Prefeitura de Santos realiza um bloqueio vacinal ampliado contra o sarampo no Gonzaga

A Prefeitura de Santos realiza um bloqueio ampliado contra o sarampo no Gonzaga, neste domingo (3). A ação será realizada em um quadrilátero onde reside um morador que teve a doença confirmada pelo Instituto Adolfo Lutz, na última segunda-feira (1).

O bloqueio tem início às 8h e contará com 20 profissionais de saúde, identificados com crachás, que percorrerão 440 imóveis onde moram cerca de 1.600 pessoas. A imunização com a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) será realizada de casa em casa, na Avenida Marechal Deodoro (do número 60 ao 98), Praça Fernandes Pacheco (nº 21 ao 24), Rua Bahia (nº 160 a 194), Rua Euclides da Cunha (nº 28 e 30) e Rua Tolentino Filgueiras (nº 153 ao 173).

“Solicitamos aos moradores desta área que recebam os nossos técnicos, os quais estarão devidamente identificados, e que a população de modo geral mantenha a tranquilidade, porque este é um caso que já vem sendo monitorado e acompanhado seguindo todos os protocolos”, ressalta o secretário de Saúde Fábio Ferraz.

A vacina contra o sarampo não é recomendada para crianças abaixo de seis meses de idade, gestantes e pessoas acima de 60 anos. O calendário do Ministério da Saúde prevê a vacina contra o sarampo aos 12 meses (primeira dose) e aos 15 meses (segunda dose). No ano passado, 4.299 crianças de um ano de idade de Santos tomaram a vacina SCR (sarampo, caxumba e rubéola) – 95,19% do público-alvo (4.516 crianças). A meta mínima de cobertura é de 95%.

Quem não foi vacinado enquanto criança precisa tomar duas doses da vacina, se tiver até 29 anos de idade, e uma dose para aqueles entre 30 e 59 anos. No caso de bloqueio, pessoas de 30 a 59 anos têm de tomar mais uma dose, completando duas doses. As pessoas que já tomaram duas doses não precisam ser vacinadas na ação deste domingo, mas não terão a dose negada se manifestarem interesse pelo reforço. A SMS solicita aos moradores que tiverem carteira de vacinação que apresentem o documento para a melhor avaliação de cada caso.

Fonte: A Tribuna

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close