• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Abordagem a pessoas em situação de rua é tema de curso ministrado para guardas civis em Praia Grande

Abordagem a pessoas em situação de rua é tema de curso ministrado para guardas civis em Praia Grande

Conteúdo foi transmitido por assistente social da Secretaria de Saúde
28/9/2018
 

Os guardas civis municipais de Praia Grande estão passando por um curso de capacitação sobre abordagem a pessoas em situação de rua. O objetivo é, entre outros fatores, humanizar ainda mais o atendimento a essas pessoas durante os patrulhamentos e ações integradas com outras secretarias, como a de Saúde (Sesap) e de Assistência Social (Seas). 

Nesta quinta e sexta-feira as duas primeiras turmas tiveram acesso ao conteúdo ministrado pelo assistente social do Consultório na Rua, da Sesap, José Carlos Varella Junior. Ele explicou que a ideia do curso surgiu há dois anos e meio quando a GCM e a Sesap fizeram ações conjuntas na área de transbordo dentro do programa Crack, é Possível Vencer, do Governo Federal. “Ali, começamos a estreitar esse contato e vi que muitos guardas tinham interesse em conhecer mais do assunto e aprimorar o trabalho que já é feito”.

Segundo ele, a parte teórica, relacionada principalmente à legislação, já é de conhecimento da corporação, uma vez que o tema integra a grade curricular do curso de preparação dos guardas. Por isso, a ideia é sensibilizá-los mais pela parte prática e pela vivência no contato com as pessoas que vivem nas ruas.

A chefe da Seção de Ensino, a GCM Luciana Ciríaco, observou que o curso será aplicado a todo o efetivo e contará como parte do conteúdo de 80 horas anuais exigidas pela Polícia Federal para a renovação do porte de arma da corporação. “As capacitações e atualizações de conteúdo são fundamentais para o desempenho das funções dos guardas. O comando da Guarda e a Secretaria de Assuntos de Segurança (Seasp) têm uma preocupação especial com essa questão”.

Guarda Civil Municipal na Cidade há 17 anos, Valdenito Ribeiro Pereira, já atuou na corporação fazendo patrulhamentos e tendo contato com a população de rua e conta que, muitas vezes, a GCM é a primeira instituição a ser acionada e deve estar preparada. “Podemos fazer a diferença na vida dessas pessoas durante um atendimento. Eles já estão fragilizados. Além disso, ao nos aprofundarmos nesse contexto, refletimos sobre o valor da nossa vida e da vida das pessoas. São seres humanos. Com certeza, esse curso vai ser de muita importância na atuação das equipes que estão nas ruas”. 

Referência – A Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande foi criada em 1969, quando era chamada de Serviço de Vigilância e Salva Vidas, passou por várias reformulações ao longo dos anos até que a Lei Complementar 269 fosse aprovada em 2001, dando uma nova estruturação à corporação. Neste período, os avanços foram muitos. A começar por uma legislação específica com a implementação de concurso público para o ingresso no cargo, passando pela constante capacitação de seus integrantes, investimentos em equipamentos e melhores condições de trabalho, até se tornar referência entre as cidades da região.

Atualmente, a GCM de Praia Grande conta com 349 homens e mulheres totalmente preparados para atuar nas ruas da Cidade tanto no patrulhamento preventivo quanto ostensivo. Novo concurso para a contratação de mais 80 guardas está com inscrições abertas. 

ADM5

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: