• +55 13 99615 8477
  • osvaldo.costa@euamopg.com

Dinâmica permite que servidores aperfeiçoem os processos de trabalho por meio de peças de Lego

Dinâmica permite que servidores aperfeiçoem os processos de trabalho por meio de peças de Lego

Desenvolvedores da Secretaria de Planejamento participaram da atividade
17/5/2018

Dinamizar o desenvolvimento de projetos e resolver situações de crise durante a realização de processos de trabalho em um ambiente corporativo. Esses foram alguns dos temas abordados durante palestra do Agile Coach Silas Serpa, da empresa DB Server, em um encontro voltado para servidores da Secretaria de Planejamento, desenvolvedores de projetos na Prefeitura.

Durante a manhã, o palestrante expôs conceitos de uma dinâmica inovadora, com o objetivo de que os participantes tivessem um contato mais próximo com o desenvolvimento de projetos. “O que proponho é uma vivência completa de um projeto, abordando situações de um mundo real, com a tomada de decisões que vão influenciar positiva ou negativamente no projeto”, explica Serpa.

Durante a palestra, o Agile Coach destacou que todas as decisões trazem conseqüências, ao abordar o Conceito Cynefin, que classifica a realidade do projeto como simples, complicado, complexo ou caótico, além de explicar o significado da palavra “risco”.

“O risco nos remete à palavra negativa, mas, na verdade, é apenas a consequência futura que pode influenciar em algo negativamente ou positivamente”, argumenta.

Dinâmica – Após a palestra pela manhã, de tarde a teoria deu lugar à prática, quando foi desenvolvida a dinâmica Cynefin Agile Lego Challenge. Depois de dividir os participantes em dois grupos, o desafio tinha como objetivo criar elementos, através de peças do Jogo Lego, para compor um parque de diversões com algumas características pré-estabelecidas como ter seis atrações e garantia de lucro em seis meses, onde as pessoas deveriam permanecer durante todo o dia.

“A idéia é que após a atividade as pessoas saiam energizadas e focadas em decisões, usando o coletivo para ter sinergia e identificação de risco, com a possibilidade de explorar alguns momentos para experimentar”, diz o diretor do Departamento de Tecnologia e Modernização da Informação da Secretaria de Planejamento (Seplan), Leandro Fernandes Sanches, idealizador da iniciativa.

Durante a dinâmica, somente duas pessoas dos times podiam passar as informações necessárias para a equipe de montagem poder desenvolver a construção dos elementos.

“A dinâmica foi criada para colocar da maneira mais dura uma iniciativa, com uma série de fatores que podem acontecer em um projeto real. Inserimos também uma roleta de caos que os grupos podem ou não sofrer as consequências na construção de um projeto, o que caracteriza o gerenciamento de riscos”, enfatiza Sanches.

“Apesar de estarmos trabalhando com essas ferramentas há algum tempo, elas nos colocaram em situações de refletir se estamos fazendo a coisa certa ou não. A demanda externa nos obriga a tomar a decisões rápidas diante de um cenário de caos”, avalia o programador Leandro Rodrigues, um dos servidores participantes do desafio.

Administração

Na nossa praia você é o DESTAQUE!

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: