fbpx
  • +55 13 99615 8477
  • vendas@euamopg.com

Caminhada da Adoção em Praia Grande reúne mais de 500 participantes

Caminhada da Adoção em Praia Grande reúne mais de 500 participantes

44006
Evento foi realizado na manhã de domingo (22), na avenida da praia
23/5/2016 | Jaqueline de Marco, MTB: 52.981

Com o intuito de conscientizar a população de que adotar uma criança ou um jovem é um ato de amor, na manhã deste domingo (22) foi realizada a 4ª edição da Caminhada da Adoção de Praia Grande. O evento aconteceu na Avenida Presidente Castelo Branco, entre os Bairros Boqueirão e Canto do Forte, e contou com a participação de cerca de 500 pessoas. A ação foi organizada pelo Grupo de Apoio à Adoção Laços de Amor (Gaala) e contou com o apoio da Secretaria Municipal de Promoção Social (Sepros).

A concentração do evento teve início às 8h30 na esquina da Avenida Presidente Castelo Branco com a Rua Pernambuco, no Bairro Boqueirão. Enquanto os participantes trocavam uma embalagem de leite em pó por camisetas do evento, o público ainda pôde aproveitar aulas gratuitas de zumba e apresentações de dança e capoeira. A caminhada na avenida da praia teve início por volta das 10 horas e seguiu até a Praça Duque de Caxias, no Canto do Forte.
Durante todo o percurso, foram distribuídos folhetos informativos e por meio do sistema de som os participantes e a população receberam informações sobre adoção no Brasil.

A presidente do Gaala, Júlia Leal, explicou a importância de ações de conscientização e de quebra de preconceitos sobre o assunto. “Eventos específicos e os próprios grupos de adoção são importantes durante todo o processo, seja para quem está somente com uma ideia de ter um filho, seja quem já tenha a guarda definitiva da criança. Tem pessoas que participam inicialmente só para conhecer o trabalho e com o tempo acabam na lista à espera de adoção”.

A secretária de Promoção Social, Gisele Domingues, comentou sobre a ação. “É um momento de conscientização das pessoas. Durante a caminhada, muitas passam, ficam curiosas e depois procuram informações sobre o assunto. E isso pode despertar o interesse delas gerando a possibilidade de um apadrinhamento afetivo ou até mesmo de uma adoção no futuro”. Ela destacou ainda que apóia a adoção. “Estes dias ouvi a melhor definição da maternidade e paternidade. Existem três tipos de partos: o natural, a cesariana e a adoção”, finalizou.

Participando da caminhada, a auxiliar administrativo Patrícia Paula Toledo Pinto, mãe do pequeno Thiago de 10 meses, destacou o quanto a adoção é recompensadora. “Somando todo o período do processo de adoção, foram 2 anos, mas agora que tenho ele, cada minuto de espera valeu a pena. Por problemas de saúde eu nunca pude ter filhos, aí o Thiago nasceu do meu coração”.

O motorista e mestre de capoeira José Francisco Nunes Neto comentou como é a experiência de adotar uma criança, mesmo já tendo uma filha biológica. “Tenho uma filha de 24 anos que apoiou a minha decisão. Hoje tenho um filho com menos de um ano e a experiência é única, maravilhosa. Vale muito a pena”.

A auxiliar administrativo Kelly da Paixão Menezes Souza adotou no último ano a pequena Beatriz de 1 ano e seis meses e contou um pouco sobre sua experiência. “A espera pela chegada dela foi muito difícil e o apoio e troca de experiência que temos nos grupos de adoção ajudam muito. As pessoas precisam entender que entregar uma criança para adoção de forma correta, assim como adotar, é um ato de muito amor. E hoje, por causa disso, realizei meu sonho de ser mãe”.

Ainda no processo de ação, a pedagoga Elaine Ribeiro Pereira também participou da caminhada, dando seu apoio à ação. “Já tenho um filho biológico, mas sempre quis adotar mais uma criança. Atualmente estou à espera, por isso costumo dizer que estou em gestação. Adotar é um ato muito lindo”.

Dia da Adoção – A data 25 de maio foi escolhida como o Dia Nacional da Adoção pelos quatorze Grupos de Apoio à Adoção que se reuniram em 1996 em Rio Claro, interior de São Paulo, onde foi realizado o I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção. A lei foi sancionada em 9 de maio de 2002 sob o nº 10.447. Em Praia Grande, desde 2014, a data também foi escolhida para celebrar o Dia Municipal da Adoção.

ADM5

Seu comentário é importante!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: