Operação prato feito encontra R$ 4,6 milhões mais US$ 216,7 mil dolares na casa do prefeito de Mongaguá

 

MONGAGUÁ – O prefeito de Mongaguá, Artur Parada Prócida, foi preso pela Polícia Federal após terem sido encontrados R$ 4,6 milhões em sua casa, durante cumprimento de mandado de busca a apreensão decorrente da Operação Prato Feito. A PF também encontrou US$ 216 mil guardados na residência de Prócida.

O chefe do executivo de Mongaguá foi conduzido para prestar esclarecimentos na Superintendência da Polícia Federal, em São Paulo. Porém, Artur Parada Prócida não conseguiu explicar a origem do dinheiro aos policiais federais.

Sem uma justificativa, Prócida foi preso e será autuado em flagrante pelo crime de lavagem de dinheiro. O prefeito segue preso na carceragem da Superintendência da PF na capital paulista.

Operação Prato Feito
A operação da Polícia Federal investiga desvios e fraudes em licitações de merendas em 19 prefeituras paulistas, inclui três cidades da Baixada Santista. São elas: Cubatão, Peruíbe e Mongaguá.

Nesta quarta-feira (9) foram cumpridos154 mandados de busca e apreensão, além de afastamentos preventivos de agentes públicos e decisões de suspensão de contratação com o poder público referentes a 29 empresas e seus sócios.

Além das três cidades da Baixada Santista, a operação investiga possíveis fraudes nas cidades de Registro, no Vale do Ribeira, e São Sebastião, no Litoral Norte.

Fonte: Santaportal

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.