fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Praia Grande palestra em audiência do Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito

Praia Grande palestra em audiência do Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito

Evento foi realizado em São Paulo nesta sexta-feira (20)
20/7/2018

A Prefeitura de Praia Grande foi convidada a realizar palestra durante audiência pública no Conselho Estadual de Trânsito (Cetran-SP), para propostas e definição de metas para a redução de óbitos e lesões nos próximos anos, na manhã desta sexta-feira (20). O encontro seguiu normativas da lei nº 13.614/2018, que cria o Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito (Pnatrans). A apresentação do Município foi realizada pelo secretário de Trânsito, Marcelo Afonso Prado, na sede do Detran, em São Paulo, Capital.

A principal meta do Pnatrans é, ao longo de dez anos, reduzir pela metade o índice de mortes por grupos de habitantes e o índice de mortos no trânsito por grupos de veículos. Ou seja, diminuir a proporção de mortos em relação à população e em relação ao número de veículos de uma localidade.

Durante a palestra de Praia Grande, Marcelo Prado apresentou aos presentes as diversas ações educativas, de sinalização e de fiscalização desenvolvidas na Cidade ao longo dos anos. “Além das atividades pontuais durante o Maio Amarelo e Semana Nacional, atividades como implantação do sistema viário binário e de faixas elevadas de travessia de pedestres são grandes diferenciais do Município, que além de ajudar a organizar o trânsito, ainda reflete diretamente na redução do número de acidentes e mortes”.

O presidente do Cetran-SP, Frederico Pierotti Arantes, ressaltou a importância da participação de Praia Grande no evento. “O Município foi convidado a participar como palestrante, pois vem cumprindo de forma exemplar as expectativas propostas”.

Cetran-SP – O Conselho Estadual de trânsito é o órgão normativo, consultivo e coordenador do Sistema Nacional de Trânsito do Estado. Ao Cetran compete cumprir, fazer cumprir e elaborar a normatização de trabalho no âmbito de sua competência, responder a consultadas relativas à aplicação da legislação, estimular e orientar a execução de campanhas educativas para o trânsito e julgar os recursos interpostos contra as decisões das Juntas Administrativas de Recursos de Infrações (JARIs).

O Centran é composto por quinze integrantes, sendo um presidente e 14 conselheiros, além dos respectivos suplentes, todos com reconhecida experiência em matéria de trânsito e nomeados pelo governador do estado para mandato de dois anos.


Administração ∴

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: