• +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

2 mil alunos de PG participam da Olimpíada Brasileira de Astronomia

2 mil alunos de PG participam da Olimpíada Brasileira de Astronomia

Município bateu seu próprio recorde em número de participantes
21/5/2018

Mais de 2 mil alunos da rede municipal de Praia Grande estão participando das Olimpíadas Brasileiras de Astronomia (OBA) neste ano. Na última sexta-feira (18), eles realizaram a prova da OBA em 22 escolas municipais de Ensino Fundamental. Com essa quantidade de participantes, a cidade supera seu próprio recorde, que havia sido batido no ano passado, quando 1.600 alunos participaram da OBA. O evento é realizado em todo o Brasil e organizado pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), com o objetivo de incentivar o interesse pelo estudo da astronomia.

A avaliação foi composta por dez perguntas, sendo sete questões de Astronomia e três de Astronáutica, a maioria envolvendo a realização de cálculos. Na rede municipal, houve alunos participando nas provas de níveis 1,2 e 3, conforme a série (o nível 4 é para o Ensino Médio). Após o término, as provas são corrigidas pelos aplicadores, conforme gabarito enviado pela OBA, e as que obtiverem as dez maiores notas são enviadas pelo correio para a Comissão Organizadora da Olimpíada. O resultado com a lista dos estudantes que conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze está previsto para o final de outubro ou início de novembro.

Ao longo das ultimas semanas, os alunos se prepararam intensamente para as provas. Na EM Albert Einsten, que contou com 170 participantes, os estudantes estudaram através do site da OBA. “As lousas digitais com acesso à internet, que estão presentes em todas as salas de aula, foram uma peça chave nos estudos. Eu e os alunos acessamos o site da OBA pela lousa, assistimos aos vídeos de orientação, pegamos os gabaritos das provas dos anos anteriores e todo conteúdo disponível. Desta forma, o estudo foi muito mais prazeroso”, destacou a professora de Ciências, Fernanda Portella, que orientou as turmas de 8º e 9º anos. Outra estratégia de estudo foi através do aplicativo da OBA. “Os alunos baixaram o aplicativo em seus celulares e desta forma, estudaram em suas casas”, explicou Fernanda, que sempre foi uma grande incentivadora da participação dos estudantes na OBA.

Estreante na prova da OBA, Kauan Abreu Teodózio, de 14 anos, disse que se preparou bastante. “Estudamos sobre os astros, as constelações, os planetas rochosos e gasosos, cometas, sobre como surgiu a terra e muito mais”.

Veterano, o aluno João Pedro de Oliveira Bastos, 13 anos, estava participando pela terceira vez e foi medalhista de ouro no ano passado. “Fiquei feliz pela medalha e minha família ficou orgulhosa. Valeu a pena estudar!”, disse, ressaltando o que mais atrai sua atenção na astronomia: “Pra mim, o mais interessante são as galáxias, pois é algo muito misterioso, pelo fato de haver poucas informações sobre elas”.

Resultados – A quantidade de alunos que realizam a prova na rede municipal de Praia Grande vem subindo ano após ano. O número deste ano é cinco vezes maior que em 2016, quando apenas 382 alunos se inscreveram. Da mesma forma, o número de medalhistas também cresce. Em 2015, foram seis alunos premiados; em 2016, foram 18; e em 2017, foram 24, sendo um medalhista de ouro. Além dos campeões, todos os participantes ganham certificado de participação. “Esse reconhecimento ao esforço dos alunos é muito interessante, pois os incentiva a participar ainda mais; eles sentem que seu conhecimento está sendo valorizado”, ressaltou o chefe de seção de Ensino Fundamental, Israel Batista de Oliveira

Administração

Na nossa praia você é o DESTAQUE!

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: