Programa De Olho No Futuro atende 350 crianças no Bairro Melvi em Praia Grande 

Ação foi realizada na E.M Maria dos Remédios Carmona Milan
14/9/2018
 

A Secretaria de Saúde (Sesap) levou, nessa quinta (13), o Programa De Olho No Futuro a, aproximadamente, 350 crianças da E.M Maria dos Remédios Carmona Milan, no Bairro Melvi. A ação consiste em realizar exame de acuidade visual nos alunos da Rede Municipal de Ensino e colabora essencialmente para o aprendizado básico desses jovens em idade escolar. Foram encaminhadas para uma consulta oftalmológica 38 crianças.

A responsável pela Divisão de Enfermagem da Sesap, Elisabete Domingues, explica a dinâmica de como ocorrem os exames. “Estamos em 10 enfermeiros realizando os testes e uma médica da família que já faz o encaminhamento para o especialista, caso necessário”.

A iniciativa é uma parceria das secretarias de Saúde Pública (Sesap) e Educação (Seduc) da Cidade. A Sesap é responsável pelos testes de Acuidade Visual através das Equipes Multiprofissionais das Usafas (Unidades de Saúde da Família) mais próximas das escolas. Neste caso, a unidade responsável foi a Usafa Melvi.

PREVENÇÃO – De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediatra, o primeiro exame oftalmológico deve ser realizado ainda no berçário, pelo pediatra (teste do olhinho). Depois disso, é indicado um exame a cada 6 meses nos dois primeiros anos de vida, e após, se tudo normal, um exame anual até os 8 ou 9 anos, época em que termina o desenvolvimento da visão. 

Dados – A visão se desenvolve 90% durante os dois primeiros anos de vida. Portanto, é durante esta fase que a criança aprende a fixar, a movimentar os olhos de maneira conjunta e a perceber profundidade. Toda e qualquer alteração durante esta fase que não tenha sido corrigida pode acarretar prejuízos na visão para o resto da vida. Além disso, o desenvolvimento motor da criança durante o primeiro ano de vida é diretamente relacionado a sua capacidade visual. O que muitas vezes parece ser um atraso de desenvolvimento pode, na verdade, ser deficiência visual, facilmente diagnosticada e, na maioria das vezes, tratada. Os outros 10% do desenvolvimento visual ocorrem até 7 e 9 anos de idade.

No Brasil, estima-se que existam entre 25.000 a 30.000 crianças cegas, média de, aproximadamente, 150 a 180 crianças cegas para cada milhão de habitantes, e 600 a 720 crianças com visão subnormal para cada milhão de habitantes

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close