• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

12° Festa do chopp

Vandalismo no espaço multiuso Boqueirão em Praia Grande


VIII Caminhada Ecológica

Mais de 800 jovens são atendidos pelo Juventude Legal

Alunos da Escola Estadual Abrahão Jacob Lafer receberam o projeto na terça-feira 

A interatividade marcou o Juventude Legal dessa terça-feira (13), isto porque os mais de 800 alunos da Escola Estadual Abrahão Jacob Lafer, situada no Bairro Guilhermina, receberam a caravana do projeto de braços abertos. O programa é intermediado pela Subsecretaria de Assuntos da Juventude (SubJuve) com diversas pastas municipais. O destaque desta edição foi para a oficina de Trânsito, ministrado pelo agente Cristiano Muniz.

Os alunos usaram os óculos que simula a embriaguez, e foram orientados do perigo que a emissão de bebida alcoólica pode causar quando uma pessoa está embriagada. O agente mostrou aos alunos como um ato inconsequente pode causar diversos impactos na vida do condutor embriagado e das pessoas que podem ser vítimas desse ato, em caso de um acidente de trânsito.

A diretora da unidade escolar, Luzia Serapicos, considera o projeto de extrema importância para a juventude praia-grandense. “Com a vinda do programa, os nossos alunos passam a conhecer melhor os equipamentos e serviços que a Cidade disponibiliza para eles e a comunidade. Eles passam a conhecer as possibilidades que estão a favor da Juventude. Esse não é um dia apenas de uma aula diferente, mas um momento de aprendizado para toda a vida” ressalta a diretora.

Projeto – O Juventude Legal tem como meta levar serviços públicos, informações e orientações aos jovens e adolescentes das escolas púbicas e particulares que estão cursando o Ensino Médio. As visitas as unidades escolares ocorrem todas as terças-feiras. Os alunos recebem as oficinas sobre Cultura, Turismo e Lazer, Esporte, Saúde Ambiental, Trânsito, Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, Conselho Tutelar, e Assuntos Institucionais. As escolas interessadas em receber o programa devem entrar em contato com a Subjuve pelo telefone: 3496-5684; ou ainda através do e-mail: juventudelegal@paiagrande.sp.gov.br.

PG participa do Encontro Anual de facilitadores do Time do Emprego

Evento ocorre até sexta-feira (16), em São Paulo
Do dia 13 a 16 de março ocorre em São Paulo o “Encontro Anual de Facilitadores do programa Time do Emprego”. O projeto é conduzido pela Secretaria do Emprego e Relações de Trabalho (SERT) em parceria com a Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve) de Praia Grande, e no ano passado o programa atendeu quase 200 pessoas na Cidade.

O objetivo do encontro é promover a capacitação dos facilitadores e gerar discussões. O tema deste ano é a empatia. No encontro, os facilitadores passam por várias atividades de reciclagem e novas técnicas e na sexta-feira, eles recebem o certificado de participação.

A facilitadora Renata Oller, que aplica o programa em Praia Grade, afirmou que o encontro proporciona a troca de conhecimento entre os participantes. “Além da troca de experiências entre os participantes, aprendemos também novos métodos para aplicar o programa para os moradores da nossa Cidade”.

O subsecretário de Assuntos da Juventude, Augusto Schell, enfatizou que a realização do programa é uma forma de aplicá-lo às políticas públicas no Município, empoderando o cidadão praia-grandense para sua entrada ou volta ao mercado de trabalho.

Programa – Criado em 2001, o programa já beneficiou mais de 70 mil pessoas no Estado de São Paulo. O programa estimula o participante na procura por um trabalho compatível com suas habilidades, qualificações e interesses. O destaque do Time é a ajuda entre os participantes na busca de oportunidades e a troca de experiências.

Solenidade marca entrega da revitalização da base de Radiopatrulha Aérea

Local tem capacidade para abrigar quatro helicópteros e atende toda região
A revitalização da base de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar, localizada no Bairro Mirim, foi entregue nesta quarta-feira (14), em uma solenidade que reuniu autoridades militares e civis. Com a finalização das obras, o local está apto para receber mais uma aeronave e passa a oferecer melhores condições de trabalho aos 25 policiais que integram o efetivo da base, além dos reforços que o local costuma receber na Operação Verão.

A base atende 22 municípios com o helicóptero Águia, desde a divisa com o Paraná até a divisa com o Litoral Norte de São Paulo. Com uma demanda maior voltada aos municípios da Baixada Santista, a revitalização reflete diretamente nos serviços prestados na região.

Entre os serviços realizados pela Prefeitura, com recursos do Fundo Metropolitano do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb), estão a reforma do sistema elétrico, do telhado e calhas, pintura interna total, instalação de toldo vinílico com estrutura em alumínio, construção de banheiros feminino e masculino e readequação das instalações de telefonia. A cobertura metálica foi completamente substituída, contemplando ainda a instalação de um novo sistema de iluminação e refrigeração do ambiente. A área de pouso e decolagem ganhou iluminação de balizamento, foi instalada biruta com iluminação e feita pintura da demarcação no heliponto.

O comandante da base de Praia Grande, major Adriani José de Souza, destacou que com as obras, o local passa a contar com mais capacidade e condições técnicas, inclusive de abrigar a mais moderna aeronave, além do helicóptero Águia, que atua na região. “É uma manhã histórica. Foram meses de trabalho árduo por parte das equipes da Prefeitura que resultou neste novo espaço, mais saudável e apropriado. Uma das principais vantagens é a diminuição de gastos com manutenção e a valorização de nossos homens”.

O comandante do Grupamento de Radiopatrulha Aérea João Negrão, o coronel Paulo Luiz Scachettidr Junior, também esteve presente na solenidade e elogiou o trabalho feito por meio de parceria. “É um exemplo que temos de seguir para que a sociedade evolua”.

A aproximação de forças também foi destacada pelo prefeito Alberto Mourão ao lembrar do processo de busca por recursos tanto para a construção da base, em 2005, quanto no ano passado para a revitalização. “Naquela época o empenho foi para conseguir uma área e Praia Grande ofereceu este espaço. Corríamos o risco de não ter a base regional caso não houvesse a cessão de um local. Para a revitalização, houve uma união de esforços dos nove municípios para a obtenção de recursos e é disso que precisamos: a junção e a sinergia dos setores público e privado em busca de um mesmo objetivo”.

O diretor executivo da Agem (Agência Metropolitana), Hélio Hamilton Vieira Junior, também esteve presente, assim como diversas autoridades militares e civis, como secretários municipais e representantes do Poder Legislativo, além de ex-integrantes da base de Radiopatrulha Aérea de Praia Grande.

Estrutura – A base de Radiopatrulha Aérea de Praia Grande conta com mais de 8 mil metros quadrados, integrada por hangar e prédio administrativo, com 34 dependências. Na área externa, há heliponto, spots para pouso de outros helicópteros, tanque de combustível, antena de comunicação de 20 metros de altura. O hangar tem 660 metros quadrados. O local tem capacidade para abrigar até quatro helicópteros e conta com salas de manutenção, de controle, para operadores e espaço para treinamento.

A localização mais centralizada da sede, que fica próxima ao mar, facilita os deslocamentos para os sobrevôos em toda Baixada Santista com mais agilidade em toda região.

 

II Workshop da construção civil

Morador de rua descendo para a baixada santista

Uma transmissão top em 360° na Praia Grande

Praia Grande oferece aulas gratuitas de caratê 

Time do Botafogo é campeão do Municipal de Futebol Veterano

  Grupo do Bairro Antártica venceu jogo final por 1 a 0

Pela primeira vez, a equipe do Botafogo Futebol Clube sagrou-se vencedora do Campeonato Praia-grandense de Futebol 2017, categoria masculina veterana (35 a 39 anos) evento regido pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande (LFAPG) com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL). No último domingo (11), no Campo anexo ao Ginásio Magic Paula, na decisão, a turma do Bairro Antártica venceu, por 1 a 0, o selecionado do Folha Verde Esporte Clube (Melvi).

Ao longo da competição, a turma do Botafogo somou oito vitórias, dois empates, uma derrota, 19 gols feitos e seis sofridos. Curiosamente, na fase de classificação do torneio, a rapaziada do Botafogo havia vencido o Folha Verde pelo mesmo placar. Vale frisar que em 2011, o time alvinegro foi vice-campeão do Municipal Veterano.

Confira a campanha da equipe campeã:

Botafogo Futebol Clube
1ª fase
1/10 – Botafogo 1 x 0 Folha Verde
8/10 – Botafogo 1 x1 Caiçara
15/10 – Botafogo 2 x 0 Parque das Américas
22/10 – Botafogo 3 x 0 Praiano
29/10 – Botafogo 1 x 1 Estrela da Vila Sônia
5/11 – Botafogo 2 x 3 Estrela do Norte
12/11 – Botafogo 3 x 0 Poty
26/11 – Botafogo 1 x 0 Vasquinho
quartas de final
3/12 – Botafogo 2 x 0 América
semifinal
25/2/18 – Botafogo 2 x 1 Águia de Ouro
final
11/3 – Botafogo 1 x 0 Folha Verde

Dados – No total, o evento reuniu 32 equipes e mais de 700 jogadores. Na primeira fase, foram formadas quatro chaves (A, B, C e D), com oito times cada. Estes jogam todos contra todos, dentro dos grupos, em turno único. Os quatro primeiros colocados de cada chave qualificam-se a etapa oitavas de final (16 melhores), na qual o 1º do grupo A enfrenta o 4º do B, 2ºA x 3ºB, 3ºA x 2ºB, 1ºA x 4ºB, 1ºC x 4ºD, 2ºC x 3ºD, 3ºC x 2ºD e 4ºC x 1ºD.

No grupo A, atuaram os times do Atlético Clube de Praia Grande (Bairro Sítio do Campo), Aliança Futebol Clube (Ocian), União Quietude Alvorada Futebol Clube (Quietude), Amigos da Vila Futebol Clube (Vila Sônia), Associação Atlética Solemar (Solemar), Vasquinho Futebol Clube (Mirim), América Futebol Clube (Japuí/São Vicente) e Meninos do Melvi Futebol Clube (Melvi).

No B, jogaram as equipes do Folha Verde Esporte Clube (Melvi), Botafogo Futebol Clube B (Antártica), Sociedade Esportiva Estrela da Vila Sônia (Vila Sônia), Estrela do Norte Futebol Clube (Glória), Clube Atlético Parque das Américas (Solemar), Caiçara Futebol Clube (Caiçara), Poty Futebol Clube (Tupi) e Praiano Futebol Clube (Tupi).

No C, confrontaram-se as turmas do Grêmio Recreativo Dragões da Vila (Vila Sônia), Treze de Maio Futebol Clube (Sítio do Campo), Grupo Recreativo e Cultural Escola de Samba Mancha Verde (Tupi), Estrela da Curva do S Futebol Cube (Esmeralda), Esporte Clube Águia de Ouro (Aviação), Esporte Clube Oriental (Boqueirão), Clube Atlético Três Cores (Mirim) e Caieiras Futebol Clube (Caieiras). No D, duelaram os selecionados do Esporte Clube Nacional (Glória), Botafogo Futebol Clube A, Real Esporte Clube (Real), Dois Irmãos Futebol Clube (Guilhermina), Águia Dourada FC (Samambaia), Senzala Futebol Clube (Mirim) e Raízes Futebol Clube (Esmeralda).

Retrospecto – Em 2016, a equipe da Sociedade Esportiva Estrela da Vila Sônia (Bairro Vila Sônia) venceu o Campeonato Praia-grandense de Futebol Veterano. Na decisão, o time azul e branco venceu, por 3 a 2 nos pênaltis (após empate de 1 a 1 no tempo regulamentar), o time do Palmeirinhas Esporte Clube (Antártica). Em 2014/2015, a turma do EC oriental sagrou-se campeã do Municipal de Futebol Veterano. Na decisão, o pessoal do Canto do Forte venceu nos pênaltis, por 9 a 8 – após empate no tempo regulamentar (0 a 0), o grupo dos Dragões da Vila.

Em 2013, a equipe da Sociedade Esportiva Estrela da Vila Sônia sagrou-se campeã invicta. Prata para o Palmeirinhas e bronze para o Unidos. Em 2012, deu Palmeirinhas. Depois terminou o AC Três Cores. Em 2011, a turma do Estrela da Vila Sônia conquistou o título. Prata para o Botafogo. Em 2010, vitória do Três Cores e prata para o Galo de Ouro. Em 2009, ouro para o Três Cores e segundo lugar para o Estrela da Vila Sônia. Outras informações podem ser obtidas no site www.lfapg.com.br.

Técnico de PG ganha medalhas com a seleção brasileira de atletismo

Rodrigo Rosa participou do Sul-Americano de Marcha Atlética 
O técnico da equipe de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL e Gutto Tunning Team) Rodrigo Augusto da Silva Rosa, 37 anos, participou da comissão técnica da seleção brasileira que disputou o Campeonato Sul-Americano de Marcha Atlética. O time verde e amarelo faturou duas medalhas (um ouro e um bronze), nas provas de 20 e 50 quilômetros, categorias feminina e masculina, adulta, sub-20 e sub-18. O evento realizado no último sábado (10) ocorreu na cidade de Sucuá, no Equador.

“Foi uma experiência única e muito importante para a minha carreira. Um sonho realizado”, afirmou Rodrigo. “Preparei-me muito com eficácia, paciência e dedicação para alcançar a seleção brasileira e vou manter meu empenho para continuar representando o país. Tivemos uma boa participação no Sul-Americano, mas, infelizmente, na prova de 10 km, na sub-18, o jovem praia-grandense Kauan Domingues não completou a prova”.

Foi a primeira vez que Rodrigo integrou a seleção nacional como treinador (já o fizera quando atleta). Três treinadores orientaram 16 atletas brasileiros. “Fui convocado por ter qualificado alguns, em diversas faixas etárias e provas, para o time nacional nos últimos anos. Destaque para o Kauan Domingues que é machador e estará no Equador. Ele é de Praia Grande e neste ano, sagrou-se campeão da Copa do Brasil com o melhor tempo da história. Na categoria sub-18, ele completou os 10 quilômetros em 48min26seg, sem tomar nenhuma punição”.

Dados – Natural de São Paulo, Rodrigo começou no atletismo aos 11 anos, em Embu das Artes. Sagrou-se campeão paulista, brasileiro e obteve títulos internacionais em disputas de meio-fundo (800 e 1.500 metros rasos) e no cross country (corrida em terreno rústico).

Chegou a disputar o Mundial Juvenil de cross. Aos 21 anos, encerrou a carreira após uma pubalgia. No ano seguinte, iniciou os estudos em educação física na Universidade Mackenzie, em São Paulo. Aos 26 anos, iniciou na função de treinador. Passou pelas equipes de Embu das Artes, Santana do Parnaíba e Centro de Excelência/Federação Paulista de Atletismo. É pós-graduado em fisiologia do exercício na Universidade de São Paulo (USP) e certificado em cursos da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT) e Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Praia Grande – Morador do Bairro Sítio do Campo e natural de Praia Grande, o marchador Kauan da Silva Domingues, 17 anos (equipe Memorial-Santos), integrou a seleção brasileira na categoria sub-18, prova de 10 km, durante o Campeonato Sul-Americano. Infelizmente, ele não terminou a prova. Campeão da Copa do Brasil em 2018, Kauan iniciou no esporte em 2013, na pista da Cidade exatamente com o técnico Rodrigo. Estudo na Escola Municipal Ronaldo Sérgio Alves Lameira Ramos e foi medalhista em eventos regionais, paulistas e brasileiros, em variadas faixas etárias.

PG oferece polo de basquete masculino

         Meninos de 12 a 19 anos podem participar

A Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande oferece gratuitamente aos munícipes polo de iniciação e treinamento competitivo de basquete masculino. As atividades ocorrem de segunda a sexta-feira, no Ginásio Magic Paula (Avenida do Trabalhador, 4111, Bairro Antártica) sob comando técnico do professor Osvaldo José de Assis Pinheiro.

“Neste ano, vamos disputar o Campeonato Paulista sub-17, a segunda divisão do estadual com o sub-19 e evento da Liga Paulista; além das competições regidas pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude: Joguinhos, Jogos Regionais e Copa do Estado que agora está regulamentada como Jogos Infantis”, afirmou Pinheiro.

Os treinamentos do polo de basquete masculino ocorrem às segundas, quartas e sextas-feiras, das 16h30 às 18h30 (categoria sub-19), e das 18h31 às 20h30 (sub-17). Às terças e quintas-feiras, as atividades acontecem das 16 horas às 17h30 (sub-14), das 17h31 às 19 hora (sub-17), e das 19h01 às 21 horas (sub-19).

Os interessados em participar devem comparecer no local de treinamento, trajados com tênis, meião, bermuda e camiseta indicada para a prática esportiva. Precisa estar munido com documento de identificação (de preferência com foto) e, se for menor de idade, deve estar acompanhado por adulto responsável. O ingresso nas atividades depende de avaliação técnica realizada pelo professor Pinheiro.

Dados – Em 2017, na fase final dos Jogos Estaduais Abertos da Juventude, os Joguinhos, a turma sub-19 local terminou em quinto lugar – um resultado inédito. Na segunda fase de grupos, os meninos da Cidade ganharam de Junqueiropólis por 75 a 40, perderam para Rio Claro por 79 a 45 e Franca, por 113 a 14. Na primeira fase, ganharam de São José do Rio Preto por 79 a 57 e Araçatuba, por 53 a 27; e foram derrotados por São José dos Campos por 91 a 57. Na etapa Regional (envolve os times campeões da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira), venceram Juquiá por 110 a 24 e Itanhaém por 88 a 75.

Na sub-regional (reúne somente equipes da Região Metropolitana da Baixada Santista), superaram São Vicente por 95 a 59, Cubatão por 70 a 43 e Guarujá por 20 a 0 (winout/w.o. – ausência do adversário). No torneio da primeira divisão dos 61º Jogos Regionais do Estado de São Paulo, a seleção adulta de Praia Grande terminou em quarto lugar. No Campeonato Paulista de Basquete, na série bronze (segunda fase), o time municipal sub-17 ficou em quarto lugar e o sub-19 parou na primeira fase.

Praia Grande – Marcello Toledo – Portinho 

%d blogueiros gostam disto: