Ação evita desmatamento em Praia Grande e três prisões em flagrante são realizadas

Cidade intensifica fiscalização de área de preservação ambiental

A Prefeitura de Praia Grande tem trabalhado de forma intensa fiscalizando áreas de proteção ambiental com altos índices de descarte irregular de Resíduos da Construção Civil (RCC) e também de invasões. E na última quarta-feira (21), no Bairro Ribeirópolis, durante operação conjunta entre as equipes da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e do grupamento ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM), ocorreu a prisão em flagrante de três homens que e foi evitado o início de obras clandestinas em áreas passíveis de licenciamento ambiental.

Foram apreendidos cerca de 300 metros cúbicos (m3) de RCC descartados de forma irregular em área de vegetação. Ao longo da operação, fiscais da Sema e guardas municipais constataram a existência de novas estacas de concreto em área de preservação. Após uma busca mata adentro, foram flagrados três indivíduos portando machados e cavadeiras. Os equipamentos estavam sendo utilizados para desmatar uma área de aproximadamente 750 metros quadrados (m2). Diversas árvores foram derrubadas.

Ao final, os três homens foram conduzidos ao 2º DP de Praia Grande. Na delegacia acabaram enquadrados no crime de supressão de Floresta Alta de Restinga em estágio médio de regeneração natural, em área de Reserva Legal, conforme Lei 1656/2013.

“Esse trabalho vem sendo intensificado ao longo dos últimos anos. Ações deste tipo seguirão sendo realizadas”, afirmou o coordenador de Fiscalização de RCC da Sema, Luciano Mola.
Denuncie – Munícipes que flagrarem atividades irregulares deste tipo podem denunciar essas ações no Setor de Fiscalização de RCC da Sema, pelo telefone 153, ou ainda através da Guarda Civil Municipal, 24 horas, no número 199.

2 comentários sobre “Ação evita desmatamento em Praia Grande e três prisões em flagrante são realizadas

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.