fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Arquivo da tag Atletas

Praia Grande sedia Campeonato Brasileiro de Minobol

Evento ocorre nos Ginásios dos Bairros Tupi e Canto do Forte
1/8/2018

A Cidade de Praia Grande irá sediar o 2º Campeonato Brasileiro de Minobol, evento regido pela Confederação nacional (CBMinobol) com apoio da Federação Paulista (FPMinobol) e da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) local. A disputa ocorre nos dias 3 e 4 de novembro, nos Ginásios Rodrigão (Avenida Presidente Kennedy, 8169, Bairro Mirim) e Mirins III (Rua Maurício José Cardoso, 135, Bairro Canto do Forte). A entrada é gratuita para o público em geral.

O minobol é o nome dado ao vôlei adaptado à terceira idade (pessoas com mais de 50 anos). A Confederação Brasileira foi fundada em janeiro de 2017, por várias Ligas da modalidade. Em 2018, a entidade realizou em Sorocaba o primeiro curso para a formação de árbitros de minobol. Outras informações podem ser obtidas no e-mail cbminobol@hotmail.com e no site https://www.facebook.com/minobol.

Primeira edição – Em 2017, a primeira edição do Campeonato Brasileiro de Minobol ocorreu em Piedade, interior de São Paulo. Foram 42 equipes participantes, com 432 atletas (268 mulheres e 164 homens) realizando 107 jogos. Na categoria masculina de 50 a 59 anos, título para a turma da Prefeitura de Santos. Depois terminaram os times de Águas de São Pedro (São Paulo), Praia Grande e Salto (SP). Na feminina, primeiro lugar para a turma de Santos. Na sequência ficaram os grupos de Atividade Americana, Salto e Praia Grande. Na Taça de Prata (divisão técnica) feminina, vitória de Águas de São Pedro, seguida por Osasco, Angatuba (SP) e Votorantim.

Na masculina de 60 a 69 anos, a equipe de Santos foi campeã. As turmas de Águas de São Pedro, São José do Rio Preto e Itatiba completaram o pódio. Na Taça de Prata masculina, deu Sorocaba, Osasco, Praia Grande e Boituva. Na série bronze masculina, vitória de Ibiúna, seguida pelo time B de Praia Grande, Florianópolis/Santa Catarina e Iomerê/SC.

Na feminina, os times de Itatiba, Águas de São Pedro, Sorocaba e Praia Grande obtiveram os quatro primeiros lugares. Na Taça de Prata, deu Americana, Santos, São José do Rio Preto e Ibiúna. Na Taça de Bronze, medalhas para Osasco, Votorantim, Boituva, Florianópolis/SC e Iomerê/SC. Na feminina mais de 70 anos, subiram no pódio os selecionados de Itatiba, Águas de São Pedro, Campinas, Praia Grande e Sorocaba.

Judocas de Praia Grande integram ranking nacional da CBJ

Atletas da Cidade disputam vagas para a seleção brasileira
1/8/2018

Cinco atletas de Praia Grande (Secretarias de Esporte e Lazer – SEEL e Educação – Seduc) integram com destaque o ranking criado pela Confederação Brasileira de Judô. Esta classificatória qualifica os primeiros posicionados de cada categoria para integrar as respectivas seleções brasileiras em estágios, treinamentos e competições internacionais.

No ranking da categoria sub-18, no peso ligeiro (50 a 55 quilos), Fábio Lescreck dos Santos ocupa o terceiro lugar. No superligeiro (até 50 kg), João Marcelo Morato de Oliveira é o quarto melhor. No meio-pesado (81 a 90 kg), Carlos Eduardo Silva Macedo aparece na 15ª colocação. Na sub-21, no pesado (mais de 78 kg), Amanda Silva Souza está na 32ª posição. Na sênior (mais de 18 anos), Tawany Gianelo da Silva (Shopping Litoral Plaza), garante-se em oitavo lugar.

O ranking da CBJ soma pontos aos atletas pelas posições obtidas nas principais competições, como Troféu Brasil, Campeonatos Brasileiros e Estaduais, Meetings e Seletivas Nacionais. A concepção principal é que o ranking garanta aos atletas mais regulares uma chance na seleção brasileira, e não apenas os melhores de uma seletiva, por exemplo.

O grupo municipal de judô de Praia Grande treina de segundas as sextas-feiras, após as 17 horas, no Centro de Excelência Professor João Carlos Ribeiro Manso Júnior (esquina das Ruas Arari e Carimbó – espaço anexo ao Ginásio Rodrigão – BairroTupi), com os professores Alberto Bittencourt Silva, Danusa Shira Bittencourt e Rodrigo de Matos.

Dados – Em 2018, Fábio foi vice-campeão paulista e do Paulistão Inter-regional, medalha de bronze na Copa São Paulo, quarto colocado nos Jogos Regionais, quinto no Brasileirão e no Meeting nacional. Integrou a seleção brasileira sub-18 que competiu na quarta etapa da Copa da Europa, em Zagreb, na Croácia. Na primeira luta, Lescreck passou pelo húngaro Aron Szabo. Na segunda, foi derrotado pelo ucraniano KyriloKariev. Em 2017, foi prata na seletiva nacional e no paulista regional, terceiro posicionado no Estadual por faixa e no Paulistão Inter-Regional e quinto colocado nos Jogos Regionais.

Neste ano, João sagrou-se campeão regional, inter-regional, paulista e da Copa São Paulo; vice-campeão do Meeting Nacional e sétimo colocado no Brasileirão. Em 2017, foi vice-campeão paulista Inter-regional, terceiro colocado no Campeonato Regional e sétimo na seletiva nacional. Nesta temporada, Carlos sagrou-se vice-campeão regional e dos Jogos da Juventude, terceiro colocado no Brasileiro Regional. Em 2017, foi vice-campeão do Torneio Estadual do São João Tênis Clube e bronze nos Jogos Sul-Americanos da Juventude.

Em 2018, Amanda foi vice-campeã regional e inter-regional, terceira colocada na Copa São Paulo e quinta no Brasileiro Regional. Em 2017, nos Jogos da Juventude, ganhou duas medalhas: ouro no peso pesado (mais de 78 kg) e prata no absoluto (sem limite de peso). 

Foi campeã regional e inter-regional, terceira colocada na Copa São Paulo. Neste ano, Tawany sagrou campeã da Copa São Paulo, vice-campeã paulista e foi sexta colocada nos 62º Jogos Regionais do Estado de São Paulo (competindo no peso leve – 52 a 57 kg). Em 2017, ganhou a prata no Campeonato Paulista, o bronze na Copa São Paulo e nos Jogos Regionais, assegurou a quinta colocação no Brasileirão Sênior e no Brasileiro Regional.

 Praia Grande qualifica 12 caratecas para o Pan-Americano sub-21

Atletas da Cidade lutam no Rio de Janeiro
31/7/2018

Um total de 12 atletas de Praia Grande foi convocado pela Confederação Brasileira de Karatê (CBK) para disputar o 29º Campeonato Pan-Americano, categorias feminina e masculina sub-14, na sub-16 (cadete), sub-18 (júnior) e sub-21, que ocorre de 20 a 26 de agosto, no Ginásio da Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O evento é regido pela Federação Mundial (WKF – World Karatê Federation).

Os atletas da Cidade competem no kumitê (luta) e katá (apresentação de movimentos e golpes), no 2º Kyu e acima (faixa azul, roxa, castanho, marrom e preta). Confira os qualificados:

Kumitê
Beatriz Alves da Silva (Academia Kami Dojo) – sub-14 – peso menos de 47 kg
Miguel Silva (Gladiators) – sub-14 – mais de 55 kg
José Maurício Suzuki Portella (Gladiators) – sub-16 – menos de 50 kg
Bryan Silva de Brito (Gladiators) – sub-16 – menos de 52 kg
Gabriel de Oliveira (Gladiators) – sub-16 – mais de 70 kg
Maria Eduarda Mascari (Yamato Dojo) – sub-16 – mais de 54 kg
Guilherme Gomes Silva (Gladiators) – sub-18 – mais de 76 kg
Bárbara Chacon Hor Cruz (Gladiators) – sub-18 – menos de 53 kg
Leonardo Figueroa (Seikan/Guto SBC) – sub-21 – menos de 67 kg
Jéssica Linhares de Paula (Gladiators) – sub-21 – menos de 50 quilos
Rafaela Beatriz Santos Silva (Yamato Dojo) – sub-21 – menos de 68 kg

Katá
Cauã Eduardo dos Santos (Yamato Dojo) – sub-14 – absoluto

Dados – Neste ano, em Santiago, no Chile, no Campeonato Pan-Americano da categoria sênior (mais de 18 anos), Jéssica Linhares de Paula conquistou medalha de bronze. Na cidade de Guayaquil, no Equador, no Campeonato Sul-Americano, Jéssica Linhares foi campeã na sub-21 e ainda obteve o segundo lugar na sênior. Bárbara Chacon, na júnior, menos de 53 kg, ficou com o vice-campeonato. Guilherme Gomes Silva (Gladiators), na júnior, mais de 76 kg; também faturou a prata. Giulie Anne Cirillo Soares (Gladiators), na sub-14, mais de 47 kg, ganhou o bronze. Assim como Beatriz Alves da Silva (Academia Kami Dojo), na sub-14, menos de 47 quilos.

