População já pode descartar óleo vegetal em Ecopontos

44199
Durante lançamento de campanha prefeito disse que quer expandir o programa
24/6/2016 | Paola Vieira, MTB: 43.705

Os litros de óleo vegetal usados já podem ser descartados nos Ecopontos de Praia Grande. Nesta sexta-feira (24), o prefeito de Praia Grande lançou a campanha de descarte consciente do produto e disse que pretende criar Unidades Ecológicas em mais equipamentos municipais, como escolas e Unidades de Saúde da Família (Usafas), que receberão maior diversidade de produtos, como pilhas, baterias e lâmpadas.

Atualmente, Praia Grande conta com dez Ecopontos, sendo que dois deles, dos bairros Caiçara e Aviação, já recebem também pneus. Todas as unidades municipais de ensino também contam com receptores de pilhas e baterias.

Segundo o prefeito, ações como esta são reflexo da preocupação constante da Administração Municipal com a questão da política reversa, que sofre com a morosidade na implantação dos acordos setoriais. “Temos que continuar com a coleta adequada do lixo orgânico e fazer uma política de separação correta destes materiais, para haver um reaproveitamento, contribuindo para o meio ambiente, enquanto não vem a regulamentação da política reversa”, disse o prefeito, cobrando mais agilidade do Governo Federal para estabelecer a obrigatoriedade das empresas em recolher o material produzido por elas.

Enquanto não há definições da esfera Federal, o prefeito planeja incrementar as ações do Município. “Queremos formar uma consciência sobre a separação dos materiais e tentar gradativamente introduzir a política reversa. Já temos pontos com receptores de pilhas, óleo e pneus. A ideia é que isso aconteça em Unidades Ecológicas dentro dos equipamentos de saúde e educação, que totalizam mais de 120 pontos estratégicos, onde tem a visita diária de pessoas. Esses são os pontos mais adequados para abrir consciência ambiental coletiva”.
A iniciativa da Administração Municipal é uma parceria com a empresa Cargill, por meio do programa “Ação Renove o Meio Ambiente” e tem apoio da Sabesp e Ecovias.

Funcionamento – Foram instalados nos dez Ecopontos displays para depósito de recipientes com o óleo usado. O munícipe deve levar o óleo em garrafas pet ao ponto de descarte e colocá-la no display (o produto não deve ser retirado da embalagem). A ONG Trevo, que realiza o trabalho com a Cargill, será responsável pela coleta e tratamento do produto, que será usado na produção de biodiesel. A cada litro de óleo coletado será destinado um percentual à Coopervida (Cooperativa de Coletores e Recicladores de Materiais Inorgânicos Nova Vida) quando retirado dos Ecopontos.

Ecopontos – Desde 2012, a Prefeitura de Praia Grande disponibiliza locais na Cidade para o descarte correto de materiais recicláveis, os Ecopontos. Os locais possuem caçambas para depósito de materiais como plástico, vidro, madeira, podas de árvores e pequenas quantidades de entulho (até 2 m³ por descarte). Em 2015, foram recolhidos 756.550 kg de materiais inservíveis e 1.751.656 kg de entulho em geral.

Funcionando de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, os Ecopontos ficam nos seguintes endereços: Aviação (esquina das ruas Jorge Alves Maciel e Jorge Hagge), Sítio do Campo (esquina da Avenida do Trabalhador com Rua Saturnino de Brito, loteamento Guaramar), Nova Mirim (Rua Martiniano José das Neves, 1410), Mirim (Avenida Presidente Kennedy, ao lado do nº 8462, entre as Ruas 26 de Janeiro e Aldo Coli), Real (Rua Lilás, 429), Maracanã (esquina da Avenida Dr. Roberto de Almeida Vinhas com Rua Dorivaldo Francisco Loria), Caiçara (Avenida Presidente Kennedy, ao lado do número 13.684, esquina com Rua Maximina Ildefonso Ventura), Boqueirão (Rua Guanabara com Praça 19 de janeiro), Solemar (Avenida Presidente Kennedy, na altura do número 21.074, esquina com a Rua Cassimiro de Abreu) e Ribeirópolis (esquina das Avenidas Diamantino Cruz Ferreira Mourão e Agostinho Ferreira).

Deixe uma resposta