Violenta noite da virada em Praia Grande termina em assassinato

Ladrões atacaram dois primos da Capital na orla do Guilhermina, em Praia Grande, matando um deles a tiro e roubando o outro, às 3h50 de domingo (1). Geovane José Mendes Rocha, de 22 anos, foi baleado no peito e não resistiu aos ferimentos. O primo de Geovane tem 24 anos. Ele e a vítima fatal vieram passar o fim do ano em Praia Grande com um grupo de oito pessoas.

Em dado momento, conforme o primo, um “bando de moleques” cercou ele e Geovane. Relógio, corrente e boné foram tomados do sobrevivente, que perdeu a vítima fatal de vista por alguns minutos.

Fonte: A Tribuna

Segue texto da reportagem a Tribuna:

“O ano é novo, mas a violência se tornou rotina no Réveillon de Praia Grande, segundo moradores. Na orla da praia, as comemorações precisaram ser suspensas e as vibrações positivas foram mandadas embora por um grupo de pessoas que, há pelo menos quatro anos, se reúne para fazer baderna e cometer crimes.

“Tinha gente armada andando pela praia. Eles depenaram um carro que estava parado aqui (no Canto do Forte) e também chutaram e bateram em outros veículos. Quem passava pela via era assaltado. Levaram bolsas e joias”, conta um morador que não será identificado.”

 

“Meu filho foi pra ai perder a vida; eu achava que ele aí estava seguro. Ele foi se divertir, passar o fim de ano com muita alegria, mas voltou em um caixão. Espero que a polícia de Praia Grande investigue esse crime e que a morte do meu filho não fique em pune. Pois não é o primeiro caso e nem será o último. Mais espero a atenção das autoridades para que esse caso não caia em esquecimento; isso quem.está pedindo é uma mãe desesperada que nunca mais irá ver o seu filho”. – Edme Mendes mãe do jovem.

 

Seu comentário é importante!