Já os caratecas Rafaela Beatriz Santos Silva (Academia Yamato Dojo), na júnior, mais de 59 kg; e Gabriel Pereira Stankunas (formado na Yamato Dojo, mas que representa atualmente a equipe Resistência/Unisanta/HomeLife/Fupes Santos), na sênior, menos de 60 kg, participaram do Campeonato Sul-Americano, mas não subiram no pódio. 

Treinos – Os caratecas de Praia Grande treinam em cinco academias da Cidade. No Bairro Tupi, a equipe da Academia Gladiators tem comando do sensei Rodrigo Inácio. No Ocian, o grupo da Yamato Dojo é conduzido por Carolina Ramalho. No Samambaia, o time da Kami Dojo possui Ronaldo Rodrigues como mestre. No Boqueirão, o selecionado da Yoshimura Kyokai recebe orientação técnica do mestre Jorge Yoshimura. No Tupi, a turma da Seikan pertence ao técnico Márcio Papi. 

Há ainda, treinamentos públicos (gratuitos) disponibilizados pela Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande. Sob comando do professor Luiz Fernando de Almeida Antunes, faixa preta 3º Dan, as aulas acontecem no Ginásio da SEEL (Avenida Minsitro Marcos Freire, 33579, Bairro Tupiry), às terças e quintas-feiras, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas; no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180), às segundas, quartas e sextas-feiras, das 9 às 12 horas; e na Pista Municipal de Atletismo (Rua José Bonifácio, 400, Bairro Sítio do Campo), às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14 às 17 horas.

Sob orientação do professor Jorge Yoshimura, faixa preta 8º Dan, os ensinamentos são realizados de segunda a sexta-feira, após às 18 horas, os treinos ocorrem no Ginásio Rodrigão (Av. Pres. Kennedy, 8169 – Mirim). Às segundas, quartas e sextas-feiras, das 13 às 17 horas, as atividades acontecem no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180). Às terças e quintas-feiras, das 13 às 17 horas, as aulas desenvolvem-se no Centro de Apoio à Família do Educando (CAFE) do Bairro Vila Sônia (Rua João Andrade de Jesus, s/nº).

Surfistas disputam evento estadual

Atletas de Praia Grande competiram na segunda etapa do Hang Loose
30/7/2018

A equipe de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) competiu na segunda etapa do 31º Circuito Hang Loose Surf Attack (Circuito Estadual de Surfe Amador), evento regido pela Federação Paulista de Surf (FPS) com chancela da Confederação Brasileira (CBS). A disputa finalizada no último domingo (29) ocorreu na praia de Maresias, em São Sebastião, e reuniu mais de 200 atletas. 

Na categoria júnior, Gabriel Nieba parou na segunda rodada (32 melhores) e Claudio Satnisci na primeira (48). Na mirim (15 e 16 anos), Gustavo Giovanardi chegou as quartas de final (16 melhores). Henrique Liberato ficou na segunda rodada (32) e Breno Nieba na primeira (48). Na petit, Maria Beatriz e Thiago Doncev encerraram a participação nas quartas de final (16). Na feminina sub-16, Carol Bastides terminou a participação na primeira fase (30).

Além dos títulos individuais, a competição tem disputa por cidades (pontuação geral). Na classificação parcial, a turma de Praia Grande aparece na sétima colocação. Vale frisar que a terceira etapa do Circuito Paulista acontece de 28 a 30 de setembro, em local ainda não definido. A quarta e última rola de 26 a 28 de outubro, também sem sede estabelecida. 

Primeira – Em maio, na praia de Itamambuca, em Ubatuba, a equipe de Praia Grande competiu na primeira etapa do 31º Circuito Hang Loose Surf Attack (Circuito Estadual de Surfe Amador). Na categoria júnior, Gabriel Nieba terminou em nono lugar. Claudio Satnisci parou na segunda rodada (32 melhores). Bruno Senatori ficou na primeira rodada (48). Na mirim (15 e 16 anos), Breno Nieba, Caio Braz, Henrique Liberato e Gustavo Giovanardi pararam na primeira rodada (48). Na petit, Maria Beatriz e Thiago Doncev encerraram a participação na primeira fase (30). Na feminina sub-16, Carlo Bastides terminou entre as 29 melhores).

Retrospecto – Em 2017, na classificação geral por equipes, Praia Grande terminou na quinta posição, atrás de Ubatuba, São Sebastião, Guarujá e Bertioga. Individualmente, o melhor resultado veio com Gustavo Giovanardi que terminou em nono lugar na iniciante. Thiago Doncev foi 13º colocado na petit. Mesma posição de Kauê Alohinha na estreante. Breno Nieba e Caio Braz foram os 22º melhores na mirim. Na júnior, Gabriel Nieba assegurou a 17ª colocação.

Em 2016, o grupo municipal terminou em quinto lugar. Na júnior, Ayrton Dilan terminou em 17º lugar e Marcus Vinicius foi 20º. Na mirim, 18ª posição para Gabriel Nieba e 23ª para Bruno Senatori. Na iniciante, 10ª para Gustavo Giovanardi e 26ª para Breno Nieba. Na estreante, 16ª para Kaíque Carvalho e 21ª para Lucas Lopes. Na petit (até 10 anos), 15ª para Kaue Alohinha. 

Em 2015, Gustavo Giovanardi, categoria estreante, conquistou o vice-campeonato do 28º Torneio Hang Loose Surf Attack. Renan Rodrigues encerrou na 11ª posição. Na júnior, Ayrton Dilan ficou em 16º lugar. Na mirim, Vinícius Maia encerrou no 27º lugar. Na petit, Kauê Ribeiro garantiu a 13ª colocação. Em 2014, o destaque local foi Kaíque Carvalho que encerrou na quarta posição na categoria petit. Na estreante, Gustavo Giovanardi ficou na nona colocação. Na iniciante, Marcelo Kuhnen ficou no 21º lugar. Na júnior, 14ª posição para Leonardo Menyon. Na mirim, 15º lugar para Jefferson Veiga.

Em 2013, na júnior, Marcos Corrêa (PG) conquistou o bicampeonato (2012 e 2013). Leandro Cruz terminou na 13ª posição. Na mirim, Jefferson Veiga terminou na 12ª posição. Na iniciante, Gustavo Cruz foi o 24º colocado. Na estreante, 15ª e 23ª colocações para Gustavo Giovanardi e Daniel Oliveira. Na petit, Giovanardi acabou na nona posição. Em 2012, Marcos Corrêa conquistou o título na júnior. Leandro Cruz encerrou na 15ª posição. Na mirim, Corrêa obteve o terceiro lugar. Na iniciantes, Jefferson Veiga ficou em oitavo lugar. Na estreante, 14ª posição para Luan Eugenio. Na petit, 11º e 17º lugares para Gustavo Giovanardi e David Leal. 

Em 2011, na júnior, Leandro Cruz ficou na sexta colocação. Ricardo Lima acabou no 11º lugar. Na mirim, 25ª posição para Jefferson Veiga. Na iniciante, 15º Jefferson Veiga e 21º Matheus Mariano. Na estreante, 10º Daniel Vieira. Na petit, 18º Davi Leal, 21º André Silva, 23º Igor Massarelli e Pablo Souza. Em 2010, na júnior, Maxsswell Ribeiro ficou em quinto lugar. Jefferson Veiga, estreante, também acabou na quinta posição.

Surfistas encaram 2ª etapa do Circuito Paulista

Atletas de Praia Grande competem neste final de semana (27 a 29)
25/7/2018

De sexta-feira a domingo (27 e 29), a partir das 8h30, na praia de Maresias, em São Sebastião, a equipe de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) compete na segunda etapa do 31º Circuito Hang Loose Surf Attack (Circuito Estadual de Surfe Amador), evento regido pela Federação Paulista de Surf (FPS) com chancela da Confederação Brasileira (CBS). Mais de 230 surfistas participam do evento. Destes, 10 são de Praia Grande. 

Estão em disputa as categorias júnior (17 e 18 anos), mirim (15 e 16), iniciante (13 e 14), estreante (11 e 12) e petit (até 10); e sub-16 feminina. Vale frisar que a terceira etapa do Circuito Paulista acontece de 28 a 30 de setembro, em local ainda não definido. A quarta e última rola de 26 a 28 de outubro, também sem sede estabelecida. Além dos títulos individuais, a competição tem disputa por cidades (pontuação geral). 

Primeira – Em maio, na praia de Itamambuca, em Ubatuba, a equipe de Praia Grande competiu na primeira etapa do 31º Circuito Hang Loose Surf Attack (Circuito Estadual de Surfe Amador). Na categoria júnior, Gabriel Nieba terminou em nono lugar. Claudio Satnisci parou na segunda rodada (32 melhores). Bruno Senatori ficou na primeira rodada (48). Na mirim (15 e 16 anos), Breno Nieba, Caio Braz, Henrique Liberato e Gustavo Giovanardi pararam na primeira rodada (48). Na petit, Maria Beatriz e Thiago Doncev encerraram a participação na primeira fase (30). Na feminina sub-16, Carlo Bastides terminou entre as 29 melhores).

Retrospecto – Em 2017, na classificação geral por equipes, Praia Grande terminou na quinta posição, atrás de Ubatuba, São Sebastião, Guarujá e Bertioga. Individualmente, o melhor resultado veio com Gustavo Giovanardi que terminou em nono lugar na iniciante. Thiago Doncev foi 13º colocado na petit. Mesma posição de Kauê Alohinha na estreante. Breno Nieba e Caio Braz foram os 22º melhores na mirim. Na júnior, Gabriel Nieba assegurou a 17ª colocação.

Em 2016, o grupo municipal terminou em quinto lugar. Na júnior, Ayrton Dilan terminou em 17º lugar e Marcus Vinicius foi 20º. Na mirim, 18ª posição para Gabriel Nieba e 23ª para Bruno Senatori. Na iniciante, 10ª para Gustavo Giovanardi e 26ª para Breno Nieba. Na estreante, 16ª para Kaíque Carvalho e 21ª para Lucas Lopes. Na petit (até 10 anos), 15ª para Kaue Alohinha. 

Em 2015, Gustavo Giovanardi, categoria estreante, conquistou o vice-campeonato do 28º Torneio Hang Loose Surf Attack. Renan Rodrigues encerrou na 11ª posição. Na júnior, Ayrton Dilan ficou em 16º lugar. Na mirim, Vinícius Maia encerrou no 27º lugar. Na petit, Kauê Ribeiro garantiu a 13ª colocação. Em 2014, o destaque local foi Kaíque Carvalho que encerrou na quarta posição na categoria petit. Na estreante, Gustavo Giovanardi ficou na nona colocação. Na iniciante, Marcelo Kuhnen ficou no 21º lugar. Na júnior, 14ª posição para Leonardo Menyon. Na mirim, 15º lugar para Jefferson Veiga.

Em 2013, na júnior, Marcos Corrêa (PG) conquistou o bicampeonato (2012 e 2013). Leandro Cruz terminou na 13ª posição. Na mirim, Jefferson Veiga terminou na 12ª posição. Na iniciante, Gustavo Cruz foi o 24º colocado. Na estreante, 15ª e 23ª colocações para Gustavo Giovanardi e Daniel Oliveira. Na petit, Giovanardi acabou na nona posição. Em 2012, Marcos Corrêa conquistou o título na júnior. Leandro Cruz encerrou na 15ª posição. Na mirim, Corrêa obteve o terceiro lugar. Na iniciantes, Jefferson Veiga ficou em oitavo lugar. Na estreante, 14ª posição para Luan Eugenio. Na petit , 11º e 17º lugares para Gustavo Giovanardi e David Leal. 

Em 2011, na júnior, Leandro Cruz ficou na sexta colocação. Ricardo Lima acabou no 11º lugar. Na mirim, 25ª posição para Jefferson Veiga. Na iniciante, 15º Jefferson Veiga e 21º Matheus Mariano. Na estreante, 10º Daniel Vieira. Na petit, 18º Davi Leal, 21º André Silva, 23º Igor Massarelli e Pablo Souza. Em 2010, na júnior, Maxsswell Ribeiro ficou em quinto lugar. Jefferson Veiga, estreante, também acabou na quinta posição.

Neymar Jr’s Five reúne atletas de todo o mundo em Praia Grande

Prefeito recebe atletas do Karate

Times de Praia Grande disputam a Copa Expresso Popular de Futsal

Equipes locais disputam títulos regionais
24/7/2018

As equipes masculinas sub-8, sub-9, sub-10, sub-11, sub-12, sub-14, sub-16 e sub-18 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Sucos Camp, Centro de Treinamento Falcão 12 e Liga Praia-grandense de Futsal – LPFS) disputam em agosto, a 17ª Copa Expresso Popular de Futsal, evento regido pela Liga Regional de Futsal do Litoral Paulista (LRFSLP) com apoio do Jornal Expresso Popular.

No dia 13 de agosto, às 19 horas, no auditório do Grêmio dos Metalúrgicos (Gremetal), em Santos, acontece o congresso técnico da competição. Na oportunidade, serão confirmadas todas as equipes participantes (em cada categoria), definidos os regulamentos de cada disputa, sorteada a tabela de jogos, estabelecida as datas, horários e locais das primeiras partidas.

Em 2017, o time masculino sub-14 do Colégio Recanto Educacional/Fisk/Praia Grande sagrou-se vice-campeão da 16ª Copa Expresso Popular de Futsal, série ouro. Na final, os meninos da Cidade empataram com a turma do Gremetal/Stismmmec em 3 a 3 (no tempo regulamentar). Nos pênaltis, a garotada de Santos levou a melhor e venceu por 3 a 2.

Dados – Em 2016, o time sub-11 de Praia Grande/Ocian Praia Clube sagrou-se bicampeão (2014 e 2016) da Copa Expresso Popular ao vencer na final, por 4 a 2, a turma do Santos Futebol Clube. Já o grupo local sub-12 ficou com a medalha de prata ao perder a decisão nos pênaltis, por 3 a 1 (após empate de 1 a 1 no tempo regulamentar), para o Clube Internacional de Regatas/Unimed Santos. Já a equipe sub-10 de Praia Grande foi eliminada ainda na etapa inicial.

Em 2015, o time masculino sub-14 de Praia Grande/Ocian foi campeão invicto. O sub-10 conquistou o bronze. Em 2014, as equipes masculinas sub-10 e sub-11 de Praia Grande sagraram-se campeãs da 13ª Copa. Em 2013, as equipes masculinas sub-11 A (jogadores nascidos em 2003) e sub-15 B (1998) de Praia Grande conquistaram as pratas. Na categoria sub-11 B (2002), a turma praia-grandense ficou com o bronze. Em 2012, ouro para os meninos da sub-15. Em 2011, ouro para os sub-15. Bronze para o sub-13. Em 2010, as sub-13 e sub-15 foram pratas. Em 2009, na sub-11 e sub-17 (série ouro – atletas federados) Praia Grande obteve os vice-campeonatos.

Caratecas ganham 10 medalhas em etapa carioca do Brasileirão

Atletas da Cidade qualificam-se para a fase final
20/7/2018

Integrando a seleção paulista, caratecas de Praia Grande conquistaram 10 medalhas (dois ouros, três pratas e cinco bronzes) na quinta e última etapa classificatória do Campeonato Brasileiro, evento regido pela Confederação Brasileira (CBK). A competição, realizada no início do mês, ocorreu no Ginásio da Arena Carioca 1, do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro.

Com estes resultados, classificaram-se para competir na fase final do Campeonato Brasileiro que ocorre de 16 a 21 de outubro, na cidade de Contagem, em Minas Gerais. Vale frisar que na quarta etapa classificatória do evento nacional, realizada em junho na cidade de Joinville, em Santa Catarina, outros 24 caratecas da Cidade subiram no pódio (nove ouros, seis pratas e nove bronzes) e também garantiram vaga para a etapa decisiva do Brasileirão.

Medalhas – Houve torneios de katá (exibição de movimentos) e kumitê (luta). Existiu divisão por peso e graduação (kyu): quanto menor o kyu (faixa), mais evoluído é o atleta: branca (6º kyu), amarela (5º), laranja (4º), verde (3º), azul ou roxo (2º), castanho ou marrom (1º). Confira todos os 34 medalhistas de Praia Grande nas etapas classificatórias do Campeonato Brasileiro:

ouro (11)
katá
Giulia Olsak Martins (Academia Gladiators) – sub-12 – 2º kyu e acima – absoluto

Kumitê
(2) Jéssica Linhares de Paula (Gladiators) – sub-21 e sênior – 2º kyu e acima – menos de 50 kg
Giulia Olsak Martins (gladiators) – sub-12 – 2º kyu e acima – menos de 40 kg
Gabriella Thieves (gladiators) – sub-12 – 2º kyu e acima – mais de 50 kg
Amanda Freitas Mendonça (Kami Dojo) – sub-14 – 6º kyu e acima – menos de 35 kg
Giulie Anne Cirillo Soares (Gladiators) – cadete – 6º kyu e acima – menos de 54 kg
Maria Eduarda Mascari (Yamato Dojo) – cadete – 6º kyu e acima – mais de 54 kg
Bruno Rodrigues (Gladiators) – cadete – 6º kyu a 3º kyu – mais de 70 kg
Nilmai Caldas de Lima (Kami) – júnior – 2º kyu e acima – menos de 61 kg
Gabriel Pereira Stankunas (formado na Academia Yamato Dojo de Praia Grande, mas que representa atualmente a equipe Resistência/Unisanta/HomeLife/Fupes Santos) – sênior – 2º kyu e acima – menos de 60 kg

Prata (9)
Katá
Nilmai Caldas de Lima (Kami) – júnior – 2º kyu e acima – menos de 61 kg

kumitê
Maria Carolina Pereira (Yamato) – sub-12 – 6º a 3º kyu – mais de 50 kg
Pedro Guilherme Araujo (Yamato) – sub-12 – 2º kyu e acima – menos de 30 kg
Kaique Duarte (Gladiators) – sub-14 – 6º a 3º kyu – mais de 55 kg
Gabriel Andrade Pinheiro (Yamato Dojo) – júnior – 6º kyu e acima – menos de 61 kg
Lucas Vieira (Gladiators) – júnior – 2º kyu e acima – menos de 68 kg
Larissa Duarte (Gladiators) – júnior – 2º kyu e acima – menos de 53 kg
Alice Cristhina Rocha Teixeira (Gladiators) – júnior – 2º kyu e acima – menos de 59 kg
Normando Costa (Kami) – máster H – 6º a 3º kyu – open

Bronze (14)
katá
Pedro Henrique Silva (Academia Yamato Dojo) – categoria sub-8 – faixa 6º a 3º kyu – peso absoluto 
Amanda Freitas Mendonça – sub-14 – 2º kyu e acima – absoluto
Guilherme Jackson Brito (Academia Seikan) – sub-21 – 6º a 3º kyu – absoluto
Normando Costa (Academia Kami) – máster H – 6º a 3º kyu – open

kumitê
Gustavo Pereira (Yamato Dojo) – sub-8 – 6º a 3º kyu – absoluto
Luiza Brito (Yamato) – sub-12 – 6º a 3º kyu – menos de 40 kg
José Maurício Portella (Gladiators) – sub-14 – 2º kyu e acima – menos de 50 kg
Ana Flávia Pereia (Yamato Dojo) – cadete – 2º kyu e acima – menos de 48 kg
Alice Beatriz Silva Gomes (Gladiators) – cadete – 6º kyu e acima – mais de 54 kg
Victoria Santa Rosa Pereira (Gladiators) – cadete – 2º kyu e acima – mais de 54 kg
Gabriel Vieira de Oliveira (Gladiators) – cadete – 6º kyu e acima – mais de 70 kg
Kaique Vieira (Seikan) – cadete – 2º kyu e acima – menos de 57 kg
Rafael Inácio Carneiro Mota (formado na Academia Gladiators de Praia Grande, mas que representa atualmente a equipe Resistência/Unisanta/HomeLife/Fupes Santos) – sênior – 2º kyu e acima – mais de 84 kg
Luiz Carlos dos Santos (Kami Dojo) – máster C (44 a 46 anos) – 6º kyu e acima – menos de 75 kg

Treinos – Os caratecas de Praia Grande treinam em cinco academias da Cidade. No Bairro Tupi, a equipe da Academia Gladiators tem comando do sensei Rodrigo Inácio. No Ocian, o grupo da Yamato Dojo é conduzido por Carolina Ramalho. No Samambaia, o time da Kami Dojo possui Ronaldo Rodrigues como mestre. No Boqueirão, o selecionado da Yoshimura Kyokai recebe orientação técnica do mestre Jorge Yoshimura. No Tupi, a turma da Seikan pertence ao técnico Márcio Papi. 

Há ainda, treinamentos públicos (gratuitos) disponibilizados pela Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande. Sob comando do professor Luiz Fernando de Almeida Antunes, faixa preta 3º Dan, as aulas acontecem no Ginásio da SEEL (Avenida Minsitro Marcos Freire, 33579, Bairro Tupiry), às terças e quintas-feiras, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas; no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180), às segundas, quartas e sextas-feiras, das 9 às 12 horas; e na Pista Municipal de Atletismo (Rua José Bonifácio, 400, Bairro Sítio do Campo), às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14 às 17 horas.

Sob orientação do professor Jorge Yoshimura, faixa preta 8º Dan, os ensinamentos são realizados de segunda a sexta-feira, após às 18 horas, os treinos ocorrem no Ginásio Rodrigão (Av. Pres. Kennedy, 8169 – Mirim). Às segundas, quartas e sextas-feiras, das 13 às 17 horas, as atividades acontecem no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180). Às terças e quintas-feiras, das 13 às 17 horas, as aulas desenvolvem-se no Centro de Apoio à Família do Educando (CAFE) do Bairro Vila Sônia (Rua João Andrade de Jesus, s/nº).

Jogos Regionais : Futebol de Praia Grande encerra a participação

Time municipal competiu na categoria sub-20

11/7/2018

Na terça-feira (10), em Santo André, na Região do Grande ABCD, a seleção masculina sub-20 de futebol de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) encerrou a participação no torneio dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, competição regida pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ).

Na primeira fase da competição, os rapazes da Cidade venceram Jandira por 1 a 0, empataram com Peruíbe e Santos por 0 a 0. Na segunda fase do torneio (12 melhores), os rapazes da Cidade perderam para Juquitiba nos pênaltis por 6 a 5 (após empate de 0 a 0 no tempo regulamentar). Assim foram eliminados do torneio e não pontuam (não ficam entre os oito primeiros colocados).

Atuaram pela Cidade os jogadores Gabriel Luiz dos Santos, 20 anos; José Roberto Santos Merlim Júnior, 20; Robson Jean Souza Marques, 20; Lucas Henrique dos Santos, 20; Maycon Douglas Alves Barreto, 20; Geovane Barreto da Costa, 20; Guilherme de Noronha Mariz, 19; Vinicius Cunha Barreto, 19; Flávio Domingues Manoel, 19; Natham Fernandes Rodrigues, 19; Guilherme Dias dos Santos, 19; Gabriel Campos Matos, 19; Andrey Porfírio Martins dos Santos, 18; Guilherme Rodrigues Silva, 18; Lucas Anastácio, 18.

E ainda, Marcos Alexandre dos Reis Gonçalves, 18; Nathan Watanabe de Souza, 18; Willians Matheus Ferreira Neves, 18; Thomas Henrique de Souza Gomes, 18; Erick Barros da Silva, 18; Rodrigo Lopes Seixas de Souza, 17; Allan dos Santos Vieira Maria, 17. Técnico: Éber Luiz Costa. Auxiliares: Carlos Roberto Tavares da Conceição Júnior e Gilson José de Freitas.

Histórico do futebol masculino de Praia Grande nos Jogos Regionais:
2006 (sede Caieiras) – sub-21 – não pontuou
2007 (Guarujá) – sub-21 – não pontuou
2008 (São Caetano do Sul) – sub-21 – não pontuou
2009 (Santo André) – sub-21 – não pontuou
2010 (Guarujá) – sub-21 – 4º lugar
2011 (Santo André) – sub-21 – 8º lugar
2012 (Santo André) – sub-21 – 5º lugar
2013 (Barueri) – livre – 5º lugar
2014 (Osasco) – sub-20 – 8º lugar
2015 (São Bernardo do Campo) – sub-20 – 5º lugar
2016 (São Bernardo do Campo) – sub-20 – 5º lugar
2017 (São Bernardo do Campo) – sub-20 – não pontuou
2018 (Santo André) – sub-20 – não pontuou.

Jogos Regionais: Delegação de Praia Grande chega a 129 medalhas

Grupo municipal fatura 55 ouros, 48 pratas e 26 bronzes

11/7/2018

Após o sétimo dia (total de dez) de competições em Santo André, a delegação de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) conquistou 129 medalhas (55 ouros, 48 pratas e 26 bronzes) nos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região. Os 55 primeiros lugares já são o novo recorde municipal superando os 50 obtidos em 2017.

As conquistas ocorreram nas disputas de atletismo feminino (F) e masculino (M) para pessoas com deficiência (PcD) idade livre; basquete M sub-20, biribol M livre, damas mistas (F/M) livre; capoeira M livre, futsal M livre, ginástica artística M sub-16 e f livre, malha M livre, natação PcD F/M livres, taekwondo M livre e tênis F livre.

Em 2017, a delegação de Praia Grande terminou com 133 subidas no pódio (50 ouros, 46 pratas e 37 bronzes) – estabelecendo novos recordes na quantidade total e no número de primeiros lugares. Em 2016, trouxe 67 medalhas (27 ouros, 25 pratas e 15 bronzes). Em 2015, acabou com 107 medalhas (33 ouros, 50 pratas e 24 bronzes). Em 2014, faturou 80 medalhas (29 ouros, 33 pratas e 18 bronzes). Em 2013, foram 87 medalhas (41 ouros, 27 pratas e 19 bronzes). Em 2012, vieram 71 medalhas (21 ouros, 28 pratas e 22 bronzes).

Em 2011, obteve 54 medalhas (21 ouros, 15 pratas e 18 bronzes).

Em 2010, conquistou 73 medalhas (12 medalhas de ouro, 28 pratas e 33 bronzes). Em 2009, trouxe 69 medalhas (16 ouros, 24 pratas e 29 bronzes). Em 2008, somou 48 medalhas (13 ouros, 14 pratas e 21 bronzes). Em 2007, totalizou 35 medalhas (9 ouros, 9 pratas e 17 bronzes). Em 2006, obteve 13 medalhas (3 ouros, 6 pratas e 4 bronzes). Em 2005, a cidade de Praia Grande criou a Secretaria de Esporte e Lazer, sediou os Jogos Regionais e faturou 10 medalhas (1 prata e 9 bronzes). Em 2004, ganhou sete medalhas (duas pratas e cinco bronzes). Em 2003, vieram dois bronzes. Em 2002, foram quatro medalhas (duas pratas e dois bronzes). Em 2001, obteve dois bronzes. Em 2000, os desportistas de Praia Grande conquistaram um bronze.

Pódios – Confira as medalhas conquistadas pela Cidade nos Jogos Regionais de 2018:

Ouro (55)
– (3) Rodrigo Santos Pessoa – natação PcD – S5 – 50, 100 e 200 livres
– (3) Gabriel Melone de Oliveira – natação PcD – S6 – 50 borboleta, 100 livres e 100 costas
– (3) Amauri Matias Braga – natação PcD – S11 – 100 costas, 50 e 100 livres
– (3) Murilo Manna Marcondes – natação PcD – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
– (3) Luiz Henrique Sieiro Lopes Ramirez – natação PcD – S14 – 50 livres, 100 borboleta e 100 peito
– (3) Gabriela Christina Sieiro Lopez Ramirez – natação PcD – S14 – 100 costas, 100 peito e 200 livres
– (3) Vinicius Canas Gonçalves – atletismo PcD – 100 metros, lançamento do dardo e arremesso do peso – F/T35
– (3) Gottlieb Ricardo Gonser – atletismo PcD – 100, 200 e 400 metros – T12
– (3) Marcelo Sousa dos Santos – atletismo PcD – salto em distância, 100 e 200 metros – T38
– (3) Gabriela Mendonça ferreira – atletismo PcD – 100, 200 e 400 metros – T12
– (2) Maria Cecília Tenreiro – atletismo PcD – disco e lançamento do dardo – T37
– (2) Cibele Cristina Oliveira Cavalcante – atletismo PcD – 100 e 200 metros – T20
– (2) Franklin Roberto dos Santos Alves – atletismo PcD – dardo e peso – F37
– (2) Rafael Alexandre de Oliveira – atletismo PcD – 100 e 200 metros – T34
– (2) Mariane Silva Ribeiro – natação PcD – S3 – 50 peito e 50 livres
– Alexandre Barbosa Lima – atletismo PcD – lançamento do disco – F37
– Adrian Oliveira Conceição – atletismo PcD – 100 metros – T20
– Renan Santos Romão – atletismo PcD – 400 metros – T38
– Rosana Cardoso da Silva – atletismo PcD – lançamento do disco – F34
– Glória Poliana Platner do Amaral – atletismo PcD – 100 metros – T54
– Laísa Cícera Macedo – atletismo PcD – arremesso do peso – T35
– Queila Bruna Assis de Senna Ribeiro – atletismo PcD – peso – T37
– Débora de Almeida Simões Moreira – atletismo – arremesso do peso
– Thaís Alves de Aguiar – atletismo – lançamento do dardo
– Vinicius Canas Gonçalves – natação PcD – S7 – 100 livres
– Waltemir Francisco da Cruz – natação PcD – S6 – 400 livres
– Gabriel Melone de Oliveira, Rodrigo Santos Pessoa, Waltemir Francisco da Cruz e Lucas Felipe Freire Ramos – natação PcD – revezamento 4×50 medley
– Alex Francisco Lopes da Costa, Amauri Matias Braga, Luiz Henrique Sieiro Lopes Ramirez e Rodrigo Santos Pessoa – natação PcD – revezamento 4×50 livres
– Neusa Ferreira Oliveira – natação PcD – S7 – 50 borboleta
– Pietra Vicktoria Hipólito de Abreu – natação PcD – S10 – 100 peito

Prata (48)
– (3) Janaína Oliveira Nascimento – atletismo PcD – 100, 200 e 400 metros – T37
– (3) Lucas Felipe Freire Ramos – natação PcD – S6 – 400 livres, 100 borboleta e 100 peito
– (3) Marcos Alexandre de Souza – natação PcD – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
– (3) Sara Neves Macedo – natação PcD – S8 – 100 costas, 50 e 100 livres
– (2) Neusa Ferreira Oliveira – natação PcD – S7 – 50 e 100 livres
– (2) Vinicius Canas Gonçalves – natação PcD – S7 – 50 borboleta e 100 costas
– (2) Rogério Aparecido Ramos – natação PcD – S7 – 50 e 100 livres
– (2) Rosana Cardoso da Silva – atletismo PcD – peso e dardo – F34
– (2) Laísa Cícera Macedo – atletismo PcD – 100 e 200 metros – T35
– (2) Renan Santos Romão – atletismo PcD – 100 e 200 metros – T38
– (2) Tarciso Silva Barra Santos – atletismo PcD – 200 e 800 metros – T37
– (2) Adrian Oliveira Conceição – atletismo PcD – 400 e 1.500 metros – T20
– (2) Alexandre Barbosa Lima – atletismo PcD – dardo e peso – F37
– Franklin Roberto dos Santos Alves – atletismo PcD – disco – F37
– Murilo Nascimento Oliveira – atletismo PcD – 5km – T20
– Rafael Alexandre de Oliveira – atletismo PcD – peso – F34
– Marcela Beatriz dos Santos – atletismo PcD – 100 metros – T20
– Queila Bruna Assis de Senna Ribeiro – atletismo PcD – dardo – F37
– Glória Poliana Platner do Amaral – atletismo PcD – 200 metros – T54
– Flávio Barbosa da Cruz – atletismo – lançamento do disco
– Débora de Almeida Simões Moreira – atletismo – lançamento do disco
– André Duarte da Silva, Fábio Luigi Meneghelo, Roberto Batista da Silva, Gabriel Curci Tavares, Marcello Bacci Ramos, Felipe Luigi Vicente e Thiago Soares de Oliveira – equipe biribol
– Leandro Gimenes de Aguiar – capoeira – leve (até 68 kg)
– Rafael Bichara, Luiz Gustavo Serrambana Melo, Caio de Toledo Soares, Vinicius André Soares, Amilson Arthur Pedroso, Gustavo Bermudez Santiago, Renan Santiago Estriga, Lucas Jun Kusano, Maurício Anjos Tanaami, Flávio Ferraz Fernandes, Victor Curiel Passeri, Otavio Luis Lourenço e Silva, Waldir Linhares Neto, Alexander Hoffman Nakashima e Giovanni Darelli – equipe futsal
– Kailane Araújo Fontes, Nicole Piacentini de Freitas Pereira, Ranya Jamilli Pavezi Gonzales e Isadora Paulinia de Oliveira – equipe ginástica artística
– William Domingos dos Santos Filho, Jedson Ferreira Santos, Cássio Eduardo Menezes do Nascimento, Vitor Silva Mendes Vieira, Gustavo Henrique Ramos Rezende de Moraes e Daniel Santana Vieira – equipe de ginástica artística sub-16
– Alex Francisco Lopes da Costa – natação PcD – S8 – 100 peito
– Cristina Maria da Silva – natação PcD – S10 – 100 costas
– Rute dos Santos da Cruz– natação PcD – S14 – 50 livres
– Mariane Silva Ribeiro, Neusa Ferreira Oliveira, Pietra Vicktoria Hipólito de Abreu e Sara Neves Macedo – natação PcD – revezamento 4×50 medley
– Gustavo Gomes Monteiro – taekwondo – luta – meio-pesado (69 a 80 kg)

Bronze (26)
– (2) João Vitor de Jesus Assenção – atletismo – 100 e 200 metros
– (2) Waltemir Francisco da Cruz – natação PcD – S6 – 100 costas e 50 livres
– (2) Alex Francisco Lopes da Costa – natação PcD – S8 – 50 e 100 livres
– (2) Pietra Vicktoria Hipólito de Abreu – natação PcD – S10 – 50 e 100 livres
– Tarciso Silva Barra Santos – atletismo PcD – 400 metros – T37
– Raphael Ribeiro da Silva – atletismo PcD – 5km – T20
– Murilo Nascimento Oliveira – atletismo PcD – 200 metros – T20
– Maria Cecília Tenreiro – atletismo PcD – peso – T37
– Cibele Cristina Oliveira Cavalcante – atletismo PcD – peso – T20
– Queila Bruna Assis de Senna Ribeiro – atletismo PcD – disco – T37
– Glória Poliana Platner do Amaral – atletismo PcD – 400 metros – T54
– Daniela Bitencourt Ennes – atletismo – lançamento do disco
– Ana Caroline Aguiar da Silva – atletismo – lançamento do martelo
– Dyogenes Gleyson Farias dos Santos – atletismo – 400 metros
– Dyogenes Gleyson Farias dos Santos, João Vitor de Jesus Assenção, Gabriel Costa Santana Silva e Alexandre Alves Moura – atletismo – revezamento 4×100
– Ygor Gabriel Almeida do Nascimento, Matheus Soares de Araújo Castro, Victor Augusto Baptista, Caio Henrique dos Reis, André Batista dos Santos, Arthur Antônio Aparecido Gabriel Felicissimo, Daniel Brito de Jesus, Enzo Cavalcanti Gregório, Gabriel Ribeiro Chagas, Daniel dos Santos Silva Oliveira, Kewin Willys Muniz e Vitor de Abreu Silva – equipe de basquete sub-20
– Alice Pereira Rosa Martin, Carolina Regina Boranga Reis Dourado, Maria Candida Rajanauski, Denizard Rivail Velloso, Sebastião Lucas da Silva, Edson Claudinei Arantes Cardozo, Djair Quintanilha, Fabiano Cristino Costa, Robinson Ferreira da Silva e Juliano Barangello – equipe de damas mistas livre
– Jedson Ferreira Santos – ginástica artística masculina – salto sobre o cavalo
– José Maria Branquinho, Roberto Gomes Florêncio, Luiz Arnaldo Sertorio Milanez, José Ribamar de Barros Pires, Silvio Borges da Silva e José Humberto Montini – equipe de malha
– Anna Beatriz Costa Machado – natação – 400 medley
– Fátima Cristina Gomes Pinto – tênis – individual
– Cristina Bestilleiro Magarinos e Fátima Cristina Gomes Pinto – tênis – dupla.

Jogos Regionais: Na classificação geral, Praia Grande é a 4ª colocada

Grupo municipal soma 111 pontos

11/7/2018

Após o sexto dia de disputas – realizado na segunda-feira (9), em Santo André – dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, a delegação de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) manteve o quarto lugar, agora com 111 pontos, na classificação geral da competição qualificatória para os Jogos Abertos do Interior e que é regida pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ).

Nos três primeiros lugares estão as equipes de São Bernardo do Campo com 165 pontos, Santos com 143 e São Caetano do Sul com 135,5. Foram computados os pontos obtidos nos torneios de atletismo feminino (F), masculino (M) e para pessoas com deficiência (PcD) idade livre; basquete M livre, biribol M livre, capoeira F/M livres; damas mistas (F/M) livre, futsal M livre, ginástica artística M sub-16 e F livre, ginástica rítmica F sub-14, judô F/M livres, malha M livre, natação PcD F/M livres, taekwondo F/M livres, e o tênis F/M livres.

Em 2017, Praia Grande foi a quinta melhor dos Jogos com 205 pontos. Em 2016, terminou em quinto lugar, com 150 pontos. Em 2015, acabou em quinto lugar, com 197 pontos. Em 2014, encerrou em sexto lugar, com 123 pontos. Em 2013, foi sexta colocada, com 154,5 pontos. Em 2012, novamente foi sexto colocado, com 226 (recorde municipal). Em 2011, fechou na sexta colocação com 206. Em 2010, novo sexto lugar, com 188.

Em 2009, obteve o quinto lugar, com 197. Em 2008, ficou na sexta posição, com 159,5. Em 2007, terminou em sétimo lugar, com 132. Em 2006, foi 10ª colocada, com 86. Em 2005, quando sediou o evento, Praia Grande terminou na 10ª posição, com 96. Em 2004, foi 17º colocado, com 45. Em 2003 e 2002, a delegação da Cidade acabou no 15º lugar, com 50 e 46, respectivamente. Em 2001, o time local ficou na 23ª posição, com 17. Em 2000, Praia Grande terminou na 12ª colocação, com 35.

Dados – Na categoria adulta e sub-20 (assim como na sub-14 da ginástica rítmica feminina; ginástica artística masculina sub-16) são atribuídos nove pontos ao primeiro colocado; sete ao segundo: seis ao terceiro; cinco ao quarto; quatro ao quinto; três ao sexto; dois ao sétimo; e um ao oitavo. Todas as cidades recebem um ponto por participação em cada modalidade e sexo. Esta somatória é que determina a cidade campeã dos Jogos Regionais e não o número de medalhas conquistadas.

Confira a classificação final das equipes de Praia Grande nos Jogos Regionais de 2018:

atletismo feminino livre = 6º lugar (2 ouros, 1 prata e 2 bronzes)

atletismo masculino livre =6º lugar (1 prata e 4 bronzes)

atletismo PcD feminino livre – terminou em 2º lugar (11 ouros, 10 pratas e 4 bronzes)

atletismo PcD masculino livre – terminou em 4º lugar (16 ouros, 11 pratas e 3 bronzes)

basquete masculino sub-20 = 3º lugar (1 bronze)

biribol masculino livre = 2º lugar (1 prata)

Capoeira feminina livre = 6º lugar

Capoeira masculina livre = 5º lugar (1 prata)

Damas mistas livres = 3º lugar (1 bronze)

futsal masculino livre = 2º lugar (1 prata)

judô feminino livre = 7º lugar

judô masculino livre = não pontuou (não ficou entre os oito primeiros colocados)

malha masculina livre = 3º lugar (1 bronze)

natação PcD feminina livre = 2º lugar (7 ouros, 8 pratas e 2 bronzes)

natação PcD masculina livre = 1º lugar (19 ouros, 11 pratas e 4 bronzes)

Ginástica artística feminina livre = 2º lugar (1 prata)

Ginástica artística masculina sub-16 = 2º lugar (1 prata e 1 bronze)

ginástica rítmica feminina sub-14 = 5º lugar

Taekwondo feminino livre = 8º lugar

Taekwondo masculino livre = 6º lugar (1 prata)

Tênis feminino livre = 3º lugar (2 bronzes)

Tênis masculino livre = 5º lugar.

Jogos regionais: Acompanhe todos os resultados de Praia Grande

Delegação municipal compete na 1ª Região
11/7/2018

Na terça-feira (10), em Santo André, a delegação de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) participou do sétimo dia (total de dez) de disputas dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, evento que envolve 25 municípios e é regido pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ).

Mais de 400 pessoas (entre atletas, técnicos e dirigentes) representam a Cidade em 23 modalidades: atletismo masculino (M), feminino (F) e para pessoas com deficiência (PcD); basquete M, biribol M, bocha M, capoeira M/F, caratê M/F, damas mista, futsal M, futebol M, ginástica rítmica F sub-14, ginástica artística M sub-16/F, handebol M/F, judô M/F, malha M, natação M/F/PcD, taekwondo M/F, tênis M/F, tênis de mesa M/F, vôlei M/F, vôlei de praia M/F e xadrez M/F. Apenas no basquete, futebol e futsal femininos; badminton, ciclismo e skate não há representantes locais.

A delegação de Praia Grande está alojada na Escola Estadual Senador João Galeão Carvalhal (Rua do Bosque, 64, Bairro Vila Bastos). O grupo municipal é chefiado pelo diretor do Departamento Esportivo da SEEL Cláudio Luiz Monteiro de Morais, o Camarão, com auxílio do professor Antônio Carlos Salles, Ed Carlos Correa Lima e Ivan dos Santos.

Confira todos os resultados de Praia Grande:

bocha masculina livre
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Peruíbe

futebol masculino sub-20 (*PG eliminada)
1ª rodada – Praia Grande 1 x 0 Jandira
2ª rodada – Praia Grande 0 x 0 Peruíbe
3ª rodada – Praia Grande 0 x 0 Santos
2ª fase (12 melhores) – Praia Grande 0 x 0 Juquitiba (5 x 6 nos pênaltis)

handebol feminino sub-20
1ª rodada – Praia Grande 3 x 29 Santos
2ª rodada– Praia Grande 5 x 18 São Caetano do Sul

handebol masculino sub-20
1ª rodada – Praia Grande 33 x 17 Guarujá

Natação feminina livre
3ª Anna Beatriz Costa Machado – 400 medley
4ª Patricia Pedroso Neumann – 200 costas
4ª Anna Beatriz Costa Machado – 800 livres
5ª Rafaella Anisio Pessi – 200 borboleta
5ª Anna, Patrícia, Rafaella e Gabrieli da Cunha de Souza e Silva – revezamento 4×200 livres
7ª Rafaella – 800 livres
7ª Gabrieli – 200 peito
8ª Michelli Bastos de Alencar – 200 borboleta
8ª Gabrieli – 100 peito
11ª Maria Eduarda de Oliveira Rodrigues – 200 costas
12ª Michelli – 100 livres e 50 borboleta

Natação masculina livre
5º João Vitor Xavier Nogueira – 200 costas
7º João, Evandro Lopes Bueno, Thiago Gazoni e Vinicius Victorio Souza Vitta – revezamento 4×200 livres
8º Luan Alves Jekabson – 200 borboleta
9º Italo Bressane da Costa – 1.500 livres
10º Gustavo Xavier Nogueira – 200 borboleta
12º Gustavo – 200 costas
13º Guilherme Silva Serrano – 100 peito e 50 livres
13ª Italo – 400 medley
14º Carlos Alexandre do Nascimento Barrada – 50 livres
15º Carlos – 100 peito
16º Guilherme – 100 livres
17º Carlos – 100 livres

tênis de mesa masculino livre
1ª rodada – Praia Grande 0 x 3 Santo André
2ª rodada – Praia Grande 1 x 3 São Bernardo do Campo

vôlei feminino livre
1ª rodada – Praia Grande 0 x 2 São Caetano do Sul
2ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Santo André

vôlei de praia feminino livre
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Diadema
2ª rodada– Praia Grande 2 x 0 São Caetano do Sul

vôlei de praia masculino livre
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 São Vicente
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Peruíbe

Xadrez feminino sub-20
1ª rodada – Praia Grande 3 x 1 Itapevi
2ª rodada – Praia Grande 0 x 4 Cubatão

xadrez masculino sub-20
1ª rodada – Praia Grande 0,5 x 3,5 São Vicente

Fim – Confira os resultados das equipes municipais que já encerraram participação nos Jogos Regionais de 2018 – 1ª Região:

atletismo feminino livre – terminou em 6º lugar (2 ouros, 1 prata e 2 bronzes)
1ª Débora de Almeida Simões Moreira – arremesso do peso
1ª Thaís Alves de Aguiar – lançamento do dardo
2ª Débora – lançamento do disco
3ª Daniela Bitencourt Ennes – disco
3ª Ana Caroline Aguiar da Silva – lançamento do martelo
4ª Daniela – peso
5ª Thassany Cristine de Oliveira Neves – 400 metros
6ª Adiely Augusto Ribeiro – martelo
10ª Thassany – 200 metros
13ª Brenda Marcelly Costa de Lima Alves – 200 metros

atletismo masculino livre – terminou em 6º lugar (1 prata e 4 bronzes)
2º Flávio Barbosa da Cruz – lançamento do disco
3º (2) João Vitor de Jesus Assenção – 100 e 200 metros
3º Dyogenes Gleyson Farias dos Santos – 400 metros
3º Dyogenes, João Vitor, Gabriel Costa Santana Silva e Alexandre Alves Moura – revezamento 4×100
4º Marcos Roberto Santos Gomes – salto em distância
5º Jonathan Jesus dos Santos – lançamento do dardo
7º Gustavo Henrique Ribeiro Cunha – dardo
7º Marcos – salto triplo
7º Alexandre, Dyogenes, Gabriel Costa e João Vitor – revezamento 4×400 metros
8º Lucas Goulart Moreschi – disco
9º Marcos – salto em altura
9º Elias Batista de Oliveira – 10km
10º Elias – 1500 metros
10º Júlio Cesar Batista dos Santos – 10km
11º Lucas Goulart – arremesso do peso
13º Elias – 5km
13º Gabryel dos Santos Silva – 200m
14º Júlio Santos – 5km
14º Gabriel Costa Santana Silva – 400 metros
16º Julio Cesar Muniz Marques – 800 metros
19º Vinicius Conceição Rolt – 1500 metros

atletismo PcD feminino livre – terminou em 2º lugar (11 ouros, 10 pratas e 3 bronzes)
1ª (3) Gabriela Mendonça ferreira – 100, 200 e 400 metros – T12
1ª (2) Maria Cecília Tenreiro – disco e lançamento do dardo – T37
1ª (2) Cibele Cristina Oliveira Cavalcante – 100 e 200 metros – T20
1ª Rosana Cardoso da Silva – lançamento do disco – F34
1ª Glória Poliana Platner do Amaral – 100 metros – T54
1ª Laísa Cícera Macedo – arremesso do peso – T35
1ª Queila Bruna Assis de Senna Ribeiro – peso – T37
2ª (3) Janaína Oliveira Nascimento – 100, 200 e 400 metros – T37
2ª (2) Rosana – peso e dardo – F34
2ª (2) Laísa – 100 e 200 metros – T35
2ª Marcela Beatriz dos Santos – 100 metros – T20
2ª Queila – dardo – F37
2ª Glória – 200 metros – T54
3ª Maria Cecília – peso – T37
3ª Cibele – peso – T20
3ª Queila – disco – T37
3ª Glória – 400 metros – T54
5ª Marcela – arremesso do peso – T20

atletismo PcD masculino livre – terminou em 4º lugar (16 ouros, 11 pratas e 3 bronzes)
1º (3) Vinicius Canas Gonçalves – 100 metros, lançamento do dardo e arremesso do peso – F/T35
1º (3) Gottlieb Ricardo Gonser – 100, 200 e 400 metros – T12
1º (3) Marcelo Sousa dos Santos – salto em distância, 100 e 200 metros – T38
1º (2) Franklin Roberto dos Santos Alves – dardo e peso – F37
1º (2) Rafael Alexandre de Oliveira – 100 e 200 metros – T34
1º Alexandre Barbosa Lima – lançamento do disco – F37
1º Adrian Oliveira Conceição – 100 metros – T20
1º Renan Santos Romão – 400 metros – T38
2º (2) Renan – 100 e 200 metros – T38
2º (2) Tarciso Silva Barra Santos – 200 e 800 metros – T37
2º (2) Adrian – 400 e 1.500 metros – T20
2º (2) Alexandre – dardo e peso – F37
2º Franklin – disco – F37
2º Murilo Nascimento Oliveira – 5km – T20
2º Rafael Alexandre – peso – F34
3º Tarciso – 400 metros – T37
3º Raphael Ribeiro da Silva – 5km – T20
3º Murilo – 200 metros – T20
4º Murilo – salto em distância – T20
4º Raphael Ribeiro – 1.500 – T20
6º Raphael Ribeiro – 400 metros – T20

basquete masculino sub-20 – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada chave A – Praia Grande 32 x 57 Mauá
2ª rodada – Praia Grande 70 x 42 São Vicente
3ª rodada – Praia Grande 69 x 63 Santo André
semifinal – Praia Grande 45 x 83 São Caetano do Sul
decisão do 3º lugar – Praia Grande 80 x 65 Guarujá

biribol masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Itapevi
3ª rodada – Praia Grande 2 x 0 Cotia
semifinal – Praia Grande 2 x 0 Itanhaém
decisão do 1º lugar – Praia Grande 1 x 2 Santos

Capoeira feminina livre – terminou em 6º lugar
5ª Rosemary Rocha de Oliveira – meio-pesado (59 a 66 kg)
6ª Marina Batista Costa – médio (53 a 59 kg)
6ª Luciene Caires de Aguiar – pesado (mais de 66 kg)

Capoeira masculina livre – terminou em 5º lugar (1 prata)
2º Leandro Gimenes de Aguiar – leve (até 68 kg)
4º Fernando Ribeiro da Silva – meio-pesado (77,5 a 87 kg)
5º Thiago Oliveira dos Santos – pesado (mais de 87 kg)
7º Bruno de Souza José – médio (68 a 77,5 kg)

damas mistas livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada – Praia Grande 4 x 6 Itapevi
2ª rodada – Praia Grande 1 x 9 São Bernardo do Campo

futsal masculino livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
1ª rodada chave B – Praia Grande 5 x 4 Guarujá
2ª rodada – Praia Grande 2 x 1 Diadema
Semifinal – Praia Grande 1 x 1 Jandira (3 x 1 nos pênaltis)
final – Praia Grande 2 x 4 Osasco

Ginástica artística feminina livre – terminou em 2º lugar (1 prata)
2ª equipe
4ª Kailane Araújo Fontes – trave
4ª Nicole Piacentini de Freitas Pereira – solo e individual geral
5ª Kailane – salto e individual geral
6ª Nicole – paralelas
6ª Ranya Jamilli Pavezi Gonzales – trave e individual geral
7ª Isadora Paulinia de Oliveira – paralelas e individual geral
7ª Ranya – paralelas
7ª Nicole – trave
7ª Kailane – solo
8ª Isadora – trave
8ª Ranya – solo
9ª Isadora – solo
9ª Kailane – paralelas

Ginástica artística masculina sub-16 – terminou em 2º lugar (1 prata e 1bronze)
2º equipe
3º Jedson Ferreira Santos – salto
4º Cássio Eduardo Menezes do Nascimento – argolas
5º William Domingos dos Santos Filho – solo e paralelas
5º Cássio – cavalo e individual geral
5º Jedson – barra fixa
6º William – cavalo e individual geral
6º Jedson – solo
6º Vitor Silva Mendes Vieira – argolas
6º Cássio – barra fixa
7º William – argolas
7º Cássio – solo
7º Gustavo Henrique Ramos Rezende de Moraes – individual geral, cavalo e barra fixa
7º Vitor – paralelas
8º Cássio – paralelas
8º Daniel Santana Vieira – cavalo e argolas
9º Daniel – solo
9º Vitor – cavalo e barra fixa
9º Gustavo – argolas e paralelas
10º William – barra fixa
10º Daniel – paralelas
11º Gustavo – solo
11º Vitor – individual geral
12º Daniel – individual geral
14º Jedson – individual geral

ginástica rítmica feminina sub-14 – terminou em 5º lugar
5ª Sabrina Barros da Costa Barreto – aparelho bola
5ª Karen Utino Sartori – maças
5ª Isabella Correia Aguiar – fita
5ª Gabryela Stephanie Raimundo de Mendonça – mãos livres
5º individual geral
5º conjunto cinco arcos (Sabrina, Karen, Isabella, Gabryela, Isabela Puliti Pinto, Maria Eduarda Goulart de Oliveira, Larissa Gonçalves Conceição e Bruna Ribeiro Alves dos Santos)

Judô feminino livre – terminou em 7º lugar
5ª Ingrid Beatriz Lopes da Silva – peso meio-pesado (70 a 78 kg)
5ª Amanda Silva Souza – pesado (mais de 78 kg)
5ª Larissa Vieira Coutinho – absoluto (sem limite de peso)
6ª Tawany Gianelo da Silva – leve (52 a 57 kg)
7ª Vitória Noellen Alexandre – meio-médio (57 a 63 kg)
7ª Jéssica Rita Carvalho – médio (63 a 70 kg)

Judô masculino livre – terminou em 12º lugar
4º Fabio Lescreck dos Santos – ligeiro (55 a 60 kg)
6º Antonio Duarte Contente da Silva e Lucas Felipe Ventania Manzoni – nague no kata
7º Lucas Felipe Ventania Manzoni – superligeiro (até 55 kg)
8º Diego Billy Arruda da Silva – pesado (mais de 100 kg)

Malha masculina livre – terminou em 3º lugar (1 bronze)
1ª rodada chave B – Praia Grande 38 x 0 Jandira
2ª rodada – Praia Grande 126 x 114 Mauá
semifinal – Praia Grande 128 x 168 São Bernardo do Campo
decisão do 3º lugar – Praia Grande 136 x 134 São Vicente

natação PcD feminina livre – terminou em 2º lugar (7 ouros, 8 pratas e 2 bronzes)
1ª (3) Gabriela Christina Sieiro Lopez Ramirez – S14 – 100 costas, 100 peito e 200 livres
1ª (2) Mariane Silva Ribeiro – S3 – 50 peito e 50 livres
1ª Neusa Ferreira Oliveira – S7 – 50 borboleta
1ª Pietra Vicktoria Hipólito de Abreu – S10 – 100 peito
2ª (3) Sara Neves Macedo – S8 – 100 costas, 50 e 100 livres
2ª (2) Neusa – S7 – 50 e 100 livres
2º Cristina Maria da Silva – S10 – 100 costas
2ª Rute dos Santos da Cruz– S14 – 50 livres
2ª Mariane, Neusa, Pietra e Sara – revezamento 4×50 medley
3ª (2) Pietra – S10 – 50 e 100 livres
4ª Cristina – S10 – 50 e 100 livres

natação PcD masculina livre – terminou em 1º lugar (19 ouros, 11 pratas e 4 bronzes)
1º (3) Rodrigo Santos Pessoa – S5 – 50, 100 e 200 livres
1º (3) Gabriel Melone de Oliveira – S6 – 50 borboleta, 100 livres e 100 costas
1º (3) Amauri Matias Braga – S11 – 100 costas, 50 e 100 livres
1º (3) Murilo Manna Marcondes – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
1º (3) Luiz Henrique Sieiro Lopes Ramirez – S14 – 50 livres, 100 borboleta e 100 peito
1º Vinicius Canas Gonçalves – S7 – 100 livres
1º Waltemir Francisco da Cruz – S6 – 400 livres
1º Gabriel, Rodrigo, Waltemir e Lucas Felipe Freire Ramos – revezamento 4×50 medley
1º Alex Francisco Lopes da Costa, Amauri, Luiz e Rodrigo – revezamento 4×50 livres
2º (3) Lucas – S6 – 400 livres, 100 borboleta e 100 peito
2º (3) Marcos – S14 – 100 costas, 100 e 200 livres
2º (2) Vinicius – S7 – 50 borboleta e 100 costas
2º (2) Rogério Aparecido Ramos – S7 – 50 e 100 livres
2º Alex – S8 – 100 peito
3º (2) Waltemir – S6 – 100 costas e 50 livres
3º (2) Alex – S8 – 50 e 100 livres
4º Renato Luiz de Araújo – S9 – 50 livres
6º Renato – S9 – 100 livres

taekwondo feminino livre – terminou em 8º lugar
8ª Giovanna Cunha Freitas – luta – médio (50 a 57 kg)

taekwondo masculino livre – terminou em 6º lugar (1 prata)
2º Gustavo Gomes Monteiro – meio-pesado (69 a 80 kg)
4º Wilson Candido dos Santos Júnior – médio (59 a 68 kg)
6º Paulo Alexandre Teixeira Araújo – leve (até 58 kg)
7º Andre Luiz Silva dos Santos – pesado (mais de 80 kg)

tênis feminino livre – terminou em 3º lugar (2 bronzes)
Praia Grande 0 x 2 Embu das Artes

tênis masculino livre – terminou em 5º lugar
1ª rodada – Praia Grande 0 x 2 Osasco.

Jogos Regionais: Confira a programação de Praia Grande nesta quarta

Delegação municipal compete em Santo André

11/7/2018

Nesta quarta-feira (11), em Santo André, a delegação de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) compete no oitavo dia (total de dez) dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região, evento regido pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ) e que reúne 25 municípios (de 31 possíveis), mais de três mil atletas, em 23 esportes.

Competem atletas de Praia Grande, São Bernardo do Campo, Santos, São Caetano do Sul, Santo André, Osasco, Guarujá, Ribeirão Pires, Peruíbe, Bertioga, Itanhaém, São Vicente, Cubatão, Mongaguá, Mauá, Rio Grande da Serra, Diadema, Cotia, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jandira, Juquitiba, Taboão da Serra, Embu das Artes e Vargem Grande Paulista. Não participam as cidades de Barueri, Itariri, Pedro de Toledo, Carapicuíba, Embu-Guaçu e São Lourenço da Serra.

Participam do evento estadual os selecionados praia-grandenses de atletismo masculino e feminino (M/F), e para pessoas com deficiência (PcD) adultas (idade livre); basquete M sub-20, biribol M livre, bocha M livre, caratê M/F, capoeira M/F livre, damas mista livre, futsal M livre, futebol M sub-20, ginástica artística M sub-16 e F livre, ginástica rítmica F sub-14, handebol M/F sub-20, judô M/F livre, malha M livre, natação M/F/PcD livre; taekwondo M/F livre, tênis F/M livre, tênis de mesa M livre e F sub-20, vôlei M sub-20 e F livre, vôlei de praia M/F e xadrez M/F sub-20.

Confira a programação:

Quarta-feira (11 de julho)
Ginásio do Complexo Esportivo Pedro Dell´Antonia
8h30 – 3ª rodada do vôlei feminino livre – Praia Grande x Cotia

Piscina de 25 metros do Ginásio do Complexo Esportivo Pedro Dell´Antonia
9 horas – 2ª dia dos torneios de natação feminina e masculina livres

Clube Atlético Aramaçan
10 horas – 3ª rodada do vôlei de praia masculino livre – Praia Grande x Bertioga

Ginásio Noêmia Assunção
11 horas – 2ª rodada do handebol masculino sub-20 – Praia Grande x Santos

Ginásio do Complexo Esportivo Pedro Dell´Antonia
13 horas – torneio de duplas do tênis de mesa masculino livre

Ginásio Poliesportivo da Faculdade de Medicina ABC
13h30 – 3ª rodada do handebol feminino sub-20 – Praia Grande x Guarujá

Clube Atlético Aramaçan
15 horas – 3ª rodada do xadrez feminino sub-20 – Praia Grande x Osasco
15 horas – 2ª rodada do xadrez masculino sub-20 – Praia Grande x Diadema

Ginásio do Complexo Esportivo Pedro Dell´Antonia
15h30 – 1ª rodada do vôlei masculino sub-20 – Praia Grande x São Caetano do Sul

Jogos Regionais: Praia Grande busca vagas para os Jogos Abertos

Delegação local compete na 1ª Região
4/7/2018

A partir desta quarta-feira (21), em Santo André, tem início os torneios dos 62º Jogos Regionais (JR) do Estado de São Paulo – 1ª Região. Nesta disputa, atletas e equipes de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) competem para conquistar vagas visando à participação nos 82º Jogos Abertos do Interior (JAI) Horácio Baby Barioni, que ocorrem de 17 a 29 de setembro, no município de Rio Claro.

Apesar de terem sido extintas as disputas das primeira e segunda divisões nos Regionais, estas continuam valendo para os Jogos Abertos. Então, nos Abertos, competem times na primeira divisão (são os primeiros e segundos colocados dos JAI de 2017, nas 1ª e 2ª divisões, mais os campeões dos Regionais de 2018, por modalidade), na segunda divisão (segundos e terceiros colocados dos Jogos Regionais de 2018) e ainda na divisão especial (equipes profissionais, semiprofissionais e convidadas).

Regras – Nos Jogos Regionais, as cidades são separadas em oitos regiões esportivas no Estado criadas pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ). As equipes da Baixada Santista ficam na região mais disputada, ao lado dos times do Grande ABCD. A cidade campeã geral dos Regionais 2018 garante a delegação completa (em todas as modalidades) nos Jogos Abertos. O município sede dos JAI (neste ano, Rio Claro) também está assegurado em todas as disputas.

No atletismo e natação, qualificam-se para os JAI os primeiros colocados (por prova e sexo) nos JR, mais os atletas que obtiverem os índices (marcas estabelecidas pelas respectivas Federações Estaduais). No atletismo e natação para pessoas com deficiência (PcD), classificam-se os dois primeiros posicionados, mais os que alcançarem os índices. No caratê, capoeira, ciclismo, judô e taekwondo vão para os Jogos Abertos os campeões dos Regionais, por peso e sexo. No caso de dupla classificação (equipe já qualificada mais o atleta campeão), o atleta subsequente na colocação dos JR do ano vigente garante a vaga. 

Nos JR disputam-se vagas (femininas e masculinas) nas modalidades de atletismo e natação para pessoas com deficiência (PcD); atletismo, badminton, basquete, capoeira, caratê, ciclismo, ginástica artística, futebol, futsal, handebol, judô, natação, skate, taekwondo, tênis, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez. Só para os homens: biribol, bocha e malha. Só para as mulheres: ginástica rítmica desportiva (GRD). Misto: jogo de damas.

Os torneios de boxe, kickboxing e a luta olímpica não acontecem nos JR. Assim, todos os municípios podem participar da disputa nos JAI. Isso ocorre devido ao baixo número de praticantes nesses esportes. Os confrontos envolvem as categorias sub-20 e adulta (idade livre). Existem também classes diferenciadas na ginástica artística: sub-14 (até 14 anos) para as mulheres e sub-16 (até 16 anos) para os homens; e na ginástica rítmica: sub-14 e livre. 

%d blogueiros gostam disto: