Golfinho é encontrado morto em praia do Solemar

Guarda Costeira constatou marcas de rede no animal
9/6/2017
 

Com algumas marcas de rede no corpo, um golfinho apareceu na praia do Bairro Solemar já sem vida. Banhistas acionaram a Guarda Costeira, da Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande, que atua no controle das razões de mortandade de animais marinhos nas praias da Cidade.

De acordo com o inspetor do grupamento, Delfo Monsalvo, trata-se de um Golfinho de dentes rugosos, uma espécie um pouco menos comum na região do que a toninha, por exemplo. Ele explicou que as marcas pelo corpo são de rede de pesca, mas é possível que a morte tenha sido acidental. “O defeso já terminou e muitas embarcações estão de volta às atividades, regularmente. Infelizmente, esse tipo de morte pode ocorrer”.

Após constatar que o animal já estava sem vida, os guardas acionaram a equipe do Projeto Biopesca, Ong que desenvolve um trabalho de orientação e monitoramento com as comunidades pesqueiras da região. Uma parceria com a Guarda Costeira permite que dados sejam transmitidos à entidade, auxiliando no levantamento de estatísticas.

O inspetor observou que é importante a população acionar a Guarda Costeira, através dos telefones 199 e 153, assim que encontrar algum animal encalhado na praia ou até mesmo já sem vida. “Mas é importante não manusear o animal. Se estiver vivo, ele pode ter alguma reação e machucar alguém ou a si mesmo. E se estiver morto, pode transmitir bactérias”.

Fiscalização – Além do trabalho de resgate de animais marinhos, a Guarda Costeira de Praia Grande desenvolve importante fiscalização de embarcações. Desde o ano 2000 o grupamento é responsável pela fiscalização de toda a área marítima da Cidade graças a um convênio firmado com a Marinha do Brasil. Com isso, o Município consegue manter a marca de não registrar acidentes envolvendo lanchas, motoaquáticas e outras embarcações de lazer. Mais de 35 mil fiscalizações já foram realizadas pela Guarda Costeira nas praias da Cidade.

Deixe uma resposta