• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

Praia Grande sedia torneio de atletismo da sub-regional dos Jogos Estadual Infantil

Competição é organizada pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude
21/6/2018

Neste sábado (23), a partir das 9 horas, na pista municipal de Praia Grande (Rua José Bonifácio, 400, Bairro Sítio do Campo), ocorre o torneio de atletismo válido pela fase sub-regional dos 1º Jogos Estadual Infantil, evento regido pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ) e que conta com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) da Cidade. Entram em ação meninos e meninas de 8 a 16 anos das cidades de Praia Grande e Cubatão.

Os Jogos Estadual Infantil vêm a unificar e substituir as Copas do Estado, disputas que ocorreram até ano passado, objetivando a difusão da prática esportiva entre os mais novos, o desenvolvimento de intercâmbio social e esportivo entre os diversos municípios do Estado, e a revelação de novos talentos. Há torneios de atletismo (com divisões em categorias A – 11 a 13 anos – e B – 14 a 16), basquete, futsal, ginástica artística (A – 8 a 12 e B – 13 a 16), ginástica rítmica (A – 9 a 11 e B – 12 a 14), handebol, natação (A – 11 a 13 e B – 14 a 16) e voleibol. 

O formato da competição é o mesmo utilizado nos Jogos Abertos da Juventude, os Joguinhos. Na primeira fase (sub-regional), enfrentam-se os times das Cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista. As equipes jogam todas contra todas, em sede única. A que obtiver mais pontos avança para a segunda fase. Esta é a etapa Regional, que reúne as equipes vencedoras da sub-regional e do Litoral Sul. Os ganhadores da Regional qualificam-se para a final estadual, que reúne as 12 cidades campeãs regionais mais a delegação do município-sede. 

A final estadual ocorre de 11 a 20 de outubro, no município de Jundiaí. Nesta fase decisiva, os atletas e times de Praia Grande que se classificarem, integram a seleção da Diretoria Regional de Esporte e Lazer (DREL) de Santos. Isto porque a SELJ realiza esta disputa entre 14 Diretorias do Estado. São elas: Santos, Araçatuba, Araraquara, Barretos, Bauru, Campinas, Franca, Grande São Paulo, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

Praia Grande – Na fase sub-regional dos 1º Jogos Estadual Infantil, os atletas de Praia Grande participam dos torneios de atletismo feminino (F) e masculino (M), basquete M, futsal M, ginástica artística F/M, ginástica rítmica F, handebol F/M e vôlei F/M. A equipe municipal de natação F/M não participa por opção técnica de disputar outros eventos. No total, mais de 100 desportistas representam a Cidade.

Em 2017, na Copa do Estado, os grupos masculinos de ginástica artística infantil (8 a 12 anos), com 15 medalhas (cinco ouros, cinco pratas e cinco bronzes), e adulto (13 a 16), com 10 medalhas (quatro ouros, três pratas e três bronzes), de Praia Grande sagraram-se campeões. O time feminino infantil foi vice-campeão e o adulto terminou em terceiro lugar, mas não subiram no pódio. Na ginástica rítmica F sub-14, turma da Cidade ficou com o troféu de segunda colocada, com um ouro e uma prata. Na adulta (mais de 15 anos), as meninas praia-grandenses terminaram em sétimo lugar, com dois bronzes. 

O selecionado de handebol M conquistou a medalha de bronze. A turma do vôlei F terminou em quinto lugar. O grupo de handebol F encerrou na 12ª posição. Qualificado à fase final da Copa do Estado, o time masculino sub-16 de Praia Grande desistiu de participar. Tal fato ocorreu porque o grupo da Cidade participava do quadrangular final do Paulistão, na mesma época em que estava iniciando a Copa.

PIC Melvi reúne moradores para festa junina

Frequentadores da unidade participaram de apresentação de dança
21/6/2018

Mais de 150 pessoas participaram da festa junina temática realizada nesta quarta-feira (20), na unidade Melvi do Programa de Integração e Cidadania (PIC). A “Copadrilha” misturou ritmos o tradicional ritmo caipira com a Copa do Mundo e o resultado foi uma apresentação inusitada. Quem participou ainda pode brincar, ganhar brindes e aproveitar o cardápio da festa.

Os pais dos alunos da unidade levaram doces e salgados, que foram servidos aos participantes. Entre as opções, bolo de milho, cenoura, chocolate, canjica, pipoca, paçoca e chá de gengibre no lugar de quentão. Para se divertir, os participantes podiam brincar de pescaria, boliche, argola, tiro ao alvo e muitas outras atrações típicas de festas juninas.

O ponto alto do evento foi a dança estilizada, realizada na rua, com a presença dos pais e alunos. No total, 54 pessoas, adultos, jovens e crianças, participaram da apresentação que misturou dança caipira com jazz. Os dançarinos usaram roupas e adereços da Seleção Brasileira de Futebol.

De acordo com a diretora da unidade, Edna França de Siqueira, a participação da comunidade é uma das principais características do PIC Melvi. “Fico muito feliz com a união dos pais, a integração com os alunos e a presença durante as aulas. Eles colaboram muito com o nosso trabalho, isso é muito importante”.

Para a coordenadora dos PICs, Jô Luna, a criatividade da unidade foi de muito bom gosto e muito alegre. “Esse é o principal objetivo do nosso serviço. Trabalhamos com isso, cidadania, integração. Percebemos que os pais gostam de vir, participar e vê o desenvolvimento dos filhos. Isso é muito importante para as crianças”.

Serviço – As unidades do Programa de Integração e Cidadania (PIC) e do Centro de Apoio à Família do Educando (Cafe) foram criadas pela Secretaria de Assistência Social (Seas) em parceria com o Fundo Social de Solidariedade de Praia Grande (FSS) e têm como principal objetivo ser um espaço aberto à convivência, ao diálogo e entrosamento familiar. Em ambos os programas é possível encontrar lazer, esporte e capacitação profissional gratuitamente. Para saber onde fica a unidade mais próxima, basta ligar para 3496-5039 ou acessar a página oficial de Praia Grande (www.praiagrande.sp.gov.br).

Fiscalização de pontos de descarte de lixo irregular pela população é intensificada

Secretarias de Serviços Urbanos e Urbanismo estão atuando em conjunto
21/6/2018

O descarte irregular de lixo pela população em áreas públicas causa diversos problemas urbanos. Entre os principais está o aumento da proliferação de roedores e insetos, desvalorização do entorno e obstrução da rede de drenagem, uma vez que estes materiais são carregados pela chuva para o sistema de escoamento de águas pluviais. A Prefeitura de Praia Grande realiza diariamente a limpeza destes trechos pela Cidade, porém menos de 24 horas depois muitos destes locais estão sujos novamente. Por isso, as Secretarias de Serviços Urbanos (Sesurb) e de Urbanismo (Seurb) estão unindo forças para intensificar a fiscalização de locais como estes, com multas que podem chegar a até R$ 1.822,14.

Desde o início deste mês de junho, através do uso de aplicativo de conversas via celular os encarregados dos serviços de limpeza da Sesurb estão apontando para fiscais da Seurb locais de descarte irregulares crônicos de lixo pela própria população. Na manhã do dia seguinte, estes profissionais saem em busca dos proprietários dos terrenos/áreas particulares onde a situação está ocorrendo aplicando notificações para resolver o problema. O proprietário tem o prazo de 30 dias para realizar a manutenção necessária, caso contrário é multado. Por dia, aproximadamente dez locais passam por esta verificação.

O secretário de Serviços Urbanos de Praia Grande, Katsu Yonamine, destacou que ainda que na maioria das vezes pessoas que moram nos arredores destes locais sejam as responsáveis por esse descarte irregular, os terrenos particulares precisam estar limpos e murados. “Por isso esse trabalho em conjunto. Além disso, queremos que a própria população veja esta ação, coloque a mão na consciência e perceba que esse lixo que ela descarta retorna para ela mesma como um problema urbano”.

No caso de descartes onde não é possível localizar o culpado, a Prefeitura conta a ajuda da população, que pode denunciar situações como estas, inclusive com fotos de possíveis veículos que possam ser utilizados para o transporte de materiais (imagens que possam, de alguma forma, identificar os responsáveis pela irregularidade) através do formulário online disponível no site www.ouvidoria.praiagrande.sp.gov.br, ou pelo app “Ouvidoria Praia Grande”, disponível gratuitamente na Apple Store e Play Store. As denúncias podem ser anônimas. “Queremos que a população também se torne ‘fiscal’ da sua rua, seu bairro. Aliando forças, temos certeza que podemos melhorar esta situação”, ressaltou Yonamine.

Quem for flagrado realizando descarte irregular de lixo em espaços públicos pode sofrer sanções de acordo com o Código de Posturas Municipais (Lei 657/89), as normativas da gestão dos resíduos da construção civil (Lei 1660/2013) e leis ambientais como a de Crimes Ambientais (Lei 9605/98), dependendo da situação.

Além do estreitamento das ações entre a Sesurb e a Seurb, para coibir estas irregularidades, a Prefeitura tem também realizado orientações de vizinhos destes locais e realizando campanhas educativas nas redes sociais e canais oficiais da Administração.

Destaque – E para oferecer locais corretos para o descarte de lixo, Praia Grande oferece um amplo sistema de limpeza na Cidade. Confira as principais ações: coleta de lixo domiciliar, coleta seletiva, Rapa Treco e 12 unidades de Ecoponto (nos Bairros Aviação, Sítio do Campo, Mirim, Nova Mirim, Maracanã, Real, Caiçara, Solemar, Boqueirão, Ribeirópolis, Canto do Forte e Ocian), que além de receber materiais recicláveis ainda recebe pequenas quantidades de entulho da construção civil – até 2 m³.

Do SuperEscola à Espanha – Yano Piovarczik

Praia Grande tem 94,9 km de vias exclusivas para ciclistas

Na última década, 39 novos quilômetros foram construídos em toda Cidade
21/6/2018

Município da Baixada Santista com maior número de ciclovias e um dos principais do País nesta área, Praia Grande ampliou a quantidade de vias exclusivas para o uso de bicicleta com a reurbanização da Rua José Julio Martins Batista, no Bairro Antártica, finalizada neste mês de junho. Com isso, a Cidade passou a contar com 94,9 km de infraestrutura cicloviária.

A evolução do sistema em Praia Grande é constante, somente na última década foram construídos aproximadamente 39 km a mais de ciclovias em diversos bairros da Cidade (em 2008 eram 56,3 km de ciclovias construídas). E com os trechos já projetados a intenção da Administração Municipal é que nos próximos anos Praia Grande ultrapasse os 100 km construídos.

A Secretaria Municipal de Trânsito de Praia Grande (Setran) estima que um terço da população possua bicicleta e que a utilize como meio de transporte diário (aproximadamente 100 mil pessoas). No período de alta temporada de verão, quando Praia Grande ocupa a quarta colocação na preferência de turistas de todo o País, segundo pesquisa do Ministério de Turismo, esse número aumenta ainda mais.

De acordo com a chefe da Seção de Educação e Segurança do Trânsito de Praia Grande, Elaine Fornazieri, a Cidade define como um dos principais programas de educação para o trânsito uma política de utilização da bicicleta como modalidade de transporte seguro. “Para isso, vem investindo no desenvolvimento de trabalhos que interliguem todo o sistema urbano e promovam ações permanentes voltadas à utilização adequada desses equipamentos”. Fornazieri destacou que a cada novo trabalho urbano que é projetado na Cidade é sempre analisada a possibilidade de incluir uma via para a utilização exclusiva dos ciclistas.

Redução de acidentes – E os investimentos em vias exclusivas para bicicletas têm mostrado bons resultados na questão de acidentes de trânsito. Desde 2015, o número de ocorrências viárias envolvendo ciclistas tem apresentado queda constante. Foram 155 acidentes em 2015; 144 em 2016 e 139 no ano passado. O último levantamento feito, em fevereiro deste ano, mostra que 28 acidentes envolvendo ciclistas aconteceram em 2018.

Segundo a Setran, a redução está diretamente relacionada às ações de infraestrutura nas áreas de educação, fiscalização e engenharia de tráfego que vêm sendo desenvolvidas na Cidade.

Reconhecimento – O Município já recebeu cinco vezes o troféu “Cidade Amiga da Bicicleta”. Dois foram concedidos pela própria Associação Brasileira de Ciclistas, em 2007 e 2008, outro pelo Instituto Pedala Brasil e União de Ciclistas do Brasil, durante o evento “Bicicultura”, realizado na cidade de Sorocaba, em 2010. Em 2014 pela Associação Brasileira de Ciclistas, Skates, Patins e Cadeirantes, e pela Liga Santista de Ciclismo no 1º Congresso de Mobilidade das Cidades Cicloviárias da Baixada Santista. E em 2016, durante o II Festival da Bicicleta do Litoral Paulista, na cidade de Santos. Na ocasião, a Prefeitura também recebeu a medalha “Cláudio Clarindo 2016”, entregue para técnicos e ativistas na área.

Ciclista Cidadão – A Cidade conta com diversas ações voltadas ao ciclista e a principal delas é o projeto Ciclista Cidadão. Iniciado em setembro de 2011, ele consiste no cadastro de proprietários de bicicletas da Cidade realizado após colagem de adesivo numerado nos veículos. Com as informações levantadas, Setran está mapeando o perfil dos ciclistas da Cidade e direcionando de forma mais efetiva as ações de trânsito no Município. Os adesivos numerados do projeto Ciclista Cidadão foram confeccionados com material de alta aderência e reflexivo, que além de identificar os ciclistas ainda servem como elementos refletivos, tornando o veículo mais visível durante a noite. Atualmente, aproximadamente 19 mil ciclistas praia-grandenses já estão cadastrados.

Locais – As ciclovias e ciclofaixas existentes estão espalhadas por toda a Cidade, nos seguintes locais: Rua José Julio Martins Batista, Bairro Antártica; Avenida Ecológica e Avenida Marechal Mallet, Bairro Canto do Forte; Avenida Ayrton Senna, Bairro Xixová; Palácio das Artes e Avenida São Paulo, Bairro Boqueirão; Rua Profº Olavo de Paula Borges, Avenida Irmãos Adorno e Avenida do Trabalhador, Bairro Sítio do Campo; Rua Sérgio Gregório, Bairro Vila Sônia; Avenida Álvaro dos Santos, Bairro Mirim; Avenida Dr. Roberto de Almeida Vinhas, Bairro Maracanã; Avenida Presidente Kennedy; marginal à Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, na altura do Bairro Melvi; Ruas Coelho Neto e Graça Aranha, Bairro Solemar; Espaço Samambaia, Bairro Samambaia; marginais da Via Expressa Sul, entre os Bairros Boqueirão e Mirim; além de toda extensão da praia (Avenida Presidente Castelo Branco).

Obras na feirinha

Ongs são fiscalizadas por Conselho Municipal de Praia Grande

Avaliação garante que entidades fiquem dentro das regras nacionais
21/6/2018

A reunião do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) desta quinta-feira (21), realizada na Casa dos Conselhos, discutiu as visitas realizadas às ONGs durante o mês de maio e junho, na cidade de Praia Grande. Presidida por Silvia Passberg, o encontro contou com representantes da Prefeitura em conjunto com munícipes e tratou da fiscalização das entidades cadastradas no CMAS.

Segundo a 1ª secretária do Conselho, Nádia Guimarães, existem normas para todas as organizações seguirem ao entrar no CMAS. Entre elas, é necessário que enviem um plano de ação para o Conselho, ou seja, um documento com todas as atividades realizadas pela instituição. “Após isso, esse plano passa por uma avaliação, que conta com visitas técnicas às organizações. O principal objetivo dessas visitas é fiscalizar todas as ONGs e, se aprovadas pelos membros, podem ser cadastradas ao Conselho”.

Esse processo é feito anualmente para um contínuo trabalho de fiscalização às instituições que já são filiadas. “Não basta colocar apenas no papel. Nós vamos ao lugar para ver se realmente estão realizando o trabalho que colocaram no plano de ação”, completa Nádia Guimarães.

O CMAS também faz o papel de orientar, já que muitas vezes constatam dificuldades dessas instituições em documentar e se enquadrar no padrão, que deve ser seguido nacionalmente. “Temos assistentes sociais aqui para ajudar nessa fiscalização e, com esse olhar apurado, sugerimos muitas melhorias para as ONGs, ressaltou a vice-presidente Silvia Passberg.

Atendimento – A Casa dos Conselhos está instalada dentro do Vivência Tupi, onde também funcionam a Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve), o Programa Super Escola e o Programa Conviver. O local tem o objetivo de integrar diversos públicos e promover a cidadania entre os moradores de diferentes faixas etárias. A Casa dos Conselhos fica na Rua Xavantes, n° 51, Bairro Tupi, e funciona de segunda a sexta-feira das 8h30 às 17h30.

Três cidades da Baixada Santista em alerta contra o aedes aegypti

Pacientes com transtornos mentais participam de Festa Junina

Atividade faz parte das oficinas de programação terapêutica
21/6/2018

A manhã dessa quarta-feira (20) foi diferente para os pacientes internados na Ala Psiquiátrica do Hospital Municipal Irmã Dulce. Eles participaram de uma Festa Junina, com comidas típicas e músicas tradicionais. A atividade faz parte das terapias ocupacionais desenvolvidas no setor e envolveu todas equipes, que realizaram a decoração do local e substituíram seus jalecos por trajes característicos.

Iniciativas da Comissão de Humanização do Complexo Hospitalar, sob coordenação da Gerência Geral de Enfermagem, as oficinas terapêuticas proporcionam inúmeros benefícios aos portadores de transtornos psíquicos. Atividades artísticas, musicais e artesanais como pintura, desenho e colagens compõem a programação que ajudam a acalmar e ressocializar os pacientes.

Para a gerente Geral de Enfermagem, Renata Meroti, o trabalho realizado pela equipe de enfermagem complementa o atendimento clínico administrado pela equipe médica e que visa a promoção da saúde mental. “Comemorar datas festivas como estas proporcionam interação e fazem lembrar a convivência familiar. São mecanismos que permitem uma abordagem multidisciplinar, previstos na proposta psicossocial da Política Nacional de Saúde Mental”, disse.

Associadas ao acolhimento ofertado no setor, as terapias também estimulam a autoestima das pessoas atendidas. Para ficarem sintonizados com a atualidade, os pacientes ainda têm à disposição uma tevê, onde podem, inclusive, assistir aos jogos da Copa do Mundo e demais programações televisivas. A Ala Psiquiátrica tem capacidade para 12 pacientes.

Seu destaque é a nossa praia!

Conviver Solemar festeja um ano de atividades com festa para frequentadores

Unidade foi inaugurada no dia 20 de junho do ano passado
20/6/2018

Entregue aos moradores há exatamente um ano, o Conviver Lygia Pires Dell’Osso, no Bairro Solemar, já conta com cerca de 150 inscritos em mais de dez atividades diferentes. E para marcar o primeiro ano de atividade, os frequentadores se reuniram em uma comemoração que misturou aniversário, Copa do Mundo e Festa Junina. O evento foi realizado nesta quarta-feira (20).

Diante dos frequentadores e dos convidados, alunos dos cursos da unidade se apresentaram. Dança cigana, dança circular e ginástica fizeram apresentações movimentadas. Já as alunas do Inglês e do Espanhol cantaram o tradicional “Parabéns a Você” nas duas respectivas línguas e depois fizeram apresentações musicais estrangeiras.
A unidade foi toda decorada com enfeites nas cores verde e amarelo. Desde peças em formato de camisetas da seleção a bandeirinhas de festas juninas.

De acordo com a diretora da unidade, Mônica de Freitas, a preparação da festa envolveu todos os frequentadores e professores da unidade. “Esse espaço é um local que foi muito pedido, conquistado pelos moradores. Há mais de uma semana estamos preparando esta festa”.

Mônica também fez um balanço a respeito do trabalho realizado na unidade neste primeiro ano. “Acho que conquistamos muitas coisas neste período. Temos 14 voluntários nos ajudando, graças a eles podemos oferecer tantas atividades. O pessoal do bairro é bem organizado, muito unido e participativo. Acredito que por conta disso temos tanto sucesso em nosso serviço”.

A unidade conta com aulas de cestaria, inglês, espanhol, mandala, pintura, crochê, dança cigana, dança de salão, coral, chinelos decorados e ainda uma unidade do Centro Dia, popularmente conhecida como Creche do Idoso.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Praia Grande, Maria Del Carmen Padin Mourão, a Maruca, participou da festa e afirmou estar surpresa com a quantidade de pessoas presentes no evento. “Conversei com algumas pessoas, que disseram estar muito felizes aqui. O sucesso do projeto é reflexo da comunidade. De que adiantaria inaugurarmos um equipamento como esse se ninguém participasse?”.

O Conviver Lygia Pires Dell’Osso, fica na Avenida Presidente Kennedy, esquina com a Rua Adhemar de Barros, no Bairro Solemar. O telefone de contato é o 3496-5053.

Serviços – Ao longo de todo o ano, as nove unidades do Programa Conviver oferecem atividades esportivas, culturais e de lazer aos maiores de 50 anos. Entre as atrações, aulas de diversos tipos de dança, ginástica, bordados, jogos de mesa, canto coral e muito mais. Homens e mulheres podem aproveitar. Tem Conviver nos Bairros Boqueirão, Guilhermina, Sítio do Campo, Antártica, Tupi, Ocian, Samambaia, Caiçara e Solemar. Para mais informações basta comparecer na unidade mais próxima ou ligar para 3496-5015.

E quando o assunto é a Melhor Idade, Praia Grande é uma das cidades referência no assunto. Desde 2009, entre todos os municípios do Estado de São Paulo com mais de 200 mil habitantes, Praia Grande está em primeiro lugar no Índice Futuridade, que mede a qualidade de vida e a atenção ao idoso nos municípios.


Festa Junina no Lar São Francisco em Praia Grande 

Confira o expediente de Praia Grande durante os jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo

Confira o expediente de PG durante os jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo
Alguns serviços serão interrompidos parcialmente
20/6/2018

Nos dias úteis em que ocorrer jogos da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo da FIFA 2018, o expediente administrativo das repartições públicas de Praia Grande sofrerá alterações. Os serviços da Guarda Civil Municipal, da Saúde, fiscalização de trânsito, engenharia de tráfego e transporte não sofrerão alterações. De acordo com o Decreto nº 6.477 de 8 de julho, o expediente seguem o será cronograma:

Das 12h30 às 17h30, nos dias em que os jogos ocorrerem às 9h; 

Das 8h30 às 13h, nos dias em que os jogos ocorrerem às 15h;

Das 13h30 às 17h30, nos dias em que os jogos ocorrerem às 11h.

As escolas municipais também seguirão os horários acima.

Somente o Pátio de Veículos funcionará excepcionalmente da seguinte forma: 

Das 12h30 às 17 horas, nos dias em que os jogos ocorrem às 9h; 

Das 8 às 13 horas, nos dias em que os jogos ocorrerem às 15h;

Das 13h30 às 17 horas, nos dias em que os jogos ocorrem às 11h.

Grupo de Operários e engenheiros no serviço de aterro

Passeio ao fim da tarde em praia grande

%d blogueiros gostam disto: