Praia Grande reduz em 54% o número de mortes no trânsito

Foto: Jairo Marques
Foto: Jairo Marques

Número total de acidentes de janeiro a junho também apresentou queda
7/10/2016 | Jaqueline de Marco, MTB: 52.981

Praia Grande apresentou queda de 53,6% no número de vítimas fatais em ocorrências de trânsito entre os meses de janeiro a junho de 2016, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em 2015 foram 41 casos contra 19 este ano. Também em queda, o número total de acidentes segundo dados do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo) foi de 1.108, representando uma redução de 7,5% em comparação ao primeiro semestre de 2015, que contou com 1.024 casos. Segundo a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), a redução está diretamente relacionada às ações de infraestrutura nas áreas de educação, fiscalização e sinalização que vêm sendo desenvolvidas na Cidade.

No quadro geral, o Município apresentou bons resultados em todos os tipos de ocorrências viárias no primeiro semestre do ano. O número de atropelamentos, por exemplo, passou de 43 para 36 casos; e de colisões frontais (tipo de colisão que mais mata, estatisticamente) passou de 33 para 12 no período.

Segundo o secretário de Trânsito municipal, Marcelo Afonso Prado, a projeção é que, até o final do ano, o número de acidentes de trânsito na Cidade apresente queda ainda maior. “Notamos que o número de acidentes não acompanhou o aumento de veículos emplacados na Cidade, frota que apresenta uma média de crescimento de 10% ao ano”.

Marcelo Prado destacou também as principais ações realizadas no Município. “Focamos nossas ações em três pontos principais. Primeiro engenharia de tráfego, com melhorias na sinalização, gestão e infra-estrutura viária em toda Cidade. Segundo, a fiscalização através dos Agentes de Trânsito e Guardas Civis Municipais de Trânsito, com auxílio da equipe na Central de Vídeomonitoramento. E terceiro, a educação de trânsito com atividades em escolas e locais de grande circulação de pessoas, priorizando a conscientização e o incentivo à gentileza no trânsito. Além disso, diversas obras viárias realizadas por esta Administração Municipal nos últimos anos como a remodelação da Avenida Ayrton Senna e o Viaduto no Bairro Samambaia também estão diretamente ligados com esta redução de acidentes”.

Prado destacou ainda que um dos princípios utilizados pela Prefeitura ao definir ações de melhoria viária é o de Pareto, estudo que aponta que 80% das consequências advêm de 20% das causas. “Identificando os principais pontos de acidentes e infrações, conseguimos solucionar grande parte dos problemas e, no caso do trânsito, salvar vidas e evitar que acidentes ocorram”.

Movimento Paulista – Outra ação voltada para a redução no número de mortes no trânsito é a parceria com o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito. Praia Grande é um dos 15 municípios de São Paulo conveniados a esta iniciativa do Governo do Estado. Dentre as ações previstas no programa estão visitas de diagnóstico, definição de planos de ação e melhorias na infraestrutura viária, fiscalização e conscientização. A intenção dos levantamentos feitos dentro do movimento é mapear os acidentes e óbitos no trânsito do Estado e fornecer subsídios para que os Municípios possam elaborar e desenvolver políticas públicas e ações para alcançar a meta de reduzir pela metade as vítimas fatais nos acidentes de trânsito no Estado de São Paulo até 2020.

E dentre as ações previstas do projeto na Cidade estão a implantação do sistema viário binário (vias com mãos de direção alternadas) no trecho conhecido como Centro Expandido Boqueirão, com placas e semáforos; e implementando a sinalização de travessia de pedestres com faixas elevadas em diversos trechos da Cidade com grande fluxo de pedestres.

Reconhecimento – Em outubro, Praia Grande foi citada em matéria da Revista Exame, noticiando a redução dos acidentes de trânsito na Cidade, como um dos principais do Estado. Além disso, em setembro o Município foi destaque no Fórum Melhores Práticas em Segurança Viária, promovido pelo Governo do Estado, com o Projeto Ciclista Cidadão, que além de promover o cadastramento das bicicletas, ainda orienta os ciclistas sobre as normas de condução e convivência cidadã no trânsito.

Deixe uma resposta