Praia Grande recebe as disputas do Brasileiro de Caratê Shorin-ryu


Competição ocorre de 15 a 17 de novembro

Pela oitava vez consecutiva (2012 a 2019), Praia Grande será sede da fase final do Campeonato Brasileiro de Caratê e Kobu-dô (utilização de armas típicas da tradição japonesa), estilo shorin-ryu shinshukan, evento regido pela União Internacional Shorin-Ryu (IUSKF) e União Shorin-Ryu do Brasil. A disputa será de 15 a 17 de novembro, a partir das 9 horas, no Ginásio Falcão (Avenida Presidente Kennedy, 8169, no Bairro Mirim).

Em março deste ano, em Santos, na primeira etapa classificatória do Campeonato Brasileiro de Karatê Shorin-ryu Shinshukan, caratecas de Praia Grande conquistaram 26 medalhas (5 ouros, 7 pratas e 14 bronzes). A turma da Academia Kami Dojo (Bairro Samambaia) terminou a competição com 18 pódios (cinco ouros, cinco pratas e oito bronzes). Participando como convidada, a equipe do SuperEscola de Praia Grande comandada pelos professores Daniel Meira e Jorge Yoshimura faturou duas pratas e seis bronzes.

No Brasileirão, disputam-se as categorias de katá (luta imaginária na qual se avalia a perfeição dos golpes), kumitê (embate entre dois caratecas) e Kobu-dô em cinco aparelhos: BO (bastão), Nunchaku (matracas – dois pedaços de madeira unidos por uma corrente de ferro), Tunqua (bastão de defesa pessoal), Sai (punhal de metal) e Kama (foice).

Os atletas são divididos por peso, idade e kyu (faixa). Por idade: mirim A (até 5 anos), mirim B (6 e 7), mirim C (8 e 9), infantil A (10 e 11), infantil B (12 e 13), infanto-juvenil (14 e 15), juvenil (16 e 17), adulto (18 a 35), master A (36 a 43), master B (44 a 50), master C (mais de 51 anos). Por kyu: branca (6º kyu), amarela (5º), laranja (4º), verde (3º), azul ou roxo (2º), castanho ou marrom (1º). Outras informações podem ser obtidas no site http://shinshukan.com.br/agenda/evento/118/2018—campeonato-brasileiro-shinhukan.

Retrospecto – No Brasileirão de 2018, caratecas de Praia Grande conquistaram 19 medalhas (10 ouros, 2 pratas e 7 bronzes). A equipe da Academia Kami Dojo (Samambaia) faturou 15 medalhas (oito ouros, uma prata e seis bronzes). O time da Academia Yoshimura Kyokai/Escola Celestin Freinet (Boqueirão) obteve quatro pódios (dois ouros, uma prata e um bronze). Em 2017, os atletas da Cidade faturaram 10 pódios (quatro ouros, dois pratas e quatro bronzes). Em 2016, foram 16 medalhas (cinco ouros, quatro pratas e sete bronzes) no evento. Em 2015, vieram 33 medalhas (10 ouros, 12 pratas e 11 bronzes). Em 2014, caratecas de Praia Grande obtiveram 45 medalhas (15 ouros, 15 pratas e 15 bronzes). Em 2013, garantiram 31 medalhas (9 ouros, 7 pratas e 15 bronzes). Em 2012, trouxeram dois ouro e uma prata.

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close