fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Praia Grande pretende ampliar quantidade de água captada em cisternas

Praia Grande pretende ampliar quantidade de água captada em cisternas

Área de Transbordo e novo trecho de Orquidário receberão equipamentos
3/10/2018
 

Atualmente, cerca de 50% do consumo de água utilizada no trabalho de limpeza e manutenção urbana em Praia Grande é economizado mensalmente graças à utilização de água de reuso, captada através de sistema de cisternas, instaladas desde 2009 pela Secretaria de Serviços Urbanos (Sesurb). Somando todos os equipamentos, a capacidade total é de 315 mil litros (equivalente a pouco mais de 26 caminhões pipas cheios). E essa quantidade será ampliada, com a previsão de construção de novas cisternas na Área de Transbordo Municipal e no trecho ampliado do Orquidário Municipal. Ambos terão capacidade para 10 mil litros cada. A intenção da Sesurb é iniciar os trabalhos em dezembro.

O Orquidário Municipal, no Sítio do Campo, será ampliado, com a construção de novo galpão anexo de cerca de 250 m², que será instalado ao lado da atual estufa. A ação fará parte da revitalização do Parque da Cidade, que contará além das melhorias na área destinadas a orquídeas com revitalização da entrada, dog park, entre outros. Atualmente, o local conta com uma cisterna com capacidade de aproximadamente 10 mil litros. A intenção é que a água captada seja utilizada no serviço de recuperação e cultivo das espécies. E na área de Transbordo Municipal, no Bairro Vila Sônia, a captação será útil para serviços de manutenções e limpezas no espaço.

As cisternas instaladas em áreas públicas de Praia Grande ficam na sede da Regional de Trabalho da Sesurb, Bairro Antártica; Cemitério, Viveiro e Orquidário. Além disso, a sede da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis (Acamar) também conta com um equipamento capaz de captar e armazenar 20 mil litros de água de chuva.

Durante a captação, a água de chuva é encaminhada para um sistema subterrâneo e para caixas d’águas de polietileno através de sistema de tubagem bypass. Durante a captação, o líquido é passado por dois tipos de filtros, que descartam materiais que podem ter sido carregados para o sistema, como folhas e terra, aliviando o trabalho das bombas e garantindo mais qualidade da água coletada.

Dentre os equipamentos, o maior fica na sede de trabalho da Sesurb, no qual sozinho conta com capacidade para 300 mil litros (mais de 600 m² de estrutura para captação através de calhas). A água recolhida é utilizada para limpeza de locais públicos como ruas, áreas de feiras livres, feiras de artesanato, viadutos, manutenções na rede de drenagem da Cidade e na limpeza de ferramentas e equipamentos de trabalho.

De acordo com o diretor do Departamento de Manutenção Ambiental de Praia Grande, Marcelus Conde, a iniciativa vai ao encontro das campanhas de uso racional da água potável em todo mundo. “Cada um precisa fazer a sua parte e a Prefeitura está fazendo a dela. É necessário economizarmos este bem natural e preservar os recursos hídricos do planeta”.

ADM5

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: