Páscoa: Procon-PG dá dicas para compra de ovos de chocolate

0000000000000000000000000000000000000000
É preciso ficar atento a diversas questões, como as informações da embalagem
21/3/2016 | Paola Vieira, MTB: 43.705

Quem optar por comprar ovos de chocolate nesta Páscoa, comemorada no próximo domingo (27), deve ficar atento a algumas questões. O alerta é feito pelo Programa em Defesa do Consumidor (Procon) de Praia Grande, órgão vinculado à Procuradoria Geral do Município.

De acordo com o diretor do Procon-PG, Adriano da Silva Gonçalves, o ideal é antecipar as compras. “Conforme a data da celebração se aproxima, os preços aumentam. Outra recomendação é não levar crianças ao supermercado, pois elas são mais suscetíveis aos apelos de consumo, especialmente com produtos com personagens”.

Entre os diversos pontos observados, o Procon sugere que o consumidor faça uma comparação dos preços praticados por diferentes estabelecimentos, atentando para data de validade e outros dados obrigatórios da embalagem como peso, lote, volume, composição, inspeção do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ingredientes, restrições de uso e informações sobre o fabricante. “O local onde estão armazenados ou expostos os ovos deve estar sob temperatura adequada (cerca de 18ºC). Ambientes muito quentes provocam o derretimento do produto. Temperaturas muito baixas fazem o chocolate endurecer e apresentar uma coloração esbranquiçada. O armazenamento deve ser efetuado longe de produtos de limpeza e fontes de calor”, explica.

Confira algumas dicas:

Embalagem: As informações contidas na embalagem devem ser claras e precisas, com especificações corretas sobre quantidade, composição, características, qualidade, bem como os possíveis riscos que o produto apresente. É na embalagem que o consumidor deve buscar informações importantes, como prazo de validade, peso líquido, número de referência do ovo (código do fabricante que identifica o peso e o tamanho de seus produtos), condições gerais da embalagem e selo do Inmetro, neste caso é importante verificar se na embalagem do ovo se está estampada a frase “Atenção: contém brinquedo certificado no âmbito do Sistema Brasileiro da Avaliação da Conformidade”.
Também é obrigatória a indicação de faixa etária ou, se for o caso, frase que informe que não existe restrição de faixa etária. O brinquedo deve ter o selo do Inmetro em sua embalagem.

Pagamento: Verifique a possibilidade de negociar descontos ou prazo de pagamento caso for adquirir grande quantidade. Se for parcelar ou financiar o pagamento, fique atento ao valor dos juros ou de outras taxas cobradas.

É importante saber ainda que de acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), o fornecedor responde solidariamente pelos vícios de quantidade do produto. Deve, também, desconsiderar a numeração dos ovos fornecida pelos fabricantes – cada um adota uma diferente. De acordo com o CDC, o que vale é o peso líquido do chocolate. Para ovo de fabricação caseira são definidas as mesmas regras aplicadas aos ovos industrializados.

A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP) segue realizando operações de fiscalização em estabelecimentos comerciais de todos os portes no Estado de São Paulo. Em Praia Grande a operação ocorreu na última semana. No site da instituição (http://www.procon.sp.gov.br), o consumidor pode visualizar pesquisa comparativa de preços com os principais produtos sazonais comercializados.

O PROCON-PG fica na Rua Jaú, 880, 7ª andar, Sala 72. O horário de atendimento é das 8h30 ao meio-dia e das 13 às 17 horas, de segunda a sexta-feira. Mais informações podem ser obtidas no telefone 3473-6810.

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS: Acesse também nosso conteúdo através do Facebook e do site da Rádio do Paço. Veja também o Banco de Imagens.

Deixe uma resposta