PG utiliza moderna ferramenta no combate ao descarte irregular de RCC

Cidade também contará com aplicativo gratuito para smartphones
6/6/2017
 

A Prefeitura de Praia Grande intensificou o combate ao descarte irregular de resíduos da construção civil (RCC) nos últimos anos. A Cidade utiliza uma moderna e inovadora ferramenta que é fundamental no desenvolvimento dessas ações. Trata-se do sistema de gestão eletrônica de rastreamento e controle de resíduos, conhecido como Coletas Online. Com o apoio da tecnologia, a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) consegue fiscalizar de forma mais efetiva todas as regiões do Município. 

A partir deste mês, a Cidade dará outro passo com auxílio da tecnologia. Ficará disponível para população um aplicativo (que integra o Coletas Online) gratuito para smartphones que permitirá ao munícipe fiscalizar o descarte irregular de resíduos de construção civil e também encontrar os locais adequados de descarte de entulho por toda a cidade de Praia Grande.

Os números comprovam com exatidão o sucesso dos trabalhos coordenados pela Sema. Através do Coletas Online, que começou a ser utilizado a partir de 2014, o Município já monitorou a geração de 735 mil toneladas de RCC, média de 245 mil por ano. Nesses três anos foram ainda 9 mil usuários integrados por toda a Cidade. Ainda de acordo com dados da pasta, são emitidas por mês pouco mais de 1.700 guias de transporte de resíduos.

A Sema vem registrando ainda o aumento do transporte regulamentado e a diminuição do descarte e da poluição de áreas irregulares. São emitidos alertas para os gestores do sistema em caso de irregularidades ou descumprimento de prazos e normas.

“A intensificação das ações aliada ao sistema de Coletas Online surtiu efeito esperado. O sistema pode ser atualizado de acordo com as necessidades que vão surgindo, o que facilita a adaptação e integração do trabalho”, comentou o responsável pela Fiscalização de RCC da Sema, Luciano Mola.

Grandes cidades do País como São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza também utilizam o sistema, que conta com a tecnologia de georreferenciamento como base. Um cruzamento de informações de coordenadas cartográficas com referências geográficas fáceis de serem identificadas, como ruas, avenidas, rios ou qualquer outro lugar, facilite a geração de um ponto exato da localização.

O sistema, totalmente informatizado, aumenta as possibilidades das equipes de fiscalização que estão efetuando os trabalhos em campo de flagrarem ações indevidas. O serviço atende ainda a Política Nacional de Resíduos Sólidos, adequando a gestão dos resíduos do Município a Resolução Conama 307.

Denúncias – O meio ambiente ganhou mais um aliado: o telefone 153 funciona como canal de denúncia de descarte irregular de resíduos da construção civil em Praia Grande. Durante os 7 dias da semana e 24 horas por dia, os munícipes podem ligar e denunciar tanto pequenos descartes de restos de reformas e construções que são colocados em terrenos baldios, calçadas e até mesmo nas ruas, quanto grandes descartes por caminhões de empresas em áreas públicas ou de preservação ambiental.

Para aqueles que realizam pequenas reformas, a Prefeitura de Praia Grande disponibiliza os Ecopontos que recebem até 2 m³ de entulho. Ao todo, são 11 unidades espalhadas pela Cidade. Já os caminhões que transportam RCC devem estar devidamente cadastrados na Sema e portar o certificado de transporte de resíduos (CTR).

O Município tem realizado cada vez mais ações com objetivo de combater o descarte irregular de RCC. Patrulhas são efetuadas pela Sema e o Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) periodicamente em diversas Áreas de Preservação Permanente (APP) da Cidade, como manguezais, florestas e rios, entre outras.

“A população tem nos ajudado denunciando frequentemente esse tipo de irregularidade. Temos um apoio grande do pelotão ambiental da GCM, que tem intensificado o patrulhamento ostensivo mantendo uma ótima interface com nosso setor de Fiscalização de RCC”, analisou o secretário de Meio Ambiente, Israel Evangelista. 

Deixe uma resposta