Médicos residentes de Praia Grande participam de Conferência Internacional

44380
Evento ocorre no Rio de Janeiro até domingo (6)
4/11/2016 | Pedro Sbravatti, MTB: 35.768

Médicos e preceptores que integram o Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade (PRMFC) de Praia Grande estão participando da 21ª Conferência Mundial de Médicos de Família. O evento ocorre no Rio de Janeiro, até domingo (6). A Cidade é a única na Baixada Santista que faz parte do PRMFC e como referência para os vizinhos da Região no desenvolvimento da iniciativa do Governo Federal. A atuação dos médicos foi destinada para Atenção Básica, setor responsável pelos atendimentos primários nas Usafas e Multiclínicas que evitam procedimentos mais complexos através de acompanhamento médico com consultas.

O Município conta com um estande na Conferência para divulgar os trabalhos desenvolvidos pelas residentes com os pacientes e também o período de inscrições (de 2 de novembro até 16 de dezembro) para médicos interessados em participar do Programa de Residência em solo praia-grandense. As vagas disponíveis para este novo período da ação na Cidade são para R1 (12 vagas) e transferências para R2 (mais 7 vagas).

O cadastro gratuito será realizado exclusivamente pela internet através do endereço eletrônico www.praiagrande.sp.gov.br. A ficha de inscrição ficará disponível no site dentro da aba Programa de Residência Médica. O Processo Seletivo Público contará ainda com uma prova objetiva, que deverá ocorrer no dia 18 de dezembro.

O coordenador do PRMFC em Praia Grande, Ernesto Dallaverde, enalteceu a oportunidade dos residentes e preceptores participarem de um evento internacional. “A troca de experiências e informações será de fundamental importância para a sequência do Programa na Cidade. Desta forma teremos ainda mais condições de aprimorar os serviços prestados”.

Atenção Básica – A atuação dos médicos residentes em Praia Grande foi destinada para Atenção Básica. O setor é o responsável pelos atendimentos primários nas Usafas e Multiclínicas que evitam procedimentos mais complexos através de acompanhamento médico com consultas.

O Programa de Residência Médica tem como característica a fixação dos profissionais, promovendo uma maior integração com a população e, desta forma, a melhoria da qualidade dos serviços prestados nas unidades. A chegada dos residentes foi importante para o aumento do número de equipes do Programa Saúde da Família. Outro destaque deste processo diz respeito à redistribuição da área de atuação nos bairros reduzindo o número de pacientes atendidos por equipe, agilizando os procedimentos e aumentando assim a cobertura.

Deixe uma resposta