• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

Atleta de Praia Grande luta no Brasileiro de Jiu-Jitsu Sem Quimono

Victor Matos representa a Cidade
28/9/2018
 

Neste sábado e domingo (29 e 30), a partir das 9 horas, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, o atleta de Praia Grande Victor de Matos, o Vitinho, 28 anos, disputa o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu Sem Quimono (NO GI), evento regido pela Federação Internacional de Jiu-Jitsu Brasileiro (IBJJF) com apoio da Confederação Brasileira (CBJJ).

No total, 21 atletas disputam o título do peso leve (70 a 75 kg), categoria adulta, faixa preta. Vale frisar que o lutador faixa preta de jiu-jitsu de Praia Grande conta com apoio de Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL), Zenith Brazilian Jiu Jitsu, Morcelli & Morcelli, Osan, Restaurante Santa Planta, Voofly, Centro de Treinamento Funcional PG, Clínica The Doctors, R4 Academia, Bona Crossfit, Canela House e De Rose Method.

Dados – Nesta temporada, Vitinho conquistou três medalhas no Campeonato Aberto Internacional de Curitiba. Na disputa com quimono, ficou com a prata. No torneio sem quimono (NO GI), o atleta de Praia Grande sagrou-se vice-campeão no leve e foi terceiro colocado no absoluto (sem limite). Obteve o ouro no Aberto Internacional de Jiu-Jitsu do Rio de Janeiro. Já na disputa com quimono, o atleta de Praia Grande assegurou a medalha de prata. Disputou o Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, na cidade de Long Beach, no Estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Foi derrotado na primeira luta por Jhonny Loureiro (Academia Alliance Internacional) e acabou eliminado do torneio. 

Carreira – Em 2017, Vitinho conquistou medalha de ouro na disputa sem quimono do Campeonato Aberto Internacional de Brasília de Jiu-Jitsu. O resultado assegurou-o entre os 30 melhores atletas do mundo. Com 54 pontos no ranking da IBJJF, ele garantiu vaga para disputar o Campeonato Mundial de 2018, que ocorre nos dias 30 e 31 de maio, na cidade de Long Beach, no Estado da Califórnia, nos Estados Unidos.

Ainda na última temporada, no Aberto Internacional de Inverno de Curitiba e Aberto Internacional de Primavera de Salvador, Vitinho sagrou-se campeão da disputa NO GI. Na luta com quimono, foi vice-campeão e Curitiba e terceiro colocado em Salvador. No Aberto Internacional de Vitória, conquistou duas pratas (nas disputas com e sem quimono). No Aberto Internacional de Belo Horizonte, terminou na segunda posição na disputa NO GI. No Aberto Internacional Floripa Spring, ficou em terceiro lugar no NO GI.

Na Copa América, obteve dois bronzes: uma no peso médio (76 a 82 kg) e outra no absoluto (sem limite), ambas com quimono. No Campeonato Nacional Americano, em Las Vegas, nos Estados Unidos, levou o bronze na disputa NO GI. No Aberto Internacional de São Paulo, faturou dois bronzes nas disputas com e sem quimono. Ele foi o único atleta a subir nos dois pódios na categoria adulta, faixa preta, peso leve. No Sul-Americano, foi derrotado na primeira luta e acabou sendo eliminado. No Mundial de Jiu-Jitsu Brasileiro, na Califórnia, nos Estados Unidos, Vitinho foi derrotado na primeira luta. A qualificação para o Mundial ocorreu após ele ganhar a prata no Aberto de San Diego. 

Ao longo da carreira, foi campeão Sul-Brasileiro, Nacional Open, Paulista, do Rio Brazilian Pro, do Paulistão Sem Kimono, Curitiba Open, Brasília Internacional, da Copa Paulista Aberta Sem Kimono, do Circuito Aberto Estadual, do Torneio Brasil de Submission (luta de submissão), do Ubatuba Summer Fight, do Campeonato Sul-Americano Aberto de Submission, do Sudeste Brasileiro e da 5ª Copa São Vicente Open. Faturou a prata no São Paulo Open Internacional, no Brasileiro sem kimono, Sul-Brasileiro, no 1º Campeonato de Praia Grande e no 10º Campeonato Internacional. Conquistou ainda os terceiros lugares no Campeonato Brasileiro, Sul-Americano, São Paulo Open, Circuito Baixada Santista, Campeonato Mundial No-Gi e no 13º Campeonato Internacional. 

Surfistas de Praia Grande encaram 3ª etapa do Circuito Paulista

Atletas de Praia Grande competem no Hang Loose Surf Attack
28/9/2018
 

De sexta-feira a domingo (28 a 30), a partir das 8h30, na praia do Tombo, em Guarujá, a equipe de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) compete na terceira etapa (total de quatro) do 31º Circuito Hang Loose Surf Attack (Circuito Estadual de Surfe Amador), evento regido pela Federação Paulista de Surf (FPS) com chancela da Confederação Brasileira (CBS). 

Mais de 230 surfistas participam do evento. Destes, 10 são de Praia Grande. Estão em disputa as categorias júnior (17 e 18 anos), mirim (15 e 16), iniciante (13 e 14), estreante (11 e 12) e petit (até 10); e sub-16 feminina. Além dos títulos individuais, a competição tem disputa por cidades (pontuação geral). Quarta e última etapa do evento rola de 26 a 28 de outubro, ainda em local não definido. 

Circuito – Em julho, na praia de Maresias, em São Sebastião, na segunda etapa do Circuito Paulista, a equipe de Praia Grande competiu. Na júnior, Gabriel Nieba parou na segunda rodada (32 melhores) e Claudio Stanisci na primeira (48). Na mirim (15 e 16 anos), Gustavo Giovanardi chegou as quartas de final (16 melhores). Henrique Liberato ficou na segunda rodada (32) e Breno Nieba na primeira (48). Na petit, Maria Beatriz e Thiago Doncev encerraram a participação nas quartas de final (16). Na feminina sub-16, Carol Bastides terminou a participação na primeira fase (30).

Em maio, na praia de Itamambuca, em Ubatuba, na primeira etapa, na júnior, Gabriel Nieba terminou em nono lugar. Claudio Stanisci parou na segunda rodada (32 melhores). Bruno Senatori ficou na primeira rodada (48). Na mirim (15 e 16 anos), Breno Nieba, Caio Braz, Henrique Liberato e Gustavo Giovanardi pararam na primeira rodada (48). Na petit, Maria Beatriz e Thiago Doncev encerraram a participação na primeira fase (30). Na feminina sub-16, Carlo Bastides terminou entre as 29 melhores).

Retrospecto – Em 2017, na classificação geral por equipes, Praia Grande terminou na quinta posição, atrás de Ubatuba, São Sebastião, Guarujá e Bertioga. Individualmente, o melhor resultado veio com Gustavo Giovanardi que terminou em nono lugar na iniciante. Thiago Doncev foi 13º colocado na petit. Mesma posição de Kauê Alohinha na estreante. Breno Nieba e Caio Braz foram os 22º melhores na mirim. Na júnior, Gabriel Nieba assegurou a 17ª colocação.

Em 2016, o grupo municipal terminou em quinto lugar. Na júnior, Ayrton Dilan terminou em 17º lugar e Marcus Vinicius foi 20º. Na mirim, 18ª posição para Gabriel Nieba e 23ª para Bruno Senatori. Na iniciante, 10ª para Gustavo Giovanardi e 26ª para Breno Nieba. Na estreante, 16ª para Kaíque Carvalho e 21ª para Lucas Lopes. Na petit (até 10 anos), 15ª para Kaue Alohinha. 

Em 2015, Gustavo Giovanardi, categoria estreante, conquistou o vice-campeonato do 28º Torneio Hang Loose Surf Attack. Renan Rodrigues encerrou na 11ª posição. Na júnior, Ayrton Dilan ficou em 16º lugar. Na mirim, Vinícius Maia encerrou no 27º lugar. Na petit, Kauê Ribeiro garantiu a 13ª colocação. Em 2014, o destaque local foi Kaíque Carvalho que encerrou na quarta posição na categoria petit. Na estreante, Gustavo Giovanardi ficou na nona colocação. Na iniciante, Marcelo Kuhnen ficou no 21º lugar. Na júnior, 14ª posição para Leonardo Menyon. Na mirim, 15º lugar para Jefferson Veiga.

Em 2013, na júnior, Marcos Corrêa (PG) conquistou o bicampeonato (2012 e 2013). Leandro Cruz terminou na 13ª posição. Na mirim, Jefferson Veiga terminou na 12ª posição. Na iniciante, Gustavo Cruz foi o 24º colocado. Na estreante, 15ª e 23ª colocações para Gustavo Giovanardi e Daniel Oliveira. Na petit, Giovanardi acabou na nona posição. Em 2012, Marcos Corrêa conquistou o título na júnior. Leandro Cruz encerrou na 15ª posição. Na mirim, Corrêa obteve o terceiro lugar. Na iniciantes, Jefferson Veiga ficou em oitavo lugar. Na estreante, 14ª posição para Luan Eugenio. Na petit , 11º e 17º lugares para Gustavo Giovanardi e David Leal. 

Em 2011, na júnior, Leandro Cruz ficou na sexta colocação. Ricardo Lima acabou no 11º lugar. Na mirim, 25ª posição para Jefferson Veiga. Na iniciante, 15º Jefferson Veiga e 21º Matheus Mariano. Na estreante, 10º Daniel Vieira. Na petit, 18º Davi Leal, 21º André Silva, 23º Igor Massarelli e Pablo Souza. Em 2010, na júnior, Maxsswell Ribeiro ficou em quinto lugar. Jefferson Veiga, estreante, também acabou na quinta posição.

Sentinela

Handebol masculino de Praia Grande joga fora de casa pelo Estadual

Equipes da Cidade competem na Capital
28/9/2018
 

Neste sábado (29), a partir das 9h45, no Ginásio do São Paulo Futebol Clube, na Capital, duas equipes masculinas de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) jogam em nova rodada válida pela primeira fase do Campeonato Estadual de Handebol promovido pela Liga Paulistana (LPHB). O time local cadete (15 e 16 anos) encara o da Escola Estadual Professor Roberto Simonini. A turma adulta (idade livre) enfrenta a do São Paulo FC.

As equipes municipais são comandadas pelo professor Evandro Luiz Andrade com auxílio de Luciene Gonçalves, a Cuba. Vale frisar que além destas duas categorias, as turmas masculinas de Praia Grande também competem no Campeonato Estadual da LPHB nas mirim (até 12 anos), infantil (13 e 14) e juvenil (17 e 18).

Na classificação parcial da mirim (única disputada em forma de circuito), em quatro etapas já realizadas, a equipe municipal somou três vitórias, um empate e quatro derrotas. Na infantil, o grupo municipal é segundo colocado com cinco vitórias e uma derrota. Na cadete, é quarto colocado com duas perdas. Na juvenil, o time de Praia Grande lidera com três vitórias e um empate. Na adulta (idade livre), ocupa a terceira posição na classificação geral com três vitórias e três derrotas. 

Retrospecto – Em 2017, a turma juvenil de Praia Grande sagrou-se campeã da LPHB. Na decisão, os rapazes da Cidade venceram o time do Clube Paulista de Handebol/Sírio Libanês por 31 a 27. Na semifinal, ganharam de Santo André por 31 a 17. Na primeira fase da competição, derrotaram Mongaguá (duas vezes) por 31 a 17 e 26 a 18; Santo André (duas vezes) por 25 a 12 e 24 a 21; Francisco Morato por 23 a 17, e Clube Paulista de Handebol/Sírio Libanês por 30 a 25; empataram com o Clube Paulista por 20 a 20; e perderam para o Colégio Eduardo Gomes/São Caetano do Sul por 31 a 29. 

Na infantil, na decisão do terceiro lugar, o grupo da Cidade ganhou de Taubaté por 16 a 12. Na semifinal, havia perdido para o Esporte Clube Pinheiros. Na primeira fase, venceu por 18 a 13 São Vicente e por 25 a 18 Taubaté; perdeu por 31 a 14 para o Esporte Clube Pinheiros e por 10 a 4 para Taubaté. Na cadete, na decisão do bronze, a turma de Praia Grande superou a turma do CESC/Rio de Janeiro por 35 a 34. Na semifinal, perdeu para o Pinheiros. Na primeira fase, venceu Pindamonhangaba por 32 a 17, Taubaté por 29 a 21 e Santo André por 23 a 15 e 20 a 12; perdeu para o Esporte Clube Pinheiros por 29 a 25 e Taubaté por 27 a 24. 

Na adulta (idade livre), na decisão do terceiro lugar, a equipe praia-grandese passou por Franco da Rocha por 36 a 20. Na semifinal, perdeu para Diadema. Na primeira fase, ganhou de Diadema por 31 a 26; perdeu para Franco da Rocha por 24 a 23, São Vicente por 22 a 19, Diadema por 35 a 25 e Mongaguá (duas vezes) por 26 a 24 e 27 a 26. Em 2013, foi a primeira vez (e até então única) que as equipes masculinas de Praia Grande disputaram o Campeonato Estadual da Liga Paulistana de Handebol. Naquela oportunidade, a turma cadete (15 e 16 anos) de Praia Grande conquistou, de forma invicta, a medalha de ouro. Na decisão, o time municipal venceu, por 26 a 24, o grupo da Prefeitura de Jacareí. A garotada da infantil faturou o bronze.

Resultados – Confira as campanhas dos times masculinos de Praia Grande no Campeonato Estadual de Handebol da Liga Paulistana 2018:

mirim (disputa em formato de circuito)
20/5 – Praia Grande 1,5 x 1,5 Jacareí
20/5 – Praia Grande 2 x 1 Mongaguá
9/6 – Praia Grande 0,5 x 2,5 Jacareí
9/6 – Praia Grande 3 x 0 Mongaguá
18/8 – Jacareí 3 x 0 Praia Grande
18/8 – Mongaguá 2 x 1 Praia Grande
15/9 – Mongaguá 1 x 2 Praia Grande
15/9 – Jacareí 2 x 1 Praia Grande

infantil 
8/4 – Praia Grande 26 x 6 Mongaguá
15/4 – Praia Grande 13 x 30 EC Pinheiros
13/6 – Guarujá 16 x 21 Praia Grande
23/6 – Praia Grande 28 x 9 EE Professor Roberto Simonini/SP
26/6 – Praia Grande 19 x 12 Mongaguá
12/9 – Praia Grande 18 x 15 Guarujá

cadete
15/4 – Praia Grande 16 x 34 EC Pinheiros
23/6 – Praia Grande 25 x 27 EE Professor Roberto Simonini/SP

juvenil
8/4 – Praia Grande 32 x 17 Mongaguá
13/6 – Guarujá 16 x 29 Praia Grande
25/8 – Praia Grande 22 x 8 Mongaguá
12/9 – Praia Grande 20 x 20 Guarujá

adulto
8/4 – Mongaguá 35 x 29 Praia Grande
15/4 – Praia Grande 26 x 24 Diadema
17/5 – ASE Santista 30 x 25 Praia Grande
20/5 – Praia Grande 30 x 37 São Paulo FC
24/6 – Diadema 26 x 27 Praia Grande
25/8 – Praia Grande 26 x 20 Mongaguá.

Servidores de Praia Grande municipais participam do Setembro Amarelo – Valorizando a Vida

Diversas palestras foram ofertadas pela Secretaria de Saúde Pública
28/9/2018
 

Na manhã e tarde desta sexta-feira (28), os servidores municipais de Praia Grande participaram do evento Setembro Amarelo – Valorização da Vida. A iniciativa foi promovida pela Secretaria de Saúde Pública (Sesap) em parceria com a Secretaria de Administração (Sead).

Durante o evento foram ministradas, pelos profissionais do Caps (Centro de Atenção Psicossocial), palestras sobre Depressão, Equilíbrio emocional, adolescência e a saúde mental, entre outros. Na parte da tarde, os funcionários da Usafa Vila Sônia apresentaram o trailer do documentário ‘Repensando o Suicídio’, produzido pelos próprios servidores e voluntários.

Para o secretário de Saúde Pública de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira, o evento foi importante não só para reunir os servidores mas para que cada um reflita em seu dia a dia sobre suas ações e as do próximo. “Com pequenas observâncias conseguimos identificar uma atitude diferente num colega de trabalho, num membro da nossa família e isso pode salvar uma vida. A prevenção ao suicídio começa em pequenos detalhes”, disse.

Ao longo de todo o mês de setembro a Cidade contou com diversas atividades sobre o tema. As Usafas (Unidades de Saúde da Família) e as Academias de Saúde realizaram palestras, rodas de conversa, ações com psicólogos e psicoterapeutas, caminhadas e muito mais.

Dados – O Dia Internacional de Prevenção ao Suicídio é comemorado em 10 de setembro, por isso a escolha desse mês para o desenvolvimento de ações mais específicas. No Brasil, o Setembro Amarelo teve início no ano de 2015, em Brasília. Os profissionais da área médica explicam que uma das formas mais eficazes para se evitar o suicídio é através de diálogos e discussões sobre o tema. Infelizmente, esse tipo de caso vem crescendo ao longo dos últimos anos em todo mundo e por isso a campanha ganha ainda mais importância.

Abordagem a pessoas em situação de rua é tema de curso ministrado para guardas civis em Praia Grande

Conteúdo foi transmitido por assistente social da Secretaria de Saúde
28/9/2018
 

Os guardas civis municipais de Praia Grande estão passando por um curso de capacitação sobre abordagem a pessoas em situação de rua. O objetivo é, entre outros fatores, humanizar ainda mais o atendimento a essas pessoas durante os patrulhamentos e ações integradas com outras secretarias, como a de Saúde (Sesap) e de Assistência Social (Seas). 

Nesta quinta e sexta-feira as duas primeiras turmas tiveram acesso ao conteúdo ministrado pelo assistente social do Consultório na Rua, da Sesap, José Carlos Varella Junior. Ele explicou que a ideia do curso surgiu há dois anos e meio quando a GCM e a Sesap fizeram ações conjuntas na área de transbordo dentro do programa Crack, é Possível Vencer, do Governo Federal. “Ali, começamos a estreitar esse contato e vi que muitos guardas tinham interesse em conhecer mais do assunto e aprimorar o trabalho que já é feito”.

Segundo ele, a parte teórica, relacionada principalmente à legislação, já é de conhecimento da corporação, uma vez que o tema integra a grade curricular do curso de preparação dos guardas. Por isso, a ideia é sensibilizá-los mais pela parte prática e pela vivência no contato com as pessoas que vivem nas ruas.

A chefe da Seção de Ensino, a GCM Luciana Ciríaco, observou que o curso será aplicado a todo o efetivo e contará como parte do conteúdo de 80 horas anuais exigidas pela Polícia Federal para a renovação do porte de arma da corporação. “As capacitações e atualizações de conteúdo são fundamentais para o desempenho das funções dos guardas. O comando da Guarda e a Secretaria de Assuntos de Segurança (Seasp) têm uma preocupação especial com essa questão”.

Guarda Civil Municipal na Cidade há 17 anos, Valdenito Ribeiro Pereira, já atuou na corporação fazendo patrulhamentos e tendo contato com a população de rua e conta que, muitas vezes, a GCM é a primeira instituição a ser acionada e deve estar preparada. “Podemos fazer a diferença na vida dessas pessoas durante um atendimento. Eles já estão fragilizados. Além disso, ao nos aprofundarmos nesse contexto, refletimos sobre o valor da nossa vida e da vida das pessoas. São seres humanos. Com certeza, esse curso vai ser de muita importância na atuação das equipes que estão nas ruas”. 

Referência – A Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande foi criada em 1969, quando era chamada de Serviço de Vigilância e Salva Vidas, passou por várias reformulações ao longo dos anos até que a Lei Complementar 269 fosse aprovada em 2001, dando uma nova estruturação à corporação. Neste período, os avanços foram muitos. A começar por uma legislação específica com a implementação de concurso público para o ingresso no cargo, passando pela constante capacitação de seus integrantes, investimentos em equipamentos e melhores condições de trabalho, até se tornar referência entre as cidades da região.

Atualmente, a GCM de Praia Grande conta com 349 homens e mulheres totalmente preparados para atuar nas ruas da Cidade tanto no patrulhamento preventivo quanto ostensivo. Novo concurso para a contratação de mais 80 guardas está com inscrições abertas. 

Baile celebra 25 anos do Programa Conviver em Praia Grande

Evento que reuniu mais de 700 convidados ocorreu no Palácio das Artes
28/9/2018
 

Um grande baile dançante, realizado na noite da última quinta-feira (27), no salão de eventos do Palácio das Artes, marcou o aniversário de 25 anos do Programa Conviver de Praia Grande. O evento teve música ao vivo e muita animação. Mais de 700 pessoas, das nove unidades do Programa, participaram da festa.

A comemoração não poderia ser diferente. Os bailes dançantes promovidos no Município são os eventos que mais fazem sucesso com a Melhor Idade. O tema escolhido para o Baile foi “Anos 70”. O salão foi todo preparado para o baile. Diversas mesas e cadeiras organizadas de forma a dar conforto para os convidados e espaço para dança. Os convidados marcaram presença e se divertiram durante a festa.

Para muitos a comemoração é dupla. Além do aniversário do serviço, a liberdade e qualidade de vida por ele proporcionada traz uma nova expectativa de vida para os idosos.

Uma das participantes do evento foi a aposentada, Alzira Lopes de Jesus, de 58 anos. Há mais de 3 anos, é frequentadora do Conviver e comemora as amizades que conquistou nesse período. “O conviver me deixou mais alegre, muito mais feliz, porque fiz muitos amigos. Comemorar esta data com baile é muito bom”.

A aposentada, Júlia Vicente, de 73 anos, faz ginástica, dança cigana e dança de salão no Conviver do Bairro Ocian. Para ela, o serviço significa o resgate de sua condição de saúde. “Quando cheguei no Conviver estava acima do peso e com colesterol alto. Hoje eu não tenho mais esse problema. Fiz amigos, conheci muita gente maravilhosa. Amo o Conviver”.

De acordo com a Fundação Seade, a estimativa populacional de Praia Grande para 2018 é de 306.207 moradores. Do total, 76.951 pessoas já passaram dos 50 anos e destas 44.113 são idosas.

Atualmente o Programa Conviver atende a cerca de 6 mil pessoas, todas acima dos 50 anos. Os atendidos estão espalhados por nove unidades, de maneira a buscar atender todas as regiões da Cidade. O Programa conta com a parceria do Fundo Social de Solidariedade e cada uma dessas unidades tem diferentes características, de maneira a oferecer mais de 30 tipos de atividades, entre elas, ginástica, musculação, hidroginástica, caratê, xadrez, informática, tênis, alfabetização, smartphone, taichi chuan, ioga artesanatos diversos e muito mais.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria Del Carmen Padin Mourão, a Maruca, destacou que o sucesso do Programa é fruto da participação dos moradores do Município. “De nada adiantaria oferecermos tudo isso se não houvesse vontade das pessoas em participar. Se hoje estamos em festa é porque a Melhor Idade de Praia Grande é muito participativa. Fico muito feliz com esse sucesso”.

Início – Oficialmente, o Programa Conviver foi criado em 27 de setembro de 1993. O Programa começou com um pequeno grupo de senhoras que se reuniam em uma sala na Secretaria de Assistência Social (Seas) para conversar, costurar e tricotar. Depois o grupo começou a receber novos participantes e foi criado um coral. Com o crescimento foi necessário mudar para uma sede própria, que ficava na Rua Oswaldo de Oliveira, no Bairro Boqueirão. De lá, o grupo se mudou para a Rua Botafogo, no Bairro Guilhermina, onde funcionou durante alguns anos.

Mais pessoas recorreram ao Conviver Guilhermina e por isso era necessário um espaço que comportasse a demanda, por isso a unidade passou a funcionar no atual endereço, na Rua Praia dos Sonhos, nº 245.

O programa foi criado para atender a uma necessidade que os idosos tinham de interagir com as pessoas e preencher a rotina diária com atividades saudáveis que proporcionassem bem estar e diminuísse a sensação de solidão, comum nesta faixa etária. No Conviver, os idosos podem fazer exercícios físicos, praticar esporte, jogar baralho, fazer artesanato ou até aprender a usar o computador para se atualizarem das novas tecnologias.

Desde 2009, Praia Grande ocupa o primeiro lugar no Índice Futuridade entre as cidades com mais de 200 mil habitantes. O índice estadual mede a qualidade de vida e a atenção ao idoso nos municípios. Nesse sentido, o Programa Conviver contribui com a oferta de entretenimento nas quatro unidades no Município, sendo destinadas a pessoas com mais de 50 anos.
Tem Conviver nos Bairros Boqueirão, Guilhermina, Sítio do Campo, Antártica, Tupi, Ocian, Samambaia, Caiçara e Solemar. Para mais informações bastar comparecer na unidade mais próxima ou ligar para 3496-5015.

Dia Internacional do Café

O Dia Internacional do Café, que este ano tem o tema Mulheres no Café, é celebrado anualmente em 1º de outubro. Para comemorar a data, o Museu do Café realiza atividades no domingo (30), com início às 14h, quando ocorre encontro de baristas profissionais para diferentes demonstrações e degustações de bebidas à base de café. A ação, que tem como objetivo valorizar a presença feminina no segmento, também proporciona bate-papo sobre os desafios da profissão.

Participam da programação a sócia-proprietária da empresa de cursos Baristando, Franciele Gomes; a barista-chefe responsável pela qualidade dos cafés e instrutora de treinamentos da rede Santo Grão, Keiko Sato, e colaboradoras da cafeteria Octávio Café, Martha Grill, Juliane Alves e Natalia Telles.

Os drinks de cada profissional escolhidos para as apresentações incluem, respectivamente, o Iced Coffee – café com soda limonada; o Cold Brew – experiências da extração a frio; a Soda Mademoiselle d’Orvilliers; o Julli Frutti e o Paçoca Latte.

A segunda parte da agenda envolve a inauguração da exposição temporária Café com Aquarela, uma Experiência de Imagem e Contos. A mostra, com abertura prevista para as 17h, traz ao público 16 trabalhos figurativos produzidos com a bebida, carvão e outros materiais pouco convencionais, assinados pelo artista plástico Rogério Bassa Gonçalves. Pode ser conferida até 30 de outubro.

A programação é gratuita e, para participar do encontro com as baristas, os interessados devem fazer a inscrição pelo e-mail inscricao@museudocafe.org.br. O Museu do Café fica à Rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Funciona de terça a sábado, das 9h às 17h e aos domingos, entre 10h e 17h. Aos sábados, a visitação é gratuita.

Canoístas de Praia Grande disputam Copa do Brasil Oceânica

Time da Cidade compete em Ilhabela
28/9/2018
 

Neste sábado e domingo (29 e 30), a partir das 8 horas, na praia do Perequê, em Ilhabela, a equipe do núcleo de Praia Grande do Programa Navega São Paulo (Secretarias de Esporte e Lazer – SEEL – e Educação – Seduc), em parceria com a Associação Turma do Remo, disputa a Copa Brasil de Canoagem Oceânica, evento regido pela Confederação Nacional (CBCA) com apoio da empresa Índice Marketing Esportivo.

A competição tem percurso de 16 quilômetros, nas categorias individuais feminina e masculina júnior (15 a 18 anos), sub-23 (19 a 23), geral (mais de 24) e paracanoagem (mais de 15); e duplas nas júnior (15 a 18), geral (19 a 45), máster (mais de 46) e mista (homem e mulher juntos, de qualquer idade). Ocorre também competição de surfski (os atletas surfam as ondas com os caiaques). Vale frisar que o grupo de Praia Grande é coordenado pelo professor Silvio Bello com auxílio técnico dos professores Luiz Lorejan, Gil de Paula e Orlando José.

Em 2017, a CBCA não realizou a competição. Em 2016, a turma de Praia Grande ficou em terceiro lugar na classificação geral da Copa do Brasil de Canoagem Oceânica com cinco medalhas (três ouros e duas pratas). Em 2015, sagrou-se vice-campeã geral com cinco medalhas (dois ouros, duas pratas e um bronze). Em 2014, foi segunda colocada com 27 medalhas (11 ouros, 10 pratas e 6 bronzes) em três etapas realizadas. De 2010 a 2013, a equipe de Praia Grande sagrou-se tetracampeã geral da disputa nacional com mais de 50 medalhas conquistadas. 

Aulas – As aulas do Programa Navega São Paulo de Praia Grande são abertas a pessoas de todas as idades, de segunda a sábado, das 8 às 17 horas, na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua. Também conhecido como Portinho, o local, banhado pelo Mar Pequeno, está situado na entrada da Cidade, na Rua Paulo Sérgio Garcia s/nº, Bairro Sítio do Campo. 

Para participar basta que os interessados compareçam ao local das aulas, preencham ficha cadastral e apresentem documento de identidade com foto. Os menores de idade precisam que os responsáveis façam a inscrição. Outras informações podem ser obtidas na Secretaria de Educação (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim, ao lado da Prefeitura, telefone 3496-2350).

“Semana de Mobilidade Cicloviária” tem programação amanhã (29) em Praia Grande

Ação será no bicicletário do Litoral Plaza Shopping, o maior e mais completo da região, e tem objetivo de incentivar que mais pessoas utilizem bicicletas como meio de transporte

O Litoral Plaza Shopping, primeiro e único power center da Baixada Santista, recebe amanhã, sábado (29), a partir das 14h30, o projeto “Semana de Mobilidade Cicloviária”. A ação é em parceria com a Associação Brasileira de Ciclistas, Skates, Patins e Cadeirantes e tem objetivo de incentivar cada vez mais pessoas a utilizarem bicicletas como meio de transporte.

O evento terá duas horas de duração e contará com uma equipe da associação no local para fornecer informações e ministrar atividades como aulas para pedalar com segurança, pequenos reparos nas bikes e os cadastros dos interessados no programa Ciclista Cidadão e no grupo Pedal Praia Grande.

A ação será no bicicletário do empreendimento, que tem acesso pela portaria sul do shopping, próximo ao posto de combustíveis. O Litoral Plaza fica na Avenida Ayrton Senna da Silva, 1.511, Praia Grande.

Vai de Bike – Lançada em janeiro deste ano, a campanha “Vai de Bike”, do Litoral Plaza, incentiva que os clientes adotem hábitos mais saudáveis, ecologicamente corretos e que também utilizem bicicletas para frequentarem o empreendimento.

Para acomodar melhor todos os usuários, o bicicletário foi reformado e ampliado: são mais de 240 vagas, com sistema de câmeras de segurança, calibrador e uma mini oficina para pequenos ajustes e reparos. Hoje é o maior e mais completo entre os shoppings da região que ofertam o espaço.

Sobre o Litoral Plaza Shopping
Considerado o maior polo de compras e lazer da Baixada Santista, o Litoral Plaza Shopping comemora 20 anos em 2018 e é um empreendimento que reúne, em um único espaço, opções de lazer, entretenimento e serviços para o público. Reunindo um mix de mais de 250 lojas, com as principais âncoras do mercado, empresas satélites, alameda de serviços completa e uma praça de alimentação moderna e funcional, com 1.300 lugares, o Shopping conta, ainda, com seis salas de cinema, academia, Centro Clínico, a linha municipal de ônibus 97 SH e uma unidade do Poupatempo com Banco do Povo, escritório do Sebrae e outros serviços de atendimento como Detran, Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), Cartório Eleitoral, Junta de Serviço Militar, entre outros, e 3.800 vagas de estacionamento.

Maior do gênero na região, com localização privilegiada e estilo horizontal, o Litoral Plaza vive plena fase de expansão. Sua área atual é de 82 mil m² de ABL (Área Bruta Locável), tornando-se o primeiro e único Power Center do Litoral Paulista. O empreendimento também é um dos colaboradores sociais, esportivos e culturais, além de segundo maior empregador da cidade, com 3.500 funcionários diretos, ficando atrás somente dos serviços públicos.

Contato pelo telefone (13) 3476-2000. Para outras informações, acesse www.litoralplaza.com.br.“Semana de Mobilidade Cicloviária” tem programação amanhã (29) em Praia Grande
Ação será no bicicletário do Litoral Plaza Shopping, o maior e mais completo da região, e tem objetivo de incentivar que mais pessoas utilizem bicicletas como meio de transporte
O Litoral Plaza Shopping, primeiro e único power center da Baixada Santista, recebe amanhã, sábado (29), a partir das 14h30, o projeto “Semana de Mobilidade Cicloviária”. A ação é em parceria com a Associação Brasileira de Ciclistas, Skates, Patins e Cadeirantes e tem objetivo de incentivar cada vez mais pessoas a utilizarem bicicletas como meio de transporte.
O evento terá duas horas de duração e contará com uma equipe da associação no local para fornecer informações e ministrar atividades como aulas para pedalar com segurança, pequenos reparos nas bikes e os cadastros dos interessados no programa Ciclista Cidadão e no grupo Pedal Praia Grande.
A ação será no bicicletário do empreendimento, que tem acesso pela portaria sul do shopping, próximo ao posto de combustíveis. O Litoral Plaza fica na Avenida Ayrton Senna da Silva, 1.511, Praia Grande.

Vai de Bike – Lançada em janeiro deste ano, a campanha “Vai de Bike”, do Litoral Plaza, incentiva que os clientes adotem hábitos mais saudáveis, ecologicamente corretos e que também utilizem bicicletas para frequentarem o empreendimento.
Para acomodar melhor todos os usuários, o bicicletário foi reformado e ampliado: são mais de 240 vagas, com sistema de câmeras de segurança, calibrador e uma mini oficina para pequenos ajustes e reparos. Hoje é o maior e mais completo entre os shoppings da região que ofertam o espaço.

Sobre o Litoral Plaza Shopping
Considerado o maior polo de compras e lazer da Baixada Santista, o Litoral Plaza Shopping comemora 20 anos em 2018 e é um empreendimento que reúne, em um único espaço, opções de lazer, entretenimento e serviços para o público. Reunindo um mix de mais de 250 lojas, com as principais âncoras do mercado, empresas satélites, alameda de serviços completa e uma praça de alimentação moderna e funcional, com 1.300 lugares, o Shopping conta, ainda, com seis salas de cinema, academia, Centro Clínico, a linha municipal de ônibus 97 SH e uma unidade do Poupatempo com Banco do Povo, escritório do Sebrae e outros serviços de atendimento como Detran, Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), Cartório Eleitoral, Junta de Serviço Militar, entre outros, e 3.800 vagas de estacionamento.
Maior do gênero na região, com localização privilegiada e estilo horizontal, o Litoral Plaza vive plena fase de expansão. Sua área atual é de 82 mil m² de ABL (Área Bruta Locável), tornando-se o primeiro e único Power Center do Litoral Paulista. O empreendimento também é um dos colaboradores sociais, esportivos e culturais, além de segundo maior empregador da cidade, com 3.500 funcionários diretos, ficando atrás somente dos serviços públicos.
Contato pelo telefone (13) 3476-2000. Para outras informações, acesse www.litoralplaza.com.br.

Municipal de Futebol Veteraníssimo tem quinta rodada em Praia Grande

Competição reúne 13 times da Cidade
28/9/2018
 

Neste sábado (29), a partir das 13 horas, em quatro campos da Cidade, ocorre a quinta rodada do Campeonato Municipal de Futebol Masculino Veteraníssimo (atletas com mais de 40 anos). A competição reúne 13 times, mais de 250 jogadores e é organizada pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande (LFAPG) com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL).

No último sábado (22), aconteceu a quarta rodada. Confira todos os resultados: grupo A, Oriental 3 x 0 Águia de Ouro, Raízes 3 x 1 Palmeirinhas e Nacional e Aliança 1 x 1; no B, Estrela da Vila Sônia 6 x 0 Cristal, Vasquinho 5 x 0 Caieiras e Águia Dourada 3 x 1 Treze de Maio. Com estes resultados, na classificação parcial, a turma do Raízes lidera a chave A com 12 pontos e a do Estrela da Vila Sônia está na ponta do B com 10. A pontuação obtida pode ser obtida no site www.lfapg.com.br.

Confira a programação para a quinta rodada:

Campo do Palmeirinhas Esporte Clube (Rua João Batista Siqueira, 11.380, Bairro Antártica)
13 horas – Palmeirinhas x Oriental

Campo do Treze de Maio Futebol Clube (Rua Saturnino de Brito, s/nº, Bairro Sítio do Campo)
13 horas – Treze de Maio x Vasquinho
15 horas – Raízes x Nacional

Campo anexo ao Ginásio Magic Paula (esquina da Avenida dos Trabalhadores com a Rua Leila Maria de Barros Monteiro, s/nº, Bairro Antártica)
13 horas – Caieiras x Águia Dourada
15 horas – Águia de Ouro x Aliança

Campo do Esporte Clube Cristal (Avenida das Castanheiras, 266, Bairro Samambaia)
15 horas – Cristal x Botafogo

Dados – Na primeira fase, foram formadas duas chaves (A – com seis times e B – com sete). As equipes jogam todas contra todas, dentro dos grupos, em turno único. Os quatro primeiros colocados de cada chave qualificam-se a etapa oitavas de final (16 melhores), na qual o 1º do grupo A enfrenta o 4º do B, 2ºA x 3ºB, 3ºA x 2ºB, 1ºA x 4ºB.

No grupo A, competem os times do Aliança Futebol Clube (Bairro Ocian), Esporte Clube Nacional (Glória), Raízes Futebol Clube (Esmeralda), Esporte Clube Águia de Ouro (Aviação), Esporte Clube Oriental (Boqueirão) e Esporte Clube Palmeirinhas (Antártica). No B, jogam Botafogo Futebol Clube (Antártica), Sociedade Esportiva Estrela da Vila Sônia (Vila Sônia), Treze de Maio Futebol Clube (Sítio do Campo), Caieiras Futebol Clube (Caieiras), Águia Dourada FC (Samambaia), Esporte Clube Cristal Etanol (Samambaia) e Vasquinho Futebol Clube (Mirim).

Retrospecto – Em 2017 e 2016, a competição não foi realizada. Em 2015, a equipe da Sociedade Esportiva Estrela da Vila Sônia (Bairro Vila Sônia) venceu pela terceira vez seguida (2013 a 2015) o Campeonato Praia-grandense de Futebol Veteraníssimo. Na final, o time azul, branco e verde ganhou, por 3 a 1, da turma do Aliança Futebol Clube (Canto do Forte). Em 2014, na final, a Estrela da Vila Sônia ganhou por 1 a 0 do selecionado do Esporte Clube Nacional (Glória).

Na decisão de 2012/2013, o time da Estrela da Vila Sônia derrotou, por 2 a 1, o selecionado do Atlético Clube Três Cores (Mirim). Em 2011, a equipe do Três Cores sagrou-se tricampeã consecutiva (2009 a 2011). Na final, a turma do Mirim derrotou, por 1 a 0, a equipe do Esporte Clube Vila Sônia (Vila Sônia). Na decisão de 2010, o time do Bairro Mirim derrotou, por 2 a 0, o grupo do Internacional (Bairro Tupi). Já em 2009, na grande final, a turma do AC Três Cores goleou, por 5 a 0, a equipe do Estrela da Vila Sônia (Vila Sônia). 


La pasta delizia em Praia Grande evento beneficente do GAALA

3ª Feira do Estudante 2018

Entregas de obras de urbanizacão de obras no bairro Antartica

Enxadristas de Praia Grande disputam Torneio Primavera

Time da Cidade compete em Circuito Regional
27/9/2018
 

No domingo (30), a partir das 9h30, no salão do Serviço Social da Indústria (SESI) de Cubatão, a equipe de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) disputa o 4º Torneio Primavera de Xadrez, evento válido como sexta etapa do Circuito Cubatense regido pelo Clube de Xadrez de Cubatão com chancela da Federação Paulista (FPX). Há disputas nas categorias feminina e masculina mirim (até 10 anos), pré-infantil (11 e 12), infantil (13 e 14), cadete (15 e 16), infanto-juvenil (17 e 18), adulta/absoluta (19 a 34) e veterana (mais de 35).

Em agosto, na quinta etapa do Circuito – 6º Torneio Cruzeiro Quinhentista -, a equipe de Praia Grande conquistou quatro medalhas (dois ouros e duas pratas). Na cadete, primeiro e segundo lugares para João Paulo Amorim Agrela e André Nascimento Melo. Na infanto-juvenil, medalhas de ouro e prata para Gabriel Estevão Rodrigues e Leonardo da Silva Oliveira. Na pré-infantil, Fabiana do Nascimento Melo terminou na quarta colocação. 

Em julho, na quarta etapa – 7º Torneio Triatlo UNipar-Carbocloro -, a turma local conquistou quatro medalhas (um ouro, uma prata e dois bronzes). Na cadete, primeira, terceira e quarta colocações para Ricardo Lima Primo, André Melo e João Agrela. Na infanto-juvenil, prata para Gabriel Estevão. Na pré-infantil, bronze para Fabiana Melo. Em junho, na terceira etapa – Torneio de Xadrez do SESI -, vieram três medalhas (um ouro, uma prata e um bronze), todas na cadete com André Melo, Leonardo da Silva Oliveira e João. Já Ricardo Primo terminou na quarta colocação. 

Em abril, na segunda etapa – 29º Torneio Cidade de Cubatão -, na cadete, João Agrela e Leonardo Silva conquistaram ouro e prata. Gabriel Estevão foi vice-campeão na infanto-juvenil. Já André Melo terminou em quarto lugar na cadete. Vale frisar que o grupo municipal não participou da primeira etapa – 11º Torneio Guará Vermelho (realizada em março) – e que recebe orientação técnica da professora Rosângela Domingos de Andrade Coelho.

Retrospecto – Em 2017, a equipe de Praia Grande obteve dois primeiros lugares, um segundo e três terceiros na classificação final do Circuito Regional Cubatense. Ao todo, em seis etapas ao longo do ano, a turma da Cidade ganhou 31 medalhas (8 ouros, 9 pratas e 14 bronzes). Na cadete, título para João Agrela. Terceira posição para Leonardo da Silva Oliveira. Na infantil (13 e 14 anos), troféu de campeão geral para André Nascimento Melo. Vice-campeonato e terceira posição para Rafael Chinelli Raimundo e Ricardo de Lima Primo. Na pré-infantil (11 e 12 anos), terceiro lugar para Heitor Lourenço Mathias.

Em 2016, a turma da Cidade faturou seis medalhas no Circuito Cubatense. Em 2015, foram outras nove. Em 2014, conquistou um título geral, dois vice-campeonatos e dois terceiros lugares. Em 2013, o time municipal obteve um título geral, um vice-campeonato e um terceiro lugar. Em 2012, um ouro e uma prata. Em 2011, a equipe de xadrez de Praia Grande faturou cinco troféus (três ouros, uma prata e um bronze). Em 2010, três ouros, uma prata e dois bronzes. Em 2009, um segundo e um terceiro lugares. Em 2008, uma taça de campeão e uma de vice-campeã

Treinos – A SEEL de Praia Grande disponibiliza gratuitamente para os munícipes polo de iniciação e treinamento competitivo de xadrez. A modalidade é recomendada para todas as idades, mais precisamente para as crianças, pois estimula o raciocínio e o desenvolvimento intelectual. As aulas ocorrem no Ginásio Magic Paula (Avenida do Trabalhador, 4111, Bairro Antártica), de segunda a quinta-feira, das 8h às 17h, e nas sextas-feiras, das 8h às 12h; e no Espaço Conviver Boqueirão (Avenida Presidente Castelo Branco, s/n, Bairro Boqueirão), às sextas-feiras, das 17h às 21h. 

Para participar da atividade, os interessados devem se inscrever no local dos treinamentos (Fábrica do Esporte). Os menores de 18 anos precisam apresentar, além do próprio documento de identidade, autorização do responsável e comprovante de residência. Os materiais para a prática da modalidade são disponibilizados pela própria SEEL. 



%d blogueiros gostam disto: