Dupla é detida por caçar pássaros silvestres em Praia Grande


Guarda Ambiental flagrou os acusados no Bairro Ribeirópolis

Dois homens foram detidos pela Guarda Ambiental de Praia Grande, que integra a Guarda Civil Municipal (GCM), na tarde de quinta-feira (9), no Bairro Ribeirópolis, acusados de capturar 16 pássaros silvestres. Com a dupla foram apreendidas ainda instrumentos de caça.

De acordo com o inspetor Fábio Rogério Marques, uma equipe do grupamento estava em patrulhamento pelo bairro quando viu os dois homens carregando instrumentos de caça e uma gaiola com alguns pássaros.

Após abordar os acusados, a equipe foi à casa de um deles onde estavam os outros pássaros, alguns inclusive com sinais de maus tratos. Um deles, um Curió, já estava morto, e um Trinca-ferro apresentava uma hemorragia ocular.

Entre as aves ainda havia Trinca-ferro, Azulão, Tiziu, Canário da terra, Coleiro papa-capim e Coleiro baiano.

Os acusados foram levados para a delegacia onde foram autuados em flagrante conforme o artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais que determina pena de detenção de seis meses a um ano e multa (neste caso cerca de R$ 16 mil) a quem matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida. Entretanto, os acusados responderão ao crime em liberdade.

O Grupamento Ambiental tem o objetivo de proteger o Meio Ambiente e preservar a fauna e a flora local, além de prevenir e reprimir ocupações clandestinas, auxiliando também as ações das secretarias de Urbanismo e de Meio Ambiente. Denúncias podem ser feitas pelos telefones 199 e 153.

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close