fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Praia Grande realiza ações do Julho Amarelo para o combate e prevenção das hepatites

Praia Grande realiza ações do Julho Amarelo para o combate e prevenção das hepatites

Programa Municipal DST/AIDS e Hepatites realiza ações
18/7/2018

Praia Grande está realizando ações voltadas a campanha Julho Amarelo. A iniciativa tem como meta a conscientização sobre a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento das hepatites. Os trabalhos na Cidade são coordenados pela equipe do Programa Municipal DST/AIDS e Hepatites, setor da Secretaria de Saúde Pública (Sesap) praia-grandense, que oferece atendimento especializado nesta área.

Nesta quarta-feira (18) teve início a realização de testes rápidos para hepatite B e C pela equipe do Consultório na Rua para a população de rua. O serviço ocorrerá até o dia 31, exceto aos sábados e domingos. São três locais principais de atuação: Área de Transbordo, no Bairro Guaramar, espaço conhecido como Calipal, no Antártica e Praça Roberto Andraus, Ocian.

Já no dia 25, no período da manhã, testes rápidos também serão oferecidos, só que no Centro Especializado em Reabilitação Joana Imparatto (CER). A ação será voltada a pacientes da unidade, localizada na Avenida Doutor Roberto de Almeida Vinhas, esquina com Rua Osmar Antoniolli, no Bairro Mirim. 

Doença – A hepatite viral é uma doença que causa inflamação no fígado. Transmitida por vírus, muitas vezes é assintomática, como nos tipos C e D. Quando apresentam sintomas, como na versão B, podem ser desde cansaço fácil até falta de apetite, passando por icterícia (olhos e pele amarelados), urina escura e dor nas articulações. O diagnóstico é feito pelo médico por meio de exames clínicos e laboratoriais.

Existem vários tipos de hepatites virais: A, B, C, D e E. As hepatites dos tipos A e E são transmitidas via fecal-oral, por meio de contato com fezes ou ingestão de alimentos contaminados. As dos tipos B e C por relações sexuais, contato com sangue e secreções contaminadas e da mãe para o bebê no parto e amamentação (exceto a C, sem estudos conclusivos sobre o tema). A hepatite do vírus D só causa doença na presença do vírus B e as formas de contágio são as mesmas desse tipo.

Entre as medidas de prevenção estão o uso de preservativos em todas as relações sexuais, de seringas e agulhas descartáveis e acessórios pessoais individuais (evitando compartilhar itens como aparelho de barbear e escova de dentes).

Programa Municipal DST/AIDS e Hepatites – O setor desenvolve atividades contínuas de acompanhamento médico através de consultas, prevenção, orientação e informação sobre doenças sexualmente transmissíveis. As campanhas na Cidade atingem pessoas de todas as faixas etárias, desde os jovens até os integrantes da melhor idade.

A equipe do DST/Aids tem como meta utilizar cada vez mais a informação para conscientizar a população. Além de disponibilizar preservativos para munícipes e turistas, as pessoas recebem também orientações através de panfletos educativos.

O trabalho de orientação é feito também nas Unidades de Saúde da Família (Usafas) e Multiclínicas. Os agentes comunitários de saúde também fazem parte do público alvo. Os profissionais aprendem a identificar uma doença, reconhecendo sintomas durante as visitas domiciliares. Os casos suspeitos são encaminhados às Usafas e depois direcionados para tratament

Administração ∴

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: