Curso apresenta História Oral como ferramenta didática


Iniciativa capacita professores da rede

Introduzir a História Oral como ferramenta didática em sala de aula. Este foi o principal objetivo do curso História Oral, promovido pelo Centro de Memória da Educação, no Porto Aprendiz, ao longo destas últimas cinco semanas. O curso foi dividido em 10 encontros de duas horas de duração cada e contou com a participação de aproximadamente 25 professores da rede municipal.

As aulas foram ministradas pelos professores e historiadores Mônica Rodrigues e Rafael da Silva. “A História Oral não é uma disciplina, não é uma matéria nem uma ciência, mas é uma metodologia de pesquisa científica que pode ser utilizada como recurso didático em sala de aula. Pode ser utilizado em várias matérias e é muito interessante para trabalhar com a criança noções de identidade, pertencimento, entre outros conceitos”, comentou Mônica, que é responsável pelo Porto Aprendiz. “A História Oral pode ser utilizada em trabalhos interdisciplinares e até mesmo transdisciplinares”, completou Rafael da Silva.

A professora Mariana Nohara Rossi, que atua há 2 anos na rede municipal, se surpreendeu com o curso. “É riquíssimo, trata da pessoa como indivíduo e nos faz ver as pessoas com outros olhos, dando valor à história de vida de cada um”.

A professora Regina Duarte da Silva Mariano, que atua na Educação Infantil há três anos, afirmou que a metodologia também pode ser utilizada com as crianças pequenas. “A História Oral como metodologia mexe com os sentimentos, instiga a memória e o pensar, por isso serve para qualquer idade. Com meus alunos, eu posso trabalhar a importância de se ouvir o outro. Atividades que envolvam o resgate da história do bairro, da família, da escola são muito importantes e devem ser feitas com as crianças, pois elas percebem a importância do resgate histórico e de se valorizar a história de cada um”.

Deixe uma resposta