Praia Grande lança Gincana Verde das Escolas Municipais


Anúncio ocorreu quarta (5) durante Ecoação do Dia Mundial do Meio Ambiente

Praia Grande promete movimentar os mais de 52 mil alunos das 77 unidades da rede municipal de ensino durante a realização da Gincana Verde das Escolas Municipais. O anúncio da competição, que visa conscientizar pais, alunos e comunidade sobre a destinação correta de materiais reciclados, ocorreu durante a Ecoação do Dia Mundial do Meio Ambiente. O evento foi realizado nesta quarta-feira (5), na Praça Portugal, no Bairro Guilhermina, e contou com a participação de estudantes e autoridades.

A organização da gincana ficará a cargo do Departamento de Educação Ambiental (DEA), da Secretaria de Educação (Seduc). De forma prática e dinâmica, o setor tem como finalidade estimular a reflexão sobre a necessidade da coleta seletiva, buscando sempre reduzir, reciclar e reutilizar. A iniciativa ocorrerá em quatro etapas e envolverá alunos da Educação Especial, Infantil e de Jovens e Adultos (EJA), assim como, do Ensino Fundamental.

Dentro da gincana, pais, alunos e comunidade terão a incumbência de coletar o maior número de material possível. Cada item tem uma pontuação específica, sendo que pilha, bateria, tampa de garrafa pet e lacres de latinha de alumínio somam 1 ponto por grama arrecadado. Óleo de cozinha usado dará 5 pontos por litro coletado. Os celulares antigos serão os produtos que alcançarão valor mais alto, totalizando 20 pontos por unidade entregue.

No caso de Educação Infantil e Ensino Fundamental, do 1º ao 5º ano, a entrega dos itens será realizada pelo professor vigente da turma, nas datas estipuladas no regulamento do concurso, direto na secretaria. Nas séries de 6º ao 9º ano ficará a cargo do docente coordenador da sala. As escolas terão a responsabilidade de contabilizar o material arrecadado e informar à Seduc a turma vencedora e total coletado pela unidade.

Apoteose – Ao final das quatro etapas, a turma e a escola que somar pontuação maior serão consideradas vencedoras. A divulgação dos resultados e a premiação dos vencedores estão previstos para ocorrer em setembro. “Por meio da informação e conhecimento buscamos chegar ao nosso objetivo que é de divulgar as ações de coleta seletiva e demais serviços oferecidos pela Administração voltados para destinação correta dos materiais reciclados”, destacou a diretora do DEA, Eliane Queiroz.

“Por isso, a importância dessa Gincana que lançamos hoje. Daremos continuidade ao nosso trabalho com essa iniciativa que envolverá os alunos das escolas municipais”, continuou a diretora do Departamento de Educação Ambiental. “Trata-se de uma brincadeira séria que contará com regulamento e toda uma programação, onde as nossas crianças serão protagonistas arrecadando o máximo itens possível”.

A secretária de Educação, Nanci Solano Tavares de Almeida, destacou que a Gincana Verde surgiu após uma lição de casa passada pelo prefeito, Alberto Mourão, durante uma das reuniões realizadas pelo programa Cidade Total. “O interessante nesta ação será o impacto que causará nos moradores de Praia Grande. Fazendo uma conta rápida, se cada um dos 52 mil alunos contar com quatro pessoas na família atingiremos mais de 200 mil moradores, de uma cidade que contabiliza, aproximadamente, 312 mil munícipes”.

De acordo com Mourão, os alunos são a porta mais rápida para que a informação chegue de forma correta aos adultos. “Precisamos ter um olhar clínico para a nossa realidade. Ao longo dos últimos 20 anos mudamos o panorama de a cidade de farofeiros, o patinho feio da Baixada Santista, para a mais procurada por novos moradores e turistas. Mas para continuar assim precisamos passar a mensagem de que todos devem fazer a sua parte e cuidar da natureza e meio ambiente como um todo”.

Ecoação – Ao longo de toda a manhã desta quarta-feira (5), além do lançamento da Gincana Verde das Escolas Municipais, a Ecoação do Dia Mundial do Meio Ambiente buscou conscientizar alunos e moradores sobre a necessidade de preservar a natureza. Para isso, o Departamento de Educação Ambiental contou com a participação de diferentes atores da Administração Pública e sociedade civil.

A Ecoação contou com os seguintes apoiadores: Comitê da Bacia Hidrográfica da Baixada Santista (CBH-BS), Fundo Nacional de Educação Ambiental (Funbea), Biopesca, Defesa Civil, 2º Grupo de Artilharia Antiaérea – Fortaleza de Itaipú, Programa Onda Limpa, Sabesp, Navega São Paulo, Secretaria de Meio Ambiente, Ecophalt, Projeto Bicharada da Secretaria de Saúde Pública e a Guarda Ambiental.

Para a aluna Rafaelly Victória de Souza Cruz, 10 anos, a Ecoação serviu para entender que cada um precisa fazer a sua parte. “Não podemos jogar lixo nas ruas, no mar e nos bueiros. Também devemos lavar carros e calçadas com baldes de água e não com a mangueira. Ainda precisamos fechar a torneira e chuveiro ao ensaboar a louça ou quando vamos nos esfregar durante o banho”, destacou.

Já a jovem Giovana Eline Barroso de Melo, também com 10 anos, destacou que a preservação da natureza se faz essencial para que não prejudique aos animais e seres humanos. “Por isso achei interessante a ideia da gincana com a participação das escolas. Acho que cada um precisa fazer a sua parte. Será uma forma de aprender participando também”, explicou.


VEJA TAMBÉM

2 comentários em “Praia Grande lança Gincana Verde das Escolas Municipais

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close