• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Novas câmeras de monitoramento são instaladas no viaduto do Bairro Samambaia

Novas câmeras de monitoramento são instaladas no viaduto do Bairro Samambaia

Equipamentos auxiliarão na segurança e no monitoramento do trânsito
15/8/2018
 

Com o objetivo de ampliar o monitoramento e oferecer mais segurança aos moradores, o Viaduto Samambaia agora conta com câmeras de monitoramento fixas. A Prefeitura de Praia Grande instalou cinco novos equipamentos nas redondezas. A Administração Municipal realizará, em breve, nova ampliação deste número. O viaduto é uma importante rota de acesso para os moradores dos bairros Melvi, Samambaia, Esmeralda e Ribeirópolis.

O local já contava com câmera de reconhecimento óptico por caracteres (OCR) capaz de identificar placas dos veículos. Todos os carros que passam pelo viaduto são registrados no sistema. Uma vez cadastrado como produto de furto, roubo ou qualquer outra irregularidade, um alarme é disparado no Centro Integrado de Controle e Operações Especiais (Cicoe).

Com a instalação das novas câmeras será possível observar também a movimentação de veículos, pessoas e eventuais ocorrências. O sistema de monitoramento permite ainda identificar pessoas em atitudes suspeitas ou até prestar socorro mais rapidamente em situações de emergência.

De acordo com o secretário adjunto de Administração (Sead), Sandro Rogério Pardini, as novas câmeras têm a capacidade de monitorar todo o entorno e também o interior do viaduto. “Os novos equipamentos servirão para reforçar a segurança do local”.

De acordo com o representante da Secretaria de Assuntos de Segurança Pública (Seasp), Marco Alves dos Santos, o viaduto é um ponto de alto fluxo de veículos, que transitam entre os bairros da região. “O que percebemos naquele ponto é que há uma grande movimentação de veículos não apenas no viaduto, mas também nas vias que dão acesso a ele. Já tínhamos uma câmera domo na região, mas com as novas câmeras e também o sistema OCR, poderemos atuar de maneira mais completa”.

Sistema – O cerco eletrônico começou a ser implantado no final do ano passado e já está integrado com os sistemas Infocrim e Detecta, garantindo mais agilidade no atendimento às ocorrências, pois a comunicação dos crimes passa a ser feita diretamente para o sistema integrado ao Cicoe e para os tablets instalados nas viaturas que fazem os patrulhamentos pela Cidade.

O cerco eletrônico é composto por 76 câmeras OCR (reconhecimento ótico de caracteres), instaladas em diversos pontos, principalmente as vias de acesso à Cidade. Ainda integram o sistema 1.838 câmeras fixas, que são compatíveis ao vídeo analítico (software específico para análise de dados) e também às câmeras de OCR; e 98 câmeras do tipo Domo (com zoom e giro de 360º).

ADM5

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: