Conferência Municipal de Saúde totaliza 178 propostas

Evento definiu diretrizes da área para os próximos anos
9/6/2017
 

A 9ª Conferência Municipal de Saúde de Praia Grande totalizou 178 propostas aprovadas e que fazem parte do documento final do evento. O material servirá para traçar as diretrizes das ações do setor que serão realizadas pelos próximos anos no Município. O tema central dos debates foi “Saúde Pública de qualidade para cuidar bem das pessoas”.

O Conselho Municipal de Saúde (Comusa) praia-grandense organizou as Pré-conferências e a Conferência Municipal. A Secretaria de Saúde Pública (Sesap) da Cidade auxiliou na realização das atividades, disponibilizando técnicos ao longo de todo processo que colaboraram nas discussões com informações específicas dos temas. 

O titular da Sesap, Cleber Suckow, comentou que a Administração Municipal tem buscado ferramentas e estratégias para oferecer cada vez mais qualidade nos atendimentos prestados na Saúde e que esse tipo de debate tem papel importante no andamento dos trabalhos. “A Conferência serviu para reforçar a discussão técnica das ações. A secretaria apoiou todas as etapas”.

As propostas foram discutidas em cinco salas definidas através do regimento do Comusa e separadas em três eixos temáticos: atenção primária, secundária e terciária. Algumas também são oriundas do Plano Diretor e foram submetidas à análise e aprovação também nos encontros prévios à Conferência. Todo processo atendeu às diretrizes do decreto número 6.207/17.

Entre as propostas aprovadas, destaque para a que prevê a melhoria do acesso e do agendamento de procedimentos e consultas no Município. “O desafio é desenvolver mecanismos para que a população tenha cada vez mais acesso, gerando transparência e rastreabilidade e, desta forma, melhorar o aproveitamento das consultas”, analisou o subsecretário de Assuntos Técnicos da Sesap, Rodrigo França.

O subsecretário elogiou a participação da população nas Pré-conferências e na Conferência. “Foi um belo exemplo do exercício da democracia e da legislação vigente. O praia-grandense tem contribuído de forma madura para melhoria do setor. Temos uma situação financeira difícil no País, e mesmo assim, pelo segundo ano consecutivo, o Município recebeu nota ‘A’ na Saúde”.

Exemplo – Na 8ª Conferência Municipal de Saúde, entre as propostas aprovadas, estava a que solicitava o serviço de hemodiálise na Cidade. Pouco tempo depois, a Prefeitura de Praia Grande inaugurou o Nefro PG, que desenvolve este atendimento e também de ambulatório pré-dialítico. Ainda de acordo com França, são exemplos como esse que legitimam o processo. “Foi a manifestação da população que gerou elementos necessários para que tivéssemos a continuidade por parte da Administração Municipal em busca da habilitação do serviço”. 

Deixe uma resposta