• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Concurso Leni Morato de Poesia Falada define vencedores de Praia Grande

Concurso Leni Morato de Poesia Falada define vencedores de Praia Grande

Evento ocorreu na última sexta-feira (28), na Biblioteca Porto do Saber
1/10/2018
 

A sexta edição do Concurso Leni Morato de Poesia Falada já definiu os vencedores. Na última sexta-feira (28), na Biblioteca Porto do Saber Boqueirão, ocorreu a interpretação dos poemas. Entre os 30 poetas participantes, Kleber Fernando da Silva Pinto, com a poesia autoral Aborto Paterno conquistou a primeira colocação. Mais de cem pessoas prestigiaram o evento. O concurso tem como objetivo homenagear à professora Leni Morato, cultural e artista em Praia Grande por várias décadas. 

Também com poesia autoral, nomeada Quantas Lágrimas, Elton Alexandre Pereira dos Santos garantiu a segunda colocação. Enquanto Julie Regine Assoni Ojeda, com o poema intitulado Censurada, da escritora Julie Lua, conquistou a terceira posição. Além dos três premiados, o Concurso teve ainda uma menção honrosa a Olímpio Coelho de Araújo Título, que interpretou a texto Até a velha cacimba secou, de própria autoria. 

Para julgar as interpretações, o Concurso Leni Morato de Poesia Falada contou com quatro jurados de peso. Foram eles: o poeta praia-grandense, Fernando Fernandes; o presidente da Casa do Poeta Brasileiro de Praia Grande, Celso Correa de Freitas; e as escritoras e poetisas de Santos, Regina Alonso e Teresa Teixeira. 

Para escolher os vencedores, os jurados tiveram a interpretação das poesias como critério principal para dar as notas. Portanto, o poema não precisava ser inédito e muito menos de autoria do participante. O concurso tem a coordenação do secretário adjunto de Cultura da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), Renato Paes, da diretora de Divisão de Cultura nas Escolas, Lucilena Bragion de Micco, da poetisa Ludimar Molina e do professor e escritor Carlos Roberto Massoni, fomentadores culturais e admiradores de Leni. 

Histórico – Nascida em 1938, Leni Morato chegou com sua família em Praia Grande em 1972, aos 34 anos. Casada e mãe de quatro filhos, Leni era professora de Ensino Fundamental e de Música. Leitora voraz, musicista, apaixonada por teatro, cinema, História e museus de arte, era também interessada em desenho e arte visual.

Formou o Teatro do Estudante Praia-grandense (TEP), promovia grupos de discussão de jovens, espetáculos musicais apresentados em clubes da cidade, grupos de reflexão sobre temas diversos, saraus musicais e literários, entre várias outras iniciativas de fomento à cultura na Cidade. Morreu em 2005, aos 67 anos.

ADM5

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: