. São mais de 150 atletas locais competindo por medalhas.

Qualificaram-se para a principal competição do Estado as equipes e atletas municipais de atletismo feminino (F), atletismo masculino (M), atletismo F para pessoas com deficiência (PcD), atletismo M PcD, biribol M, bocha M, caratê F, damas mistas, futsal M, ginástica artística F, malha M, natação F, natação M, natação F PcD, natação M PcD, tênis F, vôlei de praia F, vôlei de praia M – todos na categoria idade livre -; basquete M, handebol M, tênis de mesa F, xadrez F, xadrez M – na sub-20 -; ginástica rítmica feminina sub-14 e ginástica artística M sub-16.

Nos Jogos Abertos do Interior de 2017, na segunda divisão, a delegação de Praia Grande encerrou em 18º lugar com 59 pontos e 23 medalhas (6 ouros, 11 pratas e 6 bronzes). Em 2016, na 2ª divisão, o grupo municipal encerrou em 17º lugar, com 32 pontos e 30 medalhas (9 ouros, 12 pratas e 9 bronzes). Em 2015, na 1ª divisão (única vez), terminou em nono lugar, com 65,5 pontos e 27 medalhas (4 ouros, 11 pratas e 12 bronzes). Em 2014, na 2ª divisão, fechou em 10º lugar com 40 pontos e 64 medalhas (21 ouros, 29 pratas e 14 bronzes). Em 2013, acabou na 11ª colocação geral (empatado com Araçatuba), com 50 pontos e 36 medalhas (12 ouros, 11 pratas e 13 bronzes). Em 2012, obteve o 14º lugar com 48 pontos e 35 medalhas (10 ouros, 9 pratas e 16 bronzes).

Patinadoras de Praia Grande ganham três medalhas em Circuito Estadual

Equipe da Cidade competiu em evento da Federação Paulista
19/7/2018

A equipe de patinação artística de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Complexo Likiane´s Academy e Liga Paulista – LPPA) ganhou três medalhas (um ouro e duas pratas) no Circuito Estadual de Patinação Artística, evento regido pela Federação Paulista (FPPA). A disputa realizada no último mês, ocorreu no Ginásio do São Paulo Futebol Clube, na Capital.

Destaque para a patinadora Priscila Previdi que obteve duas pratas: na prova de figuras obrigatórias e na livre nível 1, categoria acima dos 30 anos. Vale frisar que o grupo municipal tem comando técnico de Patrícia Bárbara.

Regional – Para chegar ao Estadual, as meninas de Praia Grande obtiveram três medalhas (um ouro e duas pratas) na disputa do Circuito Paulista – etapa Regional -, realizado no último mês, no Ginásio da Associação Atlética dos Portuários, em Santos. Priscila Previdi venceu a disputa livre nível 1 e foi vice-campeã nas figuras obrigatórias. Alycia Araújo faturou a prata na livre nível 1. Além delas, competiram sem obter lugar no pódio as patinadoras Paloma Viegas (11 e 12 anos) e Giovana de Martino (13 e 14).

Dados – Em 2017, o time de patinação artística de Praia Grande conquistou 24 medalhas (11 ouros, 6 pratas e 7 bronzes). Na disputa do Circuito Paulista (Federação Paulista de Patinação Artística – FPPA) – fase estadual, o grupo local obteve 10 medalhas (cinco ouros, duas pratas e três bronzes). Destaques para Geovana Gama venceu as disputas de saltos abertos (open loops – OL) – mais de 13 anos e apresentação livre, nível 1 – 15 e 16 anos. Foi ainda, terceira colocada nas figuras obrigatórias (FO) – 15 e 16 anos. 

Giovana Teixeira sagrou-se campeã na livre estreante – 10 anos. Paloma Viegas terminou em primeiro lugar na livre estreante – 9 anos, em terceiro lugar nos OL até 12 anos e em quarto lugar nas FO – 9 e 10 anos. Isabela Teixeira encerrou na primeira colocação na livre estreante 12 anos, na quarta em OL – até 13 anos e na oitava em FO – 11 e 12 anos. 

Na disputa do Circuito Paulista – etapa Regional, vieram 14 medalhas (seis ouros, quatro pratas e quatro bronzes). O grande destaque mais uma vez, foi Geovana Gama que sagrou-se campeã em três provas: figuras obrigatórias (15 e 16 anos), apresentação livre nível 1 (15 e 16 anos) e open loops (mais de 13 anos). Além dela, outras atletas da Cidade garantiram um lugar no pódio. Priscila Nunes foi primeira colocada nas figuras e livre (mais de 19 anos) e segunda no open loops (mais de 13 anos). Alycia Araújo venceu o open loops (até 12 anos), ficou em segundo lugar no livre nível 1 (11 e 12 anos) e em quinto nas figuras (11 e 12 anos).

Praia Grande disputa competição de vela oceânica

Equipe municipal participa de evento internacional
17/7/2018

Desta sexta-feira (20) até o próximo dia 28, em Ilhabela, a equipe do núcleo de Praia Grande do Programa Navega São Paulo (Secretarias de Esportes e Lazer – SEEL– e Educação – Seduc; e Marinha do Brasil) disputa a 45ª Semana Internacional de Vela Oceânica de Ilhabela, evento, regido pelo Yacht Clube de Ilhabela com apoio da Federação de Vela do Estado de São Paulo (Fevesp).

Sob comando do professor Silvio Belo, o time da Cidade compete com o barco Cooperação, na classe RGS C (veleiros com cabine que possuem características de cruzeiro) – Ranger 22. Vale frisar que no ano passado, o grupo municipal terminou em oitavo lugar na categoria oceânica da 44ª Semana Internacional de Vela Oceânica de Ilhabela.

Monotipos – Nos dias 8 e 9 deste mês, em Ilhabela, de Praia Grande disputou a 45ª Semana Internacional de Vela Oceânica de Ilhabela, na classe dos barcos monotipos (embarcações monotipos são construídas conforme desenho único, tendo as mesmas medidas e peso: 
casco, leme, bolina ou quilha falsa, mastro e velame). Na classe open bic, a turma da Cidade conquistou medalha de prata com Giovana Vieira e bronze com Esdras Santana.

Retrospecto – Em 2017, na dingue, categorias sênior (mais de18 anos) e geral, títulos para Thiago Santana e Mariana Groba. Na máster (mais de 35 anos), o time da Cidade assegurou as três primeiras colocações com Sidney e Brian Henrique, Paulo Raíto, José e Danilton; Reynaldo Faustino e José Carlos. Na estreante, Guilherme Menezes e Yasmin Silva foram vice-campeões. Na júnior (até 17 anos), a turma municipal conquistou medalhas de prata e bronze com Dênis Fusco, João e Vitor; Isaías Menezes e Jamyli Oliviera. Na feminina aberta (idade livre), terceiro lugar para Mariângela, Sônia e Honeida Soares. Na classe open bic (barcos individuais para atletas com até 25 anos), primeira e segunda posições para Vitor Sudbrack e Ellion Santana. Na holder, Esdras Santana foi o segundo melhor e Rafael Soares, o terceiro.

Em 2016, o time de Praia Grande conquistou seis medalhas (três pratas e três bronzes). Em 2015, Praia Grande faturou 12 medalhas (seis ouros, três pratas e três bronzes) no evento internacional. Em 2014, conquistou 11 medalhas (quatro ouros, duas pratas e cinco bronzes). Em 2013, a turma praia-grandense obteve seis medalhas (quatro ouros, uma prata e um bronze). Em 2012, vieram seis conquistas (dois ouros, uma prata e três bronzes). Em 2011, foram nove medalhas (dois ouros, três pratas e quatro bronzes). Em 2010, o time local trouxe oito medalhas (quatro ouros, três pratas e um bronze). Em 2009, mais 11 medalhas (três ouros, quatro pratas e quatro bronzes). Em 2008, outras 19 medalhas (seis ouros, sete pratas e seis bronzes).

Aulas – As aulas do Programa Navega São Paulo de Praia Grande são abertas a pessoas de todas as idades, de segunda a sábado, das 8 às 17 horas, na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua. Também conhecido como Portinho, o local, banhado pelo Mar Pequeno, está situado na entrada da Cidade, na Rua Paulo Sérgio Garcia s/nº, Bairro Sítio do Campo. 

Para participar basta que os interessados compareçam ao local das aulas, preencham ficha cadastral e apresentem documento de identidade com foto. Os menores de idade precisam que os responsáveis façam a inscrição. Outras informações podem ser obtidas na Secretaria de Educação (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim, ao lado da Prefeitura, telefone 3496-2350).

Confira a campanha de Praia Grande nos Jogos Regionais

Delegação municipal competiu em Santo André
16/7/2018

Durante dez dias (de 04 a 14 de julho), em Santo André, a delegação de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) participou das disputas dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, evento regido pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ). No total, competiram mais de dois mil atletas, de 25 municípios.

