Esporte de PG conquista mais de 1.400 medalhas em 2017

Equipes da Cidade faturaram 548 ouros, 430 pratas e 433 bronzes
28/12/2017
 

Em 2017, o esporte competitivo de Praia Grande (Secretarias de Esportes e Lazer – SEEL, Educação – Seduc e Promoção Social – Sepros) conquistou 1.411 medalhas (548 ouros, 430 pratas e 433 bronzes) em competições regionais, estaduais, nacionais e internacionais; em mais de 25 modalidades esportivas, inclusive nas disputas para pessoas com deficiência (PCD). Destaques para o grupo municipal de natação que subiu 254 vezes no pódio, e também paras as equipes de caratê com 232, canoagem com 201, judô com 176, vela com 124, atletismo com 111 e ginástica artística com 105.

Além das medalhas, o esporte de Praia Grande brilhou nas principais competições do ano. No torneio da segunda divisão dos 81º Jogos Abertos do Interior, a delegação municipal encerrou em 18º lugar, com 59 pontos e 23 medalhas (6 ouros, 11 pratas e 6 bronzes). A colocação obtida manteve a Cidade como segunda força esportiva da Região Metropolitana da Baixada Santista. Apenas a cidade de Santos (7ª colocada) ficou à frente. Praia Grande é uma referência também com relação a locais de praia. Além de Santos, apenas o grupo municipal integra a lista dos 18 melhores municípios esportivos estaduais. Logo, Praia Grande faz parte de um seleto grupo que está em destaque dentro do esporte competitivo.

No torneio da primeira divisão dos 61º Jogos Regionais do Estado, pela quarta vez (2009, 2015, 2016 e 2017), a delegação de Praia Grande terminou em quinto lugar (entre 31 participantes), com 205 pontos e 133 medalhas (50 ouros, 46 pratas e 37 bronzes). Está é a melhor posição já obtida pelo grupo municipal no evento. E ainda, garantiu o novo recorde local no número total de medalhas (superando as 107 ganhas em 2015) e no número de primeiros lugares (deixando para trás os 41 obtidos em 2013). Pelo décimo ano seguido (2008 a 2017) destacou-se como a segunda melhor da Região. 

Nos 34º Jogos Abertos da Juventude, os Joguinhos, competição estadual sub-19, o grupo de Praia Grande que representou a seleção da Diretoria Regional (DREL) de Santos, obteve 39 medalhas (13 ouros, 14 pratas e 12 bronzes). Por equipes, a feminina de judô sagrou-se campeã geral, assim como as de ginástica artística feminina livre e masculina sub-16. Os times masculino de handebol e feminino de tênis de mesa de Praia Grande ficaram nas quartas colocações. O de basquete masculino terminou na quinta posição. A turma de ginástica rítmica desportiva terminou em sexto lugar. O grupo masculino de judô foi o oitavo melhor. A turma de ginástica artística masculina sub-16 conseguiu ainda um feito raro: ganhou todas as 21 medalhas disputadas. 

Na Copa do Estado – evento sub-16 -, as equipes de ginástica artística masculinas infantil (8 a 12 anos) e adulta (13 a 16) de Praia Grande sagraram-se campeãs. O time feminino infantil foi vice-campeão e o adulto terminou em terceiro lugar. O grupo de ginástica rítmica sub-14 ficou com o vice-campeonato e o adulto (mais de 15 anos) encerrou na sétima colocação. A turma do handebol masculino ficou com o bronze. O selecionado local de vôlei feminino foi o quinto melhor do Estado.

Na fase final dos 21º Jogos Regionais do Idoso (JORI), a delegação de Praia Grande terminou em 9º lugar, com 32 pontos e duas medalhas (um ouro e uma prata). Foi o melhor resultado da história local no evento que destina-se a pessoas com mais de 60 anos. Na fase classificatória do JORI (1ª Região e Capital), o grupo municipal conquistou o bicampeonato (2015 e 2017) geral com 161 pontos (novo recorde municipal) e 21 medalhas (10 ouros, 4 pratas e 7 bronzes). A marca é o novo recorde municipal no total e também nos primeiros lugares, superando as 13 obtidas em 2015 e os quatro ouros daquele ano também.

Retrospecto – Em 2016, o esporte competitivo de Praia Grande conquistou 921 medalhas (317 ouros, 296 pratas e 308 bronzes). Em 2015, trouxe 1.037 medalhas (333 ouros, 338 pratas e 366 bronzes). Em 2014, obteve 1.524 medalhas (560 ouros, 479 pratas e 485 bronzes). Em 2013, subiu 1.393 vezes no pódio (542 ouros, 401 pratas e 450 bronzes). Em 2012, faturou 1.595 medalhas (545 ouros, 501 pratas e 549 bronzes). Em 2011, ganhou 1.643 medalhas (585 ouros, 500 pratas e 558 bronzes). Em 2010, vieram mais 1.725 (679 ouros, 501 pratas e 545 bronzes). Em 2009, outras 1.028 (331 ouros, 298 pratas e 399 bronzes). Em 208, foram 924 conquistas (301 ouros, 286 pratas e 337 bronzes).


Seu comentário é importante!