Fundo Social de Solidariedade homenageia voluntários de PG

Foto: AMAURI PINILHA
Foto: AMAURI PINILHA

Prestadores de serviços receberam troféus em reconhecimento ao auxílio
24/11/2016 | Luciano Agemiro , MTB: 73.143

A cada dia, as unidades da Secretaria de Promoção Social (Sepros) e do Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Praia Grande realizam diversos atendimentos graças ao trabalho de voluntários. São professores, serventes, auxiliares e outros cargos ocupados por quem busca espalhar conhecimento em troca de satisfação pessoal. A quarta-feira (23) foi o dia escolhido para prestar uma homenagem a estes importantes colaboradores.

A professora de dança Alexandra Nóbrega Santana Matos é uma das voluntárias do Programa de Integração e Cidadania (PIC) e há 7 meses ensina a arte aos moradores do Bairro Quietude. “Já fui beneficiada pelas aulas gratuitas do PIC e quando surgiu a oportunidade de retribuir eu decidi ajudar. Não faço isso por obrigação, mas por vontade própria. Tudo é gratificante. Percebo que com o meu trabalho eu mudo a vida das pessoas. Ganham auto estima, mais saúde e eu mais felicidade, realização”.

Já a aposentada Honorina Tinoco Scapolatieri dá aula de crochê no Conviver e no PIC há mais de 10 anos, quatro vezes por semana e diz que a dedicação não é fácil, mas vale a pena pois dá orgulho de ver seus alunos produzirem. “Tem que ter disposição e comprometimento com o serviço. Eu gosto muito. Fiz amizades sinceras neste período, conquistei uma nova família”.

A aposentada Maria José de Jesus Nani Ferreira, de 68 anos, dedica-se a enfeitar as festas do Conviver Ocian com suas peças de artesanato há mais de 5 anos. Sempre que tem comemoração por lá, a decoração é por conta dela. “Alguns acham complicado ter que sair de casa, para fazer algo sem receber nenhuma remuneração. Mas quando fazemos com amor é muito gostoso. Eu amo o que faço”.

Atualmente, cerca de 200 pessoas fazem a diferença nos serviços sociais do Município. O reconhecimento foi marcado pela entrega de um troféu a cada um dos envolvidos.
De acordo com presidente do Fundo Social de Solidariedade de Praia Grande, Maria Del Carmen Padin Mourão, esta não é uma forma de pagamento, mas sim de agradecimento.
“Essa homenagem foi feita de coração com muita gratidão a todos os voluntários. O voluntariado é um trabalho de doação, feito no anonimato por pessoas maravilhosas, que dedicam seu tempo e conhecimento para melhorar a qualidade de vida dos outros”.

Em parceria com a Sepros, o Fundo Social recebe a colaboração de voluntários em diversas unidades sociais. No Lar São Francisco, os voluntários podem fazer visitas aos idosos, dar atenção a eles e interagir por meio de atividades ou apresentações culturais.

Nas unidades PIC e nos Centros de Apoio à Família do Educando (Cafe), que a atendem à comunidade em geral, podem atuar como professores, orientadores e auxiliares. Assim como nas unidades do Programa Conviver, voltado aos maiores de 50 anos, onde podem interagir, auxiliar na manutenção da unidade ou levar novas atrações aos usuários do programa.

Para ser um voluntário dos serviços sociais de Praia Grande basta procurar o Fundo Social, instalado na Rua Emancipador Paulo Fefin, nº 775, no Bairro Boqueirão. O telefone de contato é 3496-5001.

Deixe uma resposta