Praia Grande palestra em audiência do Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito

Evento foi realizado em São Paulo nesta sexta-feira (20)
20/7/2018

A Prefeitura de Praia Grande foi convidada a realizar palestra durante audiência pública no Conselho Estadual de Trânsito (Cetran-SP), para propostas e definição de metas para a redução de óbitos e lesões nos próximos anos, na manhã desta sexta-feira (20). O encontro seguiu normativas da lei nº 13.614/2018, que cria o Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito (Pnatrans). A apresentação do Município foi realizada pelo secretário de Trânsito, Marcelo Afonso Prado, na sede do Detran, em São Paulo, Capital.

A principal meta do Pnatrans é, ao longo de dez anos, reduzir pela metade o índice de mortes por grupos de habitantes e o índice de mortos no trânsito por grupos de veículos. Ou seja, diminuir a proporção de mortos em relação à população e em relação ao número de veículos de uma localidade.

Durante a palestra de Praia Grande, Marcelo Prado apresentou aos presentes as diversas ações educativas, de sinalização e de fiscalização desenvolvidas na Cidade ao longo dos anos. “Além das atividades pontuais durante o Maio Amarelo e Semana Nacional, atividades como implantação do sistema viário binário e de faixas elevadas de travessia de pedestres são grandes diferenciais do Município, que além de ajudar a organizar o trânsito, ainda reflete diretamente na redução do número de acidentes e mortes”.

O presidente do Cetran-SP, Frederico Pierotti Arantes, ressaltou a importância da participação de Praia Grande no evento. “O Município foi convidado a participar como palestrante, pois vem cumprindo de forma exemplar as expectativas propostas”.

Cetran-SP – O Conselho Estadual de trânsito é o órgão normativo, consultivo e coordenador do Sistema Nacional de Trânsito do Estado. Ao Cetran compete cumprir, fazer cumprir e elaborar a normatização de trabalho no âmbito de sua competência, responder a consultadas relativas à aplicação da legislação, estimular e orientar a execução de campanhas educativas para o trânsito e julgar os recursos interpostos contra as decisões das Juntas Administrativas de Recursos de Infrações (JARIs).

O Centran é composto por quinze integrantes, sendo um presidente e 14 conselheiros, além dos respectivos suplentes, todos com reconhecida experiência em matéria de trânsito e nomeados pelo governador do estado para mandato de dois anos.


Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close