Oficina de Fotografia atrai jovens e adultos

Aula inaugural ocorreu na tarde de terça-feira (6), no Vivência Tupi
7/6/2017
 

A primeira edição da “Oficina de Fotografia”atraiu nessa terça-feira (6) mais de 20 jovens e adultos. O workshop é organizado pela Administração Municipal, por meio da Subsecretária de Assuntos da Juventude (Subjuve), e ocorreu no Espaço de Vivência Tupi, no Bairro Tupi. Os encontros acontecem sempre as terças e quinta-feiras até dia 29 de junho e no momento não há inscrições abertas para novas turmas.

O objetivo das aulas é dar oportunidade aos jovens e adultos para que desenvolvam aptidões culturais e artísticas, integrando a sociedade por meio da fotografia, melhorando o relacionamento familiar, desenvolvendo qualidades como: observação, sensibilidade, percepção, poder de decisão, criatividade, objetividade, espírito de equipe, integração com o meio ambiente, além de resgatar a história dos próprios jovens e adultos da Cidade, por meio dos trabalhos e temas desenvolvidos. Durante as aulas, os participantes podem utilizar máquinas ou celulares próprios.

Na primeira aula os alunos aprenderam sobre a história da fotografia desde quando o homem criou as primeiras tentativas de registro fotográfico até os dias atuais. A professora e artista plástica Andrea Santos apresentou aos alunos a finalidade da oficina e explicou a eles que o curso não é uma aula escolar tradicional e que todos podem participar. “Conhecimento nunca é demais. É importante sempre aprendermos coisas novas. A meta da oficina é mudar o olhar de cada um para a fotografia e para a vida”.

A professora Eliana Casagrande, de 46 anos, descobriu em uma unidade de saúde que o curso estava sendo oferecido gratuitamente e resolveu aprender a tirar fotos com qualidade pelo celular. “Eu sou uma negação em fotografia e por isso vim aprender. Meu objetivo é fazer registro das atividades de meus alunos com um olhar mais apurado”.

A estudante Isabela Fagnoni Barazal, 17 anos, foi estimulada pela mãe a participar das aulas. A jovem viu uma oportunidade de expandir seus conhecimentos. “Eu estou tentando ver o que quero ser no futuro, por isso estou buscando diversos cursos para saber a área que irei atuar. Essa foi a primeira aula e eu já gostei bastante”.

O Vivência Tupi abriga a Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve) e os programas SuperEscola, o Conviver, e a Casa dos Conselhos. O local tem o objetivo de integrar diversos públicos e promover a cidadania entre os moradores de diferentes faixas etárias. A Subjuve fica na Rua Xavantes, n° 51, Bairro Tupi, e funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 17horas, outras informações podem ser obtidas pelo telefone: 3496- 5684. 

Deixe uma resposta