• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

Eu amo Praia Grande!!!

Handebol Feminino de Praia Grande joga pelo Estadual

 
Equipe cadete da Cidade enfrenta o Pinheiros
10/9/2018
 

Nesta quarta-feira (12), às 19h15, no Ginásio Falcão (Avenida Presidente Kennedy, 8169, no Bairro Mirim), em Praia Grande, a equipe feminina cadete (15 e 16 anos) de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Academia Movimentação, Supermercado Pompéia e Colégio Objetivo Praia Grande) enfrenta o time do Esporte Clube Pinheiros de São Paulo, em partida válida pela 12ª rodada da primeira fase do Campeonato Estadual de Handebol, promovido pela Liga Paulistana (LPHB).

Na classificação parcial da competição estadual, a equipe de Praia Grande ocupa a terceira colocação, com nove vitórias e duas derrotas. No primeiro turno, o grupo local perdeu para o Pinheiros por 26 a 12. Na primeira fase da competição, as equipes jogam todas contra todas em turno e returno qualificando-se as quatro melhores para a etapa semifinal. 

Atuam pela Cidade as jogadoras Amanda Nascimento Carpinelli, Ana Beatriz de França Cipriano, Fernanda da Silva Piplovic, Isabelly Vitoria Menezes Ferreira Souza, Kamilly da Silva Ferreira, Laiza Mirela de Oliveira, Laura Ushiro Moffa, Lívia Alessandra Arantes Rodrigues, Mônica Campagnoli Piovesan, Rafaela de Souza Pedroso, Raiany Mariana Santos Amorim, Rebeca Silva Cardoso Santos e Thamires Vitoria Nascimento Silva. O grupo local é comandado pela professora Sandra Regina Canova Barroso. 

Retrospecto – Em 2017, o time feminino júnior (19 a 21 anos) de Praia Grande foi vice-campeão do Estadual de Handebol promovido pela Liga Paulistana. A equipe feminina infantil (13 e 14 anos) de Praia Grande terminou na quarta colocação. Em 2016, a seleção feminina juvenil (17 e 18 anos) de Praia Grande conquistou a medalha de bronze. 

Em 2015, o time juvenil conquistou a medalha de ouro. Já o time feminino cadete (15 e 16 anos) de Praia Grande conquistou medalha de bronze. Em 2013, a equipe feminina infantil (13 e 14 anos) de Praia Grande obteve o bronze. Na adulta (idade livre), Praia Grande ficou na quinta posição. Em 2012, o selecionado local júnior (19 a 21 anos) terminou na terceira colocação. A turma cadete (15 e 16 anos) assegurou a quarta posição, enquanto que a infantil terminou na sexta.

Gols – Confira os resultados do time municipal no Campeonato Estadual de Handebol 2018:

1ª fase
5/4 – Praia Grande 17 x 16 Associação A Hebraica
15/4 – Praia Grande 25 x 12 Diadema
21/4 – Diadema 16 x 26 Praia Grande
22/4 – Centro Esportivo Suzano Costa (CESC)/Rio de Janeiro 34 x 24 Praia Grande
5/5 – Praia Grande 29 x 11 Santo André
11/5 – Esporte Clube Pinheiros 26 x 12 Praia Grande 
9/6 – Praia Grande 14 x 8 Jacareí
23/6 – Praia Grande 25 x 8 Escola Estadual Professor Roberto Simonini
26/6 – Praia Grande 17 x 7 Mongaguá 
5/8 – Jacareí 11 x 14 Praia Grande
2/9 – Mongaguá 16 x 17 Praia Grande

Praia Grande  enfrenta time de Barueri no Estadual de Futsal

Equipes da Cidade jogam contra o Instituto de Cidadania Raízes
10/9/2018
 

Os selecionados masculinos sub-12, sub-14, sub-16 e sub-18 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Sucos Camp, Centro de Treinamento Falcão 12 e Liga Praia-grandense de Futsal – LPFS) jogam contra os do Instituto de Cidadania Raízes/Barueri Esporte Forte, na sexta rodada da chave D do Campeonato Estadual de Futsal, série A-1, evento regido pela Federação Paulista (FPFS). As partidas ocorrem no dia 22, a partir das 13h30, no Ginásio Falcão (Avenida Presidente Kennedy, 8180, Bairro Mirim).

No último sábado (8), no Ginásio do Centro Esportivo Doutor Romão de Souza, em Jundiaí, os times de Praia Grande jogaram contra os do Clube São João/N10. Na sub-12, houve empate de 4 a 4 (gols de Felipe Silva – 2, Gabriel Santos e Maurílio Garcia). Na sub-14, nova igualdade, dessa vez por 3 a 3 (Nycolas Souza – 2 e Raul Damacena). Na sub-16, a equipe de Praia Grande perdeu por 6 a 4 (Fabricio Pietro – 2, João Soares e Guilherme Batista). Na sub-18, o time municipal foi derrotado por 8 a 2 (Leonardo Trindade e João Pereira).

Com estes resultados, na classificação parcial da chave D, a turma sub-12 é a terceira colocada com duas vitórias, um empate, duas derrotas, 20 gols feitos e 13 sofridos. A sub-14 ocupa a terceira posição com duas vitórias, uma igualdade, duas derrotas, 12 gols prós e 17 contras. A sub-16 está no sétimo e último lugar com uma vitória, quatro perdas, 9 gols feitos e 21 sofridos. A sub-18 aparece na quinta posição, com dois ganhos, três perdas, 15 gols prós e 25 contras.

Dados – Na primeira fase, os times de Praia Grande compõem a chave D, na qual encaram os times do Wimpro Guarulhos, Barueri, Osasco, Juventus, Botucatu e São João. Na A, duelam as equipes do Palmeiras, Santos Futebol Clube, Taboão da Serra, Clube Internacional/Santos, Lausanne Paulista, Elite Itaquarense e Caieiras. Na B, jogam os selecionados São Caetano do Sul, São Bernardo, Portuguesa, CE Penha, Pulo do Gato/Campinas, Mogi das Cruzes e São José dos Campos. Na C, competem as turmas do Corinthians, Magnus Sorocaba, São Paulo, AABB/SP, Indaiatuba, Tabuca Juniors/Taboão da Serra e Santo André.

Segundo o regulamento, 28 agremiações, divididas em quatro chaves, participam da competição. Na primeira fase, os times jogam todos contra todos, dentro de cada chave, em turno único. Para a segunda fase, qualificam-se os 24 melhores estabelecidos por um ranking de eficiência por meio de índice técnico (somatória da pontuação obtida nas três categorias, divididos pelos números de jogos realizados pelas equipes, multiplicados por 10). A partir daí, são criadas três divisões: ouro (reúne os times que ficaram entre os oito primeiros colocados no ranking), prata (9º ao 16º) e bronze (17º ao 24º).

Retrospecto – No Campeonato Estadual de Futsal da série A-1 de 2017, a equipe masculina sub-14 de Praia Grande ficou com a inédita medalha de prata. Na final, perdeu por 2 a 1 para a turma da Elite Itaquerense. O grupo municipal sub-12 caiu na fase quartas de final da série prata ao perder para o Sport Club Corinthians Paulista por 3 a 1. Já as equipes sub-16 e sub-18 de Praia Grande despediram-se do Campeonato Estadual de Futsal ainda na primeira fase. 

Em 2016, competindo pela primeira vez na A-1, os times sub-10 e sub-16 da Cidade chegaram até a fase oitavas de final (16 melhores). Já as turmas sub-12, sub-14 e sub-17 foram desclassificadas na fase de grupos. Em 2015, na série A-2, os selecionados masculinos sub-10 e sub-16 de Praia Grande conquistaram, pela primeira vez, medalhas de ouro no Campeonato Estadual de Futsal. A turma local sub-14 ficou com a prata. A sub-12 parou nas quartas de final e a sub-17 nas oitavas de final.

Em 2014, na A-2, o time sub-10 de Praia Grande garantiu a prata. O time sub-14 da Cidade terminou em quarto lugar. Em 2013, as equipes sub-9 e sub-13 de Praia Grande chegaram as quartas de final. Em 2012, os times locais sub-9, sub-11, sub-13 e sub-17 ficaram entre as oito melhores. Em 2011, a sub-15 terminou em quarto lugar. Em 2010, a turma sub-17 conquistou o inédito título estadual. A equipe sub-15 ficou com o bronze. Em 2009, o sub-11 sagrou-se campeão do certame. Já a turma sub-15 acabou em quarto lugar.

Resultados – Confira as campanhas dos times de Praia Grande no Campeonato Estadual de Futsal, série A-1, 2018:

sub-12 – Jogam por Praia Grande Diogo Godke Gomes de Menezes, Guilherme Sousa Gomes, João Pedro Cartezani de Souza, Felipe Mendes Santos, Pedro Torres Cardoso, Luiz Henrique Reis Machado, Igor da Silva Cajé, Felipe Gabriel dos Santos Silva, Gustavo Assis, Gabriel Jerônimo Alves dos Santos, Marcos Vinicius Fortmuller, Pedro Henrique Ramiel, Luis Felipe Gomes Barbosa Nunes, Wallace Vicente Matias Rosa Izzo e Nicolas Gomes Pascoal. Técnico: Matheus Cassita Gonçalves. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves. 

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 1 x 5 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 1 x 2 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 3 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 9 x 3 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 4 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube

sub-14 – Atuam pela Cidade Marcos Vinicius Freitas de Souza, Gustavo Beserra Bueno, Kauê Bastos de Carvalho, Lincoln Antunes da Silva, Luiz Rafael Silva Gomes, Nycolas Souza da Silva, Jefferson Bispo Santos, Raul Vinicius Damacena, Mike Iverson Santos Barriento, Periques Junior Magalhães Lisboa, Gustavo Wendrel Quadros da Cruz, Kayke Antony Calixto, Riã Silva do Nascimento, Cleberson Lucas de Oliveira Neves e Kayque Bernardo Nascimento. Técnico: Caio Bruno Monzem. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves.

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 3 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 0 x 2 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 7 x 0 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 5 x 2 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 3 x 3 Praia Grande/Ocian Praia Clube

sub-16 – Representam Praia Grande Jhonatan do Nascimento Domingos, Fabricio Prieto Cirilo Diniz da Silva, Yuri França da Silva, Nathan Takahashi de Souza Aguiar, Leonardo Amaral Aurichio, João Victor Soares da Silva, Lucas Lewis da Silva, Ryan Santos da Silva, Guilherme Batista Andrade da Silva, Rafael Bernardo de Souza Francisco, Alexandre Cauet da Silva, Giovanni Cauan Marques de Souza e Rafael Expedito Amaral de Sousa. Técnico: Matheus Cassita Gonçalves. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves.

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 8 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 1 x 2 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 1 x 3 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 0 x 4 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 6 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube

sub-18 – Competem pelo Município Gustavo Gomes Ferreira, Alysson Mariano de Oliveira, José Eduardo Trigueiro Pereira Silvestre, Luiz Gustavo da Silva Ferreira, Eduardo Costa Dalle Piaggi, Lucas Abreu Romão, José André Santana Santos, Eduardo Vaz Cabril Miyazi, Alef Serrat Pinheiro, Wendler Gabriel Gomes da Silva, Vitor Luis Acioli Garcia, Felype Fernandes Mouzinho, Fernando Ribeiro Marques Junior, Leonardo Pereira Trindade e João Pedro Pereira Campos. Técnico: Caio Bruno Monzem. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves.

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 5 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 6 x 3 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 6 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 5 x 3 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 8 x 2 Praia Grande/Ocian Praia Clube




Praia Grande  enfrenta time de Barueri no Estadual de Futsal

Equipes da Cidade jogam contra o Instituto de Cidadania Raízes
10/9/2018
 

Os selecionados masculinos sub-12, sub-14, sub-16 e sub-18 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Sucos Camp, Centro de Treinamento Falcão 12 e Liga Praia-grandense de Futsal – LPFS) jogam contra os do Instituto de Cidadania Raízes/Barueri Esporte Forte, na sexta rodada da chave D do Campeonato Estadual de Futsal, série A-1, evento regido pela Federação Paulista (FPFS). As partidas ocorrem no dia 22, a partir das 13h30, no Ginásio Falcão (Avenida Presidente Kennedy, 8180, Bairro Mirim).

No último sábado (8), no Ginásio do Centro Esportivo Doutor Romão de Souza, em Jundiaí, os times de Praia Grande jogaram contra os do Clube São João/N10. Na sub-12, houve empate de 4 a 4 (gols de Felipe Silva – 2, Gabriel Santos e Maurílio Garcia). Na sub-14, nova igualdade, dessa vez por 3 a 3 (Nycolas Souza – 2 e Raul Damacena). Na sub-16, a equipe de Praia Grande perdeu por 6 a 4 (Fabricio Pietro – 2, João Soares e Guilherme Batista). Na sub-18, o time municipal foi derrotado por 8 a 2 (Leonardo Trindade e João Pereira).

Com estes resultados, na classificação parcial da chave D, a turma sub-12 é a terceira colocada com duas vitórias, um empate, duas derrotas, 20 gols feitos e 13 sofridos. A sub-14 ocupa a terceira posição com duas vitórias, uma igualdade, duas derrotas, 12 gols prós e 17 contras. A sub-16 está no sétimo e último lugar com uma vitória, quatro perdas, 9 gols feitos e 21 sofridos. A sub-18 aparece na quinta posição, com dois ganhos, três perdas, 15 gols prós e 25 contras.

Dados – Na primeira fase, os times de Praia Grande compõem a chave D, na qual encaram os times do Wimpro Guarulhos, Barueri, Osasco, Juventus, Botucatu e São João. Na A, duelam as equipes do Palmeiras, Santos Futebol Clube, Taboão da Serra, Clube Internacional/Santos, Lausanne Paulista, Elite Itaquarense e Caieiras. Na B, jogam os selecionados São Caetano do Sul, São Bernardo, Portuguesa, CE Penha, Pulo do Gato/Campinas, Mogi das Cruzes e São José dos Campos. Na C, competem as turmas do Corinthians, Magnus Sorocaba, São Paulo, AABB/SP, Indaiatuba, Tabuca Juniors/Taboão da Serra e Santo André.

Segundo o regulamento, 28 agremiações, divididas em quatro chaves, participam da competição. Na primeira fase, os times jogam todos contra todos, dentro de cada chave, em turno único. Para a segunda fase, qualificam-se os 24 melhores estabelecidos por um ranking de eficiência por meio de índice técnico (somatória da pontuação obtida nas três categorias, divididos pelos números de jogos realizados pelas equipes, multiplicados por 10). A partir daí, são criadas três divisões: ouro (reúne os times que ficaram entre os oito primeiros colocados no ranking), prata (9º ao 16º) e bronze (17º ao 24º).

Retrospecto – No Campeonato Estadual de Futsal da série A-1 de 2017, a equipe masculina sub-14 de Praia Grande ficou com a inédita medalha de prata. Na final, perdeu por 2 a 1 para a turma da Elite Itaquerense. O grupo municipal sub-12 caiu na fase quartas de final da série prata ao perder para o Sport Club Corinthians Paulista por 3 a 1. Já as equipes sub-16 e sub-18 de Praia Grande despediram-se do Campeonato Estadual de Futsal ainda na primeira fase. 

Em 2016, competindo pela primeira vez na A-1, os times sub-10 e sub-16 da Cidade chegaram até a fase oitavas de final (16 melhores). Já as turmas sub-12, sub-14 e sub-17 foram desclassificadas na fase de grupos. Em 2015, na série A-2, os selecionados masculinos sub-10 e sub-16 de Praia Grande conquistaram, pela primeira vez, medalhas de ouro no Campeonato Estadual de Futsal. A turma local sub-14 ficou com a prata. A sub-12 parou nas quartas de final e a sub-17 nas oitavas de final.

Em 2014, na A-2, o time sub-10 de Praia Grande garantiu a prata. O time sub-14 da Cidade terminou em quarto lugar. Em 2013, as equipes sub-9 e sub-13 de Praia Grande chegaram as quartas de final. Em 2012, os times locais sub-9, sub-11, sub-13 e sub-17 ficaram entre as oito melhores. Em 2011, a sub-15 terminou em quarto lugar. Em 2010, a turma sub-17 conquistou o inédito título estadual. A equipe sub-15 ficou com o bronze. Em 2009, o sub-11 sagrou-se campeão do certame. Já a turma sub-15 acabou em quarto lugar.

Resultados – Confira as campanhas dos times de Praia Grande no Campeonato Estadual de Futsal, série A-1, 2018:

sub-12 – Jogam por Praia Grande Diogo Godke Gomes de Menezes, Guilherme Sousa Gomes, João Pedro Cartezani de Souza, Felipe Mendes Santos, Pedro Torres Cardoso, Luiz Henrique Reis Machado, Igor da Silva Cajé, Felipe Gabriel dos Santos Silva, Gustavo Assis, Gabriel Jerônimo Alves dos Santos, Marcos Vinicius Fortmuller, Pedro Henrique Ramiel, Luis Felipe Gomes Barbosa Nunes, Wallace Vicente Matias Rosa Izzo e Nicolas Gomes Pascoal. Técnico: Matheus Cassita Gonçalves. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves. 

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 1 x 5 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 1 x 2 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 3 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 9 x 3 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 4 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube

sub-14 – Atuam pela Cidade Marcos Vinicius Freitas de Souza, Gustavo Beserra Bueno, Kauê Bastos de Carvalho, Lincoln Antunes da Silva, Luiz Rafael Silva Gomes, Nycolas Souza da Silva, Jefferson Bispo Santos, Raul Vinicius Damacena, Mike Iverson Santos Barriento, Periques Junior Magalhães Lisboa, Gustavo Wendrel Quadros da Cruz, Kayke Antony Calixto, Riã Silva do Nascimento, Cleberson Lucas de Oliveira Neves e Kayque Bernardo Nascimento. Técnico: Caio Bruno Monzem. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves.

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 3 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 0 x 2 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 7 x 0 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 5 x 2 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 3 x 3 Praia Grande/Ocian Praia Clube

sub-16 – Representam Praia Grande Jhonatan do Nascimento Domingos, Fabricio Prieto Cirilo Diniz da Silva, Yuri França da Silva, Nathan Takahashi de Souza Aguiar, Leonardo Amaral Aurichio, João Victor Soares da Silva, Lucas Lewis da Silva, Ryan Santos da Silva, Guilherme Batista Andrade da Silva, Rafael Bernardo de Souza Francisco, Alexandre Cauet da Silva, Giovanni Cauan Marques de Souza e Rafael Expedito Amaral de Sousa. Técnico: Matheus Cassita Gonçalves. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves.

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 8 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 1 x 2 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 1 x 3 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 0 x 4 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 6 x 4 Praia Grande/Ocian Praia Clube

sub-18 – Competem pelo Município Gustavo Gomes Ferreira, Alysson Mariano de Oliveira, José Eduardo Trigueiro Pereira Silvestre, Luiz Gustavo da Silva Ferreira, Eduardo Costa Dalle Piaggi, Lucas Abreu Romão, José André Santana Santos, Eduardo Vaz Cabril Miyazi, Alef Serrat Pinheiro, Wendler Gabriel Gomes da Silva, Vitor Luis Acioli Garcia, Felype Fernandes Mouzinho, Fernando Ribeiro Marques Junior, Leonardo Pereira Trindade e João Pedro Pereira Campos. Técnico: Caio Bruno Monzem. Auxiliar: Igor de Oliveira Gonçalves.

1ª fase
11/8 – Wimpro Guarulhos 5 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
18/8 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 6 x 3 FAE Osasco Audax
25/8 – CA Juventus 6 x 1 Praia Grande/Ocian Praia Clube
2/9 – Praia Grande/Ocian Praia Clube 5 x 3 AA Botucatuense
8/9 – Clube São João/N10 8 x 2 Praia Grande/Ocian Praia Clube




Nadadores de Praia Grande disputam Trofeu Mario Xavier

Equipe municipal compete na Capital
10/9/2018
 

Neste domingo (16), a partir das 8h30, na piscina olímpica (50 metros) do Sport Club Corinthians Paulista, em São Paulo, a equipe de Praia Grande (Secretaria de Esportes e Lazer – SEEL –, Natação Praia Grande e Associação de Pais e Amigos – APADELP) participa do 11º Torneio Timão de Natação – Troféu Mario Xavier. O evento, regido pelo clube da Capital, tem apoio da Federação Aquática Paulista (FAP). Competem atletas das classes pré-mirim (até 8 anos), mirim 1 e 2 (9 e 10), petiz 1 e 2 (11 e 12), infantil 1 e 2 (13 e 14). Há disputa das provas de 50 metros costas, peito, borboleta e livre.

Sob comando técnico de Régis dos Anjos Aguiar representam a Cidade os nadadores Rhuan Rossi de Sena (pré-mirim); Ana Carolina Alvez Gazeti, Fernanda Carvalho, Júlio Cesar Alvez Gazeti, Luiz Fernand Pereira Lima, Rafael Demori Oliveira (mirim 1); Ana Beatriz Gonçalves Rodrigues, Emilly Oliveira Vasconcelos, Giovana Flor Galdino Souza, Giselly de Souza Nascimento, Júlia dos Santos Marcolino de Oliveira, Maria Victoria Cheanquini, Davi Prates Tavares, Matheus Almeida de Araújo e Miguel Arcanjo do Nascimento Barrada (mirim 2).

Retrospecto – Em 2017, a competição estadual foi disputada em duas etapas. A equipe de Praia Grande conquistou uma medalha de bronze na segunda etapa com Miguel Arcanjo Barrada, na mirim 1, prova de 50 metros borboleta. Na mesma disputa, na mirim 2, Beatrice Novaes terminou em quarto lugar. Outros destaques foram Priscila Fiorin e Nicolle Rossi de Sena, na mirim 2, que foram 11ª e 12ª colocadas nos 50 costas e 50 peito, respectivamente. E ainda, na mirim 1, Guilherme Saavedra assegurou o 12º lugar nos 50 peito.

Na primeira etapa do 10º Torneio Timão, na mirim 1, quarto lugar para Miguel Barrada nos 50 borboleta, e as 10ª posições de Maria Vitória Cheanquini nos 50 livres e 50 costas. Na mirim 2, Beatrice Novaes foi a sétima melhor nos 50 peito, Giulia Ferreira de Souza e Caroline Gomes Gaia terminaram nas sétima e oitava colocações nos 50 costas.

Em 2016, na mirim 2, Maria Eduarda Rodrigues terminou em quinto lugar nos 50 metros livres e 50 borboleta. Vinicius Costa ficou na sexta e Sabrina da Silva terminou na sétima nos 50 borboleta. Na mirim 1, Beatrice Novaes assegurou o sétimo e oitavo lugares nos 50 costas e 50 peito. Em 2015, a equipe de Praia Grande conquistou duas medalhas de bronze na mirim 1, com Maria Eduarda de Oliveira Rodrigues nos 50 livres e 50 peito. Gustavo Xavier Nogueira foi quinto colocado nos 50 borboleta, na mirim 2.

Em 2014, o time de Praia Grande conquistou duas pratas na segunda etapa e mais nove (uma prata e oito bronzes) na primeira fase do Torneio Timão. Destaque para a prata de Pedro Fuzita Piovesan na petiz 2, prova de 50 metros costas. Ele ainda faturou bronze nos 50 livres. Prata ainda para Gustavo Xavier Nogueira, na mirim 1, 50 borboleta. Terceiros lugares também para Anna Beatriz Costa Machado, na mirim 1, 50 peito; Emanuelle Costenaro da Silva, na petiz 1, 50 costas e 50 borboleta; Matheus Tetsuji Yamauti Angelotti, na petiz 1, 50 livres e 50 borboleta; Gabriel Muller de Oliveira, na petiz 1, 50 peito; e Pedro Henrique Vidal Lopes, na petiz 2, 50 peito.

Praia Grande lidera o grupo 1 no Paulista Interseleções de Bocha-rafa

Time da Cidade disputa evento estadual
10/9/2018
 

A equipe masculina adulta (idade livre) de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL e Liga de Bocha e Malha de Praia Grande – LBMPG) está na liderança da chave 1 do Campeonato Estadual Interseleções de Bocha-rafa, evento regido pela FPBB. No último sábado (8), em casa, na terceira rodada, a turma da Cidade venceu a seleção da Liga Joseense (São José dos Campos) por 4 a 1. No outro duelo da chave, o time de São Sebastião venceu a seleção da FPBB por 4 a 1.

Assim, na classificação parcial, o selecionado municipal chegou aos nove pontos. Depois estão os times da FPBB e São Sebastião com oito, e Liga Joseense com 5. Na segunda rodada (realizada no dia 25 de agosto), fora de casa, o grupo de Praia Grande perdeu para a seleção da FPBB por 3 a 2 e o time da Liga Joseense (mandante) superou o de São Sebastião por 3 a 2. Na primeira rodada (11/8), como visitante, Praia Grande venceu o time de São Sebastião por 3 a 2 e em casa, a turma da FPBB venceu a da Liga Joseense por 4 a 1.

Próxima – Neste sábado (15), às 9 horas, na quadra do Clube de Campo Santa Rita, em São José dos Campos, o selecionado de Praia Grande volta a jogar contra o da Liga Joseense, na quarta rodada (primeira do returno) da chave 1 do Campeonato Estadual Interseleções de Bocha-rafa. Jogam por Praia Grande José Nunes Filho, Milton Mendes, Francisco Tonetti, Fernando Ianni Júnior, José Joaquim Peixoto, Sidnei Alves Campos, Luciano Perez, Luciano Teixeira da Costa, Antero Gomes Moreira, André Urzetta de Lima, Jurandir Alves Campos, Charles Cabral dos Santos, Walter Rodrigues Feio, Giovanni Fabozzi e Sérgio Ricardo Cabral. Técnico: Luciano Perez.

Dados – Na primeira fase, a turma de Praia Grande está na chave 1, na qual enfrenta Liga Joseense (São José dos Campos), São Sebastião e seleção da FPBB. Na 2, jogam as equipes da Liga Sorocabana, Caieiras, Liga Ituana e Bragança Paulista. Na 3, atuam os times Limeira/Gran São João, Liga São Carlense, Liga Jauense/Barão e São Carlos/Redenção. Na 4, enfrentam-se os grupos de Taquaritinga, Liga Araraquarense, Franca e Sertãozinho. Na 5, duelam as turmas de Santa Cruz do Rio Pardo, Pirajú, Marília e Cafelândia. Na 6, confrontam-se os selecionados de Taciba, Assis, Dracena e Birigui.

Segundo o regulamento da competição estadual, na primeira fase, as 24 equipes jogam em turno e returno (dentro de cada chave). Os selecionados primeiros colocados de cada grupo avançam para a segunda fase. Nesta nova etapa, os times enfrentam-se em partidas de ida e volta, qualificando-se os ganhadores para a terceira etapa (semifinais). Aí, os três melhores juntam-se à turma de Jaboticabal que já está qualificada por ser a cidade-sede das finais (que serão realizadas em dezembro).

Retrospecto – Em 2017, a equipe de Praia Grande encerrou a participação no Campeonato Estadual Inter-Seleções ainda na primeira fase. O time da Cidade fez quatro jogos: em casa, venceu a Liga Joseense por 3 a 2 e perdeu para a FPBB por 4 a 1; fora de casa, o time municipal perdeu para os dois adversários por 4 a 1. Na classificação final do grupo 1, o time da FPBB obteve a primeira colocação com 13 pontos e vaga para a segunda etapa. Já a Liga somou 11 pontos e Praia Grande apenas seis. Em 2016 e 2015, o time municipal competiu e também saiu na primeira fase. Em 2014, terminou na oitava colocação. De 2013 a 2008, caiu na primeira etapa.

Basquete de Praia  Grande entra em quadra pelo Paulistão

Time sub-17 da Cidade enfrenta o Clube Espéria
10/9/2018
 

Nesta quarta-feira (12), às 20 horas, no Ginásio Alfonso Reinaldo Galluci, em São Paulo, na Capital, o time masculino sub-17 de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL, Centro Educacional Vila Verde, Faculdade Praia Grande e Associação Realizar) joga contra a equipe do Clube Espéria, pela quinta rodada da chave D, na segunda fase do Campeonato Estadual regido pela Federação Paulista de Basquete (FPB).

Nos jogos já realizados, o grupo local perdeu para o Mogi das Cruzes Helbor por 60 a 37, Sendi Bauru Basket por 67 a 57, Clube Espéria por 53 a 44 e Internacional de Santos por 57 a 46. Nesta nova etapa, as cinco equipes últimas colocadas da primeira fase formam a chave D: Praia Grande (sétima colocada do grupo A), Clube Espéria (6ªA), Clube Internacional de Regatas de Santos (5ªA), Mogi das Cruzes/Helbor (6ªB) e SENDI/Bauru Basket (5ªB).

As equipes jogam todas contra todas, em turno e returno qualificando-se as quatro melhores para as semifinais. Na chave C, competem os oito times primeiros colocados na etapa inicial da competição: CAC/Cravinhos (1ºA), SESI-São Paulo/Franca (2º A), CBC/Tênis Clube de Campinas (3ºA), Nosso Clube Limeira (4ºA), Sociedade Esportiva Palmeiras (1ºB), Esporte Clube Pinheiros (2ºB), Clube Atlético Paulistano (3ºB) e Tênis Clube Paulista/Overtime (4ºB).

Na primeira fase da competição estadual, na chave A, o time de Praia Grande ganhou do Clube Espéria por 59 a 54. Perdeu para o Nosso Clube de Limeira (duas vezes) por 73 a 66 e 54 a 51, SESI/Franca Basquete (duas vezes) por 81 a 32 e 113 a 28, CAC/APAB Cravinhos (duas vezes) por 77 a 34 e 62 a 52, o selecionado do CBC/Tênis Clube Campinas (duas vezes) por 95 a 45 e 58 a 46, a turma do Clube Internacional de Santos (duas vezes) por 61 a 59 e 55 a 52, e Clube Espéria por 70 a 62.

Jogam pela Cidade Guilherme Bruno, Rafael Messias Júnior, João Gustavo, Raul Vieira Jorge Luz, Leonardo Santos, André Luiz Lima Conceição, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Gabriel Diocedo de Castro, Samuel Guedes Menezes, Jorge Silva, Elias Santos de Souza, Ruan, Luis Felipe, Felipe, Jefferson, Leonardo e Gabriel Ribeiro Chagas. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Fábio Roberto de Souza Silva. 

Liga Paulista – No último dia 1º, no Ginásio do Bairro Samambaia, em Praia Grande, o selecionado municipal masculino sub-19 venceu a equipe de São Vicente por 64 a 39, em duelo válido pela oitava rodada da primeira fase do Campeonato Estadual promovido pela Liga Paulista de Basquete (LPB). Nas partidas já realizadas, o grupo municipal venceu Caraguatatuba/ABASC (duas vezes) por 66 a 39 e 56 a 41, São Sebastião (duas vezes) por 68 a 32 e 103 a 37, São Vicente por 67 a 62 e Guarujá (duas vezes) por 72 a 52 e 66 a 58. Assim, lidera a competição.

Atuam pela Cidade os jogadores André Batista dos Santos, André Luiz Lima Conceição, Arthur Antônio Aparecido Gabriel Felicissimo, Daniel Brito de Jesus, Elias Santos de Souza, Gabriel Diocedo de Castro, Gabriel Ribeiro Chagas, Guilherme Bruno, Gustavo Alves Praxedes de Souza, Iury Santos Sena Oliveira, Kewin Willys Muniz, Lucas Miranda do Carmo, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Rafael Messias Junior, Raul Vieira Jorge Luz, Samuel Guedes Menezes e Vitor de Abreu Silva. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Rabio Roberto de Souza Silva e Mariana Azevedo Costa.

Copa LBBS Adulta – No último dia 2, também no Ginásio do Bairro Samambaia, o time masculino adulto (idade livre) de Praia Grande ganhou da equipe do Red Line/São Vicente por 65 a 32, em confronto válido pela segunda rodada da 1ª Copa Regional promovida pela Liga de Basketball da Baixada Santista (LBBS) com chancela da Federação Paulista (FPB).

Na primeira rodada, a turma de Praia Grande venceu o time santista do Clube de Regatas Vasco da Gama por 83 a 69. Além destas equipes, competem as do Team Brothers, Humaitá Basquetebol (HMT), Academia Máxima Forma/Santos, Medicina Santos e Xicanera. Na primeira fase da competição, os selecionados jogam todos contra todos em turno único, qualificando-se as quatro primeiras para o play-off semifinal. 

Atuam pela Cidade os jogadores André Batista dos Santos, André Luiz Lima Conceição, Arthur Antônio Aparecido Gabriel Felicissimo, Daniel Brito de Jesus, Elias Santos de Souza, Gabriel Diocedo de Castro, Gabriel Ribeiro Chagas, Guilherme Bruno, Gustavo Alves Praxedes de Souza, Iury Santos Sena Oliveira, Kewin Willys Muniz, Lucas Miranda do Carmo, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Rafael Messias Junior, Raul Vieira Jorge Luz, Samuel Guedes Menezes e Vitor de Abreu Silva. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Rabio Roberto de Souza Silva e Mariana Azevedo Costa.

Copa LBBS sub-17 – Em agosto, a equipe masculina sub-17 de Praia Grande conquistou a medalha de prata da 1ª Copa Regional promovida pela Liga de Basketball da Baixada Santista (LBBS) com chancela da Federação Paulista (FPB). Na final, no Ginásio do Clube Internacional de Regatas, em Santos, o time municipal perdeu para o Internacional por 72 a 66.

Na semifinal, o grupo local venceu Itanhaém por 60 a 24. Na primeira fase, o time de Praia Grande terminou na segunda colocação com cinco vitórias e uma derrota. Nos jogos realizados, a equipe municipal venceu a turma do Instituto Baby por 81 a 56, Basquete Cubatão ACB por 78 a 16, Associação de Basquete de Itanhaém por 69 a 46, Associação Atlética Banco do Brasil/Santos por 65 a 35 e a turma do Colégio Liceu Santista por 78 a 50; perdeu para o Internacional de Santos por 73 a 49. 

Jogaram pela Cidade Guilherme Bruno, Rafael Messias Júnior, João Gustavo, Raul Vieira Jorge Luz, Leonardo Santos, André Luiz Lima Conceição, Pedro Lucas Chaboudet Luna, Gabriel Diocedo de Castro, Samuel Guedes Menezes, Jorge Silva, Elias Santos de Souza, Ruan, Luis Felipe, Felipe, Jefferson, Leonardo e Gabriel Ribeiro Chagas. Técnico: Osvaldo José de Assis Pinheiro. Auxiliar: Fábio Roberto de Souza Silva. 

Retrospecto – No Paulistão de Basquete 2017, a equipe masculina sub-17 de Praia Grande garantiu a quarta colocação na série bronze. Na semifinal do chamado final four, o time de Praia Grande perdeu para a equipe do Clube Internacional de Regatas de Santos por 71 a 36. Na decisão do terceiro lugar, o selecionado municipal foi derrotado por Fernandópolis/AEC por 48 a 39. O título da disputa ficou com o grupo do Santo André/APABA que na decisão superou o Internacional por 64 a 57. Nesta etapa, competiram os times que ficaram do nono ao 12º lugar na primeira fase da competição. A turma de Praia Grande terminou em 11º lugar.

Já a seleção masculina sub-19 de Praia Grande encerrou a participação no Campeonato Paulista de Basquete na segunda fase (série D) da competição. Nas partidas realizadas, venceu o Tênis Clube de Campinas/CBC por 57 a 48, perdeu para o XV de Piracicaba (73 a 48 e 60 a 51), Tênis Clube de Campinas (68 a 51), Time Jundiaí de Basquete (por 72 a 33 e 68 a 37), Esporte Clube Pinheiros (117 a 36 e 132 a 24), Clube Atlético Paulistano (106 a 35 e 109 a 26), Associação Atlética São Caetano do Sul (86 x 57 e 86 a 55), Sociedade Esportiva Palmeiras (120 a 41 e 107 a 49) e Mogi das Cruzes/Helbor (102 a 50 e 100 a 43)

Drone freestyle Praia Grande

Definidos os finalistas do Municipal de futebol da 2ª Divisão em Praia Grande 

Competição reúne 20 times da Cidade
6/9/2018
 

As equipes do Treze de Maio Futebol Clube (Bairro Sítio do Campo) e Fúria Futebol Clube/Veneno de Cobra (Canto do Forte) são as finalistas do Campeonato Municipal de Futebol, série B (segunda divisão), categoria masculina adulta. A decisão está marcada para o dia 23, às 11 horas, no Campo anexo ao Ginásio Magic Paula (esquina da Avenida dos Trabalhadores com a Rua Leila Maria de Barros Monteiro, s/nº, Bairro Antártica).

No último domingo (2), no campo do Real Esporte Clube (Bairro Jardim Real), ocorreram as semifinais da competição. A turma do Treze de Maio derrotou a do Esporte Clube Cristal Etanol (Samambaia) por 2 a 1. Já a equipe do Fúria venceu a do Caieiras Futebol Clube (Caieiras) nos pênaltis por 5 a 3 (após empate de 0 a 0 no tempo regulamentar). As quatro equipes estão classificadas para disputar a primeira divisão em 2019.

Nas quartas de final, o time do Caieiras Futebol Clube (2º colocado do grupo B na fase inicial) venceu o do Parquestão FC (3º A) por 2 a 1. A equipe do Fúria FC (1ºB) ganhou do Veneno Esporte Clube (4ºA) por 4 a 2. O selecionado do Esporte Clube Cristal Etanol (3ºB) derrotou a do Malaga FC (2ºA) por 2 a 0. A turma do Treze de Maio FC (4ºB) superou a do Nós Por Nós FC (1ºA) por 4 a 1. A competição que reúne 20 times e mais de 350 jogadores é organizada pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande (LFAPG) com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL).

Dados – Na primeira fase, as equipes jogaram todas contra todas dentro de cada grupo (A e B), em turno único, qualificando-se as quatro primeiras posicionadas, de cada chave, para a fase quartas de final (oito melhores). A partir daí, os confrontos ocorreram em sistema de eliminatória simples (quem perde está eliminado), no qual duelam o 1º posicionado da chave A x 4ºB, 2ºA x 3ºB, 3ºA x 2ºB, 4ºA x 1ºB. As duas últimas colocadas de cada chave foram rebaixadas para a série C (terceira divisão): Atlético Melvi, Corinthians Vila São Jorge, Unidos e Vasquinho.

No grupo A, duelaram as equipes do Esporte Clube Oriental (Bairro Forte), Brasa Futebol Clube (Caiçara), Nós Por Nós Futebol Clube (Real), Corinthians Futebol Clube de Vila São Jorge (Ocian), Parquestão Futebol Clube (Samambaia), Esporte Clube Vila Sônia (Vila Sônia), Veneno Esporte Clube (Mirim), Málaga Futebol Clube (Mirim), Esporte Clube Cruz de Malta (Melvi) e Atlético Melvi Futebol Clube (Melvi).

No B, jogaram os times do Esporte Clube Cristal Etanol (Samambaia), Grêmio Esportivo Jardim Quietude (Quietude), Unidos Futebol Clube (Tupi), Caieiras Futebol Clube (Caieiras), Fúria Futebol Clube (Canto do Forte), Botafogo Futebol Clube (Antártica), Palmeirinhas Esporte Clube (Antártica), Bahia Litoral Futebol Clube (Caieiras), Treze de Maio Futebol Clube (Sítio do Campo) e Vasquinho Futebol Clube (Mirim). 

Retrospecto – Em, 2017, o selecionado do Ilha do Caieiras Futebol Clube sagrou-se campeão do Municipal de Futebol, série B. Na decisão, a turma do Bairro Caieiras venceu nos pênaltis, por 5 a 4 (após empate de 0 a 0 no tempo regulamentar), a equipe do Clube Atlético Três Cores (Mirim). Em 2016, o SESC Futebol Clube (Sítio do Campo) sagrou-se vencedor. Na final, venceu nos pênaltis, por 5 a 4 (após empate de 1 a 1), o Clube Águia de Ouro (Aviação). 

Na temporada 2014/2015, de forma invicta, a equipe dos Amigos da Vila Futebol Clube (Vila Sônia) ficou com a medalha de ouro. Na decisão, ganhou nos pênaltis, por 3 a 1 (após empate de 0 a 0), do Unidos Futebol Clube (Tupi). Em 2013, o Esporte Clube Centro Social de Ação Comunitária/CESAC sagrou-se campeão. Na decisão, ganhou, por 1 a 0, do Juventus Futebol Clube (Tupi). Em 2012, deu Vasquinho Futebol Clube. Em 2011, a equipe do Esporte Clube Oriental sagrou-se campeã. Em 2010, a turma do Vasquinho ficou com o título. Em 2009, a equipe do Veneno conquistou o ouro. Em 2008, vitória para o grupo do Palmeiras Esporte Clube. Outras informações podem ser obtidas no site da Liga: www.lfapg.com.br.

Semana da Pátria 2018 – Praia Grande

Jair Bolsonaro é esfaqueado e levado ao hospital em Juiz de Fora


 

Fundo Social de Solidariedade em Praia Grande recebe doação de mais de 300 quilos de alimentos 

Produtos serão destinados às famílias carentes do Município
5/9/2018
 

O Fundo Social de Solidariedade de Praia Grande recebeu, na terça-feira (4), a doação de 383 quilos de alimentos que serão destinados às famílias atendidas pelos projetos do Fundo. A entrega dos produtos foi realizada pela Super Drift Brasil, empresa responsável por um evento esportivo realizado no Kartódromo Municipal.

Entre os itens doados, arroz, feijão, macarrão, leite e farinha. Alimentos que podem ser usados no preparo de refeições ou direcionados para famílias do Município.

De acordo com a diretora da Super Drifit Brasil, Karen Higa, a arrecadação ocorreu por meio da doação dos espectadores que foram incentivados a doar alimentos que seriam repassados ao Fundo Social. Quem levasse um quilo de alimento, tinha desconto no ingresso. Com isso, conseguimos toda essa arrecadação. “É muito gratificante realizarmos essa ação. Poder contribuir e fazer a diferença é uma forma de proporcionar alegria de duas formas. Para quem torce e para quem é beneficiado com as doações”.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria Del Carmen Padin Mourão, a Maruca, agradeceu a doação e ressaltou a positividade de ações como estas, que se transformam em ajuda para as famílias necessitadas. “As pessoas estão despertando para o lado social. Todos que fazem eventos querem ajudar, incentivando os participantes a doarem. 

Super Drift – A competição, que serviu de base para a arrecadação de alimentos, foi a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Drift, uma categoria do automobilismo que tem atraído muitos espectadores devido ao diferencial que são competições chamadas “batalhas” onde os pilotos cantam os pneus dos carros e realizam manobras, o que chama muita atenção de quem assiste. A Super Drift Brasil é a empresa que realiza o campeonato Brasileiro da modalidade.

Doações – O Fundo Social de Solidariedade de Praia Grande concentra as arrecadações de donativos. Qualquer pessoa pode doar roupas, alimentos, móveis, fraldas, eletrodomésticos e outros itens, desde que em bom estado. O endereço é Rua Emancipador Paulo Fefin, nº 775, no Bairro Boqueirão. O telefone de contato é 3496-5022.

Jair Bolsonaro é esfaqueado em Juiz de Fora

Creas apresenta trabalhos ao Conselho da Mulher de Praia Grande 

Profissionais do Creas e conselheiros discutem violência contra a mulher
5/9/2018
 

A apresentação dos serviços prestados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social, conhecido como Creas, foi o principal tema da última reunião do Conselho Municipal do Direito da Mulher, em Praia Grande. Realizada na última sexta-feira (31), na Casa dos Conselhos, o encontro contou com a presença especial de profissionais do Creas para mostrar os trabalhos realizados por eles às conselheiras.

A reunião teve participações de instituições como a Estrela da Mama e da ONG Defesa e Cidadania da Mulher (DCM) e discutiu políticas públicas para mulheres. Ressaltou a importância do papel do Creas ao apoiar, acolher, orientar e acompanhar não só as vítimas de violência doméstica, mas as famílias, idosos, crianças e adolescentes em situação de ameaça ou violação dos direitos garantidos pela legislação. 

Debateram também os tipos de violência que a mulher sofre e que vão muito além das marcas físicas deixadas no corpo pelo agressor. Entre elas estão a psicológica, a sexual, a patrimonial, a moral e por fim, a física. As conselheiras fizeram questão de frisar que esse ciclo de agressões se inicia muito antes do primeiro tapa, a começar por um grito, restrições de quais roupas devem ou não ser usadas, o ciúme excessivo etc. Ainda alertam que já se constata um grande número de jovens envolvidas em relacionamentos abusivos e destacam a necessidade de instruir as garotas desde novas a identificar os sinais desse tipo de relação.

Atendimento – A Casa dos Conselhos está instalada dentro do Vivência Tupi, onde também funcionam a Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve), o Programa SuperEscola e o Programa Conviver. O local tem o objetivo de integrar diversos públicos e promover a cidadania entre os moradores de diferentes faixas etárias. A Casa dos Conselhos fica na Rua Xavantes, n° 51, Bairro Tupi, e funciona de segunda a sexta-feira das 8h30 às 17h30. 

Políticas aplicadas à juventude de Praia Grande  são referência na Região

Cidade leva aos jovens informação, cultura e lazer gratuitamente
5/9/2018
 

As políticas públicas aplicadas à juventude de Praia Grande estão servindo como modelo para outros municípios. Tanto é que na última terça-feira (4), o representante da Assessoria dos Direitos da Juventude do município de Rio Claro (SP), Andrey Luís Sepulveda, visitou a Cidade e conheceu os serviços que são desenvolvidos, dentre eles o programa Juventude Legal que estava ocorrendo para 650 estudantes da Escola Técnica Estadual (Etec) Extensão Maracanã, no Bairro Maracanã,

A iniciativa é intermediada pela Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve) por várias pastas municipais e ONGs, com o intuito de apresentar ações educativas focadas nas questões que compreendem meio ambiente, segurança, esporte e lazer, assistência social, saúde, cultura, turismo, empregabilidade, empreendedorismo, serviço militar, defesa civil e Conselho Tutelar dentro do Município.

O titular da Subjuve, Augusto Schell, apresentou ao visitante os programas realizados pela pasta e explicou que a Cidade se destaca como referência em políticas de juventude por ter construído suas ações em bases sólidas pautadas por dados, pesquisas e análises como o Mapa da Juventude, realizado em 2013 pela Administração Municipal. 

Sepulveda ficou admirado com a qualidade das políticas públicas oferecidas pela Administração praia-grandense. “Os jovens de Praia Grande recebem informação sobre os trabalhos que são desenvolvidos dentro da Cidade e dessa forma, os espaços públicos não ficam ociosos. Em Rio Claro, também aplicamos políticas públicas dedicadas ao jovem, porém não nestes moldes. ”

Políticas públicas – Praia Grande segue desenvolvendo diversas ações aplicadas à juventude em parceria com diversas secretarias e órgãos governamentais como: o programa Juventude Legal, Semana do Hip Hop, Time do Emprego, oficina de iniciação ao Skate, o Festival de Esportes Radicais (Fera) e a pesquisa para a realização do Mapa da Juventude do Ensino Médio, dentre outros. 

%d blogueiros gostam disto: