Jornada no Combate ao Câncer de Mama destaca importância da prevenção

Foto: Danilo Almeida
Foto: Danilo Almeida

Evento reuniu cerca de 400 pessoas na terça-feira (25)
26/10/2016 | Pedro Sbravatti, MTB: 35.768

Participar da 6ª Jornada no Combate ao Câncer de Mama foi um momento especial na vida da voluntária da ONG Estrela da Mama, Edite de Souza Camargo. Isso só foi possível porque a aposentada fez o exame preventivo e teve diagnosticada a doença em seu início. Aos 64 anos de idade, a moradora do Bairro Canto do Forte, que venceu todas as etapas do tratamento em 2015, ficou muito emocionada ao ver sua foto na exposição que tinha como enfoque exaltar as mulheres que tiveram a mesma experiência. O evento reuniu cerca de 400 pessoas nesta terça-feira (15), no Palácio das Artes, em Praia Grande.

Edite é voluntária da Estrela da Mama (a ONG que organizou a Jornada) há 12 anos. Construiu sua vida em São Paulo e após o marido vender o comércio que tinham, o casal escolheu Praia Grande para curtir a aposentadoria. Em 2015 viu a sua vida virar de ponta cabeça de uma hora para outra. Ela conta que quando pegou o exame que diagnosticou a doença, sentiu seu ‘chão abrir’. Naquele momento, percebeu que ela receberia o acolhimento e carinho na ONG que tanto deu para outras mulheres. “Só estou curada porque o tratamento foi iniciado logo graças ao diagnóstico rápido. As mulheres precisam acordar e se cuidar mais. Isso aumenta as chances de cura”, disse.

O apoio que encontrou na família e também nas amigas que fez ao longo do tempo na Estrela da Mama foi o pilar fundamental que deu força para a voluntária superar os momentos difíceis tão comuns no período de tratamento da doença. “O Dia das Mães do ano passado foi triste demais, porque nesse período meus filhos souberam da doença. Foram quatro meses de quimioterapia, mais 25 sessões de radioterapia, além de uma cirurgia chamada quadrante”, recordou.

O sucesso no tratamento devolveu a alegria a Edite. Além disso, reforçou a certeza da vontade de seguir trabalhando duro e ajudando quem chega até a Estrela da Mama necessitando de carinho e atenção. Ela também festeja uma relação ainda mais forte e intensa com seu marido, filhos e netos, depois de ter passado por esse delicado período. “Quando vejo esta foto que está aqui na exposição, fico mais motivada para ajudar como puder a ONG e as mulheres. Agora sei de fato o que as mulheres estão passando, porque vivi isso de perto”.

Jornada – O exemplo de superação de Edite é apenas um entre tantos outros que estavam reunidos na Jornada. O evento é um dos pontos altos em Paia Grande da Campanha Outubro Rosa. A iniciativa busca conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

A programação da sexta edição da Jornada contou com palestras, apresentações artísticas e homenagens. O doutor Fernando Yaeda de Melo, graduado pela Universidade Federal do Paraná, deu maiores detalhes sobre cirurgia Oncológica. Já o também doutor Toshio Shiokawa, graduado pela mesma instituição paranaense, abordou a importância da prevenção no tratamento ao câncer. O público, formado em sua maioria por mulheres, acompanhou atentamente todas as informações transmitidas pelos palestrantes.

As apresentações artísticas levantaram a plateia. Primeiro foi o Coral Estrela da Mama. Na sequência ainda se apresentaram alunos de canto do Porto do Saber e o grupo de violões do PDA. Para finalizar, a homenagem para a diretora da Secretaria de Cultura e Turismo, Lourdes Marzolek, emocionou a todos. A artista, que foi aplaudida de pé, está lutando com bravura contra a doença. “Minha vida toda foi dedicada à arte e isso fez com que fosse mito feliz. Fico orgulhosa porque hoje faço parte deste grupo como as integrantes da Estrela da Mama. Todas somos guerreiras”, disse a homenageada.

Deixe uma resposta