PIC Vila Alice faz viagem pelos ritmos brasileiros

Foto: AMAURI PINILHA
Foto: AMAURI PINILHA

Mostra Cultural da unidade aconteceu nesta terça-feira (22)
23/11/2016 | Ludmila Pilipavicius , MTB: 29.204

Com ritmos como baião, forró, samba e frevo, os frequentadores do PIC Vila Alice apresentaram uma verdadeira viagem pelas regiões do Brasil durante a Mostra Cultural da unidade, realizada na noite de terça-feira (22), no Palácio das Artes.

O tema “Do Oiapoque ao Chuí, Ritmos para Dançar e Curtir” foi escolhido para os alunos dos cursos de violão, canto coral, dança cigana, dança do ventre, flauta, caratê, balé, ritmos dançantes e jazz mostrarem um pouco do que aprenderam ao longo do ano. As turmas de Tai chi chuan e de pintura em tela também participaram da mostra.

De acordo com a diretora da unidade, Almerita Barbosa, cerca de 300 alunos subiram ao palco após semanas de ensaio sob a orientação de professores e voluntários. “Todos os números têm sua importância e mostram o esforço de cada um. Chegar nesse momento e ver o crescimento de cada aluno e o reconhecimento das famílias é nossa maior alegria”.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade e primeira- dama do Município, Maria Del Carmen Padin Mourão, prestigiou a Mostra e também destacou a evolução de cada criança, de cada jovem e cada família que confia no trabalho do PIC. “Muitos chegam aqui desanimados, sem perspectivas e até deprimidos. Os PICs são uma oportunidade para essas pessoas mudarem esse quadro e vê-las aqui no final do ano me deixa muito feliz”.

A mostra teve início com a turma de ginástica artística, que combinou muito bem o samba com piruetas, cambalhotas e estrelas, passando pelas turmas de dança cigana e dança do ventre, que arrancaram gritos e aplausos da plateia. A graça das meninas do balé infantil encantou a todos com o clássico “Xote das Meninas”, de Luiz Gonzaga.

O pout pourri de canções como “Mulher rendeira”, “Eu só quero um xodó” e “Anunciação” ficou perfeito ao som de violões e das vozes dos alunos de canto e coral.

Mas um dos momentos mais aplaudidos foi a participação do aluno de caratê Luiz Alves da Silva Junior, de 19 anos. Cadeirante, ele mostrou que não há limites para quem tem determinação e foi um dos destaques da apresentação dos alunos dessa modalidade.
Ao final, todos voltaram ao palco para receber os aplausos e fechar mais um ano de atividades com chave de ouro.

Mostra Cultural – Anualmente os alunos dos cursos das unidades sociais são convidados a se apresentarem no Palácio das Artes. Cada grupo de dança ou esportivo cria uma coreografia dentro da sua área. Na plateia, pais, mães e amigos são convidados a prestigiarem os alunos.

Serviços – Inaugurado oficialmente em 2004 pela Secretaria de Promoção Social (Sepros) em parceria com o Fundo Social de Solidariedade de Praia Grande (FSS), o Programa de Integração e Cidadania (PIC) conta com cinco unidades, localizadas nos bairros Melvi, Anhanguera (Vila Alice), Vila Sônia, Quietude e Real. Antes um programa piloto, o PIC passou por uma série de adaptações e hoje oferece cursos de geração de renda, atividades esportivas, culturais e de lazer gratuitas, para participantes de todas as idades. É um espaço aberto à convivência, ao diálogo e entrosamento familiar.

Cafe – As unidades do Centro de Apoio à Família do Educando, os Cafes, foram criadas para promover a integração dos alunos da rede municipal com seus familiares. O espaço é voltado ao desenvolvimento de atividades culturais, esportivas e de lazer. O programa também oferece cursos gratuitos profissionalizantes e de geração de renda.

Deixe uma resposta