Mais de 400 pessoas (entre atletas, técnicos e dirigentes) representaram Praia Grande em 23 modalidades: atletismo masculino (M), feminino (F) e para pessoas com deficiência (PcD); basquete M, biribol M, bocha M, capoeira M/F, caratê M/F, damas mista, futsal M, futebol M, ginástica rítmica F sub-14, ginástica artística M sub-16/F, handebol M/F, judô M/F, malha M, natação M/F/PcD, taekwondo M/F, tênis M/F, tênis de mesa M/F, vôlei M/F, vôlei de praia M/F e xadrez M/F. Apenas no basquete, futebol e futsal femininos; badminton, ciclismo e skate não houve representantes locais.

O grupo local terminou a disputa em quinto lugar com 182 pontos e 141 medalhas (56 ouros, 54 pratas e 31 bronzes). Pelo sexto ano consecutivo (2013 a 2018), o título geral ficou com a delegação de São Bernardo do Campo que dessa vez somou 281 pontos. Depois, terminaram as turmas de Santos com 231, São Caetano do Sul com 221,5 e Osasco com 183.

Confira a campanha completa de Praia Grande:

Atletismo feminino livre – terminou em 6º lugar (2 ouros, 1 prata e 2 bronzes)
1ª Débora de Almeida Simões Moreira – arremesso do peso
1ª Thaís Alves de Aguiar – lançamento do dardo
2ª Débora – lançamento do disco
3ª Daniela Bitencourt Ennes – disco
3ª Ana Caroline Aguiar da Silva – lançamento do martelo
4ª Daniela – peso
5ª Thassany Cristine de Oliveira Neves – 400 metros
6ª Adiely Augusto Ribeiro – martelo
10ª Thassany – 200 metros
13ª Brenda Marcelly Costa de Lima Alves – 200 metros

atletismo masculino livre – terminou em 6º lugar (1 prata e 4 bronzes)
2º Flávio Barbosa da Cruz – lançamento do disco
3º (2) João Vitor de Jesus Assenção – 100 e 200 metros
3º Dyogenes Gleyson Farias dos Santos – 400 metros
3º Dyogenes, João Vitor, Gabriel Costa Santana Silva e Alexandre Alves Moura – revezamento 4×100
4º Marcos Roberto Santos Gomes – salto em distância
5º Jonathan Jesus dos Santos – lançamento do dardo
7º Gustavo Henrique Ribeiro Cunha – dardo
7º Marcos – salto triplo
7º Alexandre, Dyogenes, Gabriel Costa e João Vitor – revezamento 4×400 metros
8º Lucas Goulart Moreschi – disco
9º Marcos – salto em altura
9º Elias Batista de Oliveira – 10km
10º Elias – 1500 metros
10º Júlio Cesar Batista dos Santos – 10km
11º Lucas Goulart – arremesso do peso
13º Elias – 5km
13º Gabryel dos Santos Silva – 200m
14º Júlio Santos – 5km
14º Gabriel Costa Santana Silva – 400 metros
16º Julio Cesar Muniz Marques – 800 metros
19º Vinicius Conceição Rolt – 1500 metros

atletismo PcD feminino livre – terminou em 2º lugar (11 ouros, 10 pratas e 3 bronzes)
1ª (3) Gabriela Mendonça ferreira – 100, 200 e 400 metros – T12
1ª (2) Maria Cecília Tenreiro – disco e lançamento do dardo – T37
1ª (2) Cibele Cristina Oliveira Cavalcante – 100 e 200 metros – T20
1ª Rosana Cardoso da Silva – lançamento do disco – F34
1ª Glória Poliana Platner do Amaral – 100 metros – T54
1ª Laísa Cícera Macedo – arremesso do peso – T35
1ª Queila Bruna Assis de Senna Ribeiro – peso – T37
2ª (3) Janaína Oliveira Nascimento – 100, 200 e 400 metros – T37
2ª (2) Rosana – peso e dardo – F34
2ª (2) Laísa – 100 e 200 metros – T35
2ª Marcela Beatriz dos Santos – 100 metros – T20
2ª Queila – dardo – F37
2ª Glória – 200 metros – T54
3ª Maria Cecília – peso – T37
3ª Cibele – peso – T20
3ª Queila – disco – T37
3ª Glória – 400 metros – T54
5ª Marcela – arremesso do peso – T20

atletismo PcD masculino livre – terminou em 4º lugar (16 ouros, 11 pratas e 3 bronzes)
1º (3) Vinicius Canas Gonçalves – 100 metros, lançamento do dardo e arremesso do peso – F/T35
1º (3) Gottlieb Ricardo Gonser – 100, 200 e 400 metros – T12
1º (3) Marcelo Sousa dos Santos – salto em distância, 100 e 200 metros – T38
1º (2) Franklin Roberto dos Santos Alves – dardo e peso – F37
1º (2) Rafael Alexandre de Oliveira – 100 e 200 metros – T34
1º Alexandre Barbosa Lima – lançamento do disco – F37
1º Adrian Oliveira Conceição – 100 metros – T20
1º Renan Santos Romão – 400 metros – T38
2º (2) Renan – 100 e 200 metros – T38
2º (2) Tarciso Silva Barra Santos – 200 e 800 metros – T37
2º (2) Adrian – 400 e 1.500 metros – T20
2º (2) Alexandre – dardo e peso – F37
2º Franklin – disco – F37
2º Murilo Nascimento Oliveira – 5km – T20
2º Rafael Alexandre – peso – F34
3º Tarciso – 400 metros – T37
3º Raphael Ribeiro da Silva – 5km – T20
3º Murilo – 200 metros – T20
4º Murilo – salto em distância – T20
4º Raphael Ribeiro – 1.500 – T20
6º Raphael Ribeiro – 400 metros – T20

basquete masculino sub-20 – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada chave A – Praia Grande 32 x 57 Mauá
2ª rodada – Praia Grande 70 x 42 São Vicente
3ª rodada – Praia Grande 69 x 63 Santo André
semifinal – Praia Grande 45 x 83 São Caetano do Sul
decisão do 3º lugar – Praia Grande 80 x 65 Guarujá

biribol masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Itapevi
3ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Cotia
semifinal – Praia Grande 2 x 0 Itanhaém
decisão do 1º lugar – Praia Grande 1 x 2 Santos

bocha masculina livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Peruíbe
semifinal – Praia Grande 0 x 2 São Caetano do Sul
decisão do 3º lugar – Praia Grande 2 x 0 São Vicente

Capoeira feminina livre – terminou em 6º lugar
5ª Rosemary Rocha de Oliveira – meio-pesado (59 a 66 kg)
6ª Marina Batista Costa – médio (53 a 59 kg)
6ª Luciene Caires de Aguiar – pesado (mais de 66 kg)

Capoeira masculina livre – terminou em 5º lugar (1 prata)
2º Leandro Gimenes de Aguiar – leve (até 68 kg)
4º Fernando Ribeiro da Silva – meio-pesado (77,5 a 87 kg)
5º Thiago Oliveira dos Santos – pesado (mais de 87 kg)
7º Bruno de Souza José – médio (68 a 77,5 kg)

caratê feminino livre – terminou em 8º lugar (1 prata)
2ª Caroline de Lima – katá individual
5ª Mariam Mian Bouchnak – 53 a 60 kg
7ª Mariana Vieira Rocha de Freitas, Mariana Ciasca Lopes e Fernanda Nascimento Pereira
– katá equipe

caratê masculino livre – terminou em 8º lugar
4º David Willy Silva dos Passos, Matheus Nascimento Pereira e Nathan Pinto de Almeida – katá equipe 
5º Hevandro da Assenção Ribeiro – 65 a 70 kg
5º Douglas Vinicius de Araújo – 70 a 75 kg
6º Allan Jozala de Souza – katá individual
7º Oswaldo Luis Rodrigues de Oliveira – 60 a 65 kg

damas mistas livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 4 x 6 Itapevi
2ª rodada – Praia Grande 1 x 9 São Bernardo do Campo

futebol masculino sub-20 – terminou em 12º lugar
1ª rodada – Praia Grande 1 x 0 Jandira
2ª rodada – Praia Grande 0 x 0 Peruíbe
3ª rodada – Praia Grande 0 x 0 Santos
2ª fase (12 melhores) – Praia Grande 0 x 0 Juquitiba (5 x 6 nos pênaltis) 

futsal masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada chave B – Praia Grande 5 x 4 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 2 x 1 Diadema
Semifinal – Praia Grande 1 x 1 Jandira (3 x 1 nos pênaltis)
final – Praia Grande 2 x 4 Osasco

Ginástica artística feminina livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
2ª equipe
4ª Kailane Araújo Fontes – trave
4ª Nicole Piacentini de Freitas Pereira – solo e individual geral
5ª Kailane – salto e individual geral
6ª Nicole – paralelas
6ª Ranya Jamilli Pavezi Gonzales – trave e individual geral
7ª Isadora Paulinia de Oliveira – paralelas e individual geral
7ª Ranya – paralelas
7ª Nicole – trave
7ª Kailane – solo
8ª Isadora – trave
8ª Ranya – solo
9ª Isadora – solo
9ª Kailane – paralelas

