• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

Paratletas encaram 2ª etapa do Circuito Brasileiro de Natação

Equipe de Praia Grande compete na Capital
16/8/2018
 

De sexta-feira a domingo (17 a 19), a partir das 8 horas, no Centro ParaOlímpico Brasileiro, em São Paulo, na Capital, a equipe de natação para pessoas com deficiência (PcD) de Praia Grande (Secretarias de Esportes e Lazer – SEEL e Educação – Seduc; Natação Praia Grande e Associação Paradesportista do Litoral Paulista – APLP) disputa a segunda etapa (total de três) nacional do Circuito Paraolímpico Loterias Caixa Brasil, evento regido pelo Comitê Brasileiro (CPB).

Os paratletas de Praia Grande qualificaram-se para a etapa nacional do Circuito após ficarem entre os cinco primeiros colocados de cada prova na fase regional (classificatória da competição), realizada em fevereiro, no mesmo local. Na oportunidade, com comando técnico de Silvia Schich Rodrigues com auxílio de Jayne Pereira, o grupo da Cidade conquistou 20 medalhas (sete ouros, sete pratas e seis bronzes).

Competem por Praia Grande na fase nacional os paratletas Gabriela Christina Sieiro Lopes Ramirez, classe S14, Rodrigo Santos Pessoa, S5, Gabriel Melone de Oliveira, S6, Lucas Felipe Freire Ramos, S6, Amauri Matias Braga, S11, Luís Henrique Sieiro Lopes Ramirez, S14, e Murilo Manna Marcondes, S14. As regras do CPB determinam a divisão de classes PcD: S4 (lesão medular completa/membros inferiores amputados), S5 (paralisia cerebral/lesão medular incompleta), S6 (paralisia lateral e membros inferiores), S7 (paralisia lateral), S8 (amputado membro superior), S9 (membro inferior não funcional/amputação simples acima do joelho), S10 (limitação articular) e S13 (deficiente visual – baixa visão de 5 a 20º graus).

O Circuito Loterias Caixa Brasil ParaOlímpico objetiva estimular o desenvolvimento do esporte para deficientes físicos, visuais e mentais. Os melhores atletas do certame (os três primeiros colocados do ranking final nacional, em cada modalidade e sexo) se credenciam para a Bolsa Atleta – programa de incentivo fiscal mantido pelo Ministério do Esporte. O CPB garante aos participantes hospedagem, alimentação e transporte interno. Há controle de doping em todas as etapas do torneio, com sorteio aleatório dos atletas escolhidos.
Primeira – Em junho, o selecionado de Praia Grande conquistou sete medalhas (duas pratas e cinco bronzes) na primeira etapa nacional do Circuito Paraolímpico Loterias Caixa Brasil. O nadador Luís Henrique Sieiro Lopes Ramirez, classe S14 (deficiente intelectual), sagrou-se vice-campeão na prova dos 200 metros medley, foi terceiro colocado nos 100 costas e 100 peito, sexto posicionado nos 100 livres. 

Gabriel Melone de Oliveira, S6 (paralisia lateral e membros inferiores), obteve o segundo lugar nos 100 costas, o terceiro nos 50 borboleta, o quarto nos 100 livres e o sétimo nos 50 livres. Rodrigo Santos Pessoa, S5 (paralisia cerebral/lesão medular incompleta), faturou medalha de bronze nos 200 livres, foi quarto colocado nos 100 livres e sexto nos 50 livres. Gabriela Christina Sieiro Lopes Ramirez, classe S14, acabou na terceira posição nos 100 costas e na sexta nos 100 peito. Murilo Manna Marcondes, S14, ficou na 12ª colocação nos 100 costas.

Retrospecto – Em 2017, nas três etapas do Circuito Brasileiro Paraolímpico, os nadadores de Praia Grande conquistaram 17 medalhas (três ouros, seis pratas e oito bronzes). Destaques para Luís Ramirez (S14) que foi campeão nos 100 metros peito e 200 medley, Gabriel Melone (S6) que ficou em segundo lugar nos 50 borboleta e 200 medley, Rodrigo Pessoa (S5) que encerrou na terceira colocação nos 200 livres e Gabriela Ramirez (S14) que conquistou o bronze nos 100 costas. 

Em 2016, nas três etapas nacionais do Circuito Paraolímpico, a turma de Praia Grande obteve 11 medalhas (dois ouros, quatro pratas e cinco bronzes). Em 2015, acumulou 30 medalhas (5 ouros, 9 pratas e 16 bronzes). Em 2014, foram 17 medalhas (5 ouros, 6 pratas e 6 bronzes). Em 2013, os paratletas da Cidade subiram no pódio 18 vezes (6 ouros, 6 pratas e 6 bronzes). Em 2012, vieram 14 medalhas (8 ouros, 4 pratas e 2 bronzes). Em 2011, outras 10 (3 ouros, 3 pratas e 4 bronzes).

Ginástica rítmica de Praia Grande disputa Taça São Paulo

Equipe da Cidade compete neste sábado (18)
16/8/2018
 

Neste sábado (18), a partir das 8h30, no Ginásio da Segunda Escola Municipal de Ensino Fundamental (Semef), em São Caetano do Sul, a equipe feminina de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) participa do Troféu São Paulo de Ginástica Rítmica, evento regido pela Companhia GR Brasil. O evento reúne atletas não federadas nas categorias pré-infantil (6 a 10 anos), infantil (11 e 12), juvenil (13 e 14) e adulto (mais de 15).

Sob comando da técnica Flávia Beatriz Ferro, representam Praia Grande as ginastas Maria Eduarda Meziara, Letícia Morais Oliveira, Maria Eduarda Oliveira Bernardo, Ana Júlia Santos Souza, Larissa Conceição, Sthephani Amorim Mendonça, Bruna Ribeiro, Yamilli Miguita, Giulia Alexandre Seivane, Emanuelle Farinhas, Isabelle de Freitas e Bruna Costa.

Dados – No Troféu São Paulo de 2017, a equipe de Praia Grande venceu a disputa de nível C, na mirim, prova da corda, com Bruna Ribeiro e Emanuele Raiser. No nível A, na mirim, nas mãos livres, receberam premiação de destaque as ginastas Yamilly Miguita, Isabele de Freitas, Emanuelle Farinhas e Maria Eduarda Ribeiro. No nível B, na infantil, nas mãos livres, Stephanie Mendonça foi premiada. No nível D, no arco, Gabriela Stephanie destacou-se. No nível F, na pré-infantil, nas maças, Sabrina Barros também ganhou premiação. 

Em 2016, Praia Grande faturou o ouro na prova do arco por equipes. Na pré-mirim, Maria Eduarda Ribeiro e Maria Eduardo Bernardo receberam os troféus de primeira e segunda colocadas como destaque da categoria. Na infantil, prova de mãos livres, Praia Grande conquistou medalhas de ouro, prata e bronze com Manuela Lapetina, Gabriela Mendonça e Bárbara Tavares. Na corda, primeira posição para Maria Eduarda Goulart. Na infanto-juvenil, prova do arco, primeiro, segundo e terceiro lugares para Karen Utino Sartori, Giovana Ribeiro e Isabela Correia Aguiar. 

Em 2015, no Troféu São Paulo, as ginastas da Cidade também destacaram-se. Giovana Melo foi eleita pela FPG como o destaque da categoria juvenil, prova de corda. Gabriele Emerick Vieira também recebeu o troféu de destaque só que na adulta, na fita. O feito também foi alcançado pelo conjunto pré-infantil, nas mãos livres, com Maria Eduarda Mesiara, Sabrina Barros e Isabela Puliti.

Eu amo Praia Grande!!!

Quase meia tonelada de drogas apreendida no Porto de Santos

Assessorias de corrida ajudam na preparação dos atletas

Judoca de Praia Grande participa de evento nacional

Tawany Gianelo representa a Cidade no Troféu Brasil
16/8/2018
 

Neste sábado e domingo (18 e 19), a partir das 9 horas, no Ginásio da Universidade La Salle, na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, a judoca de Praia Grande (Secretarias de Esporte e Lazer – SEEL e Educação – Seduc) Tawany Gianelo da Silva (Shopping Litoral Plaza) disputa do 17º Troféu Brasil de Judô Interclubes, evento regido pela Confederação Brasileira (CBJ). 

Tawany compete na categoria sênior (idade adulta – mais de 18 anos), no peso meio-leve (48 a 52 quilos). No total, ela terá 21 adversárias na competição que vale pontos para o ranking nacional visando a formação da seleção verde e amarela de 2019. Vale frisar que o Troféu Brasil também é qualificatório para o Campeonato Brasileiro Sênior que ocorre nos dias 6 e 7 de outubro, na cidade de Lauro de Freitas, na Bahia.

Dados – Nesta temporada, Tawany sagrou campeã da Copa São Paulo, vice-campeã paulista e foi sexta colocada nos 62º Jogos Regionais do Estado de São Paulo (competindo no peso leve – 52 a 57 kg). Em 2017, ganhou a prata no Campeonato Paulista, o bronze na Copa São Paulo e nos Jogos Regionais, assegurou a quinta colocação no Brasileirão Sênior e no Brasileiro Regional.

Após três anos (2014 a 2016) competindo pelo Esporte Clube Pinheiros, Tawany voltou em 2017 a integrar a seleção de Praia Grande. Ela faz parte de um seleto grupo de judocas que conquistaram todos os títulos possíveis na categoria de base (até 18 anos): campeã regional, paulista, dos Jogos da Juventude, Regionais e Abertos do Interior; sul-brasileira, brasileira, sul-americana, pan-americana, de etapas do circuito europeu, mundial sub-17; e ainda, paulista, brasileira e sul-americana escolar.

O grupo municipal treina de segundas as sextas-feiras, após as 17 horas, no Centro de Excelência Professor João Carlos Ribeiro Manso Júnior (esquina das Ruas Arari e Carimbó – espaço anexo ao Ginásio Rodrigão – BairroTupi), com os professores Alberto Bittencourt Silva, Danusa Shira Bittencourt e Rodrigo de Matos.

Retrospecto – No Troféu Brasil Interclubes de Judô de 2017, quatro atletas de Praia Grande participaram, mas não subiram no pódio: Roberto Carlos dos Santos Júnior no peso meio-leve (60 a 66 quilos), Tawany Gianelo da Silva no meio-leve (48 a 52 kg), Gilmara Cristina Prudêncio no leve (52 a 57 kg) e Agatha Martins Silva no pesado (mais de 78 kg).

Em 2016, Agatha Martins Silva ficou em sétimo lugar no peso pesado (mais de 78 quilos).

Em 2015, Gilmara terminou em quinto lugar e Thamiris Anacleto Neris Cabral garantiu a sétima posição. Em 2014, Agatha no pesado ficou em quinto lugar. No leve, Gilmara foi derrotada na primeira luta. Em 2013, quatro atletas de Praia Grande competiram, mas não ganharam medalhas: Geovana Soares de Lima e Gilmara, peso leve, Jheniffer Stephany Ferreira Ernandes e Laura Maria Nunes Pimenta, superligeiro (até 44 kg). Em 2009, Renato Flor Florio, pesado (mais de 100 kg), perdeu na primeira luta.

Patati e Patatá se apresentam em Praia Grande

Espetáculo “Sorrir e Brincar” será nesta sexta (17) no Serafim Gonzalez
15/8/2018
 

Nesta sexta-feira (17), a criançada terá muita diversão com os palhaços mais amados do Brasil. A dupla Patati e Patatá apresenta o espetáculo “Sorrir e Brincar”, às 18h30, no Teatro Serafim Gonzalez. Os ingressos custam R$ 60 reais inteira para fileiras A a N, e R$ 50 inteira em fileiras O a P, e estão sendo vendidos pelo site www.diverteingressos.com.

Em Sorrir e Brincar, a dupla de palhaços apresenta canções já conhecidas de seu repertório como Dança do Macaco e Ronco do Vovô, e grandes clássicos do universo infantil.

O Teatro Serafim Gonzalez fica no Palácio das Artes, na Av. Presidente Costa e Silva, 1.600. Informações pelo telefone 3496-5715.

Foto: Milton Moreira participante do Grupo do  Facebook @euamopg fotos 

PDA recebe 20ª edição da Feira de Troca de Livros

Evento será neste sábado (18) e programação inclui Ciclo de Leitura Dramática
15/8/2018
 

Os amantes da leitura e arte em geral não podem perder a 20ª edição da Feira de Troca de Livros neste sábado (18), no Palácio das Artes. A partir das 14 horas, é possível trocar livros em bom estado por outros exemplares disponíveis. Todas as atividades são gratuitas
A regra é a mesma das Feiras anteriores: qualquer exemplar, dos mais variados gêneros, em bom estado, pode ser trocado. A medida visa incentivar a leitura por meio da rotatividade dos exemplares, pois possibilita ao público lerem diversos livros apenas dispondo de um. 

Destaque – O Ciclo de Leitura Dramática também é atração do PDA no sábado às 16 horas. O texto O Livro Proibido de Madalena, de Mirella Martina, é o tema do Ciclo, que está em sua 11ª edição. 

Endereço – O Palácio das Artes fica na Avenida Presidente Costa e Silva, 1.600, Bairro Boqueirão, em Praia Grande.

Atletas se divertem nas disputas dos Jogos da Maturidade

Entre os participantes, clima é de festa apesar da competição
15/8/2018
 

O clima de comemoração é o que mais se destaca nos Jogos da Maturidade 2018. Nessa terça-feira (14), a melhor idade disputou bocha, malha e tênis de quadra. Por mais que cada um queira vencer, a participação é a motivação que tira de os participantes da zona de conforto para encarar o desafio.

Um exemplo é a frequentadora do Conviver Guilhermina, Maria Cândida, de 65 anos. Classificada em segundo lugar no campeonato estadual de dominó, ela conta que, mesmo sem muita experiência, entrou para disputar bocha este ano. Com as mãos trêmulas de ansiedade, Maria ressalta que o que mais a motiva para se jogar em uma aventura é a vontade de ter novas experiências. “ Eu gosto de aprender e Praia Grande me dá esse incentivo. Aqui é o paraíso para a Melhor Idade”.

Já na competição de tênis de quadra, o aposentado e frequentador do Conviver do Bairro Ocian, Carlos Roberto Marins, de 71 anos, afirma que o programa e as competições são indispensáveis em sua vida. “Indico o Conviver para todos os meus amigos que vem morar na Cidade. É bom para mim e quero que seja bom para os outros também. Fiz tanta amizade aqui. Já marcamos até um churrasco no próximo sábado”.

O histórico de vitórias é o que marca a competição de malha. Um dos integrantes do time é destaque em torneios estaduais. Umberto Montini, de 61 anos, falou sobre sua felicidade em representar a cidade. Com 30 anos de experiência no esporte, Montini conta que foi inspirado pelo pai. “Meu pai jogava, eu acompanhei, gostei e estou aqui até hoje. Quando a gente atinge essa idade, a sociedade nos exclui, mas aqui em Praia Grande, eu me sinto valorizado. Foi uma imensa honra trazer um título inédito para Praia Grande”.

Jogos da Maturidade – Organizado pela Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) em conjunto com a Secretaria de Assistência Social (SEAS), o evento reúne mais de mil idosos todos os anos. Vale lembrar que ainda tem muita competição até o dia 25 desse mês. Todas as informações dos Jogos (como partidas marcadas, locais de disputa, cronograma e resultados) encontram-se nos boletins oficiais divulgados ao final de cada torneio pela equipe técnica da SEEL. Este documento também é publicado no site da Prefeitura de Praia Grande www.praiagrande.sp.gov.br/pgnoticias.

Elaboração da Lei Orçamentária de 2019

Ambulantes participam de palestra sobre qualidade no atendimento ao turista

O curso é oferecido pela Prefeitura de Praia Grande
15/8/2018
 

Os mais de 500 ambulantes, que foram aprovados no recenseamento realizado pela Secretaria de Finanças (Sefin) da Prefeitura de Praia Grande, participaram de nova etapa do Curso de Formalização e Qualificação desenvolvido pela Administração Municipal. Na terça-feira (14), o tema do encontro foi “Qualificação para receptividade do turista”. A capacitação aconteceu no Auditório Jornalista Roberto Marinho, Bairro Mirim. Os participantes aproveitaram a oportunidade e ainda tiraram dúvidas sobre o tema.

A turismólga da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur) da Cidade, Tatiana Leal Sande Sanches, foi a palestrante do evento e destacou como de fundamental importância a qualidade no atendimento ao turista não só em Praia Grande, mas em toda a Região. 
“Somos uma Cidade turística e por Praia Grande hoje se destacar no cenário nacional e ser apontada pelo Ministério do Turismo como a 4º mais visitada do País, com mais de 1 milhão de turistas na temporada, é preciso que os profissionais que atuam nesse setor se capacitem sempre para oferecer um serviço de qualidade”, diz a palestrante. 

Ao final da palestra Tatiane conversou com o público. “Tive uma impressão muito positiva, eles assimilaram a importância da capacitação para a função que desempenham e a receptividade foi maravilhosa. O feedback no final da apresentação foi muito bacana, os participantes agradeceram pelas dicas e orientações prestadas. A Administração está de parabéns com esta iniciativa pioneira que promove a qualificação dos nossos ambulantes”, comentou a palestrante.

A ambulante Silvana Francisca da Silva ficou atento ao longo de toda palestra e, ao final, se mostrou empolgada com as dicas oferecidas no encontro. “ Gostei muito da palestra, me deu dicas de como atender melhor meu cliente, inclusive, mostrou que posso até mudar de ramo. Na verdade, o que aprendi aqui eu posso aplicar em qualquer lugar”, disse Silvana, que é artesã mas pretende ter um carrinho de milho no futuro.

Curso – O curso terá duração total de 16 horas, divididas em oito módulos. São duas turmas. As atividades ocorrem em sua totalidade, a partir das 18h30, no Auditório Jornalista Roberto Marinho, da Secretaria de Educação (Seduc), localizado na Rua José Borges Neto, nº 50, Bairro Mirim.

Contato – A Prefeitura entrou em contato com os ambulantes aprovados no recenseamento, inclusive através de cartas entregues em mãos com protocolo de recebimento, para informar sobre a obrigatoriedade da participação nas atividades da capacitação.
Frequência nas aulas – De acordo com a legislação vigente para esta atividade no Município, os ambulantes devem ter, no mínimo, 75% de frequência nas aulas para convalidar a autorização da liberação da licença para trabalhar.

Organização – O curso tem palestras das secretarias municipais de Assuntos Institucionais (Seai), Urbanismo (Seurb), Cultura e Turismo (Sectur), Assuntos de Segurança Pública (Seasp), Trânsito (Setran), Saúde Pública (Sesap), Meio Ambiente (Sema), Serviços Urbanos (Sesurb), Guarda Civil Municipal (GCM), Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Profissionais do Sebrae encerrarão as atividades.

Telefone – Os participantes do curso podem obter informações junto a Sefin através dos telefones: 3496-2184, 3496-2236 e 3496-2043.

Confira a programação do curso para formalização e qualificação dos ambulantes:

Dias: 15 e 16 de agosto
Palestra: Segurança e Prevenção à Acidentes e Trânsito – Seasp/ GCM, Setran, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros

Dias: 20 e 21 de agosto
Palestra: Reciclagem e descarte adequado dos resíduos produzidos – Sema e Sesurb

Dias: 22 e 23 de agosto
Palestra: Manipulação, armazenamento de alimentos. Nutrição e receitas – Sesap/ Vigilância Sanitário

Dias: 27, 28, 29 e 30 de agosto
Palestra: Formalização, finanças, noções de compra e venda e qualidade no atendimento ao cliente – Sebrae

Confira a lista dos ambulantes convocados para a qualificação clicando aqui

Novas câmeras de monitoramento são instaladas no viaduto do Bairro Samambaia

Equipamentos auxiliarão na segurança e no monitoramento do trânsito
15/8/2018
 

Com o objetivo de ampliar o monitoramento e oferecer mais segurança aos moradores, o Viaduto Samambaia agora conta com câmeras de monitoramento fixas. A Prefeitura de Praia Grande instalou cinco novos equipamentos nas redondezas. A Administração Municipal realizará, em breve, nova ampliação deste número. O viaduto é uma importante rota de acesso para os moradores dos bairros Melvi, Samambaia, Esmeralda e Ribeirópolis.

O local já contava com câmera de reconhecimento óptico por caracteres (OCR) capaz de identificar placas dos veículos. Todos os carros que passam pelo viaduto são registrados no sistema. Uma vez cadastrado como produto de furto, roubo ou qualquer outra irregularidade, um alarme é disparado no Centro Integrado de Controle e Operações Especiais (Cicoe).

Com a instalação das novas câmeras será possível observar também a movimentação de veículos, pessoas e eventuais ocorrências. O sistema de monitoramento permite ainda identificar pessoas em atitudes suspeitas ou até prestar socorro mais rapidamente em situações de emergência.

De acordo com o secretário adjunto de Administração (Sead), Sandro Rogério Pardini, as novas câmeras têm a capacidade de monitorar todo o entorno e também o interior do viaduto. “Os novos equipamentos servirão para reforçar a segurança do local”.

De acordo com o representante da Secretaria de Assuntos de Segurança Pública (Seasp), Marco Alves dos Santos, o viaduto é um ponto de alto fluxo de veículos, que transitam entre os bairros da região. “O que percebemos naquele ponto é que há uma grande movimentação de veículos não apenas no viaduto, mas também nas vias que dão acesso a ele. Já tínhamos uma câmera domo na região, mas com as novas câmeras e também o sistema OCR, poderemos atuar de maneira mais completa”.

Sistema – O cerco eletrônico começou a ser implantado no final do ano passado e já está integrado com os sistemas Infocrim e Detecta, garantindo mais agilidade no atendimento às ocorrências, pois a comunicação dos crimes passa a ser feita diretamente para o sistema integrado ao Cicoe e para os tablets instalados nas viaturas que fazem os patrulhamentos pela Cidade.

O cerco eletrônico é composto por 76 câmeras OCR (reconhecimento ótico de caracteres), instaladas em diversos pontos, principalmente as vias de acesso à Cidade. Ainda integram o sistema 1.838 câmeras fixas, que são compatíveis ao vídeo analítico (software específico para análise de dados) e também às câmeras de OCR; e 98 câmeras do tipo Domo (com zoom e giro de 360º).

Caratecas competem no Paulistão de Katá e Estudantil

Atletas da Cidade lutam na Região do Grande ABCD
15/8/2018
 

Neste sábado (18), a partir das 8h30, no Ginásio da Associação dos Funcionários Públicos de São Bernardo do Campo, atletas de Praia Grande disputam o Campeonato Estadual de Caratê de Katá Estilo e Equipe (apresentação de movimentos na qual avalia-se a perfeição dos mesmos), e Estudantil katá e kumitê (luta), evento regido pela Federação Paulista de Karatê (FPK) e que tem chancela da Confederação Brasileira (CBK). 

Há disputas das categorias sub-8 (até 7 anos), sub-10 (8 e 9), sub-12 (10 e 11), sub-14 (12 e 13), cadete (14 e 15), junior (16 e 17), sub-21 (18 a 20), sênior (18 a 31), master A (32 a 35), B (36 a 39), C (40 a 43), D (44 a 46), E (47 a 49), F (50 a 55) e G (mais de 56). Existe também divisão por peso e graduação (kyu). Quanto menor o kyu (faixa), mais evoluído é o atleta: branca (6º kyu), amarela (5º), laranja (4º), verde (3º), azul ou roxo (2º), castanho ou marrom (1º).

Treinos – Os caratecas de Praia Grande treinam em cinco academias da Cidade. No Bairro Tupi, a equipe da Academia Gladiators tem comando do sensei Rodrigo Inácio. No Ocian, o grupo da Yamato Dojo é conduzido por Carolina Ramalho. No Samambaia, o time da Kami Dojo possui Ronaldo Rodrigues como mestre. No Boqueirão, o selecionado da Yoshimura Kyokai recebe orientação técnica do mestre Jorge Yoshimura. No Tupi, a turma da Seikan pertence ao técnico Márcio Papi.

Há ainda, treinamentos públicos (gratuitos) disponibilizados pela Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande. Sob comando do professor Luiz Fernando de Almeida Antunes, faixa preta 3º Dan, as aulas acontecem no Ginásio da SEEL (Avenida Ministro Marcos Freire, 33579, Bairro Tupiry), às terças e quintas-feiras, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas; no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180), às segundas, quartas e sextas-feiras, das 9 às 12 horas; e na Pista Municipal de Atletismo (Rua José Bonifácio, 400, Bairro Sítio do Campo), às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14 às 17 horas.

Sob orientação do professor Jorge Yoshimura, faixa preta 8º Dan, os ensinamentos são realizados de segunda a sexta-feira, após às 18 horas, os treinos ocorrem no Ginásio Rodrigão (Av. Pres. Kennedy, 8169 – Mirim). Às segundas, quartas e sextas-feiras, das 13 às 17 horas, as atividades acontecem no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180). Às terças e quintas-feiras, das 13 às 17 horas, as aulas desenvolvem-se no Centro de Apoio à Família do Educando (CAFE) do Bairro Vila Sônia (Rua João Andrade de Jesus, s/nº).


Ocian Praia Clube lidera 2ª fase do Metropolitano de Bocha

Competição é regida pela Liga de Praia Grande
15/8/2018
 

A equipe masculina do Ocian Praia Clube de Praia Grande lidera com 13 pontos a segunda fase (terceiro e quarto turnos) do Campeonato Metropolitano de Bocha-rafa Masculina, evento organizado pela Liga de Bocha e Malha de Praia Grande (LBMPG) com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL). No último sábado (11), ocorreu a segunda rodada da disputa.

Em casa, a turma do Ocian venceu a do Grêmio Recreativo Mongamar de Mongaguá por 7 a 3. Já as equipes de São Vicente e da Associação Recreativa/Peruíbe empataram em 4 a 4. As partidas entre Clube Atlético Santa Cecília/Santos e Sociedade Amigos do Balneário Marambaia (Sambamar)/PG, Associação dos Amigos do Jardim Guilhermina/PG e Botafogo Atlético Clube/Santos foram adiadas para data ainda não definida. 

Assim, na classificação parcial: 1º Ocian PC com 13 pontos; 2º Botafogo com 8; 3º Mongamar com 7; 4º Recreativa e São Vicente com 6; 6º Guilhermina com 4; 7º Sambamar com 3 e 8º Santa Cecília com 2. Vale frisar que a LBMPG não divulgou os confrontos da próxima rodada. As equipes jogam todas contra todas, em turno e returno, qualificando-se as quatro primeiras para as disputas semifinais.

Campeã – Na primeira fase (primeiro e segundo turno) do Campeonato Metropolitano de Bocha-rafa, a turma santista do Botafogo Atlético Clube venceu a do Clube Atlético Santa Cecília por 2 a 0 e sagrou-se campeã. Nas terceira e quarta posições ficaram a Associação dos Amigos do Jardim Guilhermina e Grêmio Recreativo Mongamar.

Na primeira fase do torneio, foram eliminadas as equipes da Sociedade Amigos do Balneário Marambaia (Sambamar)/PG, Ocian PC/PG, Associação Recreativa/Peruíbe e São Vicente. Outras informações podem ser obtidas na página on-line da Liga de Bocha e Malha de Praia Grande: https://www.facebook.com/bochadabaixadasantista.

Retrospecto – Em 2017, na série ouro, título para a turma do Sambamar, segundo lugar para o Santa Cecília ficou com o vice-campeonato e terceiro para o Mongamar. Na série prata, primeira, segunda e terceira posições para as equipes do Guilhermina, Clube de Praia São Paulo/PG e Guarujá. No Campeonato de Duplas Masculinas Nova Bocha Litoral 2017, medalha de ouro para a turma do Guilhermina. Vice-campeonato para o Sambamar. Na terceira colocação, ficou a turma do Santa Cecília.

Em 2016, a turma masculina do Guilhermina sagrou-se campeã do torneio de quartetos. Prata e bronze para o Santa Cecília e Ocian Praia Clube. Na competição feminina de quartetos, a taça de campeão ficou com o Sambamar, a de vice-campeão com o Botafogo e a de terceiro lugar do Santa Cecília. Em 2015, deu Mongamar seguido por Botafogo e Ocian Praia Clube. Na feminina, vitória do Sambamar. Vice-campeonato para o Santa Cecília e terceiro lugar para o Guilhermina.

Em 2014, na masculina, o Mongamar sagrou-se campeão, o do Jardim Guilhermina vice-campeão e o do Sambamar terceiro colocado. Em 2013, a equipe do Guilhermina sagrou-se campeã. Na sequência encerraram os selecionados do Sambamar e Ocian Praia Clube. Em 2012, ouro para o Guilhermina, prata para o Sambamar e bronze para o Mongamar. Em 2011, primeiro, segundos e terceiros lugares para Guilhermina, Mongamar e Sambamar. Em 2010, Guilhermina, Ocian PC e Assunção completaram pódio. Em 2009, Guilhermina, Sambamar e Mongamar foram ouro, prata e bronze. Em 2008, Assunção, Mongamar e Ocian Praia Clube ganharam medalhas.

%d blogueiros gostam disto: