• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Praia Grande

Caratecas ganham 21 medalhas no Arnold Classic Brasil

Atletas da Cidade disputaram evento internacional
26/4/2018

Atletas de Praia Grande (Secretaria de Esporte e Lazer – SEEL) conquistaram 21 medalhas (10 ouros, 6 pratas e 5 bronzes) no torneio de caratê do Campeonato Aberto Internacional Arnold Classic Brasil (Open International Karatê Championship) – Festival Esportivo da América do Sul (Sports Festival South America). O evento finalizado no último domingo (22), ocorreu no Ginásio Poliesportivo Mauro Pinheiro, o Ibirapuera, em São Paulo, na Capital. 

No evento chancelado pela Confederação Pan-Americana (CPK) e que contou pontos para o ranking nacional da Confederação Brasileira (CBK), destaque para a turma da Academia Gladiators (Bairro Tupi) que sagrou-se vice-campeã geral com 14 pódios (sete ouros, cinco pratas e dois bronzes). A turma da Associação Kami Dojo (Samambaia) obteve um ouro, uma prata e um bronze. O grupo da Academia Seikan (Tupi) ficou com um primeiro lugar e um terceiro. O selecionado da Yamato Dojo (Ocian) trouxe um ouro e um bronze. O time da Yoshimura Kyokai (Boqueirão) participou, mas não obteve premiação.

Ocorreram torneios de katá (exibição de movimentos) e kumitê (luta), nas categorias sub-12 (10 e 11), sub-14 (12 e 13), cadete (14 e 15), junior (16 e 17), sênior (18 a 31), master A (32 a 35), B (36 a 39), C (40 a 43), D (44 a 46), E (47 a 49), F (50 a 55) e G (mais de 56); e caratê paraolímpico. Existiu também divisão por peso e graduação (kyu). Quanto menor o kyu (faixa), mais evoluído é o atleta: branca (6º kyu), amarela (5º), laranja (4º), verde (3º), azul ou roxo (2º), castanho ou marrom (1º).

Vale frisar que em 2017, a praia-grandense Jéssica Linhares de Paula (Academia Gladiators), categoria sub-21, peso menos de 50 quilos, e Rafaela Beatriz dos Santos Silva (Academia Yamato Dojo), categoria júnior (16 e 17 anos), peso mais de 59 kg, sagraram-se campeãs do Arnold Classic Brasil. Em 2016 e 2014, Jéssica também venceu o evento. Em 2013, Jéssica faturou medalha de bronze e Caroline de Lima ficou em quarto lugar no katá sênior.

Treinos – Os caratecas de Praia Grande treinam em cinco academias da Cidade. No Bairro Tupi, a equipe da Academia Gladiators tem comando do sensei Rodrigo Inácio. No Ocian, o grupo da Yamato Dojo é conduzido por Carolina Ramalho. No Samambaia, o time da Kami Dojo possui Ronaldo Rodrigues como mestre. No Boqueirão, o selecionado da Yoshimura Kyokai recebe orientação técnica do mestre Jorge Yoshimura. No Tupi, a turma da Seikan pertence ao técnico Márcio Papi. 

Há ainda, treinamentos públicos (gratuitos) disponibilizados pela Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande. sob comando do professor Luiz Fernando de Almeida Antunes, faixa preta 3º Dan, as aulas acontecem no Ginásio da SEEL (Avenida Minsitro Marcos Freire, 33579, Bairro Tupiry), as terças e quintas-feiras, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas; no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180), as segundas, quartas e sextas-feiras, das 9 às 12 horas; e na Pista municipal de Atletismo (Rua José Bonifácio, 400, Bairro Sítio do Campo), as segundas, quartas e sextas-feiras, das 14 às 17 horas.

Sob orientação do professor Jorge Yoshimura, faixa preta 8º Dan, os ensinamentos são realizados de segundas as sextas-feiras, após às 18 horas, os treinos ocorrem no Ginásio Rodrigão (Av. Pres. Kennedy, 8169 – Mirim). As segundas, quartas e sextas-feiras, das 13 às 17 horas, as atividades acontecem no Ginásio do Bairro Sítio do Campo (Rua Maria Luiza Lavalle, 180). As terças e quintas-feiras, das 13 às 17 horas, as aulas desenvolvem-se no Centro de Apoio à Família do Educando (CAFE) do Bairro Vila Sônia (Rua João Andrade de Jesus, s/nº).

Foto: Margarida Storti

DUELO DE MONSTROS Z750 VS FZ6 – (DEU RUIM COM A Z CROMADA) – GLEISON DA PG

Circuito de Surf de PG agita Praia do Boqueirão

Evento tem etapa inicial neste mês, na Praia do Boqueirão
26/4/2018

Neste sábado e domingo (28 e 29), a partir das 8h30, na Praia do Bairro Boqueirão, ocorre a primeira etapa do 4º Circuito de Surfe Amador de Praia Grande/Back Fish. Há disputas nas categorias open (idade aberta – a principal do torneio), júnior (17 e 18 anos), mirim (15 e 16), iniciante (13 e 14), estreante (11 e 12), petit (até 10 anos), máster (mais de 35 anos) e feminina (idade livre). 

O evento regido pela Associação Praia Grande de Surf (APGS) conta com apoio da Prefeitura de Praia Grande, apresentação de MGQ Construtora e Incorporadora de Imóveis e supervisão da Federação Paulista de Surf (FPSurf). A disputa conta com patrocínio da Dafla Street Store e Point do Gordo, co-patrocínio da Faculdade de Praia Grande (FPG), Centro Educacional Vila Verde e Casa Prime Móveis Planejados; apoio de Riu Kiu, Renato Barqueta, Riptide Fabrica, Megatons Surf Boards, Wizard Praia Grande, Riptide Roupas e Acessórios de Surf e Skate, Banca do Extra, Restaurante Luar Panela de Barro, Cristal Litoral, Empório Sabor Natural, Cabanas Havaianas, My Cropped, Fu Wax, Surf Dicas e O Rei dos Estofados.

Vale ressaltar que as segunda e terceira etapas do 4º Circuito de Surfe Amador de Praia Grande/Back Fish ocorrem em 11 e 12 de agosto, na praia do Bairro Tupi; e em 13 e 14 de outubro, no Caiçara. Outras informações podem ser obtidas nos telefones (13) 98126-7901 e 3471-4333 e na página de facebook da APGS https://www.facebook.com/associacaopgsurf.

Retrospecto – Em 2017, na open, o campeão do circuito foi Matheus Dutra, seguido por Rodrigo Silva e Rafael Moisés. Na júnior, título para Alex Soares, seguido por Daniel Ferlin e Gabriel Nieba. Na mirim, Gustavo Mattos, Gustavo Giovanardi e Lucca Casemiro subiram no pódio. Na iniciante, troféus para Lucca Casemiro, Gustavo Giovanardi e Kaíque Carvalho. Na estreante, vitória de Daniel Duarte, seguido por Everton Freitas e Kauã Campos. Na petit, primeiro lugar para Daniel Duarte, seguido por Thiago Doncev e Jhon Muller. Na máster, medalharam Anderson Robert, Fábio Porto e João Carlos Chaves. Na longboard, André Martins, Eurimar Rocha e Beto Garcia foram premiados. Na feminina, deu Pamela Mell, seguida por Carol Bastides e Julia Santos.

Em 2016, ficaram nos primeiros lugares: na open, Luan Carvalho, Theo Fresia, Marcus Vinicius e Rafael Moisés. Na júnior: Vinicius Maia, Gabriel Nieba, Theo Fresia e Cláudio Stanisci. Na mirim: Gustavo Giovanardi, Bruno Senatori, Cláudio Stanisci e Gabriel Neiba. Na Iniciante: Gustavo Giovanardi, Kaíque Carvalho, Guilherme Nogueira e Renan Rodrigues. Na estreante: Renan Rodrigues, Kaíque Carvalho, Yuri Beltrão e Everton Freitas. Na feminina: Rúbia Gonçalves, Kátia Moura, Júlia Santos e Caroline Perez. Na máster: Anderson Robert, Sandro Martins, Fábio Porto e Willian Diegues. Na longboard: Alex Madruga, Beto Garcia, Eurimar Rocha e Marcos Silva. 

Em 2015, na classificação final (teve três etapas), na open, subiram no pódio Lucas Dantas, Gabriel Martins, Rodrigo Silva e Arthur Delgado. Na júnior, Marcos Vinicius, Vitor Magliani, Dilan Airton e Vinicius Maia. Na mirim, Gabriel Nieba, Vinicius Maia, Eduardo Albuquerque e Marcelo Kuhnen. Na iniciante, Matheus Lima, Gustavo Giovanardi, Kaíque Carvalho e Renan Rodrigues. Na estreante, Gustavo Giovanardi, Roberto Alves, Kaíque Carvalho e Yuri Beltrão. Na máster, Anderson Robert, Fabio Porto, Sandro Martins e Akio Saito. Na longboard, Beto Garcia, Matheus Mendonça, Eurimar Rocha e Marcos Silva. Na feminina, Julia Santos, Renata Monteiro, Luana Rosa e Mirela Beltrão.

Time de PG decide título da Copa Aberta de Futsal

Equipe sub-12 do Colégio Recanto enfrenta a do Tumiaru
26/4/2018

A Liga Regional de Futsal do Litoral Paulista (LRFSLP) marcou para o próximo dia 7 de maio (segunda-feira), às 19h30, no Ginásio do Clube de Regatas Tumiaru, em São Vicente, o jogo entre a equipe do Colégio Recanto Educacional de Praia Grande (Bairro Boqueirão) e o próprio Tumiaru válido pela decisão da categoria masculina sub-12 da Copa Aberta de Futsal Masculino Cidade de Santos.

Para chegar a decisão, o time praia-grandense superou na semifinal a equipe da Sociedade Esportiva Itapema, de Guarujá, por 4 a 1. Na primeira fase, o grupo municipal somou duas vitórias (6 a 1 sobre o I Nove Futebol Arte e 3 x 1 no Itapema) e uma derrota (2 a 1 para o Clube de Regatas Tumiaru). Vale frisar que a turma de Praia Grande é comandada pelo professor Conrado de Andrade e Silva Antunes.

Retrospecto – Em 2017, os selecionados masculinos sub-12 e sub-14 do Colégio Recanto Educacional conquistaram os títulos da Copa Aberta de Futsal. Já o time sub-9 ficou com a medalha de prata. Na decisão da sub-14, a turma do Colégio Recanto goleou, por 4 a 0, o time do Guarucar/Mendes Car. Na sub-12, os meninos do Boqueirão ganharam, por 1 a 0, do Gremetal. Na sub-9, no tempo regulamentar, a equipe do Colégio Recanto empatou, em 1 a 1, com a da Unisal/Edu Martins. Nos pênaltis, o grupo do Unisal levou a melhor por 2 a 0.

Em 2016, a turma sub-11 do Ocian Praia Clube/Centro de Treinamento Falcão 12 sagrou-se campeã invicta ao derrotar, por 6 a 4, na final o time do Clube de Regatas Tumiaru, de São Vicente. A equipe da Cidade ainda conquistou o troféu de artilheiro, com Nycolas – seis gols, e o de defesa menos vazada com cinco gols sofridos. O grupo municipal sub-16 terminou com a medalha de bronze, ao perder, por 5 a 3, na semifinal para a do Santos Futebol Clube. Em 2015, as equipes masculinas sub-14 e sub-16 de Praia Grande sagraram-se campeãs. O selecionado masculino sub-10 e o feminino adulto de Praia Grande ficaram com os vice-campeonatos da Copa Aberta. O sub-12 masculino terminou em quarto lugar. 

Poeta vs. Nego Sid | 34ª Batalha do Mundão 

Alunos da Academia da Saúde Santa Marina aprendem sobre obesidade

Promotor aponta irregularidades no edital e quer que juiz barre concorrência pública dos quiosques em Praia Grande

Promotor aponta irregularidades no edital e quer que juiz barre concorrência pública

O Ministério Público do Estado (MPE) abriu ação civil pública, com pedido de liminar (decisão antecipada e de efeito imediato), cobrando a suspensão da licitação para construção e exploração dos novos quiosques de Praia Grande.

Autor do processo, o promotor Marlon Machado da Silva Fernandes aponta que o edital de licitação lançado pela gestão Alberto Mourão (PSDB) tem irregularidades e inviabiliza a participação dos atuais quiosqueiros no certame.

Para o representante do MPE, o edital contém exigências de habilitação que “extrapolam o previsto e permitido na Lei nº 8.666/1993, possibilitando a eventual injusta exclusão de licitantes do certame”.

Um dos pontos do edital questionados pelo promotor é que “a imposição aos licitantes ‘pessoas físicas’ de apresentarem certidões do distribuidor cível e negativa criminal é ilegal”.

Ele diz que a exigência de certidão negativa criminal é inconstitucional, pois viola o princípio da dignidade da pessoa humana, “impedindo a pessoa que ostente antecedentes criminais o acesso ao trabalho e ao empreendedorismo, sem nenhuma razão que venha a justificar o seu afastamento e segregação”.

O promotor pontua ainda que, embora seja possível a participação de pessoas físicas em consórcio na licitação, o edital prevê a exclusão automática de todo o consórcio caso um dos membros seja desclassificado ou inabilitado, “gerando a possibilidade de que toda uma gama de pessoas seja excluída do certame caso apenas uma, por exemplo, ostente antecedentes criminais, situação intolerável e injusta”.

Outra irregularidade na visão do promotor é a previsão de que o vencedor da licitação tenha que financiar de 150 a 250 reboques food truck ou similar aos ambulantes do Município.

Para Marlon, trata-se de uma cláusula lesiva à moralidade, legalidade e finalidade pública, “na medida em que não permite a fiscalização de seu cumprimento, pois não se sabe o número exato de reboques a serem financiados, bem como permite ao administrador público tirar proveito político com a distribuição dos reboques aos ambulantes, que seriam custeados pela iniciativa privada”.

O representante do MPE ainda destaca na ação que a opção da gestão Alberto Mourão de ceder a exploração dos quiosques a apenas uma pessoa física ou jurídica provocou uma série de protestos de quiosqueiros e trabalhadores.

“A Administração Pública Municipal pode e deve ouvir a população acerca de qual o melhor e mais conveniente modelo de exploração da orla da cidade, considerando que a decisão afetará negativa e positivamente a vida de muitos”, escreveu o promotor.

Ele quer, como medida liminar, a suspensão da sessão de abertura dos envelopes com as propostas dos interessados, marcada para 9 de maio. No fim do processo, solicita que o edital da licitação seja declarado nulo.

O juiz Enoque Cartaxo de Souza, da Vara da Fazenda Pública, é quem avaliará e decidirá o caso.

Entenda a polêmica

Na década de 1990, parte dos ambulantes que trabalhavam em barracas de praia ganhou permissões da Prefeitura para trabalhar nos quiosques recém-construídos da orla.

Em 2008, o MPE entrou com ação na Justiça apontando a necessidade de licitação para definição dos proprietários dos quiosques e conseguiu decisão judicial favorável.

No fim de março deste ano, a Prefeitura de Praia Grande lançou a concorrência pública, prevendo novo sistema de quiosques. Em vez de 164 módulos, serão 92, sendo 46 de utilidade pública e 46 de exploração econômica – administrados por uma mesma companhia.

Segundo a Prefeitura, a empresa vencedora da licitação terá um ano e meio para construir os quiosques remodelados.

Os quiosqueiros, embora tenham sido comunicados em 2015 da obrigatoriedade da licitação por conta da ordem da Justiça, foram notificados há duas semanas de que deveriam desocupar os quiosques até 7 de maio. Eles reclamam do pouco tempo que estão tendo para deixar os pontos e da própria licitação.

Fonte: A Tribuna

Foto: Itaicy julio

Palácio das Artes promove bate-papo sobre Diversidade Sexual

Encontro visa promover discussão e reflexão aliada às artes visuais
25/4/2018

No próximo dia 5 de maio, o Palácio das Artes abre espaço para discutir a diversidade sexual como parte integrante da sociedade atual, de forma a promover um debate sobre o preconceito acerca do tema. O bate-papo Diversidade – Precisamos falar sobre o assunto, acontece às 18 horas na Galeria Nilton Zanotti. A entrada é franca.

Além do bate-papo, os participantes poderão fazer uma imersão na exposição POR FAVOR, TOQUE, do artista plástico Hélio Schonmann. A mostra interativa contou com a participação de duas centenas de pessoas para ser produzida. Através de oficinas, o artista montou instalações feitas por pessoas comuns,que podem ser tocadas pelo público, algo incomum dentro das artes plásticas.

O convite para o bate-papo aliado à imersão na exposição é explicado pelo secretário adjunto de Cultura da Secretaria de Cultura e Turismo de Praia Grande (Sectur), Renato Paes. “Escolhemos a Galeria Nilton Zanotti para receber o evento porque queremos provocar uma reflexão sobre identidade e auto-imagem. A mostra POR FAVOR, TOQUE transmite essa discussão, já que muitas pessoas ajudaram a construir as instalações”.

De acordo com Renato, a Sectur já vem abrindo espaço para discutir a diversidade desde 2017, quando promoveu as exposições Todos Somos Frida e Homofobia Fora de Moda. “Em parceria com o Museu da Diversidade de São Paulo, iniciamos um trabalho de reflexão através das artes visuais, percebendo a necessidade de realização desse bate-papo. Essas ações vêm ao encontro do trabalho de elaboração do Plano Municipal de Cultura, que contará, através do Conselho de Cultura, com uma cadeira destinada à diversidade, seja ela sexual ou religiosa”.

A Galeria Nilton Zanotti fica no Palácio das Artes, na Av. Pres. Costa e Silva, 1.600. 
Diversidade sexual – O termo é utilizado para a referência, de maneira exclusiva, a toda diversidade de sexos, orientação sexual e identidade de gênero, sem necessidade de especificar cada uma das identidades que compreendem essa pluralidade. 

A discriminação e violência contra pessoas por causa de orientação sexual tem dados alarmantes. De acordo com dados levantados pelo Jornal O Globo em 2017, 72 países, estados independentes ou regiões criminalizam a homossexualidade. Desses, oito aplicam pena de morte a homossexuais. 

Apesar de conter legislação que protege parcialmente a comunidade LGBT, o Brasil figurou, entre 2008 e 2016, entre os países com maior número de assassinatos de transexuais. Em 2016, foram 347 mortes de LGBTs no país. Através do serviço telefônico Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos, foi constatado que a violência acontece na rua ou na casa da vítima. 


Pesca de arrasto

COMUSA realiza visita a unidade de saúde de Praia Grande

Relatório referente a estas ações foi debatido em reunião do órgão
25/4/2018

O Conselho Municipal de Saúde de Praia Grande (Comusa) realizou a sua reunião ordinária na Casa Dos Conselhos, onde foram debatidos diversos assuntos, entre eles, a primeira visita para a fiscalização em aparelhos públicos do setor na Cidade. Os conselheiros visitaram o Hospital Irmã Dulce e após a visita elaboram um relatório. O material foi discutido ao longo do encontro, que ocorreu na terça-feira (23). 

Além dos relatórios sobre a visita para a fiscalização, foi divulgado o calendário para o restante do ano do programa Ação Integrada, conduzida pela Subsecretaria de Ações e Cidadania em parceria com a Secretaria de Saúde Pública (Sesap). A iniciativa resulta em reuniões entre moradores dos diversos bairros de Praia Grande com técnicos e representantes da Sesap, onde são divulgados os serviços prestados para a população.

Confira a data das reuniões:
23/05/2018 – 15 horas – Moradores do Bairro Glória
20/06/2018 – 15 horas – Moradores do Bairro Maracanã
18/07/2018 – 15 horas – Moradores do Bairro Quietude
22/08/2018 – 15 horas – Moradores do Bairro Esmeralda
19/09/2018 – 15 horas – Moradores do Bairro Vila Sônia
24/10/2018 – 15 horas – Moradores do Bairro Ocian
21/11/2018 – 15 horas – Moradores do Bairro Melvi

Vacinação – Os conselheiros também destacaram o início da Campanha Nacional de Vacinação para a gripe (Influenza). A ação se estenderá até 1 de junho. O Dia ‘D’ ocorrerá em 12 de maio. Idosos, gestantes e crianças de 6 meses a 5 anos fazem parte do público alvo da campanha. 

Atendimento – A Casa dos Conselhos está instalada dentro do Vivência Tupi, onde também funcionam a Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve), o Programa Super Escola e o Programa Conviver. O local tem o objetivo de integrar diversos públicos e promover a cidadania entre os moradores de diferentes faixas etárias. A Casa dos Conselhos fica na Rua Xavantes, n° 51, Bairro Tupi, e funciona de segunda a sexta-feira das 8h30 às 17h30.

Praia Grande participa de workshop sobre Geoprocessamento em São Vicente

Encontro serviu de palco para o Município apresentar detalhes do GeoPG
25/4/2018

A Prefeitura de Praia Grande participou da quinta edição do Workshop de Geoprocessamento da Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS), que ocorreu nessa quarta-feira (25), na Escola de Técnicas de Economia Criativa (Etecri), em São Vicente. Na ocasião, a Secretaria de Planejamento (Seplan) apresentou detalhes do GeoPG, um sistema desenvolvido pela pasta para compartilhar informações oficiais sobre dados, estatísticas, infraestrutura e serviços públicos do Município.

“O GeoPG chega para apresentar a informação oficial de maneira ágil, dinâmica, integrada, compartilhada e responsável. Trabalhamos para algo que o prefeito nos fala a todo o momento: um município transparente”, explicou a arquiteta Eliana Ferreira, diretora do Departamento de Planejamento e Gestão da Seplan. Também palestraram pela Prefeitura a diretora da Divisão de Projetos e Treinamentos, Luciana Artave, e o programador Marcos Lessa.

O Workshop de Geoprocessamento foi realizado pela Câmara Temática de Tecnologia da Informação e Comunicação do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (CTTIC/CONDESB) voltada aos técnicos e gestores públicos municipais e estaduais, principalmente de tecnologia, planejamento, meio ambiente, segurança pública e outros setores que trabalhem de alguma forma com geoprocessamento nos 09 (nove) municípios da Região Metropolitana da Baixada Santista.

GeoPG – Destinado tanto para o gestor público como para o cidadão, o GeoPG permitirá ao Poder Público conhecer e utilizar dados de outros setores de atuação, planejar ações e subsidiar projetos. A população poderá, em breve, usar o sistema para obter informações diversas sobre a Cidade.

Quando o sistema estiver à disposição da população, qualquer cidadão terá acesso às informações de forma direta e transparente, sem depender de interlocutores ou da necessidade de deslocamento até os órgãos públicos.
Na gestão pública a tomada de decisão será mais eficiente, com a utilização de informações integradas e atualizadas de forma ágil.

Zimbra – Diferenças (Panorama Sessions) – Banda Santista

A polêmica dos quiosques continua aqui em Praia Grande #quiosques

%d blogueiros gostam disto: