• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

A areia da praia não é restaurante! Que tal se acostumar com esta idéia?

Homens justos e perfeitos falta uma cobrança aos nossos dirigentes!

Marcio França e Leandro do Avelino cuidem do Museu do Ipiranga antes que seja tarde! Ass. D. Pedro I

Terezinha viu ou não viu o tubarão? Descubra! Em Praia Grande

Terezinha ensina Dona Jô a SENSUALIZAR! Em Praia Grande

Jéssica DESCOBRE SEGREDO de Dona Jô! Em Praia Grande

Eu amo Praia Grande 

10 anos de Palácio das artes em Praia Grande

Equipe de Praia GGrande  disputa o Paulista de Judô por Faixa

Time da Cidade compete em Itapecerica da Serra
31/8/2018
 

Neste sábado (1º), a partir das 9 horas, no Ginásio Poliesportivo Antônio Baldusco, em Itapecerica da Serra, a equipe de Praia Grande (Secretarias de Esporte e Lazer – SEEL – e Educação – Seduc) disputa o Campeonato Paulista de Judô por Faixa, evento regido pela Federação Estadual (FPJ) com chancela da Confederação Brasileira (CBJ).

Nesta competição, podem participar atletas das divisões especial e aspirante (só competem em eventos do Estado), nas categorias juvenil (15 e 16 anos), júnior (17 a 19) e sênior (mais de 19). Contudo, não há divisão por idade (todos lutam juntos), apenas por faixas: preta, marrom, roxa e verde. O selecionado de Praia Grande tem comando técnico dos professores Alberto Silva Bittencourt, Rodrigo de Matos e Danusa Shira Bittencourt.

Dados – Em 2017, a equipe de Praia Grande conquistou quatro medalhas (um ouro e três bronzes) no Campeonato Paulista de Judô por Faixa. A medalha de ouro foi conquistada por Larissa Vieira Coutinho, na faixa verde, peso meio-pesado (70 a 78 quilos). Terceiros lugares para Vitória Noellen Alexandre, na verde, no meio-médio (57 a 63 kg); Fabio Lescreck dos Santos, na roxa, no ligeiro (55 a 60 kg); e Gustavo Santos Gomes, na roxa, no meio-leve (60 a 66 kg). 

Em 2016, o time da Cidade obteve quatro medalhas (duas pratas e dois bronzes). Johnatan Pereira dos Reis foi vice-campeão na faixa marrom, peso meio-pesado (81 a 90 kg); João Pedro Lescreck dos Santos ganhou prata e Luiz Fernando Constantino Fonseca faturou bronze na roxa, meio-leve (55 a 60 kg); Sthefany Gabriela de Lima Souza ficou em terceiro lugar na verde, meio-médio (52 a 57 kg). 

Em 2015, a equipe de Praia Grande conquistou seis medalhas (dois ouros, duas pratas e dois bronzes) no evento estadual. Em 2014, faturou cinco medalhas (um ouro e quatro bronzes). Em 2013, subiu no pódio cinco vezes (duas pratas e três bronzes). Em 2012, o time municipal obteve seis medalhas (dois ouros, uma prata e três bronzes). Em 2011, trouxe seis medalhas (dois ouros e dois bronzes). Em 2010, foram mais quatro subidas ao pódio (dois ouros e dois bronzes). Em 2009, a turma local ganhou um ouro e uma prata. Em 2008, vieram cinco medalhas (três de ouro, uma de prata e uma de bronze).

Gente da Praia Grande fazendo arte, Ninno Júnior

Comemoração dos 10 anos do Palácio das Artes  de Praia Grande conta com programação especial em setembro

Atividades totalmente gratuitas ocorrem entre os dias 10 e 15
31/8/2018
 

Uma década de sonhos realizados e a busca incessante pela história, arte e cultura de Praia Grande. Um dos maiores complexos culturais da região, o Palácio das Artes, completa 10 anos no dia 11 de setembro e terá uma extensa programação de comemoração entre os dias 10 e 15 do mês. Oficinas com profissionais renomados, espetáculos teatrais, exposições, workshops, tudo oferecido à população gratuitamente. 

Segundo o secretário interino de Cultura e Turismo, Moiséis Gomes, a programação possibilitará o acesso aos mais variados tipos de manifestações artísticas. “Pensamos em uma série de ações que darão a oportunidade ao público de comemorar com a gente essa grande data. Mais de 20 atividades sem qualquer custo estão programadas, o que é justamente a ideia de quando o Palácio das Artes foi criado: trazer a população para dentro de um local onde se respire cultura e turismo”, afirmou o secretário. 

Logo na segunda-feira (10), começam as atividades de workshops, palestras e oficinas (confira abaixo informações gerais sobre inscrições e quantidade de vagas). No primeiro dia, o destaque fica para o convidado Cleirton Bandeira, professor de técnica vocal há mais de uma década, que apresentará aos artistas (cantores, atores profissionais e amadores ou interessados) ferramentas para colocação e utilização da voz com qualidade.

No final da noite, às 20 horas, a música embalará aos presentes no Teatro Serafim Gonzalez. Chorões do Palácio, Camerata de Violões, Banda Show e Coral Municipal estarão no palco para inúmeras canções que devem trazer um mix de sentimentos no público pela variedade de gêneros musicais. 

Na terça-feira, data do aniversário, uma vernissage coletiva trará diversas obras ao PDA para relembrar aqueles que contribuíram ao longo dos 10 anos com o complexo cultural. O Museu da Cidade e Galeria Nilton Zanotti abrirão suas portas, às 19 horas, para mostrar suas expografias e terão um horário diferenciado até sábado (15), das 14 às 20 horas, para que o público possa usufruir melhor da estrutura dos espaços. 

Ainda no mesmo dia, um dos maiores sucessos da Cia. de Criação Teatral Palácio das Artes e formado por atores do local, o espetáculo ’Alice Despedaçada’, dirigido por Selma Bosch, será apresentado no Teatro Serafim Gonzalez, às 20h30.

No dia seguinte, as aventuras de Roberval e suas sogras prometem arrancar gargalhadas no palco do Teatro, às 20 horas. Selecionado para dois importantes festivais importantes do país (Rio in Cena e Festival Internacional de Sapucaí), o espetáculo ’As Sogras’ conta a história de um professor esperando a data de sua aposentadoria, mas vê que a vida longe do trabalho pode não ser como ele esperava, quando recebe a visita delas em sua casa.
Outro tema especial nas oficinas será sobre a arte de produzir instrumentos musicais de cordas de Jeferson Damasceno da Silva na quarta (12). Ele ensinará as fases de construção, nomenclaturas, técnicas, manutenção e reparos dos equipamentos aos interessados acima de 14 anos.

Prosseguindo com a programação, na quinta-feira, acontece o espetáculo voltado ao público infantil Pés Descalços, promovido pelo Circuito Cultural Paulista, às 16 horas. A apresentação trata da aceitação das diferenças entre as crianças e aborda temas complicados como a solidão e o medo. 

Já sexta-feira (14) é dia de bate-papo com o autor do livro “Até que a Morte nos Ampare”, Marcos Martinz. Às 17 horas, o escritor falará sobre formas de trazer as inspirações e meios criativos, além de curiosidades sobre a obra. No final do dia, a orquestra do Grupo Pão de Açúcar promete emocionar todos os presentes no Palácio das Artes.

Confira abaixo a relação completa de atividades na semana de comemoração dos 10 anos do Palácio das Artes:

Eventos
10/09 – Segunda-feira
20 horas: Musical 10 Anos: Chorões do Palácio, Camerata de Violões, Banda Show e Coral Municipal (Livre)

11/09 – Terça-feira
19 horas: Vernissage coletiva: exposições ’Família e Arte’, Dez Anos do Palácio das Artes e Mitologia Cristã (Livre)
Flash Mob Corpo Híbrido + Ninno Júnior: Amigos do PDA – 10 anos (Livre)
20h30: Espetáculo teatral Alice Despedaçada (14 anos)
12/09 – Quarta-feira
14 às 20 horas: Exposições “Família e Arte” / Mitologia Cristã / Dez Anos do Palácio das 

Artes (Livre)
19 horas: Recital Piano das Artes 
20 horas: Espetáculo teatral As Sogras (12 anos)

13/09 – Quinta-feira
14 às 20 horas: Exposições “Família e Arte” / Mitologia Cristã / Dez Anos do Palácio das Artes (Livre)
16 horas: Espetáculo teatral Pés Descalços – Circuito Cultural Paulista (Infantil)

14/09 – Sexta-feira
14 às 20 horas: Exposições “Família e Arte” / Mitologia Cristã / Dez Anos do Palácio das Artes (Livre)
20 horas: Orquestra Pão de Açúcar (Livre)

15/09 – Sábado
14 às 20 horas: Exposições “Família e Arte” / Mitologia Cristã / Dez Anos do Palácio das Artes (Livre)
Oficinas e Workshops
Com asterisco (*): Inscrições até 06 de setembro (ou enquanto houver vagas) no Núcleo Palácio da Artes, de segunda a sexta, das 8:00 às 17:00h
Sem asterisco: Retirar ingressos meia hora antes ou de acordo com a descritiva do evento. (não há inscrições). Os ingressos serão distribuídos até que as vagas sejam preenchidas.

DIA 10
WORKSHOP : TÉCNICA VOCAL SEM MISTÉRIOS: (*) 
Teoria e práticas referentes a recursos utilizados na colocação e utilização da voz com qualidade. Conteúdo distribuído em três dias.
Ministrado por: CLEIRTON BANDEIRA
Público alvo: atores, cantores ou interessados (todos acima de 14 anos)
Data: dias 10, 11 e 12 de setembro, às 17h30
LOTAÇÃO: 50 vagas

OPRESSÃO NOS DIAS ATUAIS EM DISCUSSÃO: 
Apresentação de cenas sobre as faces da opressão na atualidade com debate entre atores e público. 
Direção SELMA BOSCH 
Mediação ALAN QUEIROZ
Público alvo – interessados no tema acima de 14 anos sem limite de idade.
Horário: 14 horas . 
Ingressos a partir das 13h30 
LOTAÇÃO – 60 pessoas

DIA 11
PERCUTINDO CORPO E ALMA: (*)
Vivência musical com atividades práticas que estimulam a interação e conhecimento da bio-música através do corpo, canto e execução de instrumentos de percussão.
Ministrado por: EMERSON BERTI
Público alvo – TERCEIRA IDADE 
Horário: 9 horas
LOTAÇÃO 30 vagas.

MOTIVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO MUSICAL: (*) 
Palestra, bate papo e exemplos práticos referente às dificuldades encontradas ao longo do processo de aprendizagem de um instrumento musical. Com participação especial do grupo de Excelência MPBOSSA com apresentação e relatos de experiências musicais, distribuído em dois dias.
Ministrado por: RODRIGO COELHO
Público Alvo – estudantes de música em geral a partir de 14 anos.
Data: dias 11 e 13, às 10 horas
LOTAÇÃO 20 vagas
OFICINA COMPOSICIONAL: (*)
Iniciar e reforçar o estímulo na arte de compor, explanando métodos composicionais através da prática.
Ministrado por: NINNO JUNIOR
Público alvo: interessados na prática da composição musical acima de 14 anos.
Horários: Turma 1 – 14 horas
LOTAÇÃO 20 vagas por turma

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS
Abordagem teórica e prática referente à trajetória musical e sua evolução através dos tempos. Apresentação musical em cada um dos estilos e épocas.
Músicos: TABAJARA CRUZ, LUZIA CORREA VERAGO E MATHEUS PASSOS
Público alvo – músicos e interessados em geral a partir de 14 anos
Data: 11 horas
Ingressos a partir das 10h30
LOTAÇÃO 60 pessoas

DIA 12
OFICINA COMPOSICIONAL: (*)
Iniciar e reforçar o estímulo na arte de compor, explanando métodos composicionais através da prática.
Ministrado por: NINNO JUNIOR
Público alvo: interessados na prática da composição musical acima de 14 anos.
Data: Turma 2 –10 horas 
LOTAÇÃO 20 vagas por turma
LUTHERIA – A ARTE DE PRODUZIR INSTRUMENTOS MUSICAIS (cordas) (*)
Desenvolver o conhecimento sobre a arte da Lutheria com um profissional habilitado. Fases de construção do instrumento, nomenclaturas, técnicas, manutenção e reparos.
Ministrado por: JEFERSON DAMASCENO 
Público alvo – interessados na temática acima de 14 anos.
Horários: 14 horas
LOTAÇÃO – 40 vagas
ABORDAGEM DIRETA E PALESTRA – ÁLCOOL NA FAMÍLIA:
Apresentação de cena teatral referente aos problemas do abuso do álcool na família, conhecimento de atuação do A.A. na comunidade.
Direção SELMA BOSCH
Público alvo – interessados no tema em geral, acima de 14 anos, sem limite de idade.
Data: 10 horas
Ingressos a partir das 9h30
LOTAÇÃO – 60 pessoas

DIA 13
DEIXA QUE EU CONTO: (*)
Dicas e orientação sobre como contar histórias, transformando este momento em algo especial. Direcionada a pais e responsáveis abordando temas sobre a importância da leitura na infância e do contato direto dos pais nesta ação, relacionando cultura e afetividade.
Misnistrado por: ALAN QUEIROZ
Público alvo – pais e responsáveis interessados nesta proposta.
Horários: Turma1: 11 horas Turma 2: 18 horas
LOTAÇÃO – 15 vagas por turma
INTERVENÇÃO MUSICAL : MUSICALIZAÇÃO E SONORIDADE:
Oferecer uma abordagem direta com experiência interativa, em grupo, oportunizando às crianças de diversas idades o contato com objetos sonoros e com eles transformar “barulho” em música.
Ministrado por: HENRIQUE ARUAN
Público alvo: destinada especialmente à platéia de Pés Descalços e demais interessados, independente da idade.
Data: 15 horas
Ingressos: a partir das 14 horas
LOTAÇÃO – 40 pessoas (em atividade)

WORKSHOP DE GUITARRA ROCK
Apresentação de música instrumental com ênfase na guitarra rock, destacando as diversas possibilidades do instrumento.
Ministrado por: RODRIGO COELHO
Público alvo – músicos ou interessados no instrumento a partir de 10 anos (desde que acompanhados por responsável)
Data: 17 horas
Ingressos a partir das 16h30
LOTAÇÃO – 50 pessoas

DIA 14 
PARES – MÚSICA PARA PAIS E FILHOS (*)
Oferecer uma experiência musical interativa aos pares, possibilitando contato com a iniciação musical e estreitando os laços afetivos através das atividades.
Ministrado por: EMERSON00 BERTI
Público Alvo: crianças a partir de seis anos de idade ACOMPANHADAS pelo responsável.
Horário – 14 horas
Lotação – 20 PARES
RÍTMICA PERCUSSIVA (*)
Iniciação a leitura rítmica, coordenação, pulsação, percussão corporal e outras abordagens musicais que possibilitem a prática de conjunto com execução em instrumentos de percussão.
Ministrado por: KELY CABRAL
Público Alvo: interessados a partir de 14 anos
Horário: Turma 1 – 10:00h
Turma 2 – 13:00h
LOTAÇÃO – 10 pessoas por turma 

BATE PAPO COM O AUTOR: ATÉ QUE A MORTE NOS AMPARE
Bate papo sobre sua experiência como autor com o intuito de trazer as inspirações e meios criativos, além de curiosidades sobre a obra.
Autor: MARCOS MARTINS
Público alvo – interessados em leitura e a obra.
Data: 17 horas
Ingressos a partir das 16h30
LOTAÇÃO – 50 pessoas.

Cemas e Centro Oftalmológico serão instalados no Bairro Aviação em Praia Grande 

Eles ocuparão prédio da antiga Casa do Menor, localizada na Rua Tomé de Souza
31/8/2018
 

A nova sede do Cemas (Centro de Especialidades Médicas e Ambulatoriais) e o Centro oftalmológico da Prefeitura de Praia Grande serão instalados no Bairro Aviação, ocupando o prédio da antiga sede da Casa do Menor, que fica na Rua Tomé de Souza, 1313. No imóvel também se localizarão um Instituição de Acolhimento (cujas instalações já estão sendo adaptadas) e Residência inclusiva. A previsão é que os trabalhos sejam finalizados em 2019.

Segundo o Subsecretário de Projetos Especiais da Prefeitura, Luis Fernando Félix de Paula, os demais necessitam de espaços e preparativos para instalação de equipamentos especiais, que requerem projetos e execução especificas, necessitando de licitação, que já está em fase de orçamento. “Todas as unidades serão independentes e com acesso próprio.

O prédio e entorno passarão por obras de reestruturação: o terreno tem aproximadamente 3 mil m². Com as adequações teremos cerca de 1.3 mil m² de área construída e cerca de 1.7 mil m² de área livre, com destaque para o paisagismo e a inserção de áreas próprias para estacionamento de veículos, localizadas nas laterais do terreno, que darão acesso aos serviços”.

O Centro oftalmológico terá 192,39 m², subdividos em 3 consultórios, sala de pré atendimento, recepção com cerca de 60 lugares, sala para arquivo, copa e banheiros públicos. O acesso será pela Rua Tomé de Souza. Já o Cemas (Centro de Especialidades Médicas e Ambulatoriais) terá cerca de 600 m² de área construída, subdivididos em 14 consultórios, enfermaria, salas de apoio médico, atendimento ao público e recepção com capacidade para 255 pessoas, copa, depósitos de materiais de enfermagem e de limpeza, além de sanitários fem/masc.

“O acesso será pela lateral do imóvel, onde haverá uma via particular, com estacionamento para veículos. Isto facilitará muito, principalmente para deficientes físicos e pessoas com problema de locomoção. Sem falar que com o estacionamento próprio a tendência é que as ruas do entorno não fiquem com excesso de veículos estacionados, isso ajuda muito na mobilidade urbana, melhorando o fluxo de veículos”, explicou o chefe do Departamento de Projetos Especiais.

O Cemas atende 14 especialidades, sendo elas reumatologia, oftalmologia, pneumologia, otorrinolaringologia, endocrinologia, alergologia, endocrinologia pediátrica, cardiologia, nefrologia, cirurgia geral, cirurgia plástica, cirurgia de cabeça e pescoço, oncologista, proctologia, urologia, cirurgião vascular, geriatria, dermatologia, gastroenterologia, hematologia, neurologia, ortopedia e neurocirurgia. E o Centro Oftalmológico contará com profissionais altamente capacitados e tecnologia de última geração para atender os pacientes desde as pré-consultas até exames e procedimentos cirúrgicos.

Junto ao Cemas, na área mais ao fundo e também com acesso pela via lateral da edificação será instalada uma Residência Inclusiva que terá no total cerca de 178 m², subdivididos em 4 dormitórios, sala de estar/jantar, cozinha, lavanderia e banheiros feminino e masculino. Na área externa o equipamento contará com um local para banho de sol e exercícios, dotada de um quiosque com 25m².

A Secretaria de Assistência Social (Seas) também ganhará novos equipamentos. A antiga unidade da Instituição de Acolhimento São Francisco de Assis (Iasfa), que funcionava no local será reformulada e ganhará novos espaços, semelhantes a uma residência comum. No local as crianças e adolescentes acolhidos poderão participar da rotina da casa de maneira colaborativa, como acontece na maioria das famílias. O equipamento, localizado na lateral oposta ao Cemas, terão cerca de 318 m², subdivididos em 4 dormitórios, sala de estar, cozinha, lavanderia, salas de coordenação e equipe técnica, além de varanda e banheiros (fem/masc).

Também será construída uma unidade de Residência Inclusiva destinada ao acolhimento de jovens e adultos com deficiência, cujos vínculos familiares estejam rompidos ou fragilizados e que não dispõe de condições de auto sustentabilidade. 

A reforma do local já foi iniciada e está sendo readequado com a instalação de nova sala de reunião, sala de administração, além de receber melhorias na área da cozinha e banheiros. A cerâmica interna de todo o prédio está sendo trocada e nova pintura será realizada pela equipe nas próximas semanas. Além disso, a fachada já começou a ser remodelada e ganhará uma arquitetura semelhante a de uma residência, diferente dos equipamentos públicos da Cidade. A previsão é que a reforma seja finalizada em outubro.

“É um grande projeto, que trará melhorias na prestação dos serviços, na medida em que moderniza a estrutura física de atendimento, oferecendo melhor ambiente para profissionais e munícipes que buscam estes serviços. Também há a questão da inserção das áreas de estacionamento, que além de beneficiar quem irá a estes locais de veículos, auxiliará o trânsito e o fluxo de veículos no entorno dos equipamentos, evitando um excesso de veículos estacionados nestas vias. Há também todo um trabalho de paisagismo, com inserção de jardins, gramíneas e árvores de pequeno porte ao redor dos prédios, que se integrará positivamente à paisagem urbana do bairro”, finalizou Félix de Paula.

Gente da Praia Grande fazendo arte, Davi Campolongo na orquestra sinfônica de São Paulo

 

O Theatro Municipal foi inaugurado em 1911, como um grande símbolo das aspirações cosmopolitas da cidade de São Paulo no início do século 20. Hoje, com mais de 100 anos de história, o Palco de São Paulo é um centro de referência na América Latina para a produção e formação em artes performáticas.

O Theatro Municipal surgiu para a cidade de São Paulo como um grande símbolo das aspirações cosmopolitas do início do século 20. Cada vez mais refinada e com mais recursos provenientes do ciclo do café, a alta sociedade paulistana espelhava-se em valores europeus e desejava uma casa de espetáculos à altura de suas posses para receber grandes artistas da música lírica e do teatro.

Com incentivos fiscais e investimentos dos próprios barões do café, o arquiteto Ramos de Azevedo e os italianos Cláudio Rossi e Domiziano Rossi iniciaram a construção em 1903 e, em 12 de Setembro de 1911, o Theatro Municipal foi aberto diante a uma multidão de 20 mil pessoas que acompanhavam a chegada dos ilustres convidados.

A luxuosa construção, fortemente influenciada pela Ópera de Paris, foi considerada ousada para a época, com traços renascentistas e barrocos na fachada e, em seu interior, muitos adornos e obras de arte: bustos, bronzes, medalhões, afrescos, cristais, colunas neoclássicas, vitrais, mosaicos e mármores. São Paulo integrava-se, finalmente, ao roteiro internacional dos grandes espetáculos.

Pelo palco do Theatro Municipal passaram as mais importantes companhias artísticas da primeira metade do século 20, que trouxeram a São Paulo nomes como Enrico Caruso, Beniamino Gigli, Mario Del Monaco, Maria Callas, Renata Tebaldi, Bidu Sayão, Arturo Toscanini, Camargo Guarnieri, Villa-Lobos, Francisco Mignoni, Magdalena Tagliaferro, Guiomar Novaes, Pietro Mascagni, Ana Pawlova, Arthur Rubinstein, Claudio Arau, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Isadora Duncan, Margot Fonteyn, Nijinsky, Nureyev, Baryshnikov, dentre muitos outros.

O Theatro foi também cenário de um dos principais eventos da história das artes no Brasil, a Semana de 22, que entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 reuniu um grupo de jovens artistas que questionou os valores da arte e da cultura vigentes, nos campos da música, da escultura, pintura, poesia e literatura. Neste grupo estavam Mário e Oswald de Andrade, Heitor Villa-Lobos, Víctor Brecheret, Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Plínio Salgado, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida e outros que deram início ao movimento modernista brasileiro.

Nos mais de 100 anos de história, três grandes reformas marcaram as mudanças e renovações no Theatro. A primeira delas, em 1954, criou novos pavimentos para ampliar os camarins, reduziu os camarotes e instalou o órgão G. Tamburini; a segunda, de 1986 a 1991, restaurou o prédio e implementou estruturas e equipamentos mais modernos. Para celebrar o centenário, o Theatro Municipal de São Paulo passou pela terceira reforma, bem mais complexa que as anteriores, que restaurou o edifício e modernizou o palco. As fachadas e a ala nobre foram restauradas, os vitrais recuperados, as pinturas decorativas, com base em fotos antigas, foram refeitas e o palco foi equipado com modernos mecanismos cênicos, sem, entretanto, resolver os problemas de estrutura e espaço nos camarins e salas de ensaio, solucionados somente com a construção e inauguração da Praça das Artes, que em 2013 passou a abrigar os grupos artísticos do Theatro e as escolas municipais de música e dança.

O Theatro Municipal de São Paulo foi transformado em 27 de maio de 2011 de departamento da Secretaria Municipal de Cultura a Fundação de direito público, com um corpo artístico formado pela Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Coro Lírico Municipal de São Paulo, Balé da Cidade de São Paulo, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Coral Paulistano Mário de Andrade, Orquestra Experimental de Repertório, Escola Municipal de Música de São Paulo e pela Escola de Dança de São Paulo, e tendo como espaços o Theatro Municipal, a Central Técnica do Theatro Municipal e a Praça das Artes.

O Theatro Municipal de São Paulo mantém contrato de gestão com a organização social da cultura Instituto Odeon.

O Theatro Municipal de São Paulo conta com você para aperfeiçoar suas atividades.

Conte-nos suas sugestões pelos emails: escutamunicipal@institutoodeon.org.br e ouvidoriaftm@prefeitura.sp.gov.br ou no endereço Praça Ramos de Azevedo s/n – São Paulo – SP.

Conviver Tupi reúne frequentadores em Almoço dos Pais em Praia Grande 

Participantes do Programa se reuniram para preparar tudo
31/8/2018
 

Cerca de 70 pessoas participaram de um almoço, realizado na sexta-feira (31) no Conviver Tupi, em homenagem ao mês dos pais. O prato do dia, preparado por um grupo de frequentadoras, foi feijoada. O momento serviu para reunir alunos de várias turmas da unidade em uma grande confraternização.

A ideia partiu das próprias frequentadoras, como forma diferente de festejar a data especial. Foram montados kits individuais com feijoada, farofa, tempero e sobremesa.
De acordo com a representante do grupo, Célia Maria Santos Gonçalves, seis amigas tomaram a frente da preparação e fizeram de tudo. O começo do preparo foi na quarta-feira, quando as mulheres picaram os pertences e começaram a dessalgar as carnes. “Cada uma de nós frequenta um curso diferente aqui da unidade, mas nos transformarmos em cozinheiras de mão cheia”.

A coordenadora do evento, Walquíria Frassini, afirmou que todo o esquema do almoço contou com a colaboração de várias pessoas. “Acho que valeu muito a pena. Todo mundo ficou animado e feliz em participar”.

Quem aproveitou a feijoada foi o aposentado Clever Fernando, de 60 anos, frequentador do vôlei de praia do Conviver Tupi, que levou o tio que está passeando na Cidade para aproveitar a feijoada. “Gostei muito de tudo, a comida está maravilhosa e o pessoal bem feliz”.

Atendimento – Ao longo de todo o ano, as nove unidades do Programa Conviver oferecem atividades esportivas, culturais e de lazer aos maiores de 50 anos. Entre as atrações, aulas de diversos tipos de dança, ginástica, bordados, jogos de mesa, canto coral e muito mais. Homens e mulheres podem aproveitar. Tem Conviver nos Bairros Boqueirão, Guilhermina, Sítio do Campo, Antártica, Tupi, Ocian, Samambaia, Caiçara e Solemar. Para mais informações basta comparecer na unidade mais próxima ou ligar para 3496-5015.

Quando o assunto é a Melhor Idade, Praia Grande é uma das cidades referência no assunto. Desde 2009, entre todos os municípios do Estado de São Paulo com mais de 200 mil habitantes, Praia Grande está em primeiro lugar no Índice Futuridade, que mede a qualidade de vida e a atenção ao idoso nos municípios.

Treinamento aborda plano de ação contra o sarampo em Praia Grande 

Estratégia inclui maior atenção aos sintomas em pessoas atendidas nas unidades de saúde
31/8/2018
 

Profissionais de saúde de Praia Grande participaram, nesta semana, de um treinamento visando intensificar a atenção aos sintomas do sarampo. Pessoas que passarem pelos postos de saúde da cidade com sinais característicos da doença devem ser examinadas para a devida notificação e atendimento. A busca ativa por pacientes que viajaram a outros estados recentemente também foi uma das recomendações transmitidas às equipes.

Devem ser observadas situações como febre alta, acima de 38,5 graus, exantema (manchas vermelhas na pele, que podem ou não coçar), além de dores pelo corpo, moleza, prostração, acompanhados ou não de conjuntivite, coriza, tosse, que também são sintomas de outras doenças como a rubéola.

De acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Rita de Cássia Pereira, da Secretaria de Saúde Pública (Sesap), a capacitação também tem a finalidade de permitir que profissionais de enfermagem se familiarizem e notifiquem adequadamente as eventuais suspeitas. “Muitos profissionais de Enfermagem e até de Medicina ainda não se depararam com casos de sarampo, já que era uma doença considerada erradicada no País há muitos anos”, salientou.

No evento, também foi abordada a necessidade de orientação e advertência sobre a vacinação tendo a vista a proximidade das ocorrências. “Ouvimos no noticiário que os casos acontecem mais na fronteira da Venezuela, mas não significa que não devemos nos preocupar. Com confirmações em São Paulo e em outros estados, é preciso estar em alerta, sim”, destacou a enfermeira.

A transmissão do sarampo ocorre diretamente, de pessoa para pessoa, por tosse, espirro, fala ou respiração. Por isso, a doença é considerada altamente contagiosa e a única forma efetiva de prevenção é a vacina.

As capacitações são organizadas pela enfermeira Liliana Vaz de Lima, diretora da Divisão do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS), da Secretaria de Saúde Pública (Sesap), em conjunto com o setor de Educação Continuada, a cargo da enfermeira Fabiana Dourado, sob coordenação da Diretora de Enfermagem, do Complexo Hospitalar Irmã Dulce, Renata Meroti.

Conforme o Superintendente do Irmã Dulce, Dr. Ricardo Carajeleascow, os treinamentos permitem maior preparo das equipes para lidar com situações diversas e emergenciais. “É uma oportunidade para troca de informações, o que se constitui em uma atualização profissional importante”, disse.

Campanha – Neste sábado (1º), Praia Grande fará mais um Dia D de Vacinação. Serão três pontos de atendimento: Litoral Plaza Shopping (das 10h às 20h), Usafa Real (das 9h às 16h) e Secretaria de Saúde Pública-Sesap (das 9h às 16h).

Todas as crianças de 1 a 5 anos incompletos devem receber as doses, inclusive as que já se vacinaram em anos anteriores. As vacinas são 100% seguras e não existe reação. A vacinação continua também durante a semana, de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas em todas as Usafas. De acordo com as atuais diretrizes do Ministério da Saúde, as doses continuarão disponíveis nas unidades mesmo após o fim da campanha. 

Semana Nacional de Trânsito em Praia Grande tem diversas ações educativas

Palestras, projeto BikeTran, atividade em escolas e concurso cultural estão na programação
31/8/2018
 

A Semana Nacional de Trânsito é celebrada anualmente no período de 18 a 25 de setembro com diversas ações voltadas à redução de acidentes viários e ao número de vítimas fatais. E em Praia Grande a edição 2018 terá diversas ações educativas em escolas, palestras para agentes de trânsito e gestores da área, distribuição de revistas em quadrinho temáticas, lançamento de projeto de patrulhamento de trânsito por bicicleta, campanha de incentivo à carona solidária junto aos servidores municipais, além do encerramento do Concurso de Vídeos, com a premiação dos primeiros colocados entre os estudantes participantes.
Segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a principal finalidade da Semana é conscientizar o cidadão de sua responsabilidade no trânsito, valorizando ações do cotidiano e visando a participação de todos para o alcance da segurança viária de sua responsabilidade no trânsito, valorizando ações do cotidiano.

Palestra e BikeTran – Em Praia Grande, as ações terão início no dia 18, que além da abertura da Semana ainda é Dia Municipal do Agente de Trânsito. Na ocasião, às 15 horas, no Bairro Boqueirão, será realizada uma palestra com o Cel da PM, Arnaldo Luis Pazetti, especialista em Educação e de Fiscalização de Trânsito. Além disso, será iniciado o projeto BikeTran (patrulhamento de trânsito por bicicleta). Após o lançamento, uma equipe de aproximadamente 10 agentes atuará de bicicleta por áreas comerciais e em apoio de eventos, ao longo de todo ano.

Escolas e Rodoviárias – Entre os dias 19 e 21 de setembro, as ações serão concentradas de forma integral em unidades escolares de Praia Grande. A intenção é levar de forma lúdica para as crianças a importância do respeito às normas viárias. E nos dias 22 e 23 de setembro, serão distribuídas revistas em quadrinhos temáticas nos Terminais Rodoviários Tude Bastos e Tatico. Os gibis, produzidos em parceria entre o Governo do Estado, Artesp e Estúdios Maurício de Souza, tem como foco a Segurança no Transporte Rodoviário.

Dia Mundial sem Carro – Anualmente, nesta data Praia Grande desenvolve diversas ações educativas e orienta a população a optar pelo transporte público ou meios de transporte ecologicamente corretos como, por exemplo, a bicicleta, especialmente no Dia Mundial Sem Carro, celebrado no dia 22 de setembro. Por isso, nesta edição, na véspera, ou seja, sexta-feira (21), os mais de nove mil servidores públicos municipais serão novamente alvos da campanha. A meta da Prefeitura é que pelo menos 50% dos servidores municipais optem por deixar seus veículos em casa com o fechamento de parte dos estacionamentos voltados ao público. 

A data foi criada na França, em 1997, e tem como objetivo estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação ao carro ou moto.

Concurso de Vídeos – Estudantes das 19 escolas de ensino fundamental de Praia Grande terão uma tarde especial do dia 24 de setembro. Aos moldes da entrega do Oscar, os vídeos produzidos por eles para o Concurso Cultural “Trânsito seguro se faz com cada um em seu lugar” serão anunciados e premiados durante evento realizado no Auditório Roberto Marinho, Bairro Mirim. Os trabalhos produzidos pelos estudantes do 6º ao 9º ano de escolas públicas deveriam retratar o respeito às regras viárias.

Os 1º, 2º e 3º colocados receberão troféus, e menções honrosas serão entregues ao 5º e 4º lugar. Além disso, todas as unidades escolares receberão uma placa de participação e os vídeos vencedores serão compilados em DVD e serão distribuídos às escolas participantes.
De acordo com a diretora da Seção de Educação e Segurança do Trânsito, Elaine Fornazieri, o concurso foi criado em 2017 com o objetivo de estimular nos adultos a reflexão acerca da influência de seus comportamentos inadequados no trânsito para a formação da conduta das crianças, evitando que se coloquem em situações de risco. “Já neste ano ampliamos a percepção de que locomover-se com segurança no espaço público é direito de todos, daí a importância de conhecer e respeitar as regras que regem este direito”.

%d blogueiros gostam disto: