A calmaria que preciso — Sendo Honesto

Sonho tão alto Não posso evitar Observando as nuvens Encontro-me com elas Aves mostram sua beleza Cruzando o horizonte Exuberante é a vista Que o mar me proporciona Tão extenso e sem fim Refletindo o céu Tão vivo e azulado Me perco o observando A brisa bate no rosto Com ela vem o cheiro Da água salgada Onde mais encontraria […]

via A calmaria que preciso — Sendo Honesto

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.