Seduc Debate Base Nacional Comum Curricular Com Educadores em Palestra

Representante do MEC, Silvia Donnini, esteve em PG para abordar o tema

Homologada em dezembro de 2017, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) tem como finalidade balizar o sistema de ensino em todo País. Para elucidar e eliminar possíveis dúvidas, a Secretaria de Educação (Seduc) realizou palestra sobre o tema ministrada pela representante do Ministério da Educação (MEC), Silvia Donnini. O encontro, realizado na segunda-feira (19), reuniu mais de 200 diretores, supervisores, assistentes técnicos pedagógicos (ATPs) e equipe técnica da Seduc no Auditório Jornalista Roberto Marinho (Bairro Mirim).

Diretora de formação e desenvolvimento dos profissionais da educação básica do MEC Silvia Donnini abordou todos os aspectos alusivos à Base Nacional. Desde como começaram os debates sobre a temática, o processo que percorreu até ser homologada e quais mudanças a BNCC preconiza para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental. “Essa reunião mostra que Praia Grande está preparada para se debruçar nessa questão e pronta para o debate”, afirmou.

A principal mudança que a BNCC traz está diretamente relacionada a clareza dos processos de identidade da educação brasileira, uma vez que define o conjunto de aprendizagens que todos os alunos de todo o País deverão passar. Até então, cada Estado e Município do Brasil contava com um currículo educacional próprio, mas sem um eixo norteador comum, o que ocasionava distorções no nível de conhecimento do estudante dependendo da região.

Outro aspecto que apresenta alteração diz respeito à forma de se ver a educação. Até então, a preocupação limitava-se apenas ao ensinar e, com a BNCC, passa a valorizar principalmente a forma com que o aluno aprende. “Isso é fundamental. Temos que pensar nos processos de aprendizagem. Afinal de contas é como e o que a criança absorve da educação que vai definir quem ela será enquanto cidadão no futuro”, explicou a representante do MEC.

De acordo com Silvia Donnini, com a BNCC validada no final do ano passado, o próximo passo agora será dos estados e municípios. Ao longo de 2018, as duas esferas do executivo terão de discutir e formalizar o currículo educacional. Assim como as demais cidades, Praia Grande contará com o prazo até 30 de novembro próximo para formalizar e homologar o documento junto ao MEC. “Nosso objetivo é que o ano letivo de 2019 inicie já com os novos currículos sendo colocados em prática”, destacou.

Presente na reunião e atenta a cada detalhe, a secretária de Educação, Nanci Solano Tavares de Almeida, destacou que Praia Grande está pronta para se debruçar sobre as diretrizes propostas pela BNCC. “Em primeiro momento, tudo que é novo amedronta de certa forma. Mas com foco, planejamento e priorização concluiremos nosso currículo no prazo estabelecido pelo MEC”, enfatizou.

A titular da pasta municipal aproveitou para afirmar ainda que a BNCC vem para reforçar o trabalho já realizado pela Secretaria de Educação. “O ponto chave que a Base Nacional traz a todo o país está diretamente ligado ao empoderar o aluno perante o seu aprendizado. E isso ele, no futuro, vai levar para a sua vida como um todo, pois saberá qual o seu papel na sociedade como cidadão

Seu comentário é importante!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close