• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Arquivo do autor:Administração

Descida da serra nos velhos tempos

Bandidos na entrada de Praia Grande

Na madrugada desta quinta-feira (15), no viaduto Mário Covas, em São Vicente, criminosos usaram móveis velhos para obstruir a passagem dos motoristas, fazendo-os reduzir a velocidade para praticarem roubo portando armas.
Três marginais abordaram um veículo onde havia um policial da Tropa de Choque, que voltava para casa após o expediente. Houve reação aos criminosos e o policial atingiu dois deles, levando um a óbito no local e o outro atingido no ombro.

A Polícia Militar e o Samu realizaram atendimento à ocorrência, constatando o relato do policial que os aguardava. Um dos marginais foi encaminhados Crei, o outro à delegacia e o terceiro ao IML. A ocorrência foi registrada na delegacia local.

Fonte: Viver em Santos e região

A Fenix Music e a Tagima convidam VOCÊ!!

Será que ele vai tocar essa Música??

Evento Beneficente
Entrada:

3 kgs de alimento
ou
1 pacote de fralda geriátrica
ou
R$ 20.00.

Local: Palácio das Artes em Praia Grande.
Horário: 20:30hs.

Instituições Beneficiadas:

Semear e Crescer
APAE PG
Sorriso de Criança
ONG Faces
Passio Domini
DGM

“Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia” em Praia Grande

“Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia” chega ao Litoral Plaza
Inédito na região, novo espetáculo do tradicional circo brasileiro estreia na próxima quinta-feira, 15 de novembro, em Praia Grande

Respeitável público, o Circo dos Sonhos está chegando ao Litoral Plaza Shopping! A partir do próximo dia 15 de novembro até 10 de fevereiro, o espetáculo inédito na Baixada Santista, “Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia”, estará no estacionamento do empreendimento com novo cenário, música e performances circenses para encantar o público. A atração conta com mais de 150 profissionais e promete surpreender os espectadores.

“O Circo dos Sonhos é muito tradicional na Cidade e o mais curioso é que o público aguarda a chegada do novo espetáculo para acompanhar as novidades e esse momento único! A cada ano a equipe circense se supera e encanta a todos. É alegria e diversão para toda a família”, enfatiza a gerente de marketing do empreendimento, Jannine Bastos.

O novo espetáculo retrata brincadeiras, encantos e aspectos lúdicos deixadas de lado em uma sociedade cada vez mais ligada ao mundo globalizado. E conta a história de uma criança apaixonada por videogame, mas que vê o aparelho entrar em curto circuito e a tela dar lugar a um portal que a leva à fronteira entre a realidade e a ilusão: o Mundo da Fantasia.

Ao ultrapassar o portal, ela é recepcionada por palhaços que, como bobos da corte, apresentam o reino encantado. Reis, rainhas, príncipes, princesas, sapos, bruxas e fadas, que habitam o imaginário das crianças, são representados por renomados artistas circenses.

O Circo dos Sonhos é dirigido pela família Jardim, com mais de 30 anos de tradição circense no País, e tem como embaixador o ator Marcos Frota. Desde a inauguração, os espetáculos apresentados já foram assistidos por milhões de pessoas em diversos estados brasileiros.

As apresentações no Litoral Plaza acontecem de terça a quinta-feira, às 20 horas. Nas sextas, sábados, domingos e feriados, às 19 e às 21 horas. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 40 nas cadeiras lateral e central, respectivamente, sendo que crianças de 2 a 12 anos, estudantes e idosos pagam meia entrada em todos os setores.

Serviço
“Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia”
Local: Litoral Plaza Shopping
Quando: a partir de 15 de novembro
Horários: de terça a quinta, às 20h; sextas, sábados, domingos e feriados, às 19h e 21h
Ingressos: R$ 40 (cadeira central) e R$ 30 (cadeira lateral) – crianças de 2 a 12 anos, idosos e estudantes pagam meia entrada em todos os setores.

Sobre o Litoral Plaza Shopping
Considerado o maior polo de compras e lazer da Baixada Santista, o Litoral Plaza Shopping comemora 20 anos em 2018 e é um empreendimento que reúne, em um único espaço, opções de lazer, entretenimento e serviços para o público. Reunindo um mix de mais de 250 lojas, com as principais âncoras do mercado, empresas satélites, alameda de serviços completa e uma praça de alimentação moderna e funcional, com 1.300 lugares, o Shopping conta, ainda, com seis salas de cinema, academia, Centro Clínico, a linha municipal de ônibus 97 SH e uma unidade do Poupatempo com Banco do Povo, escritório do Sebrae e outros serviços de atendimento como Detran, Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), Cartório Eleitoral, Junta de Serviço Militar, entre outros, e 3.800 vagas de estacionamento.

Maior do gênero na região, com localização privilegiada e estilo horizontal, o Litoral Plaza vive plena fase de expansão. Sua área atual é de 82 mil m² de ABL (Área Bruta Locável), tornando-se o primeiro e único Power Center do Litoral Paulista. O empreendimento também é um dos colaboradores sociais, esportivos e culturais, além de segundo maior empregador da cidade, com 3.500 funcionários diretos, ficando atrás somente dos serviços públicos.

Contato pelo telefone (13) 3476-2000. Para outras informações, acesse www.litoralplaza.com.br.

Mini férias faz baixada santista bombar e esperar 280 mil turistas

O feriadão de seis dias, envolvendo as datas em homenagem à Proclamação da República (15) e da Consciência Negra (20), promete movimentar a Cidade. A previsão é de que, pelo menos, 280 mil turistas se dirijam a Santos, de acordo com a Ecovias.

A expectativa já se reflete nos hotéis como o Gonzaga Flat, com 100% das vagas já reservadas. Até o início da tarde desta terça (13), os hotéis Atlântico, Comfort, Ibis Budget e Novotel já acusavam 80% de reservas, enquanto o Atlântico Inn e Monte Serrat, 70%. Já o Atlântico Golden, Cosmopolitan e Radisson by Park inn indicavam mais de 60% e o Ibis Valongo, por volta de 50% de reservas. Esses índices deverão subir até quarta-feira (14), de acordo com previsão das gerências.

A média de ocupação em 13 hotéis (1.505 apartamentos) é de 79% para o período de quinta a domingo, de acordo com levantamentos da Seção de Pesquisa Turística da Setur (Secretaria de Turismo). Já entre domingo e terça, a média gira em torno de 56% de reservas. Os hotéis Parque Balneário, Sheraton, Carina Flat, Ibis Gonzaga e Mercure não divulgaram seus números.

ESTRADAS

A previsão da Ecovias, de 315 mil veículos em direção ao litoral, envolve o período entre a zero hora desta quarta (14) e se prolonga até as 24h de terça (20), durante o qual a concessionária realizará operações especiais aprovadas pela Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo).

A Operação Descida (7 x 3) está programada para as 14h desta quarta, vigorando até 1h de quinta – ela retorna seis horas depois e prevalece até as 17h, já que nesse dia a concessionária espera maior volume de veículos em direção ao litoral.

Na sexta-feira (16), a Operação Descida está prevista para o período das 10h às 13h e, no sábado, se necessário, voltará a ser implementada das 9h às 13h. Nesse esquema especial, os veículos rumo ao litoral poderão utilizar as pistas Sul e Norte da Via Anchieta e ainda a pista Sul da Rodovia dos Imigrantes. Para subir a serra, fica liberada apenas a pista Norte da Rodovia dos Imigrantes.

RETORNO
A Operação Subida (8×2) terá início às 15h de domingo, prosseguindo até a 1h de segunda – ela retorna depois na terça, entre 11h e 23h. Nessa operação, apenas a pista Sul da Via Anchieta estará liberada para acesso ao litoral.

Mais informações em www.ecovias.com.br ou no twitter @_ecovias. Os serviços de resgate e emergência estão disponíveis no 0800 197878 ou no aplicativo Ecorodovias.

Carro roubado e idoso é agredido em São Vicente

“Mens sana in corpore sano” Será?

No dia 11/11 pela manhã sai para fazer minha caminhada diária na areia da praia como é de praxe sempre levo sacola plástica para recolher lixo na praia
E hoje tive uma grande surpresa a praia estava cheia de copo de água mineral vazios e várias embalagem de plástico de protetor solar as ondas vinham é jogavam todo aquele lixo para dentro do mar
Resumindo em um percurso de 1000 metros recolhi 2 sacolas cheias com os lixos que relatei acima
Depois fiquei sabendo que hoje houve uma maratona aqui em praia grande
Eu moro no Jardim imperador tentei denunciar na prefeitura sem sucesso pensei em postar no Facebook porém fiquei até com vergonha de mostrar as atitudes desses atletas da praia grande segue as fotos

Mensagem enviada via WhatsApp por nossa seguidora do portal.

Cobertura SDB SUPER DRIFT BRASIL – Etapa Praia Grande

Nesse vídeo trago pra vocês um pouco do que rolou no Kartodromo da Pg Super DRIFT BRASIL etapa em Praia Grande Litoral de São Paulo .NESSA ETAPA ESTAVA VALENDO PONTOS PARA O BRASILEIRO E PAULISTA.AMBOS VENCIDOS PELO PILOTO DIEGO HIGA. PARABÉNS AO PILOTO AÍ REPRESENTA A BAIXADA NA CATEGORIA !Inscreva-se no Canal – Deixe seu LikeDeixe seu comentário para outros vídeos!Ative as notificações para receber os vídeos!Siga nas redes sociais:Facebook: Canaldoispor2Instagram: Canaldoispor2Twitter: @doispor2Doispor2 Thalita e Nelson vlog vlogs baixada santistadiário piada engraçado vídeos legais pegadinha standup comedy Felipe Neto Lucas Neto kondzila funk top 10 gamer tutoriais tudo gamer RISE up like tutorial gameplaycuriosidades música funk sertanejo super drift Brasil SDB praia grande santos sp carros litoral kartódromo diego higa

“Não perco meu tempo” Vídeo clip Bomba no primeiro dia do lançamento

Não percam Anitta  em show na Praia Grande dia 07 de janeiro de 2019

O Marley fugiu…

Bom dia meus amigos, hoje o Marley meu cão fugiu aqui na Guilhermina, na PG, acaso alguém o avistar por favor me indiquem onde… Ele é bem dócil, criado com crianças… Obrigado Deus abençoe🙏🏻

‘UBER JUNTOS’ e misturados nova modalidade de compartilhamento de viagens

Prefeito de Praia Grande Alberto Pereira Mourão é condenado em 2° instância

Mourão iniciou sua carreira política nas eleições de 1982, quando cumpriu seu mandato de vereador de Praia Grande de 1983 a 1988 – tendo presidido a Câmara Municipal no biênio 1987/88.

Em 1988, foi eleito o vice-prefeito de Praia Grande na chapa de Dorivaldo Dozinho Loria Júnior. Além da vice-prefeitura, ocupou também o cargo de Secretário Municipal da Educação, do então prefeito Dozinho.

Foi eleito o prefeito de Praia Grande em 1992, tendo cumprido entre 1993 e 1996 o seu primeiro mandato de prefeito. Em 1996, elegeu como sucessor o então vice-prefeito Ricardo Yamauti.

 

Em 1998, foi eleito deputado federal pelo PMDB. Exerceu seu mandato até o ano 2000, quando foi eleito prefeito de Praia Grande pela segunda vez.

Deixou o PMDB em 30 de maio de 2003 e filiou-se ao PSDB, tendo sido reeleito prefeito em 2004 – cumprindo o terceiro mandato como o prefeito de Praia Grande entre 2005 e 2008.[1]

Em 2008 a Polícia Federal apontou Mourão como um dos beneficiários do esquema de desvio de verbas no BNDES, revelado pela Operação Santa Tereza.[2] Num depoimento como testemunha prestado em 14 de outubrode 2008 no Conselho de Ética da Câmarasobre o caso do deputado Paulo Pereira da Silva (Paulinho) Mourão negou que ele ou alguém da sua equipe tenha participado de reunião na Força Sindical para tratar de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES) para obras de saneamento no seu município.[3] Em 2 de junho de 2009 Mourão é denunciado pelo Ministério Público Federalem São Paulo,[4][5] denúncia por peculato e corrupção passiva aceita pela Justiça em 15 de junho de 2009[6] (número do processo: 2008.61.81.006228-8[7]).

Foi deferido como candidato ao cargo de deputado federal nas eleições gerais no Brasil em 2010.[8]

Nas eleições de 2012, Mourão foi eleito para seu quarto mandato de prefeito de Praia Grande, obtendo mais de 78 mil votos, o equivalente a 62,45% dos votos válidos.

Nas eleições de 2016, foi reeleito para seu quinto mandato de prefeito de Praia Grande (2017-2020), obtendo 102.073 votos, equivalentes a 76,03% dos votos válidos.[9]

Fonte: Wikipedia

Sobre icebergs e trabalhos criativos 

 Manifesto dos criadores da plataforma APOIA.se
Se pensarmos no trabalho criativo como icebergs, poderemos dividi-lo em duas partes:
Por um lado, temos a ponta do icerberg e por outro lado temos o imenso bloco de gelo (sabidamente a sua maior parte) submersa embaixo d’água.

Por analogia, “a ponta do iceberg” corresponde à parte visível do trabalho criativo, que se materializa, por exemplo, no álbum de um músico, no livro de um escritor, no filme de um cineasta e assim por diante.

Da mesma forma, o bloco de gelo submerso, que ninguém vê, corresponde ao processo criativo completamente subjetivo que leva, muitas vezes, anos até criar a estrutura suficiente para emergir, tornando-se aparente e visível a todos.

Pois bem, exceto pelas bolsas estudantis, a grande maioria, ou praticamente todos os meios de financiamento que existem hoje se propõem a financiar a ponta do iceberg. Mesmo sabendo da importância do bloco de gelo submerso para chegarmos à ponta do iceberg, os únicos financiamentos que encontramos por aí, bancam essa que é a menor parte, o resultado final ou a consolidação de um longo processo criativo.

E se existisse a possibilidade de financiarmos também esse iceberg imenso que se encontra submerso embaixo d’água?
Deixando momentaneamente de lado as metáforas, acreditamos que qualquer um é um criador em potencial e queremos que aqueles que se sentem chamados a criar possam se entregar a essa atividade de forma constante e tranquila, contando com o respaldo financeiro de pessoas dispostas a valorizar essa produção.

Porque, se por um lado o grau de desenvolvimento tecnológico que alcançamos conferiu maior autonomia aos criadores para que produzam o seu próprio trabalho, por outro, eles não contam mais com o aparato de comercialização, distribuição e divulgação oferecido anteriormente pelas indústrias culturais (fonográfica, cinematográfica, editorial, radiofônica, televisiva e jornalística). E a falta desse aparato faz com que o criador acabe exercendo muitas dessas funções sozinho, mesmo não sendo suficientemente remunerado para conseguir viver disso.

Tal condição pode acarretar um desestímulo a quem dedica o seu tempo e energia à geração de conteúdo, ou até mesmo numa inibição prematura de quem gostaria de tentar se dedicar profissionalmente a algum tipo de criação (a velha história do “faz medicina, meu filho, porque artista passa fome”).

O que queremos é que as pessoas tenham a chance de poder mergulhar em sua produção, oferecendo para o mundo resultados criativos cada vez melhores. E que o mundo (todos nós) possa cuidar melhor destas pessoas.

Para isso, precisamos de novos e melhores modelos, diferentes dos praticados pela velha indústria, e entendemos que esse caminho passa pelo fomento de uma cultura de solidariedade, de cuidado e de reconhecimento de valor entre as pessoas, na qual sejamos nós os que decidem onde colocar nossa atenção e nosso dinheiro.

Desejamos, dessa forma, que público e criadores também possam crescer juntos, produzindo cada vez mais e melhor. E que tenham, sobretudo, uma relação mais próxima e significativa. Porque o mundo dos astros intocáveis, aqueles que vivem no “mundo das estrelas”, distante do resto da humanidade, está morrendo junto com a velha indústria.

Queremos assim celebrar o mundo dos semelhantes, das pessoas de carne e osso. Queremos desmistificar técnicas de produção, abrir caixas pretas de processos criativos de artistas, achar novas lógicas de relação entre todos os envolvidos (criadores e público), para benefício de todos. E que cada vez mais pessoas possam se dedicar à criação sendo amparadas diretamente por um público interessado em consumir seus conteúdos. Afinal, se a tecnologia mudou a forma de produção, então ela também pode revolucionar a forma de sustentar e de ser sustentado.

Muito se diz que a educação deveria ser a prioridade das políticas públicas, já que ela é a solução para os demais problemas. Mas a valorização da cultura, antes de passar pelo governo, passa por cada um de nós através do reconhecimento do trabalho de quem gera conteúdo que nos inspira, diverte, informa e ajuda a aprender. Se podemos esperar que os governantes percebam e façam algo a respeito disso algum dia (e é válido que lutemos para tanto), sabemos da nossa capacidade, enquanto sociedade civil, de fazer isso agora.

E fazer imediatamente, de forma massiva e distribuída, já que hoje, mais do que nunca, temos as condições tecnológicas e sociais necessárias para aproximar o público de quem produz, sem intermediários na comunicação.

Sim. Estamos falando do mecenato do século XXI, baseado não em um grande e rico apoiador, mas distribuido em muitos pequenos fãs-mecenas que possam destinar pequenas quantias de seu orçamento, por mínima que seja, para oferecer um apoio recorrente, podendo obter recompensas como retribuição pelo apoio oferecido.

Neste contexto, é fundamental que quem se sente motivado a apoiar possa fazê-lo de forma fácil e flexível, para que todo e qualquer ímpeto de colaboração dos fãs possa se traduzir em apoios concretos.

Retomando a metáfora do iceberg, plataformas de financiamento coletivo baseadas em projetos, como o Catarse.me, financiam principalmente “pontas de icebergs”, sem perder seu mérito como alternativa independente às escassas opções de recursos provenientes de editais públicos, leis de incentivo, empresas patrocinadoras e sistema financeiro.
Queremos financiar “a maior parte do iceberg”
Contudo, cremos que é possível ir além, e entendemos que uma plataforma com foco no processo criativo seja o passo que falta em direção a uma sustentabilidade financeira de longo prazo, voltada para a produção de conteúdo independente e de qualidade. Precisamos tomar consciência, como sociedade, da importância de financiarmos “a maior parte do iceberg”.
Queremos, portanto, que as pessoas apoiem financeiramente os criadores, não como requisito para acessar um conteúdo, mas porque reconhecem valor no trabalho de quem se dedica a criá-lo. Entendemos que a motivação mais básica que pode levar alguém a apoiar um criador é simplesmente o apreço pela criação, e a vontade de que esse conteúdo siga sendo criado. Sobrepondo-se a isso podem vir outras vontades, como aprender com o trabalho de quem se admira para produzir algo semelhante ou simplesmente ter uma relação mais pessoal e significativa com quem cria o conteúdo que tanto se admira.

No final do dia, não importa tanto qual é a motivação, mas sim que essa necessidade se torne consciente, e que a consciência se traduza em ações práticas.

Este manifesto expressa a ideologia que motivou a criação da plataforma para financiamento coletivo e recorrente de conteúdo — APOIA.se, criada por e voltada especificamente para artistas e geradores de conteúdo em geral.

Enquanto a plataforma está no forno e os primeiros criadores vão preparando as suas campanhas, espalharemos a ideia através deste blog e das redes sociais. Além disso, falaremos de assuntos relacionados a toda a temática aqui apresentada.

Muito obrigado pela sua atenção! E se o que foi apresentado aqui sensibilizou você de alguma maneira, sinta-se convidado a nos acompanhar e juntar-se a nós em APOIA.se!

 

 

Contribua para que o nosso portal tenha sempre conteúdo de qualidade acesse https://apoia.se/euamopg

Ecovias

https://euamopg.com/vid-20181106-wa0052-mp4/

Vinho, Fado e bacalhau em Praia Grande

%d blogueiros gostam disto: