Cerca de 450 crianças são examinadas contra hanseníase e tracoma

Foto: Danilo Almeida
Foto: Danilo Almeida

Busca ativa de geohelmintíase (verminoses) também foi realizada
21/10/2016 | Pedro Sbravatti, MTB: 35.768

A Secretaria de Saúde Pública de Praia Grande realizou a busca ativa em 450 crianças de casos de hanseníase, tracoma e geohelmintíase (verminoses). A ação na Cidade, que faz parte da Campanha Nacional planejada pelo Ministério da Saúde, ocorreu na Escola Municipal Paulo Shigeo Yamauti, no Bairro Anhanguera, na quinta (20) e sexta-feira (21).

O principal objetivo dos trabalhos foi diagnosticar casos precoces das doenças nos alunos do Ensino Fundamental I da escola. Desta forma, os jovens podem ser tratados de forma preventiva, aumentando sensivelmente a possibilidade de evitar problemas maiores quando estiverem em uma idade mais avançada.

Em caso de exame positivo, o tratamento do tracoma e também do geohelmintíase já teve início no próprio local com a aplicação de remédios. Casos de hanseníase foram encaminhados para o Centro de Referência em Atendimento a Tuberculose e Hanseníase (Crath).

Para que os alunos fossem examinados, os pais ou responsáveis assinaram autorizações. Uma reunião em setembro organizada pela Sesap explicou para os familiares dos jovens as metas e como funcionaria a ação. “A campanha a cada ano reduz os casos dessas doenças. Esse é o terceiro ano que é desenvolvida na Escola Municipal Paulo Shigeo. A escolha dessa unidade se dá por contar com o número necessário de alunos pactuado para ser cumprido pela iniciativa”, explicou a enfermeira e uma das responsáveis pelos exames, Valéria Lopes Moraes Justo.

Uma equipe formada por 20 profissionais do setor de Atenção Básica da Sesap foi a responsável pelos exames. A ação contou ainda com parceria e o respaldo técnico do Departamento Regional de Saúde da Baixada Santista (DRS-IV). A enfermeira da DRS, Mônica Malaman, fez parte do grupo de trabalho na escola municipal praia-grandense.

Para os próximos anos, a Sesap espera ampliar os exames para outras unidades escolares. “Praia Grande tem um contingente grande de profissionais capacitados e treinados pelo Ministério da Saúde para efetuarem essa busca ativa. Desta forma, já estamos nos organizando para a cobertura de um maior número de escolas”, disse Valéria.

Deixe uma resposta