• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Judoca de Praia Grande disputa o Troféu Brasil

Judoca de Praia Grande disputa o Troféu Brasil

Tawany Gianelo representa a Cidade
27/7/2018

A judoca Tawany Gianelo da Silva (Shopping Litoral Plaza), na categoria sênior, no peso meio-leve (48 a 52 quilos), é a representante da equipe de Praia Grande (Secretarias de Esporte e Lazer – SEEL e Educação – Seduc) na disputa do 17º Troféu Brasil de Judô Interclubes, evento regido pela Confederação Brasileira (CBJ). A competição ocorre nos dias 16 e 17 de agosto, na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul. A competição vale pontos para o ranking nacional visando a formação da seleção verde e amarela de 2019.

Nesta temporada, Tawany sagrou campeã da Copa São Paulo, vice-campeã paulista e foi sexta colocada nos 62º Jogos Regionais do Estado de São Paulo (competindo no peso leve – 52 a 57 kg). Em 2017, ganhou a prata no Campeonato Paulista, o bronze na Copa São Paulo e nos Jogos Regionais, assegurou a quinta colocação no Brasileirão Sênior e no Brasileiro Regional.

Após três anos (2014 a 2016) competindo pelo Esporte Clube Pinheiros, Tawany voltou em 2017 a integrar a seleção de Praia Grande. Ela faz parte de um seleto grupo de judocas que conquistaram todos os títulos possíveis na categoria de base (até 18 anos): campeã regional, paulista, dos Jogos da Juventude, Regionais e Abertos do Interior; sul-brasileira, brasileira, sul-americana, pan-americana, de etapas do circuito europeu, mundial sub-17; e ainda, paulista, brasileira e sul-americana escolar.

O grupo municipal treina de segundas as sextas-feiras, após as 17 horas, no Centro de Excelência Professor João Carlos Ribeiro Manso Júnior (esquina das Ruas Arari e Carimbó – espaço anexo ao Ginásio Rodrigão – BairroTupi), com os professores Alberto Bittencourt Silva, Danusa Shira Bittencourt e Rodrigo de Matos.

Retrospecto – No Troféu Brasil Interclubes de Judô de 2017, quatro atletas de Praia Grande participaram, mas não subiram no pódio: Roberto Carlos dos Santos Júnior no peso meio-leve (60 a 66 quilos), Tawany Gianelo da Silva no meio-leve (48 a 52 kg), Gilmara Cristina Prudêncio no leve (52 a 57 kg) e Agatha Martins Silva no pesado (mais de 78 kg).

Em 2016, Agatha Martins Silva ficou em sétimo lugar no peso pesado (mais de 78 quilos). Em 2015, Gilmara terminou em quinto lugar e Thamiris Anacleto Neris Cabral garantiu a sétima posição. Em 2014, Agatha no pesado ficou em quinto lugar. No leve, Gilmara foi derrotada na primeira luta. Em 2013, quatro atletas de Praia Grande competiram, mas não ganharam medalhas: Geovana Soares de Lima e Gilmara, peso leve, Jheniffer Stephany Ferreira Ernandes e Laura Maria Nunes Pimenta, superligeiro (até 44 kg). Em 2009, Renato Flor Florio, pesado (mais de 100 kg), perdeu na primeira luta.

Administração ∴

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: