• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

Atleta de Praia Grande luta no São Paulo Pro de Jiu-Jitsu

Victor Matos representou a Cidade
28/6/2018

Neste sábado (30), a partir das 9 horas, no Ginásio José Corrêa, em Barueri, o atleta de Praia Grande Victor de Matos, o Vitinho, 28 anos, compete no Campeonato São Paulo Profissional de Jiu-Jitsu (São Paulo BJJ Pro IBJJF Championship), evento regido pela Federação Internacional de Jiu-Jitsu Brasileiro (IBJJF) com apoio da Confederação Brasileira (CBJJ).

No total, 14 atletas disputam o título do peso médio (75 a 80 kg), categoria adulta, faixa preta. Vitinho luta no leve (70 a 75), mas como não houve número suficiente de inscritos neste peso, a organização do evento reuniu todos no médio. O lutador faixa preta de jiu-jitsu de Praia Grande conta com apoio de Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL), Zenith Brazilian Jiu Jitsu, Morcelli & Morcelli, Osan, Restaurante Santa Planta, Voofly, Centro de Treinamento Funcional PG, Clínica The Doctors, R4 Academia, Bona Crossfit, Canela House e De Rose Method.

Dados – Nesta temporada, Vitinho conquistou três medalhas no Campeonato Aberto Internacional de Curitiba. Na disputa com quimono, ficou com a prata. No torneio sem quimono (NO GI), o atleta de Praia Grande sagrou-se vice-campeão no leve e foi terceiro colocado no absoluto (sem limite). Obteve o ouro no Aberto Internacional de Jiu-Jitsu do Rio de Janeiro. Já na disputa com quimono, o atleta de Praia Grande assegurou a medalha de prata. Disputou o Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, na cidade de Long Beach, no Estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Foi derrotado na primeira luta por Jhonny Loureiro (Academia Alliance Internacional) e acabou eliminado do torneio. 

Carreira – Em 2017, Vitinho conquistou medalha de ouro na disputa sem quimono do Campeonato Aberto Internacional de Brasília de Jiu-Jitsu. O resultado assegurou-o entre os 30 melhores atletas do mundo. Com 54 pontos no ranking da IBJJF, ele garantiu vaga para disputar o Campeonato Mundial de 2018, que ocorre nos dias 30 e 31 de maio, na cidade de Long Beach, no Estado da Califórnia, nos Estados Unidos.

Ainda na última temporada, no Aberto Internacional de Inverno de Curitiba e Aberto Internacional de Primavera de Salvador, Vitinho sagrou-se campeão da disputa NO GI. Na luta com quimono, foi vice-campeão e Curitiba e terceiro colocado em Salvador. No Aberto Internacional de Vitória, conquistou duas pratas (nas disputas com e sem quimono). No Aberto Internacional de Belo Horizonte, terminou na segunda posição na disputa NO GI. No Aberto Internacional Floripa Spring, ficou em terceiro lugar no NO GI.

Na Copa América, obteve dois bronzes: uma no peso médio (76 a 82 kg) e outra no absoluto (sem limite), ambas com quimono. No Campeonato Nacional Americano, em Las Vegas, nos Estados Unidos, levou o bronze na disputa NO GI. No Aberto Internacional de São Paulo, faturou dois bronzes nas disputas com e sem quimono. Ele foi o único atleta a subir nos dois pódios na categoria adulta, faixa preta, peso leve. No Sul-Americano, foi derrotado na primeira luta e acabou sendo eliminado. No Mundial de Jiu-Jitsu Brasileiro, na Califórnia, nos Estados Unidos, Vitinho foi derrotado na primeira luta. A qualificação para o Mundial ocorreu após ele ganhar a prata no Aberto de San Diego. 

Ao longo da carreira, foi campeão Sul-Brasileiro, Nacional Open, Paulista, do Rio Brazilian Pro, do Paulistão Sem Kimono, Curitiba Open, Brasília Internacional, da Copa Paulista Aberta Sem Kimono, do Circuito Aberto Estadual, do Torneio Brasil de Submission (luta de submissão), do Ubatuba Summer Fight, do Campeonato Sul-Americano Aberto de Submission, do Sudeste Brasileiro e da 5ª Copa São Vicente Open. Faturou a prata no São Paulo Open Internacional, no Brasileiro sem kimono, Sul-Brasileiro, no 1º Campeonato de Praia Grande e no 10º Campeonato Internacional. Conquistou ainda os terceiros lugares no Campeonato Brasileiro, Sul-Americano, São Paulo Open, Circuito Baixada Santista, Campeonato Mundial No-Gi e no 13º Campeonato Internacional.

Estão definidos os finalistas da Copa Praia Grande de Futsal Menor

Competição reúne times nas categorias sub-7 a sub-16
28/6/2018

Estão definidas as equipes finalistas da Copa Praia Grande de Futsal Masculino, categorias menores (sub-7 a sub-16), evento regido pela Liga Praia-grandense de Futsal (LPFS) com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) da Cidade. Na última segunda-feira (25), no Ginásio do Ocian Praia Clube (Bairro Ocian), ocorreram as partidas semifinais da competição.

Confira todos os resultados: na sub-7, Academia Futebol Arte (AFA) 4 x 2 Delta Esportes e Ocian Praia Clube Amarelo 2 x 1 Ocian PC Vermelho; na sub-8, AFA 2 x 0 Delta e Império Futsal 5 x 1 Projeto Esportivo Esmeralda; na sub-10, Escola Celestin Freinet 3 x 0 PE Esmeralda e Império 4 x 1 Projeto Social Maxland Futsal/Anjos da Bola; na sub-12 livre, Ocian PC 6 x 3 PE Esmeralda e Colégio Recanto Educacional 4 x 0 Tudsport.

Na sub-12 série bronze (não jogam atletas Federados, nem participantes de disputas da Liga Regional), Ocian PC 4 x 3 Império e PS Maxland/Anjos da Bola 3 x 0 AFA; na sub-14, Império 3 x 1 Ocian PC Vermelho e Colégio Recanto 3 x 0 PS Maxland/Anjos da Bola; na sub-16, Colégio Recanto 4 x 1 Associação Recreativa Metropolitano e Magic Soccer 3 x 1 Guerreiros do Futsal.

Finais – Ainda sem data definida e local definidos pela Liga Municipais, as partidas finais serão, na sub-7, entre os times da Academia Futebol Arte (AFA) e Ocian Praia Clube Amarelo; na sub-8, jogam AFA e Império; na sub-10, atuam Escola Celestin Freinet e Império; na sub-12 livre, competem Ocian PC e Colégio Recanto Educacional; na sub-12 bronze, duelam Ocian PC e Projeto Social Maxland Futsal/Anjos da Bola; na sub-14, enfrentam-se Império e Colégio Recanto; na sub-16, confrontam-se Magic Soccer e Colégio Recanto.

Dados – No total, a competição reuniu 15 agremiações: Escola Celestin Freinet (Bairro Guilhermina), Ocian Praia Clube (Ocian), Associação Recreativa Metropolitano (Ocian), Colégio Recanto Educacional (Boqueirão), Delta Esportes (Ocian), Colégio Alpha (Boqueirão), Esporte Clube Vitória (Vila Sônia), Projeto Esportivo Esmeralda (Esmeralda), Projeto Social Maxland Futsal/Anjos da Bola (Maxland), Magic Soccer (Ocian), Guerreiros do Futsal (Mirim), Império (Sítio do Campo), Tudsport (Sítio do Campo), Academia Futebol Arte/AFA (Mirim) e Melvi Futsal (Melvi).

Na primeira fase, as equipes jogaram todas contra todas em turno único, qualificando-se as quatro primeiras colocadas de cada categoria para a fase semifinal. As campeãs e vice-campeãs ganham troféus e medalhas. As terceiras colocadas levam somente medalhas. Nas classes sub-7 e sub-8, as partidas têm dois tempos de 10 minutos. Na sub-10 e sub-12, são 12 minutos. Na sub-14 e sub-16, são 15 minutos.

Em 2017, a Copa Praia Grande ocorreu apenas na categoria adulta. A equipe do Richard’s Costelaria Futsal sagrou-se campeã e a do Colorado Futsal vice-campeã. O goleiro Rafael (RC Futsal) foi eleito o melhor da competição. O jogador Eliel (Metropolitano) garantiu o troféu de artilheiro do torneio com 10 gols marcados. Em 2016, na adulta, o evento foi vencido pela turma do Metropolitano e a equipe do RC Futsal ficou em segundo lugar.

Em 2015, na sub-8, a primeira colocação ficou com a garotada da Escola Celestin Freinet. Na sub-10, medalha de ouro para a turma do Esmeralda. Na sub-12, vitória da equipe do Esporte Clube Vitória. Na sub-14, o grupo do Projeto Cohab (Canto do Forte) conquistou o título. Na sub-16, a taça de campeão ficou com o selecionado do Esmeralda.

Feriado tem Sexta Musical no Bairro Ocian

Além de entretenimento, evento visa fomentar o comércio local
28/6/2018

O clima de festa da Sexta Musical desta vez tomará conta do Bairro Ocian. Dia 29, feriado municipal (Dia do Padroeiro São Pedro), partir das 20 horas, o evento acontece gratuitamente na Avenida Dom Pedro II (em frente ao número 20), com show do grupo de rock clássico ContraBanda.

Buscando atender todos os bairros do Município, a Sexta Musical visa levar entretenimento aos moradores por meio de apresentações de bandas regionais de diversos gêneros, além de fomentar o comércio e o meio musical com essa iniciativa.

De acordo com o subsecretário de Turismo, Marcio Glauber Vicente de Oliveira, para a escolha de um local para a Sexta Musical é necessário cumprir requisitos básicos de serviços. “Precisamos ter uma quantidade de comércios próximos, além de o local comportar todo o aparato, desde os equipamentos para o palco até requisitos de segurança essenciais para o andamento tranquilo do Projeto”, completou.

Sexta Musical – Iniciada em 2007, a Sexta Musical era realizada apenas no Boqueirão toda última sexta-feira do mês, mas, devido ao sucesso com o público, passou a ser feito em outros bairros da Cidade desde 2009.

Praia Grande se prepara para Feira do Estudante 2018

Neste ano, o evento ocorrerá de 1 a 3 de outubro, no Palácio das Artes
28/6/2018

A equipe da Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve) já está se preparando para a Feira do Estudante 2018, que este ano ocorrerá de 1 a 3 de outubro, das 9 às 22 horas, no Palácio das Artes (PDA), no Bairro Boqueirão. Por isso, na tarde de segunda-feira (25), no Bairro Tupi, representantes da Subjuve e de diversas instituições de ensino públicos e privados da região se reuniram para conversar sobre o evento.

O objetivo da Feira é dar oportunidade para que os jovens possam conhecer os cursos existentes na região. Esta será a terceira vez que a feira é realizada e as outras edições ocorreram em 2014 e 2015 atendendo um público de mais de 6 mil estudantes em cada feira e para este ano estão sendo esperadas cerca de 10 mil pessoas de toda a região durante os três dias de evento. 

Para o titular da pasta, Augusto Schell, é importante que os jovens estejam preparados para o mercado de trabalho. “Esse é o momento que os jovens podem conhecer os cursos desde técnicos, de línguas até universitário, fazendo com que eles possam refletir sobre a importância da educação continuada em suas vidas”.

Eu decidi dar partida e desligar | Aditive – Ignição | Versão Surf

Vista aérea da Av. Costa e Silva

Brasil 2 x 0 Sérvia – Instituto Neymar Jr.

4º Festival de Corais de Praia Grande

Praia Grande compete no Metropolitano de Bocha-rafa

Competição é organizada pela Liga da Cidade
27/6/2018

Após a realização da 13ª rodada da primeira fase do Campeonato Metropolitano de Bocha-rafa, no último sábado (23), a equipe masculina do Clube Guilhermina de Praia Grande manteve-se como vice-líder do evento organizado pela Liga de Bocha e Malha de Praia Grande com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL).

Nas partidas realizadas, o selecionado da Sociedade Amigos do Balneário Marambaia (Sambamar) de Praia Grande perdeu para o Mongamar de Mongaguá por 9 a 1. O time do Ocian Praia Clube/PG ganhou do Clube Guilhermina/PG por 7 a 3. A turma santista do Santa Cecília venceu a da Associação Recreativa de Peruíbe por 5 a 3. O grupo do Botafogo de Santos ganhou de São Vicente por 4 a 3.

Após estes resultados, na classificação geral parcial, o time do Mongamar lidera com 78 pontos. Na sequência aparecem as turmas do Guilhermina/PG com 68, Botafogo/Santos com 66, Ocian Praia Clube/PG com 54, Clube Atlético Santa Cecília/Santos com 53, São Vicente com 45, Sambamar/PG com 44 e Recreativa/Peruíbe com 42. Na primeira fase da competição, as equipes jogam todas contra todas, em turno e returno, qualificando-se as quatro primeiras para as disputas semifinais.

Mulheres – Na disputa do Metropolitano Feminino, a liderança está com o Santa Cecília com 25 pontos. Depois aparecem Mongamar com 18, Guilhermina com 12 e Sambamar com 11. Na última rodada, a turma do Santa Cecília venceu a do Sambamar por 6 a 0 e a do Mongamar ganhou do Guilhermina por 5 a 0. A LBMPG não divulgou a data e os jogos da próxima rodada da competição. Outras informações podem ser obtidas no link https://www.facebook.com/bochadabaixadasantista.

Retrospecto – Em 2017, na série ouro, título para a turma do Sambamar, segundo lugar para o Santa Cecília ficou com o vice-campeonato e terceiro para o Mongamar. Na série prata, primeira, segunda e terceira posições para as equipes do Guilhermina, Clube de Praia São Paulo/PG e Guarujá. No Campeonato de Duplas Masculinas Nova Bocha Litoral 2017, medalha de ouro para a turma do Guilhermina. Vice-campeonato para o Sambamar. Na terceira colocação, ficou a turma do Santa Cecília.

Em 2016, a turma masculina do Guilhermina sagrou-se campeã do torneio de quartetos. Prata e bronze para o Santa Cecília e Ocian Praia Clube. Na competição feminina de quartetos, a taça de campeão ficou com o Sambamar, a de vice-campeão com o Botafogo e a de terceiro lugar do Santa Cecília. Em 2015, deu Mongamar seguido por Botafogo e Ocian Praia Clube. Na feminina, vitória do Sambamar. Vice-campeonato para o Santa Cecília e terceiro lugar para o Guilhermina.

Em 2014, na masculina, o Mongamar sagrou-se campeão, o do Jardim Guilhermina vice-campeão e o do Sambamar terceiro colocado. Em 2013, a equipe do Guilhermina sagrou-se campeã. Na sequência encerraram os selecionados do Sambamar e Ocian Praia Clube. Em 2012, ouro para o Guilhermina, prata para o Sambamar e bronze para o Mongamar. Em 2011, primeiro, segundos e terceiros lugares para Guilhermina, Mongamar e Sambamar. Em 2010, Guilhermina, Ocian PC e Assunção completaram pódio. Em 2009, Guilhermina, Sambamar e Mongamar foram ouro, prata e bronze. Em 2008, Assunção, Mongamar e Ocian Praia Clube ganharam medalhas. 


Handebol masculino adulto vence no Estadual

Equipe da Cidade derrotou Diadema por 27 a 26
27/6/2018

A equipe masculina adulta (idade livre) de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) venceu o time da Prefeitura de Diadema, por 27 a 26, em duelo válido pela sexta rodada da primeira fase do Campeonato Estadual de Handebol promovido pela Liga Paulistana (LPHB). A partida, realizada no último domingo (24), ocorreu no Ginásio do Centro Técnico de Treinamento de Ouro Fino Paulista, em Ribeirão Pires.

Nos jogos realizados anteriormente, o grupo municipal adulto venceu os times da Prefeitura de Jacareí por 22 a 17 e da Prefeitura de Diadema por 26 a 24; perdeu para o de Mongaguá por 35 a 29, São Paulo FC por 37 a 30 e ASE/Santista por 30 a 25. As equipes municipais comandadas pelo professor Evandro Luiz Andrade com auxílio de Luciene Gonçalves, a Cuba, só voltam a jogar pelo evento estadual em agosto.

Dados – Outras equipes masculinas de Praia Grande atuam na competição estadual. Na infantil (13 e 14 anos), o selecionado de Praia Grande derrotou o grupo da Prefeitura de Mongaguá por 26 a 6, Escola Estadual Professor Roberto Simonini/SP por 28 a 9 e Guarujá por 21 a 16, e foi superado pelo time paulistano do Esporte Clube Pinheiros por 30 a 13.

Na cadete (15 e 16 anos), a turma praia-grandense perdeu para a Escola Estadual Professor Roberto Simonini/SP por 27 a 25 e para o Esporte Clube Pinheiros por 34 a 16. Na mirim (até 12 anos), a disputa ocorre em formato de Circuito. A cidade de Praia Grande já sediou duas fases. Na segunda, a turma municipal venceu a equipe da Prefeitura de Mongaguá por 3 a 0 e perdeu para a da Prefeitura de Jacareí por 2 a 1. Na primeira etapa, o time local venceu Mongaguá por 2 a 1 e empatou com Jacareí por 2 a 2. 

Retrospecto – Em 2017, a turma juvenil de Praia Grande sagrou-se campeã paulista da LPHB. Na decisão, os rapazes da Cidade venceram o time do Clube Paulista de Handebol/Sírio Libanês por 31 a 27. Na semifinal, ganharam de Santo André por 31 a 17. 
Na primeira fase da competição, derrotaram Mongaguá (duas vezes) por 31 a 17 e 26 a 18; Santo André (duas vezes) por 25 a 12 e 24 a 21; Francisco Morato por 23 a 17, e Clube Paulista de Handebol/Sírio Libanês por 30 a 25; empataram com o Clube Paulista por 20 a 20; e perderam para o Colégio Eduardo Gomes/São Caetano do Sul por 31 a 29. 

Na infantil, na decisão do terceiro lugar, o grupo da Cidade ganhou de Taubaté por 16 a 12. Na semifinal, havia perdido para o Esporte Clube Pinheiros. Na primeira fase, venceu por 18 a 13 São Vicente e por 25 a 18 Taubaté; perdeu por 31 a 14 para o Esporte Clube Pinheiros e por 10 a 4 para Taubaté. Na cadete , na decisão do bronze, a turma de Praia Grande superou a turma do CESC/Rio de Janeiro por 35 a 34. Na semifinal, perdeu para o Pinheiros. Na primeira fase, venceu Pindamonhangaba por 32 a 17, Taubaté por 29 a 21 e Santo André por 23 a 15 e 20 a 12; perdeu para o Esporte Clube Pinheiros por 29 a 25 e Taubaté por 27 a 24. 

Na adulta (idade livre), na decisão do terceiro lugar, a equipe praia-grandese passou por Franco da Rocha por 36 a 20. Na semifinal, perdeu para Diadema. Na primeira fase, ganhou de Diadema por 31 a 26; perdeu para Franco da Rocha por 24 a 23, São Vicente por 22 a 19, Diadema por 35 a 25 e Mongaguá (duas vezes) por 26 a 24 e 27 a 26. 

Em 2013, foi a primeira vez (e até então única) que as equipes masculinas de Praia Grande disputaram o Campeonato Estadual da Liga Paulistana de Handebol. Naquela oportunidade, a turma cadete (15 e 16 anos) de Praia Grande conquistou, de forma invicta, a medalha de ouro. Na decisão, o time municipal venceu, por 26 a 24, o grupo da Prefeitura de Jacareí. A garotada da infantil faturou o bronze.

Municipal de Futebol da 1ª Divisão chega à quarta rodada

No total, 19 equipes disputam o principal título local
27/6/2018

Neste domingo (1º), a partir das 11 horas, nos Campos da Cidade, ocorre a quarta rodada do Campeonato Municipal de Futebol, série A (primeira divisão), categoria masculina adulta. A competição, que reúne os 19 melhores times da Cidade e mais de 350 jogadores, é regida pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande (LFAPG) conta com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL).

Nove partidas movimentaram a terceira rodada da competição. Confira os resultados: chave A, Estrela do Norte 4 x 0 Caiçara, Metropolitano 4 x 0 Solemar, Real 2 x 0 América e Vila Mirim 3 x 2 Ilha do Caieiras; na B, Águia de Ouro 3 x 1 Ajax, Galo de Ouro 2 x 0 Parma, Amigos da Vila Sônia 2 x 1 Folha Verde, Três Cores 1 x 0 Liberdade e Poty 1 x 1 Atlântico. Na classificação parcial, com sete pontos, o time do Vila Mirim lidera a chave A e o Galo de Ouro a B. A pontuação completa do torneio pode ser obtida no site da Liga: www.lfapg.com.br.

Dados – Na primeira fase, as equipes jogam todas contra todas dentro de cada grupo (A e B), em turno único, qualificando-se as quatro primeiras posicionadas, de cada chave, para a fase quartas de final (oito melhores). A partir daí, os confrontos ocorrem em sistema de eliminatória simples (quem perde está eliminado), no qual duelam o 1º posicionado da chave A x 4ºB, 2ºA x 3ºB, 3ºA x 2ºB, 4ºA x 1ºB. As duas últimas colocadas de cada chave, serão rebaixadas para a série B (segunda divisão).

No grupo A, duelam as equipes do América Futebol Clube (Japuí/São Vicente), SESC Futebol Clube (Sítio do Campo), Ilha do Caieiras Futebol Clube (Caieiras), Real Esporte Clube (Real), Associação Vila Mirim Esporte Clube (Mirim), Caiçara Futebol Clube (Caiçara), Associação Atlética Solemar (Solemar), Estrela do Norte Futebol Clube (Caieiras) e Associação Recreativa Metropolitano (Ocian). 

No B, jogam os times do Atlântico Sociedade Esportiva e Atlética (Mirim), Esporte Clube Galo de Ouro (Mirim), Poty Futebol Clube (Tupi), Liberdade Futebol Clube (Canto do Forte), Esporte Clube Águia de Ouro (Aviação), Clube Atlético Três Cores (Mirim), Amigos da Vila Sônia Futebol Clube (Vila Sônia), Folha Verde Esporte Clube (Glória), Ajax Melvi Futebol Clube (Melvi) e Parma Futebol Clube (Ocian).

Confrontos – Confira a programação da quarta rodada:

Campo do Galo de Ouro (Rua José Borges Neto, Bairro Mirim)
11 horas – Parma x Três Cores

Campo do Unidos Futebol Clube (Rua Orivaldo Augusto Oliveira, 26.466, Bairro Tupi)
11 horas – Metropolitano x Ilha do Caieiras

Campo do Melvi (Rua Milton de Oliveira, s/nº, Bairro Melvi – atrás da caixa d’água da Sabesp)
11 horas – Galo de Ouro x Folha Verde

Campo do Solemar (Rua Adriano dos Santos, s/nº, Bairro Cidade da Criança)
11 horas – Solemar x Vila Mirim

Campo anexo ao Ginásio Magic Paula (esquina da Avenida dos Trabalhadores com a Rua Leila Maria de Barros Monteiro, s/nº, Bairro Antártica)
11 horas – Atlântico x Ajax
13 horas – Amigos da Vila Sônia x Liberdade

Campo do Atlético Clube de Praia Grande (Avenida Irmãos Adorno s/nº, Bairro Sítio do Campo)
11 horas – SESC x Estrela do Norte
13 horas – América x Caiçara

Campo do Cristal (Avenida das Castanheiras, 266, Bairro Samambaia)
13 horas – Poty x Águia de Ouro

Retrospecto – Em 2017, a equipe do América Futebol Clube sagrou-se campeã. Na decisão, venceu por 1 a 0 do Metropolitano. Em 2016, a equipe do Amigos da Vila Futebol Clube venceu o Campeonato. Na decisão, o time do Vila Sônia derrotou, por 3 a 1, o selecionado do Folha Verde Esporte Clube (Glória). Na temporada 2014/2015, o Real Esporte Clube conquistou o título. Na final, a turma do Bairro do Jardim Real venceu nos pênaltis, por 4 a 2, o time do Atlântico. Em 2013, deu Galo de Ouro. Em 2012, a equipe do Palmeirinhas EC sagrou-se campeã. Em 2011, o selecionado do Galo de Ouro levantou a taça. 

Em 2010, após uma confusão no jogo final (os árbitros foram agredidos), a LFAPG dividiu o título com os times do Real e do Vasquinho Futebol Clube (Mirim). Em 2009 e 2008, o time do Atlético Clube Praia Grande venceu a série A-1. Em 2007, o primeiro lugar ficou com o Real. Em 2006, medalha de ouro para o grupo do Três Cores. Em 2005, vitória da rapaziada do Real.

Time sub-18 disputa final do Paulista Metropolitano de Futsal

Equipe da Cidade compete na série bronze
27/6/2018

Nesta sexta-feira (29), às 18 horas, no Ginásio Presidente Ciro II, em São Paulo, na Capital, a equipe masculino sub-18 de Praia Grande/Ocian Praia Clube (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Sucos Camp, Centro de Treinamento Falcão 12 e Liga Praia-grandense de Futsal – LPFS) enfrenta o selecionado do Wimpro Guarulhos, na decisão da série bronze do Campeonato Metropolitano Estadual de Futsal, série A-1, evento regido pela Federação Paulista (FPFS). 

Jogam pelo município José André Santana Santos, Eduardo Costa Dalle Piaggi, Matheus dos Santos Theodoro Pereira, Fernando Ribeiro Marques Junior, João Victor Mendes Penariotti, Felype Fernandes Mouzinho, Thiago Wehinger de Oliveira, Alef Serrat Pinheiro, Kauê da Silva Rodrigues, Vitor Luis Acioli Garcia, Leonardo Pereira Trindade, Mateus Riechelmann de Freitas, Eduardo Vaz Cabril Miyazi, Luiz Gustavo da Silva Ferreira, Taylor Matheus da Silva Conceição e João Pedro Pereira Campos. Técnico: Caio Bruno Monzem. Auxiliar: Mike Fernandes dos Santos Cruz.

Eliminados – No último dia 16, também na Capital, na semifinal da série bronze, a equipe sub-16 de Praia Grande perdeu para a do Centro Esportivo da Penha por 5 a 0 e assim foi eliminada da competição. O título será disputado entre CE Penha e Wimpro Guarulhos que na outra semifinal derrotou o grupo do Clube Internacional de Regatas de Santos por 3 a 0.

No último dia 9, na série prata, duas equipes de Praia Grande foram eliminadas da competição estadual. Em jogo único, a turma sub-12 da Cidade empatou com a da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB/SP) por 2 a 2 e perdeu a vaga para a fase semifinal por ter realizado campanha inferior na primeira fase do torneio. Já o selecionado praia-grandense sub-14 foi derrotado pelo Clube Atlético Taboão da Serra por 3 a 2.

Dados – Na primeira fase do Metropolitano, as equipes jogaram todas contra todas (dentro de cada grupo), em turno e returno. As cinco primeiras colocadas de cada chave, mais a sexta melhor colocada no geral (juntando-se todos os grupos), avançaram à segunda etapa (oitavas de final – 16 melhores). Os vencedores dos jogos das oitavas de final qualificaram-se à série ouro e os perdedores a série prata. Já os times que ficaram entre o 17º lugar e o 24º na classificação geral da primeira fase da competição, disputam a série bronze. 

Na classificação final da primeira fase, na chave A, o time sub-12 de Praia Grande obteve três vitórias, um empate, três derrotas, 26 gols feitos e 25 sofridos. O sub-14 conquistou três triunfos, uma igualdade, três perdas, 17 gols prós e 20 contras. O sub-16 faturou uma vitória, um empate, cinco derrotas, 12 gols feitos e 22 sofridos. O sub-18 teve dois ganhos, um empate, quatro perdas, 17 gols prós e 23 contras.

É a primeira vez que os times de base de Praia Grande disputam o Metropolitano na série A-1 (reúne as equipes mais fortes do Estado). Até a última temporada, os meninos da Cidade jogavam na A-2 (divisão de acesso). A Federação Paulista forma um ranking dos times (que leva em conta critérios técnicos), aqueles que alcançam uma determinada pontuação têm a possibilidade de disputar a A-1. 

Retrospecto – Em 2017, na série A-2, os times da Cidade avançaram à segunda fase da competição. Os quatro primeiros colocados de cada grupo (A e B) na etapa inicial qualificaram-se à chave ouro; os quinto e sextos foram para a chave prata; os demais times disputaram a chave bronze (com exceção do 11º e último colocado da chave B, pois este foi eliminado diretamente). E ainda, as equipes eliminadas na primeira rodada (quartas de final) da chave ouro, disputaram as semifinais da prata.

Na chave ouro, a turma praia-grandense sub-14 empatou, em 1 a 1, com o grupo do Clube Atlético Tabuca Júniors. Por ter realizado melhor campanha na primeira fase do torneio, o time de Taboão da Serra avançou a decisão. Na sub-16, os rapazes da Cidade perderam, por 9 a 2, para o selecionado da Associação Desportiva Classista São Bernardo do Campo. Já na chave prata, os meninos da sub-12 de Praia Grande caíram, por 4 a 2, diante do Santo André Futsal.

Em 2016, na A-2, a equipe masculina sub-10 de Praia Grande terminou em quarto lugar. Na semifinal, a equipe local foi derrotada por Lausanne Paulista, por 6 a 3 e 4 a 3. Na fase quartas de final, a seleção municipal sub-12 de Praia Grande perdeu, por 3 a 2 e 2 a 1, para o Suzano Futsal e acabou sendo eliminada. Nas oitavas de final (16 melhores) outros três times da Cidade foram desclassificados. A equipe sub-14 perdeu, por 3 a 1 e 5 a 1, para a do Clube Comercial de Lorena. O time sub-16 de Praia Grande caiu, por 6 a 3 e 5 a 3, diante da Associação Desportiva São Bernardo. Os rapazes da sub-17 venceram por 3 a 1 e perderam por 7 a 0 para o Clube Atlético Guarulhense.

Jogos – Confira as escalações e todos os resultados das equipes de Praia Grande no Campeonato Metropolitano Estadual de Futsal 2018, série A-1:

sub-18 – Competem pelo município José André Santana Santos, Eduardo Costa Dalle Piaggi, Matheus dos Santos Theodoro Pereira, Fernando Ribeiro Marques Junior, João Victor Mendes Penariotti, Felype Fernandes Mouzinho, Thiago Wehinger de Oliveira, Alef Serrat Pinheiro, Kauê da Silva Rodrigues, Vitor Luis Acioli Garcia, Leonardo Pereira Trindade, Mateus Riechelmann de Freitas, Eduardo Vaz Cabril Miyazi, Luiz Gustavo da Silva Ferreira, Taylor Matheus da Silva Conceição e João Pedro Pereira Campos. Técnico: Caio Bruno Monzem. Auxiliar: Mike Fernandes dos Santos Cruz. 

1ª fase
10/3 – São José Futsal 6 x 5 Praia Grande/Ocian Praia Clube 
7/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 1 Lausanne Paulista FC
12/4 – SE Palmeiras 5 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
14/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 4 AABB/São Paulo
21/4 – Mogi das Cruzes EC 1 x 2 Praia Grande/Ocian Praia Clube
22/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 2 Associação Sorocabana Futsal/Magnus
28/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 3 x 4 Santos Futebol Clube
quartas de final – série bronze
19/5 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 3 x 2 Mogi das Cruzes Esporte Clube
semifinal
16/6 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 6 x 3 Lausanne Paulista Futebol Clube (*PG qualificada a final)

sub-16 – Atuam pela Cidade Felipe Silva de Santana, Jhonatan do Nascimento Domingos, Yuri França da Silva, Gabriel Araújo dos Santos, Nathan Takahashi de Souza Aguiar, Lucas Lewis da Silva, Guilherme Batista Andrade da Silva, Pedro Henrique Araújo Valadares, Edson Oliveira da Silva, Carlos Eduardo Augusto de Jesus, Fabricio Prieto Cirilo Diniz da Silva, Eduardo dos Santos Braz, Lucas Decindi Alexandrino, Rafael Expedito Amaral de Sousa, Willian Gabriel Ferreira Santos, Leonardo Amaral Aurichio e Matheus Queiroz de Souza. Técnico: Matheus Cassita Gonçalves. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves. 

1ª fase
10/3 – São José Futsal 2 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube 
24/3 – SE Palmeiras 4 x 3 Praia Grande/Ocian Praia Clube
7/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 4 x 1 Lausanne Paulista FC
14/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 1 x 3 AABB/São Paulo
21/4 – Mogi das Cruzes EC 1 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
22/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 1 x 5 Associação Sorocabana Futsal/Magnus
28/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 1 x 6 Santos Futebol Clube
quartas de final – série bronze
19/5 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 4 x 1 São Caetano do Sul Futsal 
semifinal
16/6 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 0 x 5 Centro Esportivo Penha (*PG eliminada)

sub-14 – Jogam por Praia Grande Kauê Bastos de Carvalho, Cleberson Lucas de Oliveira Neves, Lincoln Antunes da Silva, Kayque Guilherme de Campos Silva, Luiz Rafael Silva Gomes, Raul Vinicius Damacena, Lucas Morales Martins, Kaíque Rosário de Lima, Pedro Henrique Marinho de Melo, Nathan de Lima Costa, Mike Iverson Santos Barriento, Nycolas Souza da Silva, Dherik Coelho Martins, Gustavo Wendrel Quadros da Cruz, Fabricio Menezes dos Santos, Lucas Fernandes Gomes dos Santos, Kauã Carvalho de Jesus, Kayque Bernardo Nascimento, Marcos Vinicius Freitas de Souza e Periques Junior Magalhães Lisboa. Técnico: Caio Bruno Monzem. Auxiliar: Matheus Cassita Gonçalves.

1ª fase
10/3 – São José Futsal 0 x 5 Praia Grande/Ocian Praia Clube 
24/3 – SE Palmeiras 4 x 0 Praia Grande/Ocian Praia Clube
7/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 5 x 3 Lausanne Paulista FC
14/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 2 AABB/São Paulo
21/4 – Mogi das Cruzes EC 5 x 0 Praia Grande/Ocian Praia Clube
22/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 3 x 2 Associação Sorocabana Futsal/Magnus
28/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 4 Santos Futebol Clube
2ª fase (oitavas de final)
6/5 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 2 Sociedade Esportiva Elite Itaquerense/WF Brasil
12/5 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 3 x 6 Sociedade Esportiva Elite Itaquerense/WF Brasil
quartas de final – série prata
9/6 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 3 CA Taboão da Serra (*PG eliminada)

sub-12 – Atuam pela Cidade Pedro Henrique Ramiel, Wallace Vicente Matias Rosa Izzo, Guilherme Souza Gomes, Marcos Vinicius Fortmuller, Felipe Mendes Santos, Pedro Torres Cardoso, Luiz Henrique Reis Machado, Igor da Silva Cajé, Felipe Gabriel dos Santos Silva, Levi Ferreira Cunha, Gabriel Jerônimo Alves dos Santos, Kenai Freitas Souza, Lucas Monteiro Caldas, Thiago Gama da Silva, Gustavo Assis e Luis Felipe Gomes Barbosa Nunes. Técnico: Conrado de Andrade e Silva Antunes. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves.

1ª fase
10/3 – São José Futsal 5 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube 
24/3 – SE Palmeiras 2 x 2 Praia Grande/Ocian Praia Clube
7/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 4 x 1 Lausanne Paulista FC
14/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 6 x 5 AABB/São Paulo
21/4 – Mogi das Cruzes EC 3 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube
22/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 3 x 5 Associação Sorocabana Futsal/Magnus
28/4 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 3 x 4 Santos Futebol Clube
2ª fase (oitavas de final)
6/5 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 4 Sociedade Esportiva Palmeiras
12/5 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 0 x 7 Sociedade Esportiva Palmeiras
quartas de final – série prata
9/6 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 2 x 2 AABB/São Paulo (*PG eliminada por ter feito campanha inferior na primeira fase)

Canoístas disputam primeira etapa do Paulistão Oceânico

Time da Cidade compete em São Sebastião
27/6/2018

Neste sábado (30), a partir das 9 horas, na Praia Deserta, em São Sebastião, a equipe do núcleo de Praia Grande do Programa Navega São Paulo (Secretarias de Esporte e Lazer – SEEL e Educação – Seduc), em parceria com a Associação Turma do Remo (ATR), disputa a primeira etapa do Campeonato Paulista de Canoagem Oceânica, evento regido pela Federação Estadual (FPCA) com chancela da Confederação Brasileira (CBCA).

Há disputas das categorias feminina open (mais de 15 anos), para-canoagem (mais de 15 anos), júnior (15 a 18 anos), sub-23 (19 a 23), sênior (24 a 34), máster A (35 a 39), máster B (40 a 44), máster C (45 a 49), máster D (50 a 54), máster E (55 a 59) e máster F (60 a 64). Ocorre também competição de surfski (os atletas surfam as ondas com os caiaques). O grupo de Praia Grande é coordenado pelo professor Silvio Bello com auxílio técnico dos professores Luiz Lorejan, Gil de Paula e Orlando José.

Em 2017, o grupo praia-grandense sagrou-se campeão paulista pela nona vez (2006, 2008 a 2013, 2016 e 2017), conquistando um total de 96 medalhas (41 ouros, 30 pratas e 25 bronzes) em três etapas realizadas ao longo do ano. Na sequência da classificação geral, terminaram os times da Associação de Canoagem do Litoral Norte (Acalino) com 3.665 pontos e Associação Santa Cruz com 2.748.

Retrospecto – Em 2016, a equipe do núcleo de Praia Grande do Programa Navega São Paulo chegou ao oitavo título (2006, 2008 a 2013, e 2016) do Campeonato Paulista de Canoagem Oceânica. Após três etapas realizadas, o time da Cidade superou as seleções da Associação de Canoagem do Litoral Norte (Acalino) e Associação de Canoagem e Remo de Cubatão (ACARE). Individualmente, os desportistas locais obtiveram 67 medalhas (24 ouros, 20 pratas e 23 bronzes). 

Em 2015, o Campeonato Paulista foi realizado em etapa única determinada de Copa São Paulo. A equipe de Praia Grande/Associação Turma do Remo ficou na segunda posição com 32 medalhas (16 ouros, 6 pratas e 10 bronzes). Em 2014, a turma da Cidade foi vice-campeã paulista após duas etapas realizadas com 18 medalhas (oito ouros, seis pratas e quatro bronzes). Em 2013, o time praia-grandense obteve o heptacampeonato (2006, 2008 a 2013). Individualmente, acumulou 67 medalhas (20 ouros, 24 pratas e 23 bronzes).

Aulas – As aulas do Programa Navega São Paulo de Praia Grande são abertas a pessoas de todas as idades, de segunda a sábado, das 8 às 17 horas, na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua. Também conhecido como Portinho, o local, banhado pelo Mar Pequeno, está situado na entrada da Cidade, na Rua Paulo Sérgio Garcia s/nº, Bairro Sítio do Campo. 

Para participar basta que os interessados compareçam ao local das aulas, preencham ficha cadastral e apresentem documento de identidade com foto. Os menores de idade precisam que os responsáveis façam a inscrição. Outras informações podem ser obtidas na Secretaria de Educação (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim, ao lado da Prefeitura, telefone 3496-2350).

Oficina de iniciação ao skate está com vagas abertas

Interessados devem comparecer na sede da Subjuve, no Bairro Tupi
27/6/2018

A oficina de iniciação ao skate está com vagas abertas. Para participar basta ter de 12 a 29 anos e comparecer na sede da Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve) de Praia Grande, localizada na Rua Xavantes, 51, Bairro Tupi, das 8 às 17 horas, com os seguintes documentos: documentos: RG, comprovante de residência, autorização dos responsáveis (no caso de pessoas com menos de 18 anos) e atestado médico (ou comprovante de consulta). 

Informações podem ser obtidas pelo telefone 3496-5684.

A iniciativa é desenvolvida pela Subjuve por se tratar de um esporte muito procurado e praticado pelos jovens da Cidade, além de agora fazer parte dos próximos Jogos Olímpicos que acontecem em 2020, em Tóquio, no Japão.

As aulas contam com conteúdos teóricos e práticos. As atividades práticas ocorrem na pista de Esportes Radicais Xitão, no Bairro Quietude. Quem não possuir equipamento próprio pode utilizar ao longo das aulas os cedidos pela Administração Municipal.

Confira o expediente de Praia Grande durante o feriado de São Pedro Apóstolo

Serviços administrativos recomeçam na segunda-feira (2)
26/6/2018

Nesta semana, os serviços administrativos do Município de Praia Grande serão alterados devido ao feriado municipal do Padroeiro da Cidade. Como determinado na Lei nº 1.506/10, na sexta-feira (29 de junho) será feriado Municipal de São Pedro Apóstolo. Sendo assim, alguns serviços não funcionarão ou terão seus horários alterados. O expediente normal será retomado na segunda-feira (2 de julho).

A Prefeitura de Praia Grande ressalta que neste período, os serviços essenciais de Saúde, Guarda Civil Municipal (GCM), fiscalização de trânsito, transportes e engenharia de tráfego funcionarão normalmente.

Confira o expediente:

Hospital Municipal – Atende normalmente. Para solicitar remoção em ambulância, ligar 192;
Unidades de Saúde da Família – Após o final do expediente na quarta-feira (28 de junho) retornam ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho);
Defesa Civil – Atendimento 24 horas, por meio de chamadas pelo telefone 199;
Guarda Civil Municipal – Expediente normal. Atendimento nos telefones 199 e 153;
Coleta de lixo domiciliar – Atendimento normal.
Limpeza das praias – Diurna e noturna, da faixa de areia e do calçadão da orla;
Coleta Seletiva – Após o final do expediente na quinta-feira (28 de junho) retorna ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho). Com exceção do Bairro Sítio do Campo, onde o serviço funcionará normalmente. 
Ecopontos – Após o final do expediente na quinta-feira (28 de junho) retornam ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho). Excepcionalmente no sábado (30), as unidades dos Bairros Aviação, Boqueirão, Ocian, Real e Solemar funcionarão das 8h às 17h;
Rapa Treco – Após o final do expediente na quinta-feira (28 de junho) retorna ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho);
Banco do Povo – Após o final do expediente na quinta-feira (28 de junho) retorna ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho);
Junta Militar – Após o final do expediente na quinta-feira (28 de junho), retorna ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho);
Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande – Após o final do expediente na quinta-feira (28 de junho) retorna ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho);
Pátio – Após o final do expediente na quinta-feira (28 de junho) retorna ao atendimento normal na segunda-feira (2 de julho);
Poupatempo – Estará fechado apenas na sexta-feira (29). No restante dos dias funcionará normalmente.
Feiras livres – Não houve alteração no horário e data de funcionamento das feiras-livres.

%d blogueiros gostam disto: