PG cria sistema para unificar dados do Município

O GeoPG promete agilizar trabalho dos gestores e consultas da população
28/12/2017
 

Praia Grande criou um programa para integrar todos os bancos de dados do Município a partir do ano que vem. O Sistema de Informações Geográficas (GeoPG) vai reunir em mapas temáticos dados como nome dos logradouros, CEPs, tipo de pavimentação, instalações de água e esgoto, sistema de coleta de lixo e muitos outros detalhes de todas as regiões da Cidade. A meta é manter as informações atualizadas, inclusive com imagens, para que os dados possam ser utilizados como base para implantação de serviços e até disponibilizar o sistema para consulta da população.

A ferramenta, desenvolvida pela Secretaria de Planejamento do Município (Seplan), começou a ser criada há cerca de um ano. Foram coletadas informações de diversos levantamentos do Município e inseridas no sistema. Semelhante aos serviços que existem na internet ou em aplicativos, que mostram trânsito, nomes de ruas e direção de fluxo de tráfego, o GeoPG deve ser o sistema mais preciso e atualizado do Município.

O programa permite consultar dados individuais, gerais ou de determinadas regiões da Cidade. Com poucos cliques no mapa será possível saber a quantidade em metros de ruas pavimentadas, o tipo de pavimento das vias ou ainda buscar dados de linhas de ônibus, serviços urbanos ou informações sobre atendimento de vários serviços municipais, inclusive com data da atualização.

De acordo com o diretor do Departamento de Tecnologia e Modernização da Informação da Seplan, Leandro Fernandes Sanches, o objetivo do GeoPG é traduzir por meio de mapas temáticos, informações que possam auxiliar os gestores da Cidade na tomada de decisões. “Já temos estudos inclusive de disponibilizar parte dos dados para a população como forma de desburocratizar a informação e facilitar o atendimento ao munícipe”.

Durante uma reunião, realizada na quinta-feira (28), o sistema foi apresentado ao prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, que teve a oportunidade de explorar o programa e entender como funciona. Para Mourão, o sistema será também uma ferramenta de transparência, que trará ganhos para todos da Cidade. “Esta é uma ferramenta muito importante. É uma forma de a população conhecer e acompanhar o trabalho da Administração. Ter uma visão de tudo o que foi feito nas regiões. Os futuros investidores terão uma visão mais clara a respeito do crescimento da Cidade e até o empreendedor local poderá usar os dados para analisar onde seu comércio terá chance de fazer mais sucesso”.

Ainda não há data para o sistema ser disponibilizado para a população. A meta é que no primeiro semestre do ano que vem o GeoPG seja alimentado com informações sobre população, faixa etária, tipos de construções e mapeamentos de lotes, entre outros.

Drone – Em breve, o Município vai agregar as informações capturadas por um drone que mapeará a Cidade. Áreas com possível desmatamento ou invasões de terrenos também serão inseridas no GeoPG, com o objetivo de agilizar as ações da Administração.

Seu comentário é importante!