Ginástica artística masculina sub-16 – terminou em 2º lugar (1 prata e 1bronze)
2º equipe
3º Jedson Ferreira Santos – salto
4º Cássio Eduardo Menezes do Nascimento – argolas
5º William Domingos dos Santos Filho – solo e paralelas
5º Cássio – cavalo e individual geral
5º Jedson – barra fixa
6º William – cavalo e individual geral
6º Jedson – solo
6º Vitor Silva Mendes Vieira – argolas
6º Cássio – barra fixa
7º William – argolas
7º Cássio – solo
7º Gustavo Henrique Ramos Rezende de Moraes – individual geral, cavalo e barra fixa
7º Vitor – paralelas
8º Cássio – paralelas
8º Daniel Santana Vieira – cavalo e argolas
9º Daniel – solo
9º Vitor – cavalo e barra fixa
9º Gustavo – argolas e paralelas
10º William – barra fixa
10º Daniel – paralelas
11º Gustavo – solo
11º Vitor – individual geral
12º Daniel – individual geral
14º Jedson – individual geral

ginástica rítmica feminina sub-14 – terminou em 4º lugar
5ª Sabrina Barros da Costa Barreto – aparelho bola
5ª Karen Utino Sartori – maças
5ª Isabella Correia Aguiar – fita
5ª Gabryela Stephanie Raimundo de Mendonça – mãos livres
5º individual geral
5º conjunto cinco arcos (Sabrina, Karen, Isabella, Gabryela, Isabela Puliti Pinto, Maria Eduarda Goulart de Oliveira, Larissa Gonçalves Conceição e Bruna Ribeiro Alves dos Santos)

handebol feminino sub-20 – terminou em 4º lugar
1ª rodada – Praia Grande 3 x 29 Santos
2ª rodada– Praia Grande 5 x 18 São Caetano do Sul
3ª rodada – Praia Grande 11 x 20 Guarujá
4ª rodada – Praia Grande 18 x 17 Diadema

handebol masculino sub-20 – terminou em 1º lugar (1 ouro)
1ª rodada – Praia Grande 33 x 17 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 26 x 25 Santos

Judô feminino livre – terminou em 7º lugar
5ª Ingrid Beatriz Lopes da Silva – peso meio-pesado (70 a 78 kg)
5ª Amanda Silva Souza – pesado (mais de 78 kg)
5ª Larissa Vieira Coutinho – absoluto (sem limite de peso)
6ª Tawany Gianelo da Silva – leve (52 a 57 kg)
7ª Vitória Noellen Alexandre – meio-médio (57 a 63 kg)
7ª Jéssica Rita Carvalho – médio (63 a 70 kg)

Judô masculino livre – terminou em 12º lugar 
4º Fabio Lescreck dos Santos – ligeiro (55 a 60 kg)
6º Antonio Duarte Contente da Silva e Lucas Felipe Ventania Manzoni – nague no kata
7º Lucas Felipe Ventania Manzoni – superligeiro (até 55 kg)
8º Diego Billy Arruda da Silva – pesado (mais de 100 kg)

Malha masculina livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada chave B – Praia Grande 38 x 0 Jandira
2ª rodada – Praia Grande 126 x 114 Mauá
semifinal – Praia Grande 128 x 168 São Bernardo do Campo
decisão do 3º lugar – Praia Grande 136 x 134 São Vicente

Natação feminina livre – terminou em 4º lugar (1 prata e 2 bronzes)
2ª Patricia Pedroso Neumann – 100 costas
3ª Patrícia – 50 costas
3ª Anna Beatriz Costa Machado – 400 medley
4ª Patricia – 200 costas
4ª Anna – 400 e 800 livres
4ª Anna, Patrícia, Rafaella e Gabrieli da Cunha de Souza e Silva – revezamento 4×100 livres
4ª Anna, Patrícia, Rafaella e Gabrieli da Cunha de Souza e Silva – revezamento 4×100 medley
5ª Anna, Patrícia, Rafaella e Gabrieli – 4×200 livres
5ª Patricia – 200 medley
5ª Rafaella Anisio Pessi – 200 borboleta
7ª Anna – 200 livres
7ª Rafaella – 800 livres 
7ª Gabrieli – 100 e 200 peito
8ª Michelle Kaylane Bastos de Alencar – 200 borboleta
8ª Gabrieli – 100 peito e 100 borboleta
9ª Maria Eduarda de Oliveira Rodrigues – 200 livres
10ª Rafaella – 200 medley e 400 livres
11ª Maria – 100 e 200 costas
12ª Michelle – 100 livres, 50 e 100 borboleta

Natação masculina livre – terminou em 5º lugar
4º João Vitor Xavier Nogueira – 200 medley, 50 e 100 costas 
5º João – 200 costas
6º João, Luan Alves Jekabson, Guilherme Silva Serrano e Gustavo Xavier Nogueira – revezamento 4×100 livres
7º João, Evandro Lopes Bueno, Thiago Gazoni e Vinicius Victorio Souza Vitta –4×200 livres
8º Guilherme, João, Luan e Carlos Alexandre do Nascimento Barrada – 4×100 medley
8º Luan – 200 borboleta
9º Guilherme – 200 peito
9º Italo Bressane da Costa – 1.500 livres
10º Gustavo – 200 borboleta
10º Luan – 100 borboleta
11º Luan – 200 medley
12º Italo – 400 livres
12º Gustavo – 200 costas e 100 borboleta
12º Carlos – 200 peito
13º Guilherme – 100 peito e 50 livres
13ª Italo – 400 medley
14º Italo – 200 livres
14º Carlos – 50 livres
15º Carlos – 100 peito
16º Guilherme – 100 livres
17º Carlos – 100 livres

natação PcD feminina livre – terminou em 2º lugar (7 ouros, 8 pratas e 2 bronzes)
1ª (3) Gabriela Christina Sieiro Lopez Ramirez – S14 – 100 costas, 100 peito e 200 livres
1ª (2) Mariane Silva Ribeiro – S3 – 50 peito e 50 livres
1ª Neusa Ferreira Oliveira – S7 – 50 borboleta
1ª Pietra Vicktoria Hipólito de Abreu – S10 – 100 peito
2ª (3) Sara Neves Macedo – S8 – 100 costas, 50 e 100 livres 
2ª (2) Neusa – S7 – 50 e 100 livres
2º Cristina Maria da Silva – S10 – 100 costas
2ª Rute dos Santos da Cruz– S14 – 50 livres
2ª Mariane, Neusa, Pietra e Sara – revezamento 4×50 medley
3ª (2) Pietra – S10 – 50 e 100 livres
4ª Cristina – S10 – 50 e 100 livres

natação PcD masculina livre – terminou em 2º lugar (19 ouros, 11 pratas e 4 bronzes)
1º (3) Rodrigo Santos Pessoa – S5 – 50, 100 e 200 livres
1º (3) Gabriel Melone de Oliveira – S6 – 50 borboleta, 100 livres e 100 costas
1º (3) Amauri Matias Braga – S11 – 100 costas, 50 e 100 livres
1º (3) Murilo Manna Marcondes – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
1º (3) Luiz Henrique Sieiro Lopes Ramirez – S14 – 50 livres, 100 borboleta e 100 peito
1º Vinicius Canas Gonçalves – S7 – 100 livres
1º Waltemir Francisco da Cruz – S6 – 400 livres
1º Gabriel, Rodrigo, Waltemir e Lucas Felipe Freire Ramos – revezamento 4×50 medley
1º Alex Francisco Lopes da Costa, Amauri, Luiz e Rodrigo – revezamento 4×50 livres
2º (3) Lucas – S6 – 400 livres, 100 borboleta e 100 peito
2º (3) Marcos – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
2º (2) Vinicius – S7 – 50 borboleta e 100 costas
2º (2) Rogério Aparecido Ramos – S7 – 50 e 100 livres
2º Alex – S8 – 100 peito
3º (2) Waltemir – S6 – 100 costas e 50 livres
3º (2) Alex – S8 – 50 e 100 livres
4º Renato Luiz de Araújo – S9 – 50 livres
6º Renato – S9 – 100 livres

taekwondo feminino livre – terminou em 8º lugar
8ª Giovanna Cunha Freitas – luta – médio (50 a 57 kg)

taekwondo masculino livre – terminou em 6º lugar (1 prata)
2º Gustavo Gomes Monteiro – meio-pesado (69 a 80 kg)
4º Wilson Candido dos Santos Júnior – médio (59 a 68 kg)
6º Paulo Alexandre Teixeira Araújo – leve (até 58 kg)
7º Andre Luiz Silva dos Santos – pesado (mais de 80 kg)

tênis feminino livre – terminou em 3º lugar (2 bronzes)
Praia Grande 0 x 2 Embu das Artes

tênis masculino livre – terminou em 5º lugar
1ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Osasco

Tênis de mesa feminino sub-20 – terminou em 2º lugar (2 pratas e 1 bronze)
2ª Praia Grande 0 x 3 Santo André – equipe
2ª Steffany Kauany Souza Alves e Larissa Maciel de Godói – dupla
3ª Larissa Maciel – individual 
4ª Nicole de Jesus Santos – individual

tênis de mesa masculino livre – terminou em 6º lugar
4º Sergio Costa Tomceac e Gabriel Pereira da Cruz – dupla
6º Praia Grande 0 x 3 Santo André – equipe
6º Praia Grande 1 x 3 São Bernardo do Campo – equipe

vôlei feminino livre – terminou em 5º lugar
1ª rodada – Praia Grande 0 x 2 São Caetano do Sul
2ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Santo André
3ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Cotia

vôlei masculino sub-20 – terminou em 4º lugar
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Rio Grande da Serra (desistência)
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Caetano do Sul
semifinal – Praia Grande 1 x 3 São Bernardo do Campo (25/22, 19/25, 22/25 e 24/26)
decisão do 3º lugar – Praia Grande 1 x 3 São Caetano do Sul (25/14, 18/25, 22/25 e 22/25)

vôlei de praia feminino livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Diadema
2ª rodada– Praia Grande 2 x 0 São Caetano do Sul
semifinal – Praia Grande 0 x 2 Santos
decisão do 3º lugar – Praia Grande 2 x 0 Diadema

vôlei de praia masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Peruíbe
3ª rodada – Praia Grande 2 x 1 Bertioga
semifinal – Praia Grande 2 x 1 Mongaguá 
final – Praia Grande 0 x 2 São Bernardo do Campo

Xadrez feminino sub-20 – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 3 x 1 Itapevi 
2ª rodada – Praia Grande 0 x 4 Cubatão
3ª rodada – Praia Grande 0 x 4 Osasco
4ª rodada – Praia Grande 4 x 0 São Vicente
5ª rodada – Praia Grande 2,5 x 1,5 Diadema

xadrez masculino sub-20 – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada – Praia Grande 0,5 x 3,5 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 2,5 x 1,5 Diadema.

Praia Grande classifica 25 equipes para os Jogos Abertos

Atletas da Cidade competem na 82ª edição do evento estadual
16/7/2018

Um total de 25 equipes de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) classificou-se para a disputa dos 82º Jogos Abertos do Interior (JAI) Horácio Baby Barioni, que ocorre em novembro, na cidade de São Carlos. As vagas foram conquistadas com os resultados obtidos na disputa dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, encerrada na última sexta-feira (13), em Santo André.

Qualificaram-se para a principal competição do Estado as equipes e atletas municipais de atletismo feminino (F), atletismo masculino (M), atletismo F para pessoas com deficiência (PcD), atletismo M PcD, biribol M, bocha M, caratê F, damas mistas, futsal M, ginástica artística F, malha M, natação F, natação M, natação F PcD, natação M PcD, tênis F, vôlei de praia F, vôlei de praia M – todos na categoria idade livre -; basquete M, handebol M, tênis de mesa F, xadrez F, xadrez M – na sub-20 -; ginástica rítmica feminina sub-14 e ginástica artística M sub-16.

Dados – Nos Jogos Regionais, as cidades são separadas em oitos regiões esportivas no Estado criadas pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ). As equipes da Baixada Santista ficam na região mais disputada, ao lado dos times do Grande ABCD. A cidade campeã geral dos Regionais 2018 garante a delegação completa (em todas as modalidades) nos Jogos Abertos. O município sede dos JAI (neste ano, Rio Claro) também está assegurado em todas as disputas.

No atletismo e natação, qualificam-se para os JAI os primeiros colocados (por prova e sexo) nos JR, mais os atletas que obtiverem os índices (marcas estabelecidas pelas respectivas Federações Estaduais). No atletismo e natação para pessoas com deficiência (PcD), classificam-se os dois primeiros posicionados, mais os que alcançarem os índices. No caratê, capoeira, ciclismo, judô e taekwondo vão para os Jogos Abertos os campeões dos Regionais, por peso e sexo. No caso de dupla classificação (equipe já qualificada mais o atleta campeão), o atleta subsequente na colocação dos JR do ano vigente garante a vaga. 

Apesar de terem sido extintas as disputas das primeira e segunda divisões nos Regionais, estas continuam valendo para os Jogos Abertos. Então, nos Abertos, competem times na primeira divisão (são os primeiros e segundos colocados dos JAI de 2017, nas 1ª e 2ª divisões, mais os campeões dos Regionais de 2018, por modalidade), na segunda divisão (segundos e terceiros colocados dos Jogos Regionais de 2018) e ainda na divisão especial (equipes profissionais, semiprofissionais e convidadas).

Nos JR disputam-se vagas (femininas e masculinas) nas modalidades de atletismo e natação para pessoas com deficiência (PcD); atletismo, badminton, basquete, capoeira, caratê, ciclismo, ginástica artística, futebol, futsal, handebol, judô, natação, skate, taekwondo, tênis, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez. Só para os homens: biribol, bocha e malha. Só para as mulheres: ginástica rítmica desportiva (GRD). Misto: jogo de damas.

Os torneios de boxe, kickboxing e a luta olímpica não acontecem nos JR. Assim, todos os municípios podem participar da disputa nos JAI. Isso ocorre devido ao baixo número de praticantes nesses esportes. Os confrontos envolvem as categorias sub-20 e adulta (idade livre). Existem também classes diferenciadas na ginástica artística: sub-14 (até 14 anos) para as mulheres e sub-16 (até 16 anos) para os homens; e na ginástica rítmica: sub-14 e livre.

Equipe do Câmera Record mostra a rotina do Porto de Santos (SP)

Nadadores juvenis disputam o Campeonato Paulista

Time da Cidade compete no interior do Estado
28/6/2018

De sexta-feira a domingo (29 a 1º), a partir das 9 horas, na piscina olímpica (50 metros) da Arena da Associação Bauruense de Desportos Aquáticos (ABDA), em Bauru, o selecionado de Praia Grande (Secretaria de Esportes e Lazer – SEEL –, Natação Praia Grande e Associação de Pais e Amigos – APADELP) compete no Campeonato Paulista de Natação de Inverno, categoria juvenil 1 e 2 (15 e 16 anos) – 6º Troféu João Sazaki, evento regido pela Federação Aquática Paulista (FAP) com chancela da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). 

Sob comando técnico do professor Régis dos Anjos Aguiar, representam a Cidade na juvenil 1, os nadadores Guilherme Silva Serrano (nas provas de 100 metros livres, 400 medley, 100 e 200 peito), Luan Alves Jekabson (100 e 200 borboleta, 200 e 400 medley) e Gabrielle da Cunha de Souza e Silva (100 borboleta, 200 medley, 100 e 200 peito).

Os atletas de Praia Grande treinam na piscina municipal (Avenida Presidente Castelo Branco s/nº, Bairro Mirim). Na Cidade, o esporte competitivo é conduzido pela Secretaria de Esportes e Lazer (SEEL). Há ainda escolinha municipal através do programa SuperEscola, mantido pela Secretaria de Educação (Seduc). 

Dados – Em 2017, a equipe de Praia Grande não participou do evento estadual. Em 2016, na juvenil 1, Isabela Silva de Carvalho terminou em oitavo lugar nos 200 metros borboleta, em 13º nos 100 borboleta e em 19º nos 200 medley. João Roberto Archiolli Marques foi 12º colocado nos 100 peito e 28º nos 100 livres. Na juvenil 2, João Vitor Xavier Nogueira encerrou na 13ª posição nos 200 medley, 18ª nos 200 livres, 24ª nos 100 livres e 26ª nos 100 borboleta. 

Em 2015, dois nadadores da Cidade foram os melhores da Região da Baixada Santista nas respectivas provas que disputaram no Paulistão de Inverno. Na juvenil 2, Daniela Luís Queiros dos Santos terminou em 11º lugar nos 800 livres; e em 17º lugar nos 400 livres. Na juvenil 1, João Vitor Xavier Nogueira foi 10º colocado nos 200 medley; e 17º nos 400 medley. João disputou ainda outras duas provas nas quais não foi o melhor da Região. Nos 100 costas, ele encerrou na 13ª posição e nos 100 borboleta na 23ª. 

Em 2014, o grupo municipal não participou do evento. Em 2013, na juvenil 1, Roberta Pessoa de Mello terminou em sétimo lugar nos 100 e 200 borboleta. Foi ainda, 15ª colocada nos 200 livres. João Paulo Rinaldi Luna acabou em 16º lugar nos 100 borboleta, 19º nos 200 livres, 23º nos 200 medley e 31º nos 100 livres. Na juvenil 2, Luana Maria Miranda de Oliveira encerrou na 16ª posição nos 100 livres e 18ª nos 50 livres.

%d blogueiros gostam disto: