Proerd ensina crianças a se prevenirem contra drogas

Foto: FELIPE FRANÇA
Foto: FELIPE FRANÇA

Programa formou 1.500 alunos neste semestre
8/11/2016 | Priscila Sellis , MTB: 31.003

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) formou 1.500 crianças e adolescentes neste semestre, de sete escolas municipais. A iniciativa visa conscientizar os estudantes sobre os males causados pelo uso das drogas e ensiná-los estratégias para dizer não à experimentação. Ontem (7) foi a formatura das turmas de 5º ano da EM Ary Cabral. Aproximadamente 150 alunos receberam seus certificados, em solenidade realizada no Teatro Municipal Serafim Gonzalez, no Palácio das Artes.

A cerimônia contou com a presença de autoridades militares e representantes da Secretaria de Educação (Seduc). Ainda este mês, ocorrerão as solenidades de formatura dos alunos das escolas municipais Sebastião Tavares, Antonio Rubens de Lara, Estina Campi Baptista, Domingos Soares, Cidade da Criança e Ana Maria Babette.
Realizado desde 1996 pela Polícia Militar, o Proerd surgiu baseado no projeto norte americano Drug Abuse Resistence Education (Dare), fundado em 1983. O programa tem como objetivo educar crianças em relação à prevenção das drogas, para que não cheguem nem a experimentá-las.

Desde o início, a ação social já atendeu mais de 20 mil estudantes no Município, onde é realizado em parceria com a Seduc. Os alunos recebem aulas semanais ministradas por policiais militares fardados, ao longo de dez semanas. “O Proerd conscientiza as crianças, mostrando-lhes o efeito das drogas e motivando-as a manterem-se longe delas. Além disso, as ensina a desenvolverem uma atitude positiva em relação às autoridades e respeito às leis”, explicou o cabo Luiz Augusto Celani Martins, um dos principais instrutores do Proerd no município.

Redação – Além da entrega dos certificados, o evento também homenageou os estudantes vencedores do concurso de redação do Programa, que teve como tema “O que você aprendeu com o Proerd”. O aluno João Rafael do Carmo Lopes, do 5º ano D, foi o primeiro colocado. “Aprendi que usando drogas posso perder coisas muito importantes: minha família, minha liberdade, dignidade, meus amigos e minha saúde”, afirmou o estudante.

A diretora da EM Ary Cabral, Rita de Cássia de Andrade, agradeceu os policiais pelo trabalho realizado na escola. “Obrigada por toda a orientação e motivação que vocês trouxeram. O programa nos traz uma esperança de que nem tudo está perdido e que o amanhã pode ser melhor. Vocês realmente fizeram a diferença e eu espero que este trabalho continue por muitos anos”.

Em seu pronunciamento, o comandante do 45º Batalhão de PM do Interior, Major Maurício Vieira Izumi, ressaltou a importância da ação preventiva. “O Proerd ajuda a educar estas crianças para que o contato com as drogas não aconteça, porque prevenir é muito melhor que remediar. Podemos dizer que cerca de 80% dos crimes cometidos atualmente têm relação com o uso de drogas. A pessoa rouba ou furta para trocar o objeto por drogas e alimentar seu vício. Se conseguirmos aumentar a conscientização e reduzir o uso de drogas, consequentemente conseguimos reduzir a criminalidade. Por isso, a importância de agir preventivamente”, destacou.

Cintia Pereira Santos, mãe da aluna Adriele, de 10 anos, brinca que sua filha virou especialista no assunto. “Ela está ciente dos perigos que as drogas oferecem, inclusive os males causados por bebidas alcoólicas e cigarro. E ela leva todas estas informações pra casa”.

Emerson Fernandes Vince, pai de Anthony, de 11 anos, elogia o trabalho realizado. “É muito importante essa integração entre polícia militar e equipes escolares em torno desse trabalho preventivo, inclusive é muito legal também eles promoverem esse momento com a participação dos pais. Parabenizo a todos os envolvidos nesse trabalho!”.

Deixe uma